Connect with us

Geral

Trecho da Rua Francisco Teodoro terá bloqueio viário no sábado e domingo

Publicado

em

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) interdita totalmente o tráfego de veículos no sentido Centro – bairro da Rua Francisco Teodoro, no cruzamento anterior à Avenida João Jorge, na Vila Industrial. A ação será no sábado e domingo, dias 15 e 16 de fevereiro, sempre no período das 7h até as 17h.
A medida é necessária por conta de obras de implantação de drenagem e travessia, na região de trabalhos do Corredor BRT Ouro Verde, na Avenida João Jorge. Também haverá pré-bloqueio no cruzamento das ruas Francisco Teodoro com Maria Soares; no cruzamento das ruas Maria Soares com Dr. Salles Oliveira; e cruzamento das ruas Francisco Teodoro com Antônio Sarmento.
A Emdec indica três rotas de desvio: seguir pelas ruas Maria Soares (contrafluxo), Dr. Salles Oliveira, Francisco Teodoro e Avenida General Carneiro. Percorrer as ruas Dr. Salles Oliveira, Francisco Teodoro e Avenida General Carneiro. E a terceira pelas vias Antônio Sarmento, Dr. Salles Oliveira e Francisco Teodoro. Durante as obras, estará liberado o acesso de veículos para retorno pelo Viaduto Miguel Vicente Cury.
Agentes da Mobilidade Urbana prestam apoio à interdição, monitorando o trânsito e orientando os motoristas. A Emdec recomenda que os motoristas evitem circular pela região, nos períodos de bloqueio viário.

Geral

Reunião estabelece protocolo de atendimento a grupo indígena da Venezuela

Publicado

em

Por

Uma reunião realizada na tarde desta sexta-feira, dia 28 de fevereiro, teve como pauta a definição de um protocolo de atendimento aos indígenas venezuelanos da etnia Warao que buscam refúgio no Brasil, inclusive com a presença de um grupo em Campinas. Promovida pela Prefeitura, a reunião também visou organizar as ações das diferentes políticas públicas envolvidas na questão.
O encontro seguiu orientações transmitidas previamente pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), órgão da Organização das Nações Unidas (ONU). Participaram representantes campineiros das áreas de Assistência Social, Direitos Humanos, Saúde e Conselho Tutelar.
A reunião permitiu o compartilhamento de informações sobre os Waraos, suas características culturais e suas necessidades. Também foram definidas tarefas para cada setor, principalmente as relacionadas ao acompanhamento em saúde. É consenso que as ações relacionadas à saúde, como um todo, são as mais emergenciais e necessárias para evitar impactos de separação do grupo, com consequências psicológicas, emocionais e culturais.
Paralelamente, iniciativas da Prefeitura de Campinas terão continuidade e serão reforçadas, como as abordagens das equipes do SOS Rua e Movimento Vida Melhor, entidades conveniadas pela Assistência Social. Outro aspecto abordado é o acompanhamento da situação dos documentos desses indivíduos, trabalho realizado pelo Serviço de Referência ao Imigrante, Refugiado e Apátrida da Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH).
Segundo o diretor do Departamento de Direitos Humanos da SMASDH, Fábio Custódio, o encontro desta sexta-feira foi necessário porque, devido à grande diferença cultural existente entre esse grupo específico de venezuelanos e os brasileiros, eles continuam praticando ações de coleta de doações nas ruas centrais da cidade, apesar das abordagens dos técnicos municipais e da oferta dos serviços mantidos pelo município.
O diretor informou que na próxima semana, a Secretaria receberá representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR), e também dará continuidade aos contatos com Exército, um dos órgãos responsáveis pelo Programa de Interiorização do Governo Federal. O objetivo do trabalho conjunto é avançar na compreensão da situação e buscar alternativas de qualificação do atendimento ao grupo de venezuelanos.
Atendimento
O primeiro grupo da etnia Warao desembarcou em Campinas há cerca de duas semanas. Na ocasião, foram atendidos e encaminhados ao Albergue Municipal (SAMIM), onde ficaram abrigados por dois dias. Após esse período, optaram por partir para Hortolândia, onde encontram-se no momento. Nesta semana, um segundo grupo, da mesma etnia, também foi identificado em Campinas. 
Além do rápido encaminhamento do grupo para o Samim, os serviços que executam ações de abordagem nas ruas – SOS Rua e Movimento Vida Melhor (MVM), assim como o Serviço de Referência ao Imigrante, Refugiado e Apátrida – têm atuado no sentido de estabelecer contatos, quebrar barreiras e apresentar os serviços públicos que estão disponíveis à população. Outra prioridade tem sido alertá-los para que não permitam que crianças e adolescentes permaneçam em situação de mendicância ou trabalho infantil.
Os serviços de abordagem manterão as tentativas de contato, buscando adesão aos serviços municipais. Assim sendo, a população pode colaborar informando sobre a presença desses indivíduos nas ruas da cidade ao SOS Rua por meio do telefone (19) 3253-4512.

Continue Lendo

Geral

Apos casos suspeitos de coronavírus em Campinas, Hospital da Unicamp emite nota

Publicado

em

Por

Em relação ao Plano de Contigência contra o coronavírus (COVID-19) do Governo do Estado de São Paulo, de incluir o Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) como um dos hospitais de referência para o tratamento de CASOS GRAVES, a superintendência informa que a Unidade de Emergência Referenciada (UER) vai atender apenas os CASOS GRAVES encaminhados por outras unidades.
 
NÃO serão atendidos pacientes de demandas espontâneas. Pacientes com sintomas de tosse seca, dificuldade de respirar e febre devem procurar as Unidades básicas de saúde (UBS) ou Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de sua região. A medida é para não haver comprometimento da qualidade da assistência nos casos de rotina de urgência e emergência da Unidade.
 
A Superintendência do Hospital ressalta que NÃO REALIZA testes para vírus respiratórios comuns, nem a coleta de materiais respiratórios para diagnósticos de casos que não se enquadram nos critérios do coronavírus (COVID-19).
 
A Superintendência do Hospital de Clínicas da Unicamp esclarece que não tem medido esforços para prestar um atendimento digno aos pacientes recebidos na unidade (UER), e por isso conta com a compreensão da população até que a situação se normalize.
 
Campinas, 27 de fevereiro de 2020
Superintendência do Hospital das Clínicas da Unicamp

Continue Lendo

Geral

Três apostas de Campinas levam mais de 40 mil na quinta da Mega Sena

Publicado

em

Por

Três apostas de Campinas acertaram a Quinta da Mega-Sena e leva premio de mais de 40 mil reais. Uma aposta foi realizada em uma lotérica do Jardim Bandeirantes, outra no bairro Ponte Preta e outra no Conjunto Habitacional Vila San.

Um bolão feito em uma lotérica em Hortolândia acertou a Quinta da Mega-Sena e leva premio de mais de 40 mil reais.


Os números sorteados foram 11-20-27-28-53-60. Segundo a Caixa, o prêmio total a ser dividido entre os dois bilhetes ganhadores é de R$ 211.652.717,75. Uma aposta da capital de Acre e outra da capital de Fortaleza que dividira o premio.

Um bolão de Hortolândia também levou o premio da quinta. Um total de 263 apostas acertaram a quina, rendendo R$ 44.509,85 a cada uma delas. Também serão pagos prêmios de R$ 1.110,86 a outros 15.054 bilhetes que acertaram a quadra.

Continue Lendo

error: Content is protected !!