Connect with us

Geral

Experiência de Campinas expõe inovação para superar a crise fiscal

Publicado

em

Um rigoroso controle orçamentário associado à busca de parcerias nos mais variados segmentos são os elementos da força da inovação de Campinas para combater a crise fiscal. Esse foi o tema da apresentação da experiência de Campinas no seminário “As cidades e seus desafios – crise fiscal, planejamento e investimento”, feito pelo prefeito Jonas Donizette, na tarde desta sexta-feira, 11 de agosto, no evento, organizado pela Fundação Teotônio Vilela, em São Paulo.

Presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que reúne líderes do Executivo de capitais e grandes e médias cidades do Brasil, Jonas Donizette, destacou os desafios para enfrentar o atual cenário de restrições orçamentárias, para possibilitar os investimentos e o planejamento para os próximos anos.

“Para quem administra, o grande processo é buscar investimentos para a cidade. Em Campinas, elegi a inovação, que não se trata somente de ciência e tecnologia, mas fazer as coisas de modo diferente”, disse Jonas Donizette.

Foram vários caminhos seguidos para a atração dos empreendimentos, como a Frente de Licenciamento Urbano, atração de estrutura e investimentos, parcerias e operações de financiamento. O prefeito mostrou alguns investimentos realizados em Campinas, como o Instituto de Prevenção de Campinas do Hospital de Câncer de Barretos, o Hospital de Amor (a Prefeitura participou com a cessão de terreno para a construção da obra); a fábrica de painéis solares da BYD, empresa chinesa especializada em energia limpa, e o Centro de Agricultura de Precisão e Inovação da John Deere.

Jonas Donizette também citou os frutos das parcerias e operações de financiamento que permitiram a revitalização da principal avenida central da cidade, a Francisco Glicério; o decreto de desapropriação das áreas, no distrito de Sousas, onde será construído o reservatório de água bruta de Campinas como resultado do “Projeto Nosso Cantareira”; e o prolongamento da Avenida Mackenzie, que teve a participação de investimento privado em contrapartida em favor do município.

“Inovar na política hoje é buscar um novo tipo de relacionamento com as pessoas principalmente na transparência do investimento do dinheiro público”, disse o prefeito. Jonas Donizette pontuou que Campinas criou um Comitê Gestor para fazer o mesmo com menos. Trata-se de um grupo de governança formado pelas secretarias de Finanças, Administração, Assuntos Jurídicos e Secretaria de Governo para acompanhamento rigoroso das despesas públicas com vistas à sustentabilidade orçamentária.

Jonas Donizette também citou a Frente de Licenciamento Urbano, que aprimorou processos de licenciamento de construções, onde foram mapeados 13 processos e reprojetados com vistas à agilidade, foram eliminadas 37 tarefas e realizadas 162 ações de melhoria.

Jonas Donizette também disse aos prefeitos presentes no evento que “os municípios cada vez mais vão jogar um papel muito importante na vida das pessoas.” Ele reforçou a necessidade de participação da sociedade nas decisões. “Quanto mais puder aproximar as pessoas da gestão pública, mais ganha a população”. Citou o Orçamento Cidadão, instrumento de participação popular permite que a população aponte as demandas dos bairros, que são levadas por meio dos conselheiros até a Administração.

O declínio das receitas tem criado uma progressiva dificuldade do Poder Público em atender as demandas da sociedade civil. O prefeito começou a apresentação mostrando que a recessão implicou uma queda expressiva na arrecadação. Nos dois últimos anos, a inflação acumulada foi de 17,63%, enquanto o crescimento das receitas no mesmo período foi de 8,38%. A situação criou uma defasagem de – 7,86%.

Como presidente da FNP, Jonas Donizette explicou que a entidade quer uma política nacional que garanta aos municípios a revisão automática, a cada dois anos, da planta genérica de valores. Campinas iniciou os trabalhos de atualização da sua planta genérica de valores, cuja última atualização foi em 2005, com a participação da sociedade, por meio de uma comissão criada em março deste ano.

A Administração Municipal tem trabalhado na higienização do cadastro, no lançamento do IPTU de novos empreendimentos e na cobrança dos devedores. O objetivo é promover a justiça tributária do município.

Geral

Empresa que construirá Ginásio Poliesportivo no Cear está definida

Publicado

em

Por

A empresa Spalla Engenharia Eireli foi a vencedora do processo de licitação para a execução de obras de construção do Ginásio Poliesportivo, no Centro Esportivo de Alto Rendimento (Cear), localizado no Km 89,5 da Rodovia Anhanguera, no Complexo Swiss Park. O valor global a edificação será de R$ 22.298.746,17. O ato administrativo saiu no Diário Oficial do Município nesta segunda-feira, dia 25 de outubro.

 

Desse montante total, parte será de responsabilidade da Prefeitura de Campinas e o complemento vai ser repassado pelo Governo Federal. O Ginásio terá 8.931,69 m² de área construída em um terreno de 14.253 m² . A capacidade de público é para 1,7 mil pessoas. A obra deverá ser entregue em 24 meses, a partir da emissão de serviço, portanto, a conclusão deve ocorrer até o fim de 2023.

 

O Ginásio será multifuncional, com a possibilidade de adaptação para duas quadras oficiais de handebol e futsal que, por extensão, poderão também ser convertidas para quatro espaços oficiais de basquete e vôlei. Ao mesmo tempo, poderão abrigar jogo de caráter nacional e internacional, com revestimento de piso flutuante de madeira.

 

O projeto sofreu interrupções por anos por vários motivos, inclusive, a contrapartida da Prefeitura. Agora, finalmente, vai colocar Campinas como um centro de formação em diversas modalidades esportivas, como também abrigará equipes de alto rendimento.

 

O secretário de Esportes e Lazer, Fernando Vanin, ressaltou o empenho demonstrado pelo prefeito Dário Saadi para viabilizar o Ginásio Poliesportivo no Cear, que vai proporcionar um ganho significativo para o esporte de um modo geral.

 

“Foi um processo de aproximadamente 10 anos de espera, muitos problemas surgiram. Estamos felizes com o desenvolvimento do contexto. Campinas vai ganhar um ginásio para se trabalhar na formação e no alto rendimento. É um equipamento novo, que vai favorecer as modalidades de futsal, handebol, vôlei e basquete. Contempla também refeitório, sala de ginástica, sala de fisioterapia e estacionamento”, enfatizou o secretário Fernando Vanin.

 

O Cear agrega hoje a Orcampi, uma das equipes de Atletismo mais competitivas do País; em breve vai ser núcleo das estrelas nacionais do Skate; além do potencial para desenvolver e receber os grandes nomes da natação brasileira.

 

 

Continue Lendo

Geral

“Campinas Vacina Mais” imunizou 4.244 pessoas contra a covid-19 no sábado

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde aplicou 4.244 doses de vacina contra a covid-19 durante o “Campinas Vacina Mais”, que aconteceu no sábado, 23 de outubro. Do total de doses, 776 foram primeiras doses; 836, segundas doses; e 2.632, doses adicionais. 

 

A faixa etária que mais procurou a vacina foi a entre 70 e 74 anos, que recebeu 824 doses. Quinhentas e duas pessoas com idade de 18 a 24 anos procuraram os centros de saúde para receber a vacina. 

 

O “Campinas Vacina Mais” foi realizado em dez centros de saúde com o objetivo de oferecer vacinas sem agendamento para as pessoas anteciparem a segunda dose da Pfizer, além de aplicar a primeira dose para pessoas a partir de 18 anos e adolescentes entre 12 e 17, inclusive gestantes e puérperas das duas faixas etárias; dose adicional para idosos a partir de 60 anos que completaram a imunização há pelo menos seis meses; pessoas com alto grau de imunossupressão que receberam a segunda dose há 28 dias e trabalhadores da área de saúde, incluindo estudantes do ensino superior ou área técnica que fazem residência/estágio em hospitais ou Atenção Básica ou clínicas de saúde humana ou ainda em laboratórios de saúde humana. 

 

O agendamento da vacina para esses grupos continua aberto no https://vacina.campinas.sp.gov.br

 

 

Continue Lendo

Geral

Rede Mário Gatti inicia processo de contratação de técnicos de enfermagem

Publicado

em

Por

Os classificados no processo seletivo para contratação emergencial de 50 técnicos de enfermagem para as unidades da Rede Mário Gatti fizeram, na manhã desta segunda-feira, 25 de outubro, a escolha de vagas e os exames adicionais e deverão apresentar os documentos na Coordenadoria de Recursos Humanos, no 4º andar do prédio administrativo do Hospital Mário Gatti, no Setor de Recursos Humanos, na quinta e sexta-feira. A previsão é que comecem a trabalhar em 3 de novembro.

 

 

O processo seletivo recebeu 2.794 inscrições. A classificação dos candidatos se deu pela somatória de pontos (um ponto para cada seis meses no mesmo empregador na área de enfermagem, considerados os últimos dez anos). No caso de empate na pontuação, foram utilizados os seguintes critérios de desempate: maior número de filhos dependentes, maior idade entre aqueles com idade inferior a 60 anos, e por sorteio.

 

Os selecionados serão contratados para atuar nas unidades da Rede (Hospital Municipal Mário Gatti, Hospital Ouro Verde e as unidades de pronto atendimento). A carga horária será de 36 horas semanais. O salário é de R$ 3.725,73, mais pagamento de prêmio produtividade, adicional de insalubridade e verbas variáveis como adicional noturno e hora escala. A duração do contrato será de 12 meses.

Continue Lendo

Populares