Geral

Recorde de solicitações de implantação de empresas em Campinas sinaliza crescimento econômico

A Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb) de Campinas registrou um aumento notável no número de solicitações de análise de viabilidade para a implantação de empresas no mês de agosto, de acordo com a Lei de Uso e Ocupação do Solo (LUOS). O marco histórico alcançou 5.274 pedidos, todos realizados através do sistema digital Via Rápida Empresa (VRE) da Rede SIM, do Governo do Estado de São Paulo, indicando uma tendência de crescimento econômico na região.

A secretária de Urbanismo, Carolina Baracat Lazinho, destacou a importância desse dado para a economia local, bem como para a criação de novos negócios e empregos. Ela observou que essas 5.274 solicitações representam o maior volume já registrado mensalmente na pasta.

Os dados fornecidos pelo setor de Licença de Uso do Solo do Departamento de Controle Urbano (Decon) da Semurb revelam que, das 5.274 solicitações, 3.917 foram para a criação de novas empresas, enquanto 1.357 foram para ajustes nas configurações dos negócios, como alterações nos contratos sociais e inclusão de atividades comerciais no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ).

A análise de viabilidade é baseada nos códigos de atividade econômica da Classificação Nacional das Atividades Econômicas (CNAE) e nos critérios de zoneamento da cidade estabelecidos pela Lei de Uso e Ocupação do Solo. O coordenador do setor de Uso do Solo da Secretaria de Urbanismo, Vagner Bassan, apontou que o volume de protocolos varia de mês para mês, mas há uma tendência de crescimento, com um aumento notável no uso do sistema digital.

Além disso, o número de solicitações analisadas pela Semurb também cresceu em comparação ao ano anterior, com 34.962 pedidos nos oito primeiros meses de 2023, em contraste com os 33.654 pedidos registrados no mesmo período do ano passado.

Analisando os dados ano a ano, percebe-se um aumento constante no número de protocolos processados pelo sistema VRE pela Semurb. Em 2022, foram registradas 48.134 solicitações de viabilidade, enquanto em 2021 houve 48.009 pedidos. Os anos anteriores também demonstraram crescimento: 41.728 em 2020, 41.729 em 2019, 39.030 em 2018 e 36.188 em 2017.

Vagner Bassan, responsável pelo setor de análise, explicou que o aumento significativo dos protocolos em 2021, em comparação com 2020, foi impulsionado pela pandemia, que gerou uma alta demanda por empresas do setor digital e serviços online, principalmente devido à necessidade do trabalho em casa (home office). Essa tendência de crescimento nas solicitações de análise de viabilidade indica um ambiente empresarial em constante evolução em Campinas.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock