Geral

Ipês começam a colorir a cidade no inverno e podem ser vistos pelos caminhos afora em Campinas

O inverno se aproxima e traz suas cores. No calendário, a chegada da estação, este ano, está marcada para o dia 20 de junho, às 17h51. Algumas espécies de árvores dão o ar da graça justamente nesta temporada, quando o clima é mais frio e seco, como os ipês. O secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, que é engenheiro agrônomo, explica que essas espécies precisam de tempo seco para florescer. “Os ipês preferem tempo seco, é a condição”, diz.


Os ipês, especialmente os de cor rosa, começaram a mostrar as cores e podem ser vistos em várias partes de Campinas.


As florações da família de ipês – amarelo, roxo, rosa e branco – , podem ser apreciadas na cidade entre junho e setembro, período de estiagem. O secretário Ernesto Paulella, explica que embora estejam na época de florescer, isso depende da variação do clima. Se for um período mais chuvoso, por exemplo, a tendência é que floresçam mais no fim do inverno. Se o inverno começar seco, tem inflorescências em junho”, explica Paulella.


Ele completa que os ipês em geral têm um período de inflorescência entre duas e três semanas. O ipê-branco tem um tempo mais curto de floração, dura de dois a três dias.

Mudanças climáticas


“O que vem ocorrendo nos últimos anos, e é um fenômeno mesmo, é o ipê chegar a ter de duas a três inflorescências, por causa das variações do clima. Quando o clima era bem regulado, só tinha uma inflorescência. De uns 15 anos para cá, a gente vem observando que, por causa dessas mudanças climáticas, um mesmo ipê que floresceu hoje, floresce daqui a três, quatro semanas de novo”, observa Paulella.

Ipês no Viveiro Municipal


O Viveiro Municipal Otávio Tisseli Filho, que fica no Parque Xangrilá, tem, neste momento, cerca de 10 mil mudas de ipês, de todas as cores. Do total, 30% são de ipês-rosa e o restante dividido entre as outras cores.


Há ipês em várias fases de crescimento. O coordenador do Viveiro, Cleber Domene, conta que há mudas de 80 centímetros até árvores de 1,5 metro. A árvore leva cerca de dois anos para atingir este tamanho e aí já pode colorir os canteiros, os jardins e os parques da cidade.


Todos esses ipês são encontrados em Campinas, em vários lugares, basta reparar ao redor, pelos caminhos da cidade. Há ipê-amarelo na Lagoa do Taquaral e no balão da avenida Nossa Senhora de Fátima, por exemplo. Há pés de ipês-branco perto da Escola de Cadetes e na Praça da Paz da Universidade Estadual de Campinas. Ipês-rosa estão no centro, como no Largo das Andorinhas e Praça Bento Quirino, próximo à Lagoa do Taquaral, em vias do entorno e dentro do parque e tantos outros lugares.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock