Connect with us

Geral

Mais dois cruzamentos recebem semáforos sonoros para travessia de cegos

Publicado

em

O sistema de aviso sonoro que aumenta a autonomia e a segurança nos deslocamentos das pessoas com deficiência visual acaba de ser implantado pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) em mais dois cruzamentos de Campinas. Agora, 16 cruzamentos no total, na cidade, contam com semáforos sonoros acionados por chaveiros eletrônicos individuais (tags).

Nesta sexta-feira, 29 de julho, no contexto das comemorações em torno dos 248 anos de Campinas, os semáforos sonoros foram ativados nos cruzamentos da Avenida Anchieta com as vias Benjamin Constant e Barreto Leme. Os locais foram selecionados a partir do resultado de pesquisa de satisfação realizada com os primeiros usuários. Os pontos situam-se no entorno do Paço Municipal, tornando mais seguro o acesso ao prédio.

Os dispositivos contam com sinal bluetooth e detectam a presença do usuário portador das tags, na medida em que se aproximam dos semáforos com a tecnologia instalada. O sinal sonoro indica que o deficiente visual pode iniciar a travessia.

As tags são utilizadas por deficientes visuais previamente cadastrados. Na fase inicial do projeto, a Emdec distribuiu 50 tags; e outras 240 estão disponíveis para retirada. Os interessados devem procurar o Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, que intermedia a distribuição junto à Emdec. São contempladas pessoas que apresentam 100% de perda visual, utilizam o transporte público coletivo com regularidade e circulam nas regiões contempladas.

A Emdec investiu cerca de R$ 8 mil na implantação da tecnologia nos dois cruzamentos, incluindo a instalação de botoeiras, sistema operacional, aquisição das tags e insumos.

Publicidade

Histórico
Em 2021, a tecnologia foi implantada em semáforos em dez pontos da Avenida Francisco Glicério, nos cruzamentos com as seguintes vias: Barreto Leme, Benjamin Constant, Bernardino de Campos, General Osório, Dr. Campos Sales, Treze de Maio, Conceição, Ferreira Penteado, Dr. Moraes Salles e Cônego Cipião. O tempo de travessia para a pessoa cega é variável, de acordo com as características de cada ponto.

O cruzamento das avenidas Senador Antônio Lacerda Franco e Adão Focesi, na região do Jardim do Lago, também recebeu a tecnologia em março de 2021, quando foram implantados novos conjuntos semafóricos no local, como contrapartida de empreendimento de interesse social.

Em outros três locais, os semáforos sonoros existentes foram adequados para o sistema atual (com detecção de presença): na Avenida Washington Luís, próximo ao Instituto Campineiro dos Cegos Trabalhadores (ICCT); na Avenida Dr. Antônio Carlos de Salles Jr, próximo ao Centro Cultural Louis Braille; e na Rua Jorge de Figueiredo Corrêa, próximo ao Instituto CPFL.

Funcionamento
Cada chaveiro eletrônico (tag) conta com um código único, previamente cadastrado no sistema de detecção de presença. Quando as tags são aproximadas dos semáforos sonoros, o sistema compara as informações com a tabela de códigos cadastrados. Ao encontrar o cadastro, o modo sonoro é ativado automaticamente, sem a necessidade de acionamento físico de botões.

Placas eletrônicas e botoeiras convencionais foram instaladas na parte superior das colunas semafóricas. Ao primeiro acionamento, o deficiente visual escutará a mensagem “Travessia solicitada, aguarde”.

Publicidade

Em seguida, é emitido um sinal sonoro, indicando que o pedestre pode iniciar a travessia. O alerta segue o padrão regulamentado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e se intensifica ao final do tempo de travessia.

Inédito no Brasil, o sistema que aciona o semáforo sonoro por detecção de presença apresenta baixo custo de implantação. Além disso, sua estrutura inibe situações de vandalismo, já que os dispositivos são instalados no interior de caixas, fixadas na parte superior das colunas semafóricas.

A redução da poluição sonora para a comunidade no entorno é outra vantagem, uma vez que o sinal somente é emitido no momento da travessia. Além disso, é possível reduzir o volume do som no período noturno.

Geral

‘Quem não dança, anda’: Virada convida para rodear a Lagoa gingando

Publicado

em

Por

Uma atividade lúdica e inspiradora está incluída na programação da Virada SP 2022 Campinas no domingo, dia 21 de agosto: a Parada da Dança, que colocará alunos de academias e adeptos da atividade para dar a volta na Lagoa do Taquaral e Arautos … dançando.

Ou caminhando, se o participante optar por uma forma mais tradicional de vencer o percurso. A concentração será às 9h30 no teatro da Arautos da Paz, de onde todos rumarão sentido Taquaral.

