Geral

Viva Campos Sales: obras serão interrompidas em dezembro para as compras natalinas

As obras do projeto “Viva Campos Sales”, de revitalização da Avenida Campos Sales, no Centro de Campinas, serão interrompidas em dezembro durante o período de compras natalinas. A medida determinada pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) atende a um pedido da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC).  

As obras foram iniciadas em janeiro deste ano. O prazo de conclusão está mantido em 12 meses. Na fase atual, serão providenciados os ‘ajustes finos’ nas interferências que têm maior impacto, tais como retirada de postes e abrigos; e recapeamento de trechos.  

Finalizada essa etapa no prazo estabelecido, a obra será suspensa em dezembro e retomada em janeiro apenas para os detalhes finais. A suspensão nesse período busca minimizar os impactos das obras durante as vendas do comércio de final de ano.  

A obra de revitalização da Campos Sales avança por trechos, com trabalhos simultâneos. Estão em sua fase final a instalação de infraestruturas para as redes subterrâneas elétrica, de telecomunicações, semafórica e de iluminação pública. Também ocorrem trabalhos de requalificação de guias e sarjetas, pavimentação das calçadas e dos pontos de parada de ônibus.   

As próximas etapas contemplam a requalificação do pavimento asfáltico, ampliação dos passeios, instalação de novos abrigos, sinalização de travessias e baias de estacionamento, ciclofaixa, paisagismo e mobiliário, e instalação de mais câmeras de monitoramento.   

Viva Campos Sales 

Com 920 metros de extensão, a Avenida Campos Sales liga a Avenida Francisco Glicério ao Pátio Ferroviário. O Projeto “Viva Campos Sales” foi lançado em dezembro de 2021 e prevê uma série de mudanças na via, que buscam priorizar a mobilidade ativa e sustentável, a acessibilidade e a segurança na via. A proposta integra o Plano de Requalificação da Área Central de Campinas (PRAC) e de Resgate de Espaços Públicos 

As obras têm investimento de R$ 36 milhões, sendo R$ 6 milhões de recursos municipais, R$ 14 milhões da Telcomp (Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas) e R$ 16 milhões da CPFL Paulista. 

O projeto é conduzido pela Emdec em parceria com as secretarias de Serviços Públicos, Desenvolvimento Econômico, Planejamento e Urbanismo, Finanças, Infraestrutura, Trabalho e Renda e Assistência Social. Envolve ainda a Setec, a CIMCamp, a IMA, a Sanasa, além dos parceiros privados CPFL, Telcomp, Acic e Comgás. 

Modernizações na avenida 

A avenida ganhará mais mobilidade: ampliação dos passeios; faixa exclusiva para ônibus à esquerda e novos abrigos; baias de estacionamento; requalificação dos pavimentos das pistas e calçadas. Também trará mais segurança com nova iluminação pública e de monumentos; nova sinalização semafórica; mais câmeras de monitoramento e a velocidade máxima permitida mantida em 40 km/h. 

O projeto também inclui mobiliário e paisagismo; infraestrutura para bancas e abrigos de ônibus. As áreas para mobilidade ativa (pedestres e ciclistas) e paisagismo e mobiliário, serão ampliadas em 50% e as vagas de estacionamento em 107%. 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock