Connect with us

Geral

Sala dos Toninhos recebe o Festival Perifa Viva, neste sábado, 23

Publicado

em

A Sala dos Toninhos, na Estação Cultura, receberá no dia 23 de julho, o Festival Perifa Viva, evento cultural produzido pelos coletivos Alimentando Vidas, NaViela e Sarau Movimentarte, iniciativas lideradas por jovens das periferias da cidade de Campinas e pelo artista autoral Bobis Abakxi.

O ingresso é de 1kg de alimento não perecível, que será distribuído às famílias de alta vulnerabilidade de seis bairros da cidade. A ação conta com apoio da Fundação FEAC, Prefeitura Municipal de Campinas, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, e da Casa Hacker.

Essa é a primeira edição deste que, segundo os organizadores, promete ser um grande encontro de vozes periféricas com duração de 12 horas ininterruptas de apresentações. “Nenhum outro festival que conheci teve o compromisso de apoiar financeiramente todos os artistas e demais agentes envolvidos no evento e ainda oferecer uma legítima propagação de arte periférica, acessível para todos os públicos. Vi aqui uma oportunidade de trabalharmos em rede no fortalecimento de nossos coletivos e de nossa comunidade”, diz Aldinan Campos, 17 anos, co-liderança do Projeto Alimentando Vidas.

Programação:

Música

Publicidade

O palco do evento receberá Giô Art Music, Sallon, Bobis Abakxi e Monaju com apresentação de repertório autoral, além dos DJ’s Flavio Rude, Raquel Ruff e Clandestina que juntos formam o Ruffneck Sound System, grupo que pesquisa a música jamaicana e passeia por todos os períodos e ritmos do reggae, com influências do rap, soul, r&b (Rhythm and blues), entre outros.

Circo

Nicky Karii, Rueiro e Cezinha apresentarão o “Cabaré da estação” e levarão ao evento a alma do circo de rua, com palhaçadas, malabarismos, equilibrismo e pirofagia, onde a manipulação do fogo vai encantar e iluminar a noite do público.

Graffiti

Para colorir a festa, os artistas Zerrê, Mirs, Kadu e Chorão darão vida a tábuas de madeira descartadas como lixo, servindo de tela para os artistas, construindo de forma poética e numa linguagem da periferia um cenário criativo para a reflexão sobre sustentabilidade em nossa cidade.

Publicidade

Roda Ballroom

Majestade Babilônia, travesti preta, fundadora e mãe da @casadebabilonia

comandará uma apresentação trazendo ritmos como o “trava funk” e brasilidades. O movimento ballroom é uma forma de refúgio, um lugar seguro para a população LGBTI+. A cena surgiu na comunidade negra

latino-americana LGBTI+ da Nova York dos anos 60, se espalhou pelo mundo como um movimento político, de ocupação de espaços e de celebração a diversidade de gênero, sexualidade e raça, e está presente em nossa cidade.

Atividades para as crianças

Publicidade

No período da manhã, das 10h às 13h o festival vai proporcionar um espaço para que as crianças desfrutem gratuitamente de brincadeiras tradicionais da periferia, como dança das cadeiras, morto-vivo, entre outras.

O evento também contará com pula-pula, cama elástica, distribuição de pipoca e algodão-doce e uma trancista profissional para levantar a autoestima da criançada.

Poesia, Batalha de rima, feira e alimentação

A literatura também estará presente numa roda de poesia aberta à participação do público, todos que se sentirem à vontade para recitar uma poesia terão o espaço aberto.

A programação trará, também, batalha de rima com Mc’s selecionados para as competições regionais do interior de São Paulo. Empreendedores da economia criativa das periferias da grande RMC também compõem o evento com uma feira. Terá praça de alimentação.

Publicidade

Ao todo cerca de 100 profissionais, todos residentes das periferias de Campinas, serão mobilizados para o evento.

Serviço

Festival Perifa Viva

Quando e hora: 23 de julho, das 10h às 22h

https://www.instagram.com/festivalperifaviva/

Ingresso: 1 kg de alimento não perecível

Publicidade

Local: Sala dos Toninhos, Estação Cultura.

Programação:

10h Espaço kids

13h Roda de Poesia

14h30 Batalha de rima

Publicidade

15h30 Circo

16h Ruffneck sound system

17h Roda Ballroom

18h30 Shows (monaju – Sallon – Bobis – Giô)

21h10 Saideira Ruffneck + Pirofagia

Publicidade

22h Encerramento.

Geral

Semana da Juventude terá 15 dias de mobilização com 45 atividades

Publicado

em

Por

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, deu início nesta sexta-feira, dia 12, na Sala Azul à Semana da Juventude em Campinas. A data marca o Dia Internacional da Juventude e assinala os 7 anos de atividade da Coordenadoria de Políticas para a Juventude. São 45 atividades ao todo, com mais de 30 instituições, serviços, coletivos, ou jovens parceiros. A programação completa da semana pode ser conferida no hotsite: http://bit.ly/semanadajuventudecampinas.

 

“Em Campinas, a juventude está entre as nossas prioridades. Com essa preocupação, decidimos estender a Semana da Juventude, que agora terá 15 dias”. Ele também acrescentou a importância de desenvolver políticas públicas para este segmento. “Nossos jovens precisam de oportunidades e ações que venham ao encontro da expectativas deles”, acrescentou.

 

“Já são sete anos que celebramos essa data e o propósito é proporcionar mais dignidade e perspectivas, principalmente entre os mais socialmente vulneráveis”, afirmou Vandecleya Moro, secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

 

Nos sete anos de atividade da Coordenadoria de Políticas para a Juventude, foram oportunizadas cerca de 1 mil vagas de cursos profissionalizantes, mais de 11 mil participantes em campanhas, eventos culturais e esportivos, feiras, audiências, mobilizações e palestras. Em 2022, foram investidos R$ 155.572,70 nos bolsistas do Programa Socioeducativo Juventude Conectada e contabilizados 8.939 atendimentos nos telecentros. Além disso, entre os meses de janeiro e julho, 1.750 jovens participaram de campanhas, cerimônias, eventos culturais e esportivos, feiras, audiências, mobilizações e em palestras em geral promovidos pela Coordenadoria.

 

​Instituído no calendário oficial de Campinas por meio da Lei Complementar nº 115/2015, a Semana da Juventude é um evento realizado pelo Poder Executivo em colaboração com o Conselho Municipal da Juventude e parceiros da sociedade civil. O Dia 12 de agosto é o Dia Internacional da Juventude, celebrado através da resolução da Assembleia Geral da ONU em 1999, como resposta às recomendações levantadas na Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em Lisboa, em 1998, onde ocorreram diversas reflexões sobre as práticas de responsabilidade social para a população jovem.

 

Com base no Estatuto da Juventude, compreendendo a juventude como pessoas na faixa etária de 15 a 29 anos, a 7ª Semana será realizada em conjunto com a Fundação FEAC, através do Programa Juventudes, e contará com ampla e diversa programação proposta por instituições, serviços, coletivos, ou jovens engajados na pauta das juventudes entre os dias 12 e 27 de agosto.

 

O tema deste ano é “Pega essa visão: a minha, a sua e a nossa participação” e está pautado no eixo “Direito à cidadania, à participação social e política e à representação juvenil do Estatuto da Juventude”. Acompanhando o movimento nacional em torno da mobilização juvenil para o exercício da cidadania pelo voto, a cidade de Campinas teve um aumento de 156% no número de novos títulos de pessoas entre 16 e 17 anos em comparação ao ano de 2020. 

Continue Lendo

Geral

Agenda do Festival de Leitura quer aproximar leitor da cultura escrita

Publicado

em

Por

O II Festival de Leitura, agendado para o Espaço Cultural Maria Monteiro, na Vila Padre Anchieta, começa nesta segunda-feira, 15 de agosto, e termina no sábado, 20 de agosto. O evento é gratuito e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Campinas.
Na programação estão saraus, exposições, palestras, rodas de conversa, filmes. Haverá também lançamento de livros, histórias para contar, desafios e debates.
Segundo os organizadores, o objetivo é aproximar o leitor, com oportunidade de experimentar e reconhecer as tradições da cultura escrita e do legado que cada uma das matrizes literárias oferece. O festival busca contemplar as mais diversas linguagens, que se aproximam e se miscigenam com a produção literária, como a música e as artes visuais, e dentre elas, especialmente, o cinema.
Programação
Exposição ‘Editora da Unicamp em 22’ sobre os centenários da Independência, da Semana Modernista de 1922 e da ascensão do Fascismo, de 10 a 21 de agosto, no saguão do Espaço Cultural Maria Monteiro – rua Dom Gilberto Pereira Lopes, s/n, Conjunto Habitacional Padre Anchieta
Exposição ‘Cenas de Leitura’ – coleção da Biblioteca Pública Municipal Prof. Ernesto M. Zink, na EE Paulo Mangabeira Albernaz – Rua Jair Jorge Bosco, 15, Nova Aparecida, de 15 a 20 de agosto
Dia 15 de agosto – segunda-feira – Leitura e aprendizado das linguagens
14:30 horas – Roda de conversa com professores sobre a literatura infantil na formação dos alunos (parceria com o CEFORTEPE), com a participação de Marta A. Oliveira, Cibele N. V. Ignácio, Vanessa Ferreira da Silva e Adriana Dante Baldijão. e Daniela C. Carvalho, escritoras e professoras da rede municipal de educação;
16 horas – Sessão de Cinema de Animação com os Hai-Kais do Príncipe, produzido pelo Núcleo de Animação de Campinas, sobre poemas de Guilherme de Almeida;
16:30 horas – Apresentação de contadores de histórias, com Mila Soares e Rose Darc;
17 horas – Apresentação e lançamento de livros infantis – Kátia Sentinaro e Marta Oliveira
Dia 16 de agosto – terça-feira – Antropofagia em pauta
15 horas – Sarau sertanejo – roda de violas com pessoal do Centro de Saúde da Vila Padre Anchieta;
19:30 horas – Projeção de fragmentos da peça ‘O Rei da Vela’, de Oswald de Andrade, encenada em 1967 pelo Grupo de Teatro Oficina;
20:30 horas – Leitura do Manifesto Antropofágico e roda de conversa sobre a Semana de Arte Moderna de 1922;
Dia 18 de agosto – quinta-feira – A produção literária na mão das mulheres
16 horas – Apresentação do filme ‘No rastro da poesia, no Caminho de Cora’,
produção EBC, dirigido por Maranhão Viegas;
17 horas – Leitura de poemas de Cora Coralina, e sarau literário dedicado às obras de mulheres escritoras;
20:00 horas – Lançamento do livro ‘Mulheres de Cora Coralina’, coletânea de poesias de poetas da Vila, organizado pela escritora Katia Marchese;
Dia 19 de agosto – sexta-feira – A criação como leitura do mundo
19:30 horas – Lançamento e apresentação de livros – roda de conversa com escritores
20:30 horas – Filme documentário sobre Carlos Drummond de Andrade, produção TV Cultura;
21 horas – Sarau
Dia 20 de agosto – sábado – As matrizes culturais e suas diversidades
14:30 horas – Roda de conversa sobre a literatura afro-brasileira com o
escritor Carlindo Fausto Antônio, professor da UniLAB;
15:30 horas – projeção do Filme AmarElo, dirigido pelo rapper Emicida;
17:30 horas – Roda de conversa com rappers de Campinas coordenada por Adriano Bueno;
18:30 horas – Apresentação de rappers e slamers.
Serviço
II Festival de Leitura
Dias: de 15 a 20 de agosto
Local: Espaço Cultural Maria Monteiro, na Vila Padre Anchieta – R. Dom Gilberto Pereira Lopes, s/n – Conj. Hab. Padre Anchieta, Campinas
Entrada gratuita

Continue Lendo

Geral

Itinerários das linhas 126 e 127 serão ampliados na região do Vida Nova

Publicado

em

Por

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) amplia a abrangência de atendimento das linhas 126 (Terminal Vida Nova / Vida Nova I e II) e 127 (Terminal Vida Nova / Vila Vitória), a partir da próxima segunda-feira, 15 de agosto, na região do Conjunto Habitacional Vida Nova.  

 

 

O trajeto da linha 126 será prolongado para atender aos bairros Residencial Porto Seguro, Vila Vitória e Chácaras Parque Aeroporto. Saindo do Terminal Vida Nova, a linha passa a atender ao Residencial Porto Seguro e retoma o itinerário atual pelos bairros Vida Nova I e II. Na sequência, passa pelo Terminal Vida Nova para atender aos bairros Núcleo Residencial Vila Vitória e Chácaras Parque Aeroporto, realizando parada no terminal.  

 

 

Já a linha 127 retoma o atendimento aos bairros Vida Nova I e II; e passa a atender ao Residencial Porto Seguro. Ela inicia o itinerário no Terminal Vida Nova e segue o trajeto atual pelo Núcleo Residencial Vila Vitória e Chácaras Parque Aeroporto. Em seguida, passa a atender ao Residencial Porto Seguro e aos bairros Vida Nova I e II, realizando parada no Terminal Vida Nova. No trajeto praticado pelas linhas, são 19 pontos de parada, além do terminal.  

 

 

Informações aos usuários   

 

Os usuários do transporte público coletivo podem consultar horários e itinerários das linhas pelos aplicativos “Cittamobi” e “Moovit”, que informam, em tempo real, a estimativa de chegada do ônibus no ponto, entre outras funcionalidades; e estão disponíveis para sistemas operacionais Android e iOS. A Emdec também disponibiliza a consulta aos itinerários, horários de partida referência nos pontos iniciais e finais, no endereço portal.emdec.com.br/consultalinha.    

 

 

Para esclarecer dúvidas sobre trânsito e transporte, acesse os canais do Fale Conosco Emdec, pelo telefone 118, site (portal.emdec.com.br/faleconosco); ou pelo aplicativo “Emdec”, disponível para download no Google Play e App Store.   

Continue Lendo

Populares