Connect with us

Geral

Decreto institui o Plano de Mobilidade Urbana de Campinas

Publicado

em

O prefeito Jonas Donizette assinou o decreto que institui o Plano de Mobilidade Urbana de Campinas (PMUC), na última quarta-feira, 13 de novembro. O documento norteia o planejamento para melhoria da mobilidade urbana no município, tendo como prioridades as ações para o transporte não motorizado (pedestres e ciclistas) e o transporte coletivo. 

 

 

O Plano de Mobilidade Urbana foi apresentado pelo secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro, durante evento realizado na Sala Azul do Paço Municipal. O lançamento reuniu secretários municipais, vereadores, técnicos da Administração municipal e da Emdec, além da imprensa. 

 

 

“O plano é algo que se imagina perfeito, é a projeção de uma cidade ideal no que se refere à mobilidade urbana. Nós estamos fazendo uma nova lei e apostando na mudança de hábito das pessoas”, destacou o prefeito Jonas. “Esse plano conjuga o Plano Diretor, a Lei de Uso e Ocupação do Solo e contempla a lei federal relativa ao tema”, completou. 

 

 

O secretário de Transportes enfatizou que o desenvolvimento do Plano de Mobilidade Urbana de um município é um dos maiores desafios envolvendo as questões relativas ao transporte e ao trânsito. “Tivemos o prazer de concluir este grandioso trabalho com êxito. O Plano de Mobilidade tem como diretrizes fundamentais privilegiar o transporte coletivo, a supremacia do transporte não-motorizado sobre o transporte motorizado; e a integração entre os modais existentes e futuros”, explicou. 

 

 

O PMUC atende aos princípios da Política Nacional de Mobilidade Urbana, instituída pela Lei Federal 12.587/2012. A legislação determina que os municípios com população acima de 20 mil habitantes devem elaborar e apresentar o Plano de Mobilidade Urbana, a fim de planejar o crescimento das cidades de forma ordenada. 

 

 

O documento engloba ainda o Plano Viário, que orienta o desenvolvimento da infraestrutura viária do município para os próximos 10 e 25 anos. Ambos estão alinhados ao Plano Diretor Estratégico (PDE) e à Lei de Uso e Ocupação do Solo.

 

 

O PMUC é formado por sete eixos – Transporte Coletivo (Municipal e Metropolitano), Sistema Viário, Transporte Ativo (deslocamento a pé e ciclomobilidade), Gestão da Circulação, Mobilidade Sustentável, Trânsito Seguro e Transporte Motorizado Individual. Durante o evento, o Secretário de Transportes apresentou as propostas desenvolvidas para cada um dos eixos, com foco no aprimoramento da mobilidade urbana no município. 

 

 

Entre as principais diretrizes do PMUC estão o privilégio ao transporte coletivo em detrimento do transporte individual e a priorização do transporte ativo ou não-motorizado sobre o transporte motorizado. Nesse contexto, ganha destaque a implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) no munícipio, bem como a interligação do sistema cicloviário com os principais eixos do transporte. Outro ponto prioritário é o incentivo ao uso de energias renováveis e não poluentes, a exemplo dos ônibus elétricos previstos para operar nos sistemas convencionais e no BRT. 

 

 

Princípios da Mobilidade Sustentável foram incorporados ao plano, com a adoção de critérios do DOTS (Desenvolvimento Orientado pelo Transporte Sustentável). O DOTS deriva do conceito de Transit Oriented Development (TOD), aplicado nos países desenvolvidos para reduzir a necessidade de deslocamentos e incentivar opções não motorizadas ou coletivas de transporte.

 

 

Parte das propostas elencadas no PMUC já estão em andamento no município, como as concessões do estacionamento rotativo, transporte urbano e abrigos de ônibus; e harmonização entre a circulação a pé e o tráfego de veículos, por meio de medidas de traffic calming e urbanismo tático. 

 

 

A elaboração do PMUC incluiu uma etapa de diagnóstico da mobilidade urbana no município, que embasou a definição das propostas. Entre os pontos identificados estão a queda da opção pelo transporte não motorizado e o aumento na utilização de meios de transporte motorizados. Além disso, o cenário atual indica crescimento da opção pelos meios de transporte individual (entre eles o transporte por aplicativo) e a consequente redução no número de passageiros pagantes do transporte público coletivo. 

 

 

Os recursos para a implementação das propostas serão oriundos do Orçamento Municipal, programas de financiamento dos governos Federal e Estadual, além de parcerias público-privadas e concessão de serviços. O Plano de Mobilidade Urbana deverá passar por revisões periódicas, a cada três anos. 

 

 

Histórico

 

Em 2014, Campinas iniciou a coleta de dados e informações para embasar atender à Lei da Mobilidade Urbana. Entre 2014 e 2015, a Emdec firmou parceria com um órgão colegiado de renome internacional, a WBCSD – World Business Council for Sustainable Development, visando identificar ações para melhorar as práticas de mobilidade urbana e sustentável no município. Os estudos oriundos da parceria deram subsídios para a proposta final do Plano de Mobilidade Urbana. 

 

 

Acesse AQUI a apresentação completa do Plano de Mobilidade Urbana de Campinas. 

Geral

Oficina pedagógica discute conteúdos de mobilidade urbana com professores

Publicado

em

Por

A Semana Municipal do Trânsito (Semutran 2021) terá nesta terça-feira, dia 28 de setembro, às 9h, uma oficina pedagógica em que educadores da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) trabalharão conteúdos de educação para a mobilidade com profissionais das redes municipal, estadual e particular de ensino de Campinas. 
A oficina “Educação para Mobilidade na Primeira Infância – Intersetorialidade e Garantia de Direitos no Projeto Político-Pedagógico”, a terceira deste ano, é voltada a escolas da Educação Infantil ao Ensino Médio. Apesar do nome primeira infância, as discussões abrangem todas as faixas etárias de crianças e adolescentes. 
O evento será on-line, pelo Microsoft Teams. Os educadores devem se inscrever até as 23h59 desta segunda-feira, 27 de setembro, pelo formulário eletrônico bit.ly/educacao_mobilidade_pic. O link de acesso é enviado na confirmação da inscrição. 
Programação
Após a abertura, os profissionais da Emdec abordarão o tema “mobilidade e infância”, com estudos e diagnósticos das dificuldades encontradas por crianças, adolescentes e cuidadores no trânsito. 
Entrará em pauta o papel das escolas neste cenário: o que pode ser feito para melhorar a circulação, dentro e fora do espaço escolar?
A mobilidade urbana estaria presente na própria construção do projeto pedagógico da escola, pois envolve questões de acesso, de onde e como vêm os estudantes, aspectos de segurança (viária e pública) e de formação histórica dos bairros.  
Mais informações 
A Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) e a Emdec realizam o encontro em parceria com o Comitê Intersetorial pela Primeira Infância Campineira (PIC). 
Se precisarem de orientações, os educadores podem entrar em contato pelo e-mail [email protected]​​ ou telefone (19) 3772-7123​. 
Acesse a programação completa da Semutran em www.emdec.com.br/semutran2021. 

Continue Lendo

Geral

Campinas ganha destaque na União Internacional de Transporte Público

Publicado

em

Por

 

O presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Ayrton Camargo e Silva, que agora integra o Comitê de Autoridades Internacionais da União Internacional de Transporte Público / Divisão da América Latina (UITP), foi convidado para ser o anfitrião virtual da 49ª Reunião do Comitê, que contou com 20 autoridades mundiais, nesta última semana. 

 

 

A UITP é a única rede mundial que reúne todas as partes interessadas no transporte público e todos os modos de transporte sustentáveis. São mais de 1,8 mil membros no mundo, distribuídos em 16 escritórios, incluindo o da América Latina, que se encontra em São Paulo.  

 

 

Durante o encontro com autoridades dos Estados Unidos, Canadá, Rússia, China, Portugal, Singapura, França, Alemanha, Inglaterra, Suécia, Argentina, entre outros, Camargo apresentou um panorama geral do transporte público na América Latina e destacou a cidade de Campinas e o seu potencial econômico, turístico e social. Também apresentou dados da Região Metropolitana (RMC-Campinas).  

 

 

Os integrantes do Comitê Internacional puderam conhecer a estrutura organizacional da Emdec, suas ações, responsabilidades e diretrizes para a mobilidade urbana nos próximos anos. 

 

 

Camargo ressaltou o papel pioneiro da cidade em temas da mobilidade no Brasil, lembrando a adoção da fiscalização eletrônica digital e da tecnologia de pagamento por cartão nos ônibus do transporte público. A infraestrutura e a operação do transporte foram destacados. Camargo trouxe os dados de passageiros transportados, linhas, táxis, aplicativos, terminais e informações referentes ao BRT. 

 

 

Os participantes fizeram perguntas sobre o Sistema Bus Rapid Transit (BRT) – que vem sendo implantado, a integração entre os transportes, os dados de movimentação e Origem-Destino dos passageiros, e ainda sobre as ciclovias. 

 

 

Os participantes discutiram, ainda, a elaboração de dois documentos: um para orientar as autoridades sobre “Como ajudar na Sustentabilidade das Cidades”; e outro sobre “Como trazer passageiros que foram perdidos de volta ao sistema de transporte público”. 

 

 

A UITP tem o seu escritório central localizado em Bruxelas (Bélgica) e mais de 135 anos de história (foi fundada em 1885). 

 

Continue Lendo

Geral

Expresso Solidário inaugura roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas

Publicado

em

Por

Um grupo de 115 jovens, adultos e idosos embarcou no Expresso Solidário, passeio turístico de trem que partiu na tarde desta sexta-feira, dia 24 de setembro, da Estação Cultura de Campinas rumo a Valinhos. Foi a estreia do futuro roteiro do trem turístico pelo Vale das Frutas. A viagem foi uma realização das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo e de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas.

 

 

O Expresso Solidário contou com a participação de 20 jovens do Programa Juventude Conectada, 35 da Associação Beneficente Boa Amizade, entidade localizada no Jardim Eulina, e 60 da Guardinha Campinas. O grupo estreou o passeio de trem turístico pelo Vale das Frutas.

 

 

O Expresso Solidário é um projeto idealizado pelo Vale das Frutas Convention & Visitors Bureau e pela Associação de Preservação Histórica de Valinhos (APHV). A operação fica a cargo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF), organização sem fins lucrativos com expertise na operação de trens turísticos e tem apoio da Rumo Logística, concessionária do trecho entre Jundiaí e Campinas.

 

Juventude Conectada

 

O Juventude Conectada de Campinas prevê a formação e atuação de jovens de 15 a 29 anos com oferta de bolsas pedagógicas e uma grade de formação em cidadania e desenvolvimento pessoal, cultura digital e gestão de telecentros, preparando esse jovem para atender o público do telecentro com a realização de oficinas e acesso livre à internet bem como, para o exercício da cidadania e o mercado de trabalho.

Continue Lendo

Populares