Geral

Mercado livre de energia torna-se atrativo para empresas da mesorregião de Campinas

O Mercado Livre de Energia no Brasil alcançou um marco histórico no primeiro semestre de 2023, com um aumento significativo de empresas migrando para esse modelo de consumo. Segundo dados divulgados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), um total de 3.330 unidades aderiram ao mercado livre, representando um crescimento impressionante de 52% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

No estado de São Paulo, 1.009 empresas migraram para o Mercado Livre de Energia, de acordo com o CCEE. Dessas, 102 pertencem à mesorregião de Campinas, abrangendo cidades como Porto Ferreira, Vinhedo,Indaiatuba, Paulínia, entre outras.

No comparativo dos dados Brasil, em 2022 foram registradas 2.192 adesões. O novo recorde de 2023 (3.330 empresas) superou a marca anterior, estabelecida em 2021, com 3.072 adesões nos seis primeiros meses do ano.

De acordo com o balanço da CCEE, o mercado livre de energia já corresponde a 37% da demanda total de eletricidade no país. A perspectiva de obter tarifas mais competitivas tem atraído cada vez mais indústrias e empresas em busca de otimizar gastos e minimizar impactos financeiros relacionados à flutuação dos preços da energia elétrica.

As regiões sul e sudeste do Brasil continuam sendo os principais destaques nesse cenário, devido à sua maior industrialização. Entretanto, o estado de Pernambuco, Goiás e Ceará também expressaram um aumento significativo nas adesões, revelando um bom potencial de crescimento nessas regiões com a redução dos requisitos para migração dos consumidores e a pulverização do ambiente livre.

Donato da Silva Filho, diretor geral da Volt Robotics, empresa líder em soluções no setor energético, explicou a importância da adesão ao mercado livre de energia: “A flutuação dos preços da energia elétrica representa desafios para empresas, indústrias e consumidores. Tomar decisões mais precisas sobre como consumir energia é crucial para otimizar gastos e minimizar impactos financeiros.”

Para auxiliar as empresas que atuam no Mercado Livre ou com Geração de Energia Distribuída a tomarem decisões mais estratégicas, a Volt Robotics desenvolveu o “Para Onde Vai a Tarifa”, um serviço que utiliza inteligência artificial e análise de dados para

fornecer informações claras e análises do setor. Com o auxílio de algoritmos e modelos de previsão, o serviço oferece projeções futuras dos preços da tarifa de energia elétrica, permitindo que os usuários antecipem variações e maximizem seus investimentos de forma assertiva.

O serviço “Para onde vai a tarifa” é feito por meio de uma abordagem sólida, fundamentada na análise de dados. “Por meio dos algoritmos e modelos de previsão é possível interpretar padrões históricos, tendências de mercado, condições climáticas, políticas regulatórias e muitos outros indicadores relevantes e outros fatores que influenciam os preços da tarifa de energia elétrica”, completou.

As informações estratégicas permitirão ao usuário antecipar variações nos preços, para uma tomada de decisão mais assertiva e, assim, maximizar seus investimentos. “Com nosso serviço você terá acesso a um painel intuitivo que apresenta projeções futuras dos preços da tarifa de energia elétrica, segmentadas de acordo com diferentes tipos de mercado consumidor”, finaliza Donato Filho.

Com o sucesso alcançado até o momento, a expectativa é que mais empresas adiram ao mercado livre de energia ao longo do ano, impulsionando ainda mais esse segmento e contribuindo para a eficiência e competitividade do setor energético no Brasil.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock