Connect with us

Geral

Hortifrútis “de inverno” têm queda de preços na Ceasa Campinas

Published

on

Quinze dos 16 principais produtos hortifrutigranjeiros sazonais comercializados na Ceasa Campinas registraram queda de preço em julho, em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo levantamento da equipe técnica do Mercado Hortifrutigranjeiro da Ceasa Campinas. Sete desses produtos tiveram suas cotações abaixadas em níveis significativos: mamão (-9,90%), maçã (-45,13%), batata inglesa (-58,84%), batata-doce (-20,09%), maracujá (-31,76%), mandioquinha (-36,14%) e abóbora (-62,40%), que teve a maior queda. Dos 16 produtos, apenas a mandioca registrou alta de preço (42,85%).
Os demais produtos que completam a relação – morango, tangerina, abacaxi, atemoia, figo roxo, repolho, abobrinha e chuchu – também tiveram redução de preço. “Neste ano, as condições climáticas são mais favoráveis do que no ano passado. Isso propicia uma maior oferta de vários produtos de grupos diferentes de hortaliças e frutas, com a consequência de queda de preço, devido à concorrência direta na demanda desses produtos pelo consumidor”, explica o coordenador do Mercado Hortifrutigranjeiro da Ceasa Campinas, Márcio Lima.
“Alguns produtos estão com preços mais baixos motivados pela relação oferta e procura, na maioria dos casos, em razão da maior presença nessa época, como o morango e a tangerina. Outros, pelas mesmas razões, seguem com preços menores, porém tiveram suas cotações abaixadas em níveis surpreendentes quando comparados às médias de 2016, fazendo dessas frutas e legumes verdadeiras oportunidades para a economia do consumidor”, avalia Ricardo Munhoz, engenheiro agrônomo da Ceasa. Ele ressalta, porém, que tratam-se de preços de atacado, ou seja, da Ceasa para o comércio varejista, que segue outros critérios para determinar os preços dos produtos vendidos.
Sazonalidade  
A sazonalidade é uma característica natural de todas as frutas, verduras e legumes. Sazonal é um adjetivo que se refere ao que é temporário, ou seja, que é típico de determinada estação ou época. Com o avanço da tecnologia, os alimentos são produzidos em épocas diferentes, porém, os alimentos sazonais sãos mais saborosos e nutritivos.
Também é um fator muito importante para determinar o preço dos produtos. Alimentos cultivados fora de época são mais difíceis de serem produzidos e rendem menos do que em sua época certa e, consequentemente, o preço aumenta pela baixa demanda.

Geral

Campinas dispersa 2.261 pessoas na 2ª noite da Operação Aglomeração Zero

Published

on

By

No segundo dia da Operação Aglomeração Zero em Campinas, entre a noite de sábado, 19/06, e a madrugada de domingo, 20/06, equipes de fiscalização da Prefeitura dispersaram 2.261 pessoas que se encontravam em situação de desobediência às medidas de distanciamento social e sem uso de máscaras, em festas e bares da cidade. Três estabelecimentos foram fechados e os proprietários de outros 136 foram orientados pelos fiscais.

 

Festa clandestina

 

A Guarda Municipal também autuou e multou o organizador de uma festa clandestina numa chácara no Jardim Novo Sol, no Distrito do Ouro Verde. A Guarda Municipal foi acionada por meio de uma denúncia anônima para verificar a ocorrência de aglomeração e desobediência às normas de distanciamento e de descumprimento das medidas sanitárias. Os agentes chegaram às 23h ao local, onde acontecia a festa com 150 pessoas sem máscaras e consumindo bebidas alcoólicas. O organizador foi multado em R4 18.943,00.

 

A Operação Aglomeração Zero teve início na sexta-feira, 18/06, em Campinas e visa evitar e dispersar qualquer agrupamento com 10 ou mais pessoas na cidade. É coordenada pela Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública. O foco das ações são os locais com maior número de chamados de aglomerações, bairros com mais casos de Covid-19 e onde há mais denúncias pelo 156 e 153.

 

A medida amplia as iniciativas da Administração no combate à pandemia de Covid-19. Também para conter o avanço do coronavírus, a partir desta segunda-feira, 21/06, Campinas terá novo horário do Toque de Recolher, das 19h01 às 4h59. O consumo de bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos e também em dependências de postos de combustíveis está proibido desde sábado.

 

Foragido e traficante preso

 

 

Também na noite de sábado, em ronda pela cidade, os agentes da Guarda Municipal desconfiaram das atitudes de um homem com uma bolsa a tiracolo. Ao sentir a aproximação dos agentes, o suspeito dispensou a bolsa e saiu correndo, mas foi alcançado e detido. Na bolsa foram encontrados vários pinos de crack. Conduzido ao Primeiro Distrito Policial apurou-se que o homem era foragido da Justiça.

Continue Reading

Geral

Campinas vacina 27.870 e alcança marca de 100 mil doses feitas em Dias D

Published

on

By

Campinas aplicou 27.870 doses de vacina contra a Covid-19 neste sábado, 19/06, no quarto Dia D contra a doença na cidade. Com o resultado de hoje, o município alcançou 100.104 doses aplicadas em quatro edições da estratégia. Também neste sábado foi a maior quantidade de doses aplicadas  em um único dia na cidade desde o início da campanha.

 

No primeiro Dia D, em 22 de maio, foram vacinadas 23.612 pessoas. Na segunda edição, 4 de junho, foram 23.104. Na terceira estratégia, em 12 de junho, foram aplicadas 25.518 doses de vacinas, até então o maior número de imunizados em um único dia.

 

Com os dados vacinais deste sábado, 457.778 pessoas já receberam a primeira dose contra a Covid em Campinas e 169.311 a segunda dose. No total, já foram aplicadas 627.089 doses desde o início da campanha, em janeiro, em residentes no município. Com isso, a cidade segue na liderança entre os municípios com mais de 500 mil habitantes que mais vacinaram no Estado de São Paulo.

 

A diretora da Secretaria de Saúde de Campinas, Deise Hadich, avaliou o Dia D como um sucesso. “Atingimos um recorde de vacinados, sem aglomeração, sem filas, sem espera, tudo com tranquilidade, as equipes de saúde com muita dedicação e excelente adesão da comunidade”, disse Deise.

 

A diretora de saúde alerta que cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

 

O agendamento da vacina contra a Covid para pessoas com mais de 50 anos e para aquelas incluídas em outros grupos prioritários segue aberto para a próxima semana em Campinas no site vacina.campinas.sp.gov.br

 

O Dia D é organizado pela Secretaria de Saúde em conjunto pelo Departamento de Vigilância em Saúde e Departamento de Saúde.  A Guarda Municipal dá apoio no transporte seguro das doses.

Continue Reading

Geral

Operação Aglomeração Zero verifica 139 comércios, fecha 20 e lacra dois

Published

on

By

Na primeira noite da Operação Aglomeração Zero em Campinas, entre as 21 horas da sexta-feira e as 5 horas da madrugada do sábado, a Prefeitura fiscalizou 139 estabelecimentos comerciais na cidade, fechou vinte e lacrou dois por não estarem cumprindo as medidas sanitárias e de isolamento social.

 

Durante as ações, 1.268 pessoas foram dispersadas e orientadas sobre as medidas sanitárias para a prevenção da Covid-19, como evitar aglomerações, usar máscaras e fazer constante higienização das mãos.

 

A Operação é coordenada pela Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública e endurece ainda mais as medidas da Administração para dispersar agrupamentos de pessoas na cidade. O objetivo é conter a propagação do novo coronavírus.

 

Também durante a ação, as barreiras do Toque de Recolher abordaram 297 veículos e orientaram 403 pessoas a retornarem para suas casas. As equipes de fiscalização partiram de frente ao Estádio Moises Lucarelli, na Ponte Preta, e visaram prioritariamente os locais e estabelecimentos mapeados com histórico de desobediência às medidas prevenção e, como consequência, classificadas como atividades de maior contaminação pelo vírus.

 

A Operação Aglomeração Zero estenderá por todas as noites e madrugadas até pelo menos o final do mês de junho, como medida de combate a pandemia. A partir da próxima segunda feira (21/06) o Toque de Recolher passa a vigorar a partir das 19 horas, horário que os estabelecimentos comerciais não essenciais também devem encerrar as atividades. As denúncias pelo não cumprimento das medidas podem ser feitas pelo 156 e 153.

Continue Reading

Populares