Eventos

Campinas recebe apresentações gratuitas de dança em espaços públicos

Apresentações gratuitas de dança chegam a Campinas e dão sequência às atividades do Projeto “Fios de Vida – nos caminhos de Celeste”, iniciado em setembro deste ano com uma série de oficinas voltadas especialmente para mulheres de bairros periféricos da cidade. Pelo menos cinco apresentações de dança serão realizadas em pontos de grande movimento de Campinas, entre os meses de novembro e dezembro. A primeira delas está marcada para este sábado, 11/11, às 10h30, na Praça da Catederal.

As apresentações em pontos centrais e de grande movimento de Campinas têm como objetivo reforçar essa comunicação com a sociedade, levando o autoconhecimento por meio da arte. “Também temos como objetivo ampliar o diálogo entre comunidade e universidade, fazendo com que a pesquisa e criação em dança, como área de conhecimento, possa se ampliar para além dos muros da universidade” comentam Daniela Nascimento e Yasmin Berzin, artistas criadoras do projeto.

O espetáculo, que será apresentado em diversos pontos de Campinas, se baseia na realidade de mulheres brasileiras e traz para o palco duas personagens: Dona Sara e Celeste. As duas mulheres foram desenvolvidas pelas artistas e criadoras do projeto, com base numa pesquisa com benzedeiras, congadeiras, bordadeiras e costureiras do Vale do Paraitinga e trabalhadoras sexuais da região sudeste do país.  Daniela e Yasmin explicam que por meio do método BPI foi possível compreender as diferentes formas de existência das mulheres brasileiras. “Independentemente da época ou da área de atuação dessas mulheres, existe um cruzamento cultural que se entrelaça quando o assunto é resiliência e enfrentamento de uma sociedade patriarcal. Por isso, o espetáculo traz nos seus movimentos um misto de força, delicadeza, raiva, amor, conflito, alegria, construção e desconstrução”, explicam as artistas.

O projeto é resultado da pesquisa de Daniela Nascimento e Yasmin Berzin pela pós-graduação do Instituto de Artes da UNICAMP, com o objetivo de acolher mulheres por meio da arte, da liberdade, troca de experiências, do reconhecimento e da emancipação dos seus corpos, por meio do método BPI (Bailarino-Pesquisador-Intérprete), que explora a pesquisa e a criação em dança com a utilização de ferramentas próprias. “Fios de vida nos caminhos de Celeste” é um projeto realizado com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e do Fundo de Investimentos Culturais de Campinas (FICC 2022) e recebe o apoio da Abraço Rede Amarais, da Sala dos Toninhos, Alternativa Assessoria Contábil e Núcleo BPI.

“Fios de Vida – nos caminhos de Celeste” foi iniciado em setembro deste ano com oficinas de dança. Ao longo dos encontros, as participantes foram convidadas a conhecer mais sobre si mesmas por meio do movimento. Neste contexto, as oficinas fizeram com que as participantes vivenciassem as próprias sensações e emoções, geradas a partir das histórias pessoais de cada uma, a partir de manifestações da cultura popular brasileira. Por meio das sensações vindas dos movimentos, as mulheres se conectam mais com o próprio corpo e se reaproximam delas mesmas. “Os movimentos estão ligados ao campo do imaginário. Abrimos na roda um espaço para que cada uma expresse aspectos de sua história, de sua ancestralidade”, conta Yasmin.

Daniela Nascimento: Possui Licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) e Mestrado em Educação na linha de Políticas Educacionais, Gestão de Sistemas e Organizações Educacionais (UNESP). É Bacharel em Dança com formação na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Concluiu seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Dança através do método Bailarino-Pesquisador-Intérprete (BPI), desenvolvido pela professora Dra. Graziela Rodrigues. Cursa Doutorado em Artes da Cena pelo Programa de Pós-graduação em Artes da Cena do Instituto de Artes da UNICAMP continuando o desenvolvimento de pesquisa através do método BPI com orientação da professora Dra. Larissa Sato Turtelli. Atualmente participa como bailarina-pesquisadora-intérprete do projeto “A arte do encontro com mulheres do Brasil”, contemplado pelo FICC – 2022. Nele interpreta Celeste na obra “Fios de Vida – Nos caminhos de Celeste”.

Yasmin Berzin: Mestra em Artes da Cena pelo Programa de Pós-graduação do Instituto de Artes da Unicamp, graduada em Bacharelado em Dança (2015) e Licenciatura em Artes (2017) pela mesma universidade. Monitora de Dança (clássica, moderna e contemporânea) e Técnico em Dança pela Escola Técnica Estadual de Artes – Centro Paula Souza – em São Paulo (2010).  Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Dança, atuando principalmente nos seguintes temas: bailarino-pesquisador-intérprete, dança com pessoas idosas, produção técnica de espetáculos de dança, processos criativos, dança do Brasil e contemporânea. Atualmente, participa como bailarina-pesquisadora-intérprete do projeto “A arte do encontro com mulheres do Brasil”, contemplado pelo FICC – 2022. Nele interpreta Sara na obra “Fios de Vida – Nos caminhos de Celeste”.

Núcleo BPI: O “Grupo de Pesquisa Bailarino-Pesquisador-Intérprete e Dança do Brasil – Núcleo BPI” é composto por um coletivo de artistas, educadores e pesquisadores, com sede principal na cidade de Campinas, que possuem um compromisso com a produção e disseminação do Método BPI. Foi criado por Graziela Rodrigues e conta, atualmente, com um núcleo especializado de bailarinos-pesquisadores e com estudantes em formação no BPI. Possui vínculo institucional com o Departamento de Artes Corporais do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), que se caracteriza como principal sede das produções do grupo. Entretanto, seus integrantes levam o Método BPI para seus outros ambientes de atuação, ampliando o alcance e a disseminação das ações do grupo. As propostas artísticas do Núcleo BPI trazem uma estética contemporânea diferenciada, na qual um Brasil periférico está presente, sem haver uma apropriação, reprodução e estilização das manifestações populares, mas sim, um corpo residual e afetivo.

Apresentações:

Pavirates

Data: 10/11

Horário: 20 horas

Endereço: Rua Pitágoras, 500, Cidade Universitária, Campinas – SP

*apresentação para público fechado

Praça da Catedral

Data: 11/11

Horário: 10h30

Endereço: Praça José Bonifácio, s/n – Centro, Campinas – SP

Pavirates

Data: 14/11

Horário: 20 horas

Endereço: Rua Pitágoras, 500, Cidade Universitária, Campinas – SP

*apresentação para público fechado

Terminal Central (ao lado das catracas de entrada e saída)

Data: 25/11

Horário: 10 horas

Endereço: Rua Terminal Cury, 181 – Conceição – Campinas

Centro de Convivência Cultural de Campinas “Carlos Gomes”

Data: 14/12

Horário: 18 horas

Endereço: Praça Imprensa Fluminense – Cambuí, Campinas

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o AdBlock