O slogan da Parada é “Quem não dança, anda”. O trajeto dará espaço para vários estilos de dança durante toda a manhã, até meio-dia. A participação é aberta ao púbico em geral e, segundo os realizadores, a Parada é um movimento para chamar a atenção dos benefícios que a dança promove na vida das pessoas.

Continue Lendo

Geral

Mata de Santa Genebra adia caminhada noturna devido às rajadas de vento

Publicado

em

Por

 

A Fundação José Pedro de Oliveira adiou a caminhada noturna “Procurando o Corpo Seco”, que seria realizada nesta sexta-feira, 19 de agosto, às 19h, na Mata de Santa Genebra. Os organizadores julgaram mais seguro cancelar o passeio desta sexta porque estão ocorrendo fortes rajadas de vento na região de Campinas, trazendo risco de queda de árvores e galhos. Segundo a Defesa Civil, a velocidade do vento ultrapassou os 40km/h às 12h de hoje, em medição feita no Aeroporto de Viracopos.

 

A organização informou os 50 participantes inscritos para o evento de hoje que a atividade foi transferida para a próxima sexta-feira, 26 de agosto.

 

Publicidade

Procurando o Corpo Seco 

 

O passeio noturno pela Mata, apelidado de “caminhada assustadora” por quem já participou, é gratuita e tem um roteiro de aproximadamente 5 km de trilha. Técnicos e biólogos acompanharão os participantes e ficarão encarregados tanto de apontar aspectos da vida da Mata à noite quanto de narrar histórias sobrenaturais.

 

O evento é uma realização da Fundação José Pedro de Oliveira, gestora da Mata, em parceria com o grupo criativo de Campinas “O que te Assombra?”. A Secretaria de Cultura e Turismo de Campinas apoia a ação.

Publicidade

 

O ponto de encontro será na sede da Fundação, localizada na Rua Mata Atlântica, nº 447, no Bosque de Barão Geraldo, Campinas. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pela internet em https://forms.gle/F4ARECJVFRGxjads9. Haverá arrecadação de mantimentos para o Banco de Alimentos de Campinas. Quem quiser, pode doar no dia da caminhada.

 

Além de ser o lar de milhares de espécies e possuir fauna e flora exuberantes, a Mata de Santa Genebra é celeiro de lendas e histórias sobrenaturais. “Procurando o Corpo Seco” é uma das lendas assustadoras da floresta que são contadas durante as caminhadas noturnas.

 

Publicidade

O passeio lembrará outros personagens do imaginário da cidade que, com o passar dos anos, foram esquecidos pelo tempo. Entre outros, os narradores contarão as sagas do Lobisomem de Campinas, do Boi Falou, do Anhangá e de outras figuras míticas da nossa floresta. Todas as histórias trarão, junto com as lendas, muitas lições socioambientais.

 

A caminhada é recomendada para crianças acompanhadas dos responsáveis e adultos que tenham muita coragem e disposição.

 

Publicidade
Continue Lendo

Geral

Virada: CPQD promove atrações para crianças e adultos na Lagoa do Taquaral

Publicado

em

Por

O CPQD, instituição de inovação em tecnologias da informação e comunicação, completa 46 anos no dia 31 de agosto e, como parte das comemorações de seu aniversário, dará um presente ao público da Virada Cultural Campinas no domingo, dia 21 de agosto, na Lagoa do Taquaral. A partir das 8 horas, adultos e crianças poderão participar das diversas atrações programadas pelo CPQD, que serão abertas a seus colaboradores e familiares e, também, ao público em geral. 

 

Profissionais da Ative Vida estarão lá logo cedo, orientando as pessoas interessadas em exercitar o corpo e acompanhando a Caminhada Cuidando de Mim, que terá início às 9 horas. A caminhada será realizada na área interna do parque e a duração prevista é de 45 minutos.

 

 

Publicidade

Às 10 horas, um show com bolhas gigantes deverá fazer a alegria de adultos e crianças. Um robô gigante e os simpáticos WeMovers – personagens que representam os valores do CPQD – também estarão lá animando a festa, que terá distribuição de pipoca, algodão doce e de brindes para quem participar das atividades realizadas.

 

 

Para os pequenos, as atividades incluem pintura, jogos de memória e dos 7 erros, cama elástica e outras brincadeiras. Já os adultos poderão conhecer melhor a história do CPQD e algumas das principais tecnologias desenvolvidas pela organização ao longo de seus 46 anos, no painel ilustrativo que será montado no local.

 

Publicidade

 

As atividades programadas pelo CPQD irão até as 13 horas e o acesso será pelo portão 5 da Lagoa do Taquaral.

 

 

 

Publicidade

Realizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, a Virada SP Campinas 2022 acontece neste final de semana em diversos pontos da cidade.

 

 

Serviço

 

Publicidade

CPQD na Virada Cultural Campinas

 

Data: domingo, dia 21 de agosto

 

Onde: Lagoa do Taquaral – entrada pelo portão 5

Publicidade
Continue Lendo

Populares