Connect with us

Indaiatuba

Secretaria de Educação realiza o balanço das ações concretizadas em 2017

Publicado

em

Foto: Giuliano Miranda RIC/PMI

A Secretaria de Educação contabiliza as ações desenvolvidas em 2017. No início do ano a pasta passou por uma mudança de gestão. A secretária, Rita de Cássia Trasferetti, se afastou de suas funções e retornou a seu cargo efetivo de supervisora na Diretoria Regional de Ensino de Capivari, com o objetivo de dar início ao processo de aposentadoria junto a Secretaria de Estado da Educação. Quem assumiu a posição foi a professora Maria Eliane Faccio Valezin a qual permaneceu até novembro, passando a função de secretária novamente para Rita de Cássia, que reassumiu a Secretaria de Educação no dia 10 de novembro.

O setor executa e supervisiona a política municipal de educação, pelos níveis do ensino infantil e do ensino fundamental, regular e supletivo, e do ensino médio; acompanha o desenvolvimento do ensino no Município, em todos os níveis; executa o programa de alimentação em todas as escolas públicas do Município e naquelas com as quais a Prefeitura Municipal mantém convênios. Promove a erradicação do analfabetismo. Em 2017 a Secretaria de Educação ampliou 1.664 vagas na Educação Básica. Atualmente possui 81 Unidades Escolares com 24.769 matriculados na Rede Municipal. Sendo 4.839 na Educação Infantil; 12.486 no Ensino Fundamental; 15 na Educação Especial Exclusiva; 142 na Educação de Jovens e Adultos; 6.932 na Creche e 355 no atendimento Educacional Especializado. A Rede Municipal também possui 1.136 docentes; 302 monitores e 335 ADE (Auxiliar de Desenvolvimento Educacional).

De acordo com a secretária da pasta, esse ano a Secretaria de Educação apresentou novidades, construiu uma creche e ampliou mais duas unidades escolares, buscando a qualidade de ensino e inovações da educação de Indaiatuba. “No ano de 2017, avançamos bastante no atendimento às nossas crianças de 0 a 3 anos (creche) e como este segmento é o alicerce de toda educação básica, temos a certeza que fortalecemos ainda mais a qualidade da educação em nosso município”, avalia Rita.

Um dos destaques para esse ano foi o lançamento da Plataforma SaberEAD. O Departamento de Inovação e Tecnologia Educacional junto com o Núcleo de Formação Continuadas desenvolveram a Plataforma SaberEAD, com uma proposta de ser um agente facilitador dos processos de ensino e aprendizagem empregando importantes paradigmas tecnológicos e da educação a distância. Todo o projeto de composição arquitetural e desenvolvimento de software foi feito pelo setor de tecnologia da Secretaria Municipal de Educação. Essa ferramenta foi projetada para ser utilizada inicialmente na formação dos professores, que já contam com um terço da sua jornada para estudos e planejamento. Este trabalho resultou em uma economia para o município em mais de 800 mil reais por ano. A plataforma conta com 1.300 professores inscritos.

Logo em janeiro, a Prefeitura anunciou que a Emeb (Escola Municipal de Educação Básica) “Padre Joaquim Aparecido Rocha”, localizada no Jardim Tancredo Neves iniciava o atendimento aos alunos em Período Integral. Com isso, Indaiatuba passou a contar com sete escolas de Ensino Fundamental funcionando em período integral, beneficiando mais de 2.600 alunos.

A Prefeitura criou esse ano o Niape (Núcleo Integrado de Apoio Pedagógico Especializado), que funciona com apoio de equipe especializada de fonoaudiólogos e psicólogos escolares. O núcleo auxilia as unidades escolares nos processos e programas de inclusão, educação especial, bem como nas demandas de triagens e de encaminhamentos para atendimentos especializados dos alunos pelas escolas.

Uma das novidades desse ano foi a mudança de modelo da 11ª edição da Feira Literária, que aconteceu no primeiro sábado de outubro. Fruto do projeto ‘Ler Faz Bem’, o evento desse ano, diferente dos anos anteriores, foi realizado nas Unidades Escolares e não no Pavilhão da Viber como nos anos anteriores. O objetivo foi expor os trabalhos realizados em sala de aula, diretamente para a comunidade onde a Escola está inserida. A mudança de formato deste ano foi um pedido dos gestores das escolas, para ampliar a participação dos familiares e da comunidade em geral. As unidades escolares realizaram apresentações dos alunos para a comunidade como: sarau, coral musical, contação de história, teatro e danças.

A Feira de Ciências também foi realizada em todas as Unidades Escolares e consistiu na exposição de trabalhos dos próprios alunos, sob a orientação de seus professores. Foram apresentados projetos, pesquisas e experimentos variados sobre temáticas das áreas das Ciências.

O projeto de arte circense Vidart faz parte do currículo escolar da Rede Municipal ensina para alunos do período integral e núcleo comum diversas modalidades circenses como: malabares, diabolô, trapézio, monociclo, entre outros. É desenvolvido em cinco unidades escolares: Emebs Elizabeth de Lourdes Cardeal Sigrist, Padre Joaquim Aparecido Rocha, Maria Benedicta Guimarães, Emebs Wladimir Olivier e Sylvia Sannazzaro e conta com a participação de 330 alunos. A prática circense reforça a importância do respeito, da disciplina, da responsabilidade e do interesse pelas aulas. Cabe ainda destacar que a prática das atividades circenses aumenta a capacidade de concentração dentro das salas de aula, além de promover a autoconfiança. Além da questão corporal, o projeto Vidart adquire grande importância no processo de inclusão social, pois proporciona alternativas para diversas questões sociais. Este trabalho funcionou como um apoio educacional importante, com reflexos no aumento da responsabilidade, do respeito e da autonomia, bem como o acesso à cultura e à prática corporal saudável.

A Secretaria de Educação promoveu em julho o III Encontro de Educadores da Rede Municipal de Ensino de Indaiatuba, o qual foi destinado a todos os docentes, supervisores educacionais, orientadores pedagógicos, gestores, coordenadores e equipe multidisciplinar do Niape. O tema abordado deste ano foi “A Educação em diálogo” e aconteceu no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba). O primeiro dia do retorno do recesso escolar, contou com a participação do professor Luiz Roberto Dante, autor dos livros de Matemática pelo PNLD – Programa Nacional do Livro Didático que ministrou sobre a didática da matemática e o processo ensino aprendizagem. Os docentes também prestigiaram a apresentação e palestra da Camerata Filarmônica de Indaiatuba, sob a regência da maestrina Natália Laranjeira com músicos locais que buscam contribuir culturalmente com a cidade.

A Avaliação Pedagógica orienta e coordena todas as ações desenvolvidas pela Área de Avaliação, promove a disseminação de informações sobre avaliações internas e externas da Educação Básica, acompanha e divulga os programas e ações do Ministério da Educação no âmbito municipal. Este ano, os alunos do Ensino Fundamental, realizaram a Prova Brasil. É uma avaliação desenvolvida pelo Inep/MEC, tem como objetivo avaliar a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro e é aplicada para as turmas dos 5º anos a partir de testes padronizados e questionários socioeconômicos. Esses testes acontecem a cada dois anos. O município mantém sua própria avaliação a Amda (Avaliação Municipal do Desempenho do Aluno) é aplicada para todos os anos do Ensino Fundamental, por amostra na Avaliação Diagnóstica da Educação Infantil e para todos os alunos da Etapa II na Avaliação Final. Ela é dividida em “Avaliação Diagnóstica”, que acontece no início do ano e tem por objetivo mapear em que momento da aprendizagem o aluno se encontra, e “Avaliação Final” que acontece nos meses de outubro e novembro e com objetivo de verificar se o aluno atingiu os objetivos propostos para cada ano ou etapa.

Em relação a formação continuada a Secretaria de Educação elaborou e executou 74 oficinas pedagógicas para os profissionais da pasta. Também foram articuladas mais de 40 ações formativas para os servidores da Rede Municipal de Educação. Foi implantado um novo laboratório de informática no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba) para atendimento das demandas de treinamentos e capacitações.

Este ano a Secretaria de Educação se uniu com a Secretaria de Esportes e Saúde para a criação do projeto 100% Saúde voltado para diagnóstico, encaminhamento, e ações de prevenção da obesidade infantil. O objetivo foi atender às crianças da Rede Municipal e seus familiares que estão acima do peso e procuram uma mudança de vida. No projeto, os participantes recebem orientações para mudanças de hábitos alimentares e estilo de vida para o bem-estar físico e mental. Foram identificadas 600 crianças obesas da Rede Municipal de Educação e foram chamadas de 100 em 100 para participar do 100% Saúde junto com os familiares que também estão acima do peso. O projeto conta com uma equipe multidisciplinar formada por médico cirurgião bariátrico, nutricionista e psicóloga.

O Portal da Educação [http://www.educmunicipal.indaiatuba.sp.gov.br/] continua em ampliação com informações diversificadas relacionadas à Secretaria Municipal de Educação e outras informações correspondentes a todos os segmentos educacionais. No Portal da Educação estão disponíveis todos os livros virtuais desenvolvidos pelos professores da Rede Municipal de ensino, sendo atualizado anualmente. Além da manutenção e melhorias dos serviços técnicos existentes, foram realizados aproximadamente 7.000 novos atendimentos técnicos.

Alimentação Saudável

A forma de operacionalização da Alimentação Escolar do município de Indaiatuba é Terceirizada. O alimento é transportado em hot box para as escolas de período parcial e feita no local para as creches e escolas de período integral. Em 2016 os alunos da Rede Municipal e Estadual receberam um cardápio in natura elaborado por Nutricionista Responsável Técnico de acordo com os nutrientes descritos na página 38 e 39 da resolução nº 26 de 17/06/2013 do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), mediante a faixa etária, as necessidades nutricionais e as exigências do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

Neste ano a Secretaria de Educação com o Setor de Alimentação Escolar e Departamento de Informática, elaborou o projeto ‘Avaliação Nutricional dos Alunos’ através do sistema online SABER para todas as escolas da Rede Municipal. Foi elaborado por Nutricionista Responsável Técnico e desenvolvido pela Informática afim de avaliar o estado nutricional dos alunos, na faixa etária de 4 a 15 anos.

Foram coletados os dados como: peso, altura e idade dos alunos em abril de 2016/2017 e outubro de 2016/2017 para a avaliação dos alunos, seguindo os parâmetros antropométricos de peso/altura baseados segundo a tabela de classificação do IMC da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Mediante os resultados do diagnóstico nutricional dos alunos para a classificação de obesidade foi feita uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde através do Projeto 100% Saúde, onde são realizadas Palestras para os pais e atividades para os alunos. Foram identificadas 600 crianças obesas da Rede Municipal de Educação e foram chamadas de 100 em 100 para participar do 100% Saúde junto com os familiares que também estão acima do peso.

Também acontece o projeto de ‘Educação Nutricional nas Creches Municipais’, onde são realizadas para as crianças a partir de 1 ano, atividades de Educação Nutricional com a finalidade de implantar uma alimentação adequada, sendo essencial para o crescimento e desenvolvimento das crianças. Nesse período, ocorre incorporação de hábitos alimentares, apresentação de novos sabores, texturas e cores. O projeto é realizado pela Nutricionista Responsável Técnico do Setor de Alimentação Escolar em parceria com funcionários das creches. São feitas diversas atividades, através de filmes/vídeos educativos sobre alimentação e higienização, teatro promovidos com fantoches, desenho para pinturas, apresentação de alimentos para manuseio das crianças, assim como degustações, implantações de hortas, apresentação de cardápios ilustrativos.

Projetos Permanentes

Na Trilha das Águas e Visitação ao Museu da Água

É uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o SAAE, atendendo alunos dos 3ºs anos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino. O roteiro do passeio ambiental contempla a visita ao córrego Belchior e ao córrego Barnabé; Parada no chafariz da cidade; Aula expositiva sobre a história da água na cidade de Indaiatuba; Trilha guiada pelo Museu da Água, passando pelos seguintes pontos: Captação do Cupini; Atividade sensorial na sala de exposição; Visita à sala histórica; Laboratório móvel: análise da água e Trilha ecológica.

Passeios da Memória

É uma realização da Secretaria Municipal de Educação com o apoio da Fundação Pró-Memória, atendendo todos os alunos dos 4ºs anos da Rede Municipal de Ensino. O roteiro começa com a visita das professoras do Projeto às salas de aula para contextualizar aspectos centrais da história do município às crianças e uma semana após essa contextualização, acontece o passeio histórico cultural que contempla o Centro de Convenções Aydil Bonachella como início do roteiro, passando também pelo Hospital Augusto de Oliveira Camargo, Praça Rui Barbosa, Câmara Municipal, Parque Ecológico, Paço Municipal, Chafariz, Shopping Jaraguá (Antigo Cotonifício), Praça Dom Pedro II, Praça Prudente de Moraes, Casarão Cultural Pau Preto, Igreja Matriz Nossa Senhora da Candelária e Museu Ferroviário. Em 2017, os alunos da EJA, no período noturno também puderam participar deste Projeto com um roteiro adaptado para este período do dia.

Ler Faz Bem

Um dos o maiores Projetos da Secretaria de Educação, engloba diversas ações referentes à leitura e culmina com a escrita de livros artesanais realizados pelos alunos de todas as escolas e creches. Estes livros foram expostos nas escolas com a Feira Literária, neste ano em sua 11ª edição. Entre as ações deste projeto algumas se destacam: Asas de Papel – é um subprojeto que visa ampliar os projetos de leitura das escolas para além dos alunos, envolvendo toda a comunidade escolar, mobilizando e dando funcionalidade à leitura junto aos alunos, aos familiares, aos funcionários e à comunidade do entorno escolar. Turma da Leitura – também subprojeto do Ler Faz Bem, este projeto é executado por professores da Rede Municipal que em itinerância percorrem as creches e escolas municipais, com datas e locais previamente agendados, com o objetivo de levar aos alunos contações de histórias e momentos de puro encantamento e magia. Memória Local – projeto realizado por opção em algumas das Escolas do Ensino Fundamental nos 4ºs anos, da Rede Municipal que tem relação direta com o Projeto Ler Faz Bem. Com esse projeto os alunos aprendem que a história de um povo, de um local, se constrói com a importância de cada um, ainda que esses personagens não tenham visibilidade midiática. Sob a orientação dos professores, os estudantes escolhem um depoente, que pode ser qualquer pessoa do bairro em que convivem que por algum motivo destaca-se no olhar da turma de alunos, entrevistam-no, relatam e ilustram a sua história de vida confeccionando um livro. Seu objetivo é contribuir para o reconhecimento da memória da comunidade como fator de valorização pessoal, cultural e comunitário a partir do relato das histórias de vida dos moradores. É também uma maneira de desenvolver práticas sociais de leitura e escrita.

Educa Água

É um projeto realizado em parceria com o SAAE, visa compreender a relação “homem-natureza” dentro de seus mais variados aspectos através de estudos realizados com os alunos da Etapa II e do 5º ano do Ensino Fundamental. Segundo a Proposta Pedagógica da Rede Municipal de Ensino os alunos devem ser capazes de observar e compreender a natureza como um todo dinâmico e integrado, sendo o ser humano parte desta natureza e agente de transformações do mundo em que vive. Estes projetos objetivam a formulação de questões, busca de alternativas e proposições de soluções para problemas reais do cotidiano, especialmente o uso racional da água.

Os alunos desenvolvem ações com a temática da água que promovem a sustentabilidade dentro das escolas e a multiplicação destas ações para a comunidade em geral com práticas de cidadania. A demonstração destas ações, para toda a comunidade escolar, articulada com os conteúdos curriculares da disciplina de Ciências, oportuniza a realização das Feiras de Ciências em todas as escolas no mês de junho. Para a avaliação dos resultados destes projetos são analisadas as médias de consumo de água nas escolas, são estabelecidas metas para diminuição e controle destes consumos, são organizados planos de ação que detectam as principais ocorrências que tem gerado desperdícios e a partir daí soluções são colocadas em prática e regularmente reavaliadas. Faz parte deste projeto a doação de uniformes escolares pelo SAAE para os alunos do Ensino fundamental.

PTJC (Programa Trabalho Justiça e Cidadania)

É uma ação conjunta realizada com a AMATRA XV (Associação dos Magistrados do Trabalho da 15ª Região) – projeto realizado com os alunos de EJA nas duas escolas municipais que atendem a essa modalidade de ensino: EMEBs – “Profª Áurea Moreira da Costa” e “Prof. Leonel José Vitorino Ribeiro”.

A EJA atende a um público essencialmente trabalhador e este projeto trouxe o mundo do trabalho para ser estudado nas disciplinas curriculares. No esforço de alfabetizar-se, contar e operar os alunos tiveram a oportunidade de ler e debater sobre os direitos e deveres do trabalhador. Estes estudos foram feitos a partir de publicações oferecidas pela parceira AMATRA XV. A partir destas leituras, pesquisas foram ampliadas sobre o assunto e as dúvidas encontradas pelos alunos foram elencadas e respondidas por juízes do trabalho que visitaram os alunos nas escolas. Este projeto trouxe mais motivação e significado à educação proposta a esses alunos e ampliou a condição cidadã de cada um deles.

Empreendedorismo

Ação realizada em parceria com o Sebrae Campinas e a Secretaria Municipal de Educação. Trabalho feito com os alunos de EJA na EMEB “Prof. Leonel José Vitorino Ribeiro”.

Esta visou fortalecer o espírito empreendedor dos alunos no mundo do trabalho e nos demais aspectos da vida. Os alunos participaram de palestras e oficinas em que foram debatidos o conceito de empreendedorismo e suas diversas aplicabilidades. Em especial a criatividade, o planejamento, a iniciativa, a pró-atividade e o protagonismo.

JEPP (Jovens Empreendedores Primeiros Passos)

Projeto realizado em parceria com o SEBRAE Campinas e a Secretaria Municipal de Educação. Trabalho feito com os alunos de três escolas municipais de ensino fundamental: EMEBs – “Prof. Nzizio Vieira – unidade do E. F.; “Prof. Antônio Luiz Balaminuti” e “Pe. Joaquim Aparecido Rocha”.

Este visa o incentivo à educação e à cultura empreendedora. Os alunos vivenciaram atividades práticas que desenvolveram atributos e atitudes necessários para a gerência da própria vida (pessoal, profissional e social). As atividades lúdicas propostas sensibilizaram os estudantes a assumirem riscos calculados, a tomarem decisões e a terem um olhar observador para que pudessem identificar, ao seu redor, oportunidades, mesmo em situações desafiadoras. Os alunos planejaram, gerenciaram e produziram a partir de uma situação dada. Cada turma teve como tarefa um plano de negócio a empreender, utilizando nessa vivência a ética, a cooperação e a inovação.

MPT (Ministério Público do Trabalho) na escola

Trata-se de um projeto realizado em parceria com o Ministério Público do Trabalho, o PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil em Indaiatuba) e a Secretaria Municipal de Educação. Este projeto foi desenvolvido em cinco escolas de Ensino Fundamental, especialmente com os alunos dos 4ºs anos. As escolas envolvidas foram as EMEBs: “Profª Sylvia Teixeira de Camargo Sannazzaro”; “Doardo Borsari”; “Maria Helena da Costa e Silva”, “Prof. Antônio Luiz Balaminuti”, “Prof. Wladimir Olivier”. O trabalho foi feito principalmente nas aulas de Arte e Filosofia em integração com o currículo destas disciplinas. Casos em que as escolas, na elucidação da temática identificaram, de alunos em situação de trabalho infantil, a rede de proteção foi acionada, bem como a aproximação às respectivas famílias.

IPP – Intervenção Pedagógica Paralela

É uma importante ação que ocorre em todas as escolas municipais de Ensino Fundamental. Este trabalho contribuiu fortemente para um ensino de qualidade, e garantiu o direito de todos os alunos evoluírem na aprendizagem. Trata-se de um momento semanal no próprio horário de aula em que os alunos que não estão acompanhando as metas de aprendizagem de cada bimestre recebem uma intervenção pedagógica diferenciada com atividades e materiais específicos voltados para as suas necessidades educacionais. Este trabalho foi feito em pequenos grupos e envolveu a contratação de mais um professor para esses horários para que cada turma de alunos pudesse desenvolver-se a partir do seu próprio ritmo de aprendizagem.

Educação para as relações étnico-raciais

Este programa propõe o trabalho pedagógico sobre a valorização das diversidades étnico-raciais de acordo com a Lei 11.645/08 (antiga lei 10.639/03) que trata da obrigatoriedade da inclusão da história e cultura africana e dos povos indígenas no currículo escolar. Seu objetivo maior é o resgate e a valorização afirmativa da influência do negro e do índio na formação da sociedade brasileira.

Com o intuito de planejar ações com este fim e subsidiar o trabalho a ser realizado em todas as modalidades e níveis de ensino da Rede Municipal, foi instituída uma Comissão com representantes dos professores e de funcionários de vários setores da SME. Essa Comissão estuda, planeja e propõe ações diversas, em especial atividades pedagógicas articuladas com o Currículo para ampliar a divulgação junto aos alunos e comunidades escolares, destas influências e favorecer o conhecimento das nossas origens. Além da proposição de atividades que se integram ao Currículo, dentro deste programa são previstas palestras aos professores e funcionários, exposições feitas pelas próprias escolas em especial no dia 20/11 e com mostras do trabalho na XI Feira Literária da SME.

Saber consumir

Projeto realizado em todos os 3ºs anos da Rede Municipal de Ensino. Realizado em integração com as disciplinas curriculares, o projeto objetivou provocar nos alunos uma mudança de atitude frente às relações de consumo do cotidiano; despertar nos alunos o interesse em conhecer seus direitos principalmente como consumidores, tornando-os multiplicadores em seu meio de convívio; contribuir para a formação de um cidadão mais consciente e responsável. Nas aulas das diferentes disciplinas, a partir do conteúdo em curso, os professores aproveitaram as oportunidades para propor rodas de conversa em que os alunos foram convidados a refletir e debater sobre temas relacionados ao consumo consciente.

Programa Viver (Valorizando o Indivíduo e a Vida em Recuperação)

Programa municipal que contou com as seguintes premissas: proteger crianças e adolescentes que não estão envolvidos com as drogas; recuperar os iniciantes, que devem ser reintegrados à vida produtiva e saudável; trabalhar a drogatização considerando a necessidade de recuperar dependentes químicos como missão da sociedade; combater com ações permanentes e enérgicas o traficante e o fornecedor de entorpecentes. Como este é um programa multidisciplinar que envolve todas as Secretarias Municipais, em especial a Secretaria Municipal de Educação também se comprometeu com essa frente de trabalho. Neste sentido todos os alunos da Rede Municipal de Ensino, da Creche aos 5º anos e EJA, debateram questões que colaboraram com as medidas protetivas mencionadas.

Programa BASE (Beisebol em Apoio ao Sistema de Ensino)

Tem como principal objetivo ensinar a prática do beisebol aos alunos regularmente matriculados nas escolas municipais de Indaiatuba, e implicitamente através da prática do mesmo, promover o desenvolvimento humano e a melhora no desempenho escolar através de valores como: trabalho em equipe, organização, disciplina, respeito, ajuda mútua, além de buscar a melhoria das relações afetivas e sociais. O beisebol traz consigo a filosofia de vida da cultura japonesa, em que os conceitos de disciplina, organização, cooperação, equipe, companheirismo, solidariedade e respeito ao próximo, formam não só o atleta, mas principalmente, o cidadão e podem auxiliar durante a infância dos alunos.

Atualmente há 300 alunos dentro do projeto em cinco unidades escolares: Padre Joaquim Aparecido Rocha; Maria José Ambiel Marachini; Maria Cecília Ifanger; Cleonice Lemos Naressi e Maria Albertina Banwartti.

CPFL nas Escolas

Este projeto propõe o trabalho de conscientização para a economia de energia nas escolas desenvolvendo com os alunos atitudes colaborativas e de sustentabilidade. Está sendo realizado através de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Indaiatuba e a CPFL – Energia por intermédio da DATTE- Tecnologia Avançada em Gestão.

Entre os objetivos do programa “CPFL nas Escolas” há também a preocupação de capacitar educadores de escolas públicas municipais da área de concessão da CPFL Paulista e Piratininga, para disseminar conceitos básicos de uso eficiente e seguro da energia elétrica. A metodologia é a do PROCEL -“A Natureza da Paisagem: Energia Recurso da Vida”, e será aplicada junto ao público infanto-juvenil (ensino fundamental – 2º ao 5º ano do ensino fundamental), envolvendo suas famílias e a comunidade.

