Connect with us

Geral

Terceira morte por dengue de 2023 em Campinas

chikungunya

A Secretaria de Saúde de Campinas confirmou nesta quarta-feira, 6 de dezembro, a terceira morte por dengue de 2023. A vítima é uma mulher de 37 anos, que morreu no dia 11 de novembro em um hospital privado da cidade. Ela era moradora da área de abrangência do CS Eulina, região norte de Campinas. Os outros dois óbitos foram registrados em março e junho.

Como em todas as situações de casos confirmados da doença, as medidas preconizadas foram desencadeadas oportunamente na região. Foram realizados controle de criadouros, busca ativa de pessoas com sintomas e nebulização.

Entre o início deste ano e 28 de novembro foram confirmados 10.162 casos de dengue em Campinas

Advertisement

De acordo com o coordenador do Programa de Arboviroses, Zoonoses e Determinantes Ambientais de Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Fausto de Almeida Marinho Neto, a combinação entre onda de calor e dias chuvosos posteriores multiplica riscos para casos de dengue porque a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus, tende a ser intensificada com o cenário de temperaturas elevadas e de possível acúmulo de água em pontos diversos.

A Prefeitura de Campinas mantém ações ininterruptas de combate e prevenção à dengue no município, com eliminação de criadouros, ações educativas e de mobilização da sociedade e organização e limpeza da cidade. No entanto, é preciso contrapartida da sociedade. As pessoas precisam eliminar criadouros – tudo o que possa acumular água – e dar a destinação correta ao lixo. A melhor forma de combate a dengue é não deixar o mosquito se proliferar.

Entre as medidas para evitar a reprodução do inseto, estão evitar acúmulo de água em pratos de vasos de plantas, potes, garrafas, latas, pneus e outros objetos. Os vasos de plantas devem ter a água trocada a cada dois dias. É importante, também, vedar a caixa d’água e evitar empoçamentos em calhas e lajes. Os vasos sanitários que não estão sendo usados devem ficar fechados.

Advertisement

Sintomas

As pessoas que apresentarem febre associada a dores de cabeça e/ou no corpo e/ou atrás dos olhos, além de manchas vermelhas, vômitos ou dor abdominal devem procurar o serviço de saúde para avaliação e seguir as recomendações médicas.

Comitê

Advertisement

Em 2015, a Prefeitura de Campinas criou o Comitê de Prevenção e Controle das Arboviroses, que neste ano passou a se chamar Comitê Municipal de Enfrentamento das Arboviroses e Zoonoses. 

O grupo conta com 14 secretarias: Secretarias Municipais de Governo; Saúde; Educação; Serviços Públicos; Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; Administração; Comunicação; Trabalho e Renda; Esportes e Lazer; Cultura e Turismo; Habitação; Relações Institucionais, e Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. Também participam a Defesa Civil, o Serviço 156, a Rede Mário Gatti, a Setec e a Sanasa. 

No comitê é discutida a situação epidemiológica da cidade e, a partir disso, são desencadeadas as ações intersetoriais. 

Advertisement

Mais informações estão disponíveis no hotsite https://dengue.campinas.sp.gov.br.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook
 
 
banner-portal
banner-sumare