Connect with us

Geral

10 Centros de Saúde (CSs) abrirão com horário estendido neste sábado para atender casos de dengue em Campinas: saiba quais

casos de dengue

Dez centros de saúde (CSs) em Campinas estarão abertos neste sábado, 30 de março, com horário estendido para atender pacientes com sintomas de dengue. Essa medida visa fortalecer o suporte à população diante da situação epidêmica, ao mesmo tempo em que busca reduzir a demanda por serviços na Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar.

As unidades funcionarão das 7h às 17h, seguindo o esquema especial adotado pela primeira vez no sábado anterior, quando atenderam 1.071 pacientes. As três unidades que tradicionalmente operam das 7h às 13h manterão esse horário.

Por outro lado, a Secretaria de Saúde alterou o planejamento para o domingo, 31, com o fechamento de todos os 68 CSs do município. Isso se deve ao fato de que no domingo anterior apenas o CS São Bernardo ficou aberto no período estendido e recebeu 124 pessoas ao longo do dia.

Advertisement

A avaliação atual indica que a demanda nessa proporção pode ser absorvida pela Rede Mário Gatti sem impactos significativos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nos prontos-socorros dos hospitais municipais, que são direcionados para casos de média e alta complexidade. Além disso, essa reorganização resulta em economia.

A Secretaria de Saúde enfatiza que o fechamento dos CSs aos domingos pode ser revisto caso haja aumento na busca por atendimento médico devido a sintomas de dengue. Esses sintomas incluem febre, dor de cabeça, dor no corpo e nos olhos, vômitos, dor nas articulações e manchas vermelhas na pele.

Centros de Saúde (CSs) que abrirão com horário estendido

Os 10 CSs que terão horário estendido, das 7h às 17h, são: Florence, Valença, Ipê, Aeroporto, Capivari, Santo Antônio, União dos Bairros, Aurélia, São Quirino e Campo Belo. Dessas, nove já atendiam aos sábados das 7h às 13h antes da nova medida da Secretaria de Saúde. A exceção era o CS Campo Belo.

Advertisement

Durante o sábado, o Laboratório Municipal também estará funcionando para coletar amostras de exames, o que facilita ações de saúde.

A expectativa é de que essa ampliação do horário contribua para que pacientes com casos de baixa complexidade procurem as unidades básicas para atendimento médico, direcionando assim os casos de média e alta complexidade para a Rede Mário Gatti.

A população é orientada a não subestimar os sintomas de febre e a não fazer automedicação, pois isso pode prejudicar a avaliação médica, o tratamento e a recuperação. Em casos de suspeita de dengue ou confirmação da doença, se houver sinais como tontura, dor abdominal forte, vômitos persistentes, suor frio ou sangramentos, é recomendado buscar atendimento em pronto-socorro ou UPA o quanto antes.

Advertisement

Os endereços dos 68 CSs de Campinas estão disponíveis no site oficial da Prefeitura. Desde dezembro de 2023, a Secretaria de Saúde implementou uma série de medidas adicionais para prevenir e combater a dengue, incluindo uma Sala de Situação para análise sistemática, reorganização da rede de saúde municipal e um novo site para informações sobre a doença.

Estatísticas do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) mostram que 80% dos focos do mosquito estão nas residências. A Prefeitura realizou oito mutirões este ano, incluindo um regional, visitando mais de 35 mil imóveis para orientação à população e eliminação de criadouros. Além disso, foram nebulizados 7,5 mil imóveis desde janeiro até 12 de março.

Outra novidade é o uso de inteligência artificial para ampliar o monitoramento e assistência aos pacientes com dengue. Após atendimento nas unidades de saúde municipais, todo paciente diagnosticado ou com suspeita de dengue recebe mensagens via WhatsApp de um chatbot que auxilia a Secretaria de Saúde no acompanhamento das condições do paciente e, se necessário, fornece orientações adicionais sobre busca por atendimento.

Advertisement

Desde 2015, a Prefeitura mantém um comitê de prevenção e controle de arboviroses, que em 2023 passou a se chamar Comitê Municipal de Enfrentamento das Arboviroses e Zoonoses. Esse comitê reúne 14 secretarias municipais e participantes de diversos órgãos, trabalhando para discutir a situação epidemiológica e coordenar ações intersetoriais para apoio à saúde pública. Mais informações estão disponíveis no site específico sobre dengue da Prefeitura de Campinas.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook
 
 
banner-portal
banner-sumare