Obras Educação

Creche do Bairro Mato Dentro

A nova creche construída no Bairro Mato Dentro já está pronta e a Prefeitura aguarda a ligação definitiva da energia elétrica para a entrega oficial do prédio. Também já está sendo providenciada a ligação definitiva de energia elétrica. O prédio com 832,19 m² de área construída está localizado na rodovia Cônego Cyríaco Scaranello Pires, onde funcionava a Usina de Beneficiamento de Leite. A unidade oferecerá cinco salas e atenderá 120 crianças.

Refeitório no Complexo Educacional

Outra obra concluída neste ano foi a construção de um refeitório no Complexo Educacional Parque das Nações, que também aguarda ligação definitiva de energia para ser entregue para utilização.

Ampliação Creche Campo Bonito

A ampliação da Creche Campo Bonito começou em abril e deve ser concluída até o final deste ano. A unidade, que já está em funcionamento, ganhará duas novas salas, com trocador, sanitários e solários. A ampliação vai possibilitar o atendimento de mais 36 crianças, totalizando 232 matrículas ativas por ano. A creche também passará por uma reforma para instalar grades de proteção na área administrativa e substituir os vidros do pátio por caixilhos de alumínio, entre outros serviços.

Ampliação Emeb Profª. Janette Vieira Vaqueiro

A Emeb e Creche “Janette Vieira Vaqueiro” é outra obra de ampliação já em fase de acabamento. A unidade ganhou três banheiros com trocadores e as salas de aula estão sendo adequadas para o atendimento de creche. Também foi construída uma despensa; o pátio recebeu cobertura metálica; portas e janelas danificadas serão trocadas; algumas áreas foram fechadas e construídas áreas de passeio externo. O prédio ainda passou por manutenção na parte hidráulica e elétrica e foi repintado. A unidade atenderá 226 crianças.

Laboratórios de Informática

A Educação está em fase de conclusão dos laboratórios de informática nas Emebs “Profª Maria Helena da Costa e Silva”, no Campo Bonito e “Profª. Maria Albertina Banwart Berdu”, no Aldrovandi. Os projetos estão na fase de aquisição dos computadores

Estúdio de gravação

A Educação concluiu o espaço onde funciona um estúdio para gravação de vídeo-aulas para o aprimoramento profissional. O local também é utilizado para transmissões online de treinamentos. A proposta é tornar a formação contínua de professores e funcionários da Educação mais ágil e prática para atender cada vez melhor a comunidade escolar.

Indaiatuba

Secretaria da Fazenda lança formulário de sugestões para elaboração do planejamento orçamentário

Publicado

em

Por

Foto: Arquivo-Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria da Fazenda, lança na quarta-feira (10) o formulário de participação da população na elaboração do Plano Plurianual – PPA 2022-2025, e Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO 2022 e Lei Orçamentária Anual – LOA 2022. Para participar, basta acessar o link https://www.indaiatuba.sp.gov.br/fazenda/orcamento/, no período de 10 de março a 30 de junho.

Através do formulário eletrônico será solicitado o preenchimento de alguns dados pessoais e, logo em seguida, cada cidadão poderá selecionar dentre as opções disponíveis, 03 (três) áreas que em sua opinião necessitam de maior atenção da administração municipal, devendo ainda indicar 02 (duas) ações que considera prioritárias, nas áreas selecionadas.

Caso tenha sugestões adicionais, não contempladas nas opções disponíveis para seleção, o cidadão terá a oportunidade de registrá-las ao final do preenchimento do formulário.

Este canal de comunicação entre o poder público e a população visa tornar a administração pública municipal mais transparente, democrática e participativa. “Entendemos que este é o momento mais propício para a participação popular, pois é neste ano que a administração pública municipal tem a obrigação de elaborar todas as peças de planejamento, dentre elas o Plano Plurianual, que é a peça que norteará o planejamento orçamentário municipal para os próximos 4 anos, através da edição anual da LDO e da LOA”, explica o secretário da Fazenda, Orlando Schneider Vianna.

O objetivo desta ação, além de ampliar a participação de toda a população, é identificar as áreas prioritárias e aproveitar as sugestões para o aperfeiçoamento constante dos programas de governo possibilitando a construção de um orçamento voltado ao desenvolvimento social e econômico sustentável do município, proporcionando maior efetividade e dinamismo à gestão pública.

