Geral

Defesa Civil faz alerta e pede cuidados à população para combater o calor extremo

A Defesa Civil de Campinas alerta a população para as altas temperaturas até o próximo domingo, 24 de setembro. Nesta segunda-feira, a temperatura máxima registrada foi de 33,4ºC às 14h. Emergências, como focos de incêndio, devem ser avisadas imediatamente ao Corpo de Bombeiros pelo 193. 

“A principal preocupação com relação ao calor extremo é com o aumento de incêndios. Além de impactos à saúde pública, como mais pacientes com problemas respiratórios, os incêndios ampliam os dados ao meio ambiente”, afirmou o coordenador regional e diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado. 

De acordo com o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Unicamp, as temperaturas continuam altas até o final da semana. Se mantém relativamente estáveis até na quinta-feira e podem subir ainda mais entre sexta-feira, 22 de setembro, e domingo, 24/09.

Cuidados essenciais

Para enfrentar a onda de calor e a baixa umidade do ar, é preciso tomar alguns cuidados, como evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h, beber água à vontade para evitar a desidratação, umidificar o ambiente com vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água e molhamento de jardins e procurar manter-se protegido do sol. 

Outras recomendações da Defesa Civil são realizar refeições leves e frias mais vezes ao dia, utilizar soro fisiológico nos olhos e narinas e dar preferência a ambientes arejados, evitando aglomerações. É preciso ter mais atenção ainda com os idosos, crianças, pessoas com doenças crônicas e gestantes que podem ficar desidratados mais rapidamente.

Pets também preocupam

O Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal (Dpbea) também reforça a importância dos cuidados com os animais nos dias de calor forte. Os pets também devem ser hidratados constantemente e os tutores devem procurar manter sempre recipientes com água fresca, procurando trocar a água ao menos duas vezes por dia. Importante também certificar-se de que os animais tenham uma área de sombra para ficar em casa.

Outra orientação é evitar passeios nos momentos de sol quente, já que o asfalto pode até mesmo queimar as patas dos animais, como os cachorros, por exemplo. Nos passeios, uma dica também é levar água ou recipiente que possa ser preenchido se o lugar do passeio tiver bico de torneira.

Boletim divulgado pelo Cepagri também chama a atenção para outros pontos para amenizar os efeitos do calor como usar ventiladores e procurar vestir roupas mais leves. O calor também pode agravar problemas de saúde, exigindo cuidados médicos. Entre os sintomas estão mal-estar, tonturas, dores de cabeça, fraqueza, palidez, entre outros. 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock