Connect with us

Loteria

Consciência Negra: escola do DF expõe mural que revolta alunos

Published

on

loteria

20/11/2019 20:33,atualizado 20/11/2019 21:03

Um mural fixado em uma parede do colégio Leonardo da Vinci na Asa Norte gerou revolta nas redes sociais nessa terça-feira (19/11/2019). No Twitter, alunos da instituição privada de ensino criticaram o painel, feito por professores em homenagem ao Dia da Consciência Negra, por causa da frase que dizia: “Não precisamos de um Dia da Consciência Negra. Precisamos de 365 dias de consciência humana” (foto em destaque).

Após a repercussão negativa, o mural instalado na semana passada foi retirado. Aluno do 3° ano do ensino médio, Henrique Brito Silva, 18 anos, relatou ao Metrópoles que o grêmio estudantil da unidade de ensino tirou o painel pelo fato de os alunos discordarem da citação. “Quando eles colocaram, o pessoal já tirou foto e postou nas redes sociais, porque a gente não concorda com o que foi dito”, afirmou.

“Uma arte com o tema da Consciência Negra deveria lembrar que ainda há racismo no Brasil e não dizer o contrário. Acredito que eles tiveram uma intenção, mas que não passaram aquilo da forma correta”, considerou o estudante.

Veja a seguir a repercussão no Twitter:

Esta publicação, feita por uma aluna da escola, gerou grande repercussão no Twitterreprodução/twitter

Internautas reforçaram as críticas nos comentáriosreprodução/twitter

Alunos da instituição defenderam que a frase exposta no painel desmerecia a luta da população negrareprodução/twitter

Retirado o painel, alunos já expuseram um novo mural produzido por eles, que chama atenção para a discriminação racial no país. “Existe racismo no Brasil” diz uma das frases.

A ideia inicial foi de uma aluna do 2° ano do ensino médio. Como uma adolescente negra, ela considerou o primeiro painel “uma atitude ruim da escola”. “É uma pena que tenha sido exposto daquela forma”, avaliou a menina de 16 anos.

A adolescente, que já sofreu racismo em sala de aula, contou que na nova exposição buscou contar um pouco da história de importantes personalidades negras e destacar a existência do preconceito no Brasil ainda nos dias de hoje.

“Eu sou de descendência negra, então, tenho traços negros e já sofri racismo, inclusive na escola. Já escutei coisas como: ‘cabelo duro, cabelo pixaim’, porque tenho cabelo cacheado. Uma vez um professor se recusou a responder uma pergunta que fiz e, logo em seguida, respondeu a dúvida de um outro aluno, branco”, lembrou.

Após conversar com a coordenação do colégio, ela relatou que teve apoio de professores e da própria direção para expor o trabalho que fez com colegas. “Eu já estava fazendo um novo [mural] de qualquer forma, então pensei que era agora que iria colocá-lo mesmo. Falei com a coordenação e eles já tiraram [o painel dos professores] na mesma hora. Aí pude colocar o que fiz com ajuda de amigos”, disse a estudante.

Mural exposto pela escola foi criticado por alunos da instituiçãoMyke Sena/Especial para o Metrópoles

O estudante Henrique disse discordar da frase colocada no painelMyke Sena/Especial para o Metrópoles

Para ele, a escola teve uma intenção diferente, mas não conseguiu expor da forma corretaMyke Sena/Especial para o Metrópoles

Nessa terça, um novo mural foi exibido no colégioReprodução

O trabalho foi feito por alunos, que buscaram destacar a existência da discriminação racial no Brasil ainda hojeReprodução

Na unidade de Taguatinga do Leonardo da Vinci, há 1.697 alunos declarados, sendo 78,26% brancos; 19,03% pardos; 1% pretos e 1,7% amarelos ou indígenas. Já na Asa Sul, são 496 estudantes: 85,48% brancos;  12,9% pardos; 0,6% pretos; e 1% amarelos ou indígenas. Na unidade da Asa Norte, onde ocorreu a polêmica do mural, são 1.213 alunos, sendo 82,44% brancos; 14,67% pardos; 1,15% pretos; e 1,7% amarelos ou indígenas.

Ao todo, 3.406 estudantes da rede de ensino declararam cor da pele. Somadas, as três unidades da escola particular têm 80,8% de alunos brancos; 16,6% de pardos; 1% de pretos; e 1,6% de amarelos ou indígenas.

Em levantamento feito pelo (M)Dados, o Metrópoles mostrou nesta quarta-feira (20/11/2019) que 78% dos estudantes negros estudam em escolas públicas. A pesquisa usou como base o Censo Escolar de 2018, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Ao separar as informações relacionadas aos ensinos médio e fundamental do DF, verifica-se que apenas 14% dos alunos pretos estão na rede privada de ensino. Para especialistas, esse é apenas um dos vários reflexos do racismo institucionalizado no Brasil. Por esse motivo, pontuam, esta quarta-feira (20/11/2019), Dia da Consciência Negra, não deve ser comemorada, mas marcada por luta.

O Metrópoles procurou a assessoria de imprensa do colégio Leonardo da Vinci nesta quarta-feira (20/11/2019) para se pronunciar sobre o caso. Até a última atualização desta reportagem, a instituição de ensino não havia se manifestado.

Batizada de Folha Seca e com foco no resgate da cultura negra, iniciativa promove aulas de percussão a preço acessível

O grupo é formado por 188 empregados da Empresa MG Terceirização que atua nos serviços conservação em vários órgãos públicos distritais

Estatuto do Aliança pelo Brasil terá capítulo específico de compliance, e despesas da sigla deverão ser publicadas mensalmente na internet

Os bairros de Pinheiro, Mutange e Bebedouro possuem prédios que apresentam rachaduras e afundamentos desde o ano passado

Após a repercussão negativa nas redes sociais, o painel foi retirado pelo colégio particular. Estudantes expuseram uma nova homenagem

Loteria

Mega-Semana de Natal sorteia hoje R$ 40 milhões

Published

on

By

A Caixa sorteará na noite de hoje (12) um prêmio de cerca de R$ 40 milhões para quem acertar as 6 dezenas da Mega-Sena. O evento acontece às 20h e será transmitido ao vivo pelas redes sociais do banco.

O prêmio está acumulado, já que ninguém acertou os números da Mega-Semana de Natal. Veja as dezenas sorteadas no último concurso:

10-16-27-34-36-57

As apostas podem ser feitas em casas lotéricas ou pela internet até às 19h de hoje. As apostas custam R$ 4,50 por 6 dezenas em cada bilhete.

Para apostas com mais dezenas, até o limite de 15, o valor individual do bilhete pode chegar a R$ 22.522,50. As chances de acerto para a aposta com 15 dezenas são de 1 em 10.003.

fonte ebc

Continue Reading

Loteria

Aposta do interior leva 76 milhões na Mega-Sena

Published

on

By

Um apostador de Ribeirão Preto tirou a sorte grande e ganhou sozinho mais de R$ 76 milhões no concurso 2.320 da Mega-Sena. O sorteio aconteceu neste sábado (21) e o ganhador vai receber no total o prêmio de R$ 76.128.023,58.

As dezenas sorteadas foram: 06 – 30 – 35 – 39 – 42 – 48

Além disso, a Quina teve 92 apostas ganhadoras que devem receber R$ 52.821,09 cada. Já a Quadra teve 6.334 apostas ganhadoras e cada uma deve receber R$ 1.096,02.

O próximo concurso da Mega-Sena acontecerá na quarta-feira (25). A princípio, o prêmio está estimado em R$ 3 milhões.

Como apostar

O valor da aposta mínima é de R$ 4,50 e pode ser feita até às 19h do dia do sorteio. As apostas podem ser feitas em qualquer lotérica do país ou pela internet, através do site da Caixa Econômica Federal.

Continue Reading

Loteria

Mega-Sena da Virada vai sortear prêmio estimado em R$ 300 milhões

Published

on

By

As apostas para o sorteio especial da Mega-Sena da Virada já podem ser feitas nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. O prêmio estimado para esta edição é de R$ 300 milhões e o sorteio será realizado no dia 31 de dezembro.

Como nos demais concursos especiais, o prêmio principal não acumula. Se não houver ganhadores na faixa principal, com acerto de seis dezenas, o valor será dividido entre os acertadores da segunda faixa, com cinco acertos, e assim por diante.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio principal, caso aplicado na poupança, renderia no primeiro mês mais de R$ 347 mil. Um volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4.50.

O apostador também pode aumentar as chances de ganhar adquirindo os bolões que são comercializados nas lotéricas. Na Mega-Sena, os bolões têm preço mínimo de R$ 10. Porém, cada cota não pode ser inferior a R$ 5. É possível realizar um bolão de no mínimo duas e no máximo 100 cotas.

fonte ebc

Continue Reading

Populares