“Outro ponto positivo de realizar a audiência pública eletrônica nesta fase, é o tempo hábil para os órgãos técnicos e Administração avaliarem e decidirem quanto a viabilidade e possibilidade de inclusão das demandas no planejamento orçamentário”, conclui Vianna.

As demandas prioritárias identificadas nos canais disponíveis serão sempre submetidas primeiramente aos órgãos setoriais da administração municipal para análise técnica, o que envolve a verificação da pertinência, da validade/legalidade, da viabilidade e da oportunidade do seu acolhimento. Em seguida serão encaminhadas ao Chefe do Poder Executivo que poderá determinar a inclusão nas peças de planejamento, em função das diretrizes orçamentário-financeiras e de governo.

Importante frisar que as audiências públicas eletrônicas são instrumentos de consulta popular, sem caráter deliberativo, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que permitem aos cidadãos manifestarem suas demandas e participar da elaboração das peças de planejamento (Plano Plurianual – PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO e Lei Orçamentária Anual – LOA).

Continue Lendo

Indaiatuba

NOTA 323 / COVID-19 / terça-feira, 09 de março de 2021

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 9 de março, o registro de mais uma morte com diagnóstico positivo para Covid-19. Além disso, foram contabilizadas 297 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde) e outros 11 casos positivos e 276 descartados.

O óbito aconteceu no Hospital Santa Ignês, sendo uma mulher de 69 anos, internada desde o dia 5 de fevereiro e faleceu hoje (9), tinha antecedentes de hipertensão. A administração municipal lamenta a morte e presta condolências aos familiares e amigos.

Desde o início da pandemia, 15.495 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 15.051 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 369 evoluíram a óbito e 1.669 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 100 internados, dos quais 75 estão confirmados para Covid-19. Do total, 60 estão em leitos clínicos e 40 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte:

Leitos Clínicos

Haoc: 100%

Santa Ignês: 60%

UTI

Haoc: 96%

Santa Ignês: 100%

*Externa: 100%

MINHA SAÚDE

Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.

O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.

*Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS.

Continue Lendo

Indaiatuba

Vacinação contra a Covid-19 amplia para idosos a partir de 77 anos

Publicado

em

Por

Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde amplia a vacinação contra a Covid-19 para idosos cadastrados no Minha Vacina a partir de 77 anos. A imunização será na quarta e quinta-feira (10 e 11) no CET (Centro Esportivo do Trabalhador) das 9h às 18h. Para os idosos com mais de 85 anos e profissionais de saúde que perderam a 2ª dose da vacina no dia de hoje (9), será feita também na quinta-feira (11) no mesmo local e horário. O município recebeu o 8º lote da Coronavac com mais 1.112 doses na tarde de hoje (9).

A vacinação será em sistema Drive-Thru com entrada pela Av. Tamandaré e também no formato tradicional (pedestre) com entrada pela Av. Conceição. A Secretaria de Saúde reforça que para ser imunizado a pessoa deve levar o QRcode do cadastro, um documento com foto e o comprovante de endereço (IPTU, conta de água ou luz) no nome da pessoa a ser vacinada ou se for parente levar um comprovante de parentesco. O idoso que ainda não possui o cadastro pode entrar no link https://vacinacao.indaiatuba.sp.gov.br/cadastro/ e efetuar o cadastro.

BALANÇO

Até sábado (6) Indaiatuba imunizou com a primeira dose: 5.918 trabalhadores de saúde; 4.994 idosos e 257 cuidadores e moradores de residência inclusiva. Com a segunda dose da Coronavac foram 4.075 trabalhadores de saúde; 676 idosos e 32 cuidadores e moradores de residência inclusiva. Na segunda-feira (8) foram imunizadas 1.356 pessoas com a 1ª dose.

SERVIÇO

Vacinação contra a Covid-19

1º dose

Idosos a partir de 77 anos

Dias 10 e 11 de março (4ª e 5ª-feira)

Local: CET (Centro Esportivo do Trabalhador)

Endereço: Av. Conceição, 1885 – Cidade Nova II,

Horário: 9h às 18h

2º dose

Idosos a partir de 85 anos e profissionais de saúde

Dia 11 de março

Local: CET (Centro Esportivo do Trabalhador)

Endereço: Av. Conceição, 1885 – Cidade Nova II,

Horário: 9h às 18h

Continue Lendo







Populares