Geral

Campinas registra o primeiro caso importado de chikungunya em 2024

Em 2024, o primeiro caso importado de chikungunya foi registrado em Campinas. Trata-se de um homem com idade entre 40 e 49 anos, morador da região da Vila Costa e Silva, que contraiu a doença em Minas Gerais. Felizmente, seu estado de saúde é estável.

O paciente recebeu atendimento da equipe de saúde em uma unidade do SUS Campinas e não precisou ser hospitalizado. Ele apresentou sintomas como febre, dores no corpo, nos olhos e nas articulações, além de manchas vermelhas na pele.

Chikungunya em Campinas

Até o momento, não houve registro de transmissão local da chikungunya em Campinas em 2024. No entanto, é essencial que qualquer pessoa que tenha viajado para outras regiões e retorne à cidade com sintomas como febre, dores no corpo e articulações busque assistência médica. Isso permitirá que os profissionais de saúde realizem a investigação adequada e forneçam o tratamento necessário, como destacou a médica infectologista Valéria de Almeida, do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) de Campinas.

A Secretaria de Saúde permanece vigilante em relação à circulação do vírus da chikungunya em outras localidades e reforça medidas preventivas para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti, também responsável pela transmissão da dengue. Tais medidas incluem eliminar qualquer acúmulo de água que possa servir como criadouro do mosquito e manter recipientes como latas, pneus, pratos de plantas, lajes e calhas livres de água parada. Além disso, é importante vedar caixas d’água e manter fechados vasos sanitários sem uso.

Epidemia de dengue em Campinas

Em meio à epidemia de dengue, é fundamental que qualquer pessoa com febre procure imediatamente um centro de saúde para avaliação clínica. A automedicação deve ser evitada, pois pode prejudicar o diagnóstico e tratamento adequados. Caso haja sinais como tontura, dor abdominal intensa, vômitos repetidos, suor frio ou sangramentos, é recomendável buscar auxílio médico em pronto-socorro ou Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

No sábado, 24 de fevereiro, a Prefeitura realizará o 5º mutirão de 2024 para prevenção e combate à dengue. Esta iniciativa, em parceria com a EPTV, afiliada da TV Globo, percorrerá imóveis nos bairros Vila Vitória, Mauro Marcondes, Vida Nova I, Vida Nova II e Parque Aeroporto, das 8h às 12h. O mutirão contará com apoio de diversas secretarias municipais e o balanço das ações será divulgado na segunda-feira, 26.

Desde dezembro de 2023, a Secretaria de Saúde tem implementado medidas adicionais para prevenção e combate à dengue, incluindo mutirões de visita a residências para orientação à população e eliminação de criadouros do mosquito transmissor. Essas ações foram acompanhadas pela reorganização da rede municipal de saúde e pela realização de oficinas para capacitação em hospitais públicos e privados.

O Comitê Municipal de Enfrentamento das Arboviroses e Zoonoses, que reúne diversas secretarias e órgãos municipais, discute regularmente a situação epidemiológica da cidade e apoia as ações da Secretaria de Saúde. Mais informações estão disponíveis no site https://dengue.campinas.sp.gov.br.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock