Connect with us

Geral

Trabalho Social da Cohab promove atividades no Residencial Santa Luzia

Publicado

em

Em homenagem ao Dia Internacional do Idoso, comemorado no dia 1º de outubro, o Trabalho Técnico Social (TTS) da Cohab Campinas realizou uma série de atividades no Residencial Santa Luzia, localizado no Bairro Santa Lúcia, na região Sudoeste do município.

 

Com o intuito de integrar as várias gerações, a professora da PUC Campinas, Maria Virgínia Camilo, realizou uma roda de conversa com os moradores. Entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, a conversa se desenvolveu entre a importância de fazer aquilo que se gosta e respeitar a vontade do outro, mesmo que o choque de gerações seja grande. De acordo com Maria Virgínia, a qualidade de vida do idoso está aumento e a expectativa de vida já é muito maior do que nas décadas de 40 e 50, em que se viva em média 50 anos.

 

Se os idosos estão vivendo mais, isso significa que a população idosa tende a aumentar cada vez mais, portanto é necessário não ter apenas respeito, mas uma convivência saudável entre as gerações. “Existe uma diferença entre envelhecer com independência e envelhecer sendo dependente de alguém, não no sentido financeiro, mas físico, mental e emocional”, coloca Maria Virgínia. Segundo a professora existem pesquisas em Campinas, que apontam que os idosos, especialmente em regiões periféricas, são quem, em muitos casos, garantem a única renda fixa da família, através da aposentadoria que chega no final do mês.

 

De acordo com Graziela dos Santos Galdino de Souza, assistente social da Cohab Campinas, muitas vezes o idoso não entende que a criança precisa brincar para se desenvolver e por isso acaba fazendo barulho. “Ao mesmo tempo, a criança, o adolescente não tem paciência com o idoso, que não sabe tudo, que faz as coisas de maneira diferente. A proposta era exatamente essa, mostrar a necessidade de respeito e de uma convivência saudável entre as gerações”, aponta Graziela.

 

Ainda de acordo com Maria Virgínia, também é preciso pensar no âmbito de políticas públicas que atendam às necessidades de todas as gerações através dos estatutos (da criança, do adolescente, do idoso) e em todas as esferas (municipal, estadual e federal).

 

Outra atividade proposta foi uma aula de zumba, com o dançarino e coreógrafo da cantora Cláudia Leitte, Julio Lima. Graziela diz que a aula de dança permite mostrar que os idosos podem e precisam se movimentar.

 

Para Lima, que trabalha no ramo há mais de 20 anos, a dança é uma maneira de agregar cultura à vida das pessoas. “Além de melhorar a condição física, a dança permite uma integração social, a criação de um pensamento diferente. Vejo a dança como a porta de entrada para a cultura, para uma atração maior pela arte”, explica. Lima faz parte de um grupo de professores voluntários, o Groove 19, que participa constantemente de atividades culturais e voluntárias em Campinas e região.

 

Esse dia diferente contou também com os serviços do CadUnico, para atualização e realização de novos cadastros no sistema do Governo Federal e do ID Jovem, para cadastro de jovens de 15 a 29 anos para descontos em eventos culturais e esportivos, isenção ou desconto em transporte interestadual; corte de cabelo, maquiagem e limpeza de pele, tudo gratuito e realizado por voluntários. “Vemos esse tipo de cuidado como uma maneira de aumentar a autoestima das pessoas”, diz Graziela. “É gratificante ver todo o trabalho que foi realizado até aqui”, finaliza Graziela. O TTS encerra as atividades no Residencial Santa Luzia no final desse mês de outubro, após 12 meses de acompanhamento dos moradores.

 

 

 

Geral

Liberadas mais vagas para vacinar gestantes da área da saúde contra Covid

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde de Campinas vai reabrir, a partir das 19h desta quarta-feira, 5 de maio, o agendamento para a vacinação de trabalhadoras de saúde
No grupo de trabalhadoras de saúde estão incluídas as profissionais que têm graduação ou curso técnico na área e as mulheres que trabalham no setor, incluindo recepcionistas de serviços de saúde, trabalhadoras da limpeza e lavanderias de serviços de saúde, cozinheiras de serviços de saúde, balconistas de farmácias, drogarias, entre outras que trabalham em estabelecimentos como hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios, drogarias, farmácias entre outros, além de cuidadoras de idosas registradas por empresas da área.
Profissionais de saúde devem apresentar o registro no Conselho de Classe e/ou outro comprovante, além de comprovante de trabalho no setor, que pode ser contrato de trabalho, contrato de prestação de serviços, holerite, crachá (desde que contenha minimamente as informações: nome do estabelecimento, nome e sobrenome da pessoa, cargo ou função) ou declaração emitida pelo serviço de saúde que comprove o vínculo empregatício da pessoa.
Grávidas e puérperas terão que levar o cartão pré-natal (caderneta da gestante). As lactantes devem apresentar a certidão de nascimento do bebê.
Todas as agendadas terão que apresentar o comprovante de agendamento impresso ou salvo como imagem em seu celular, documento oficial com foto e comprovante de residência no município em seu nome.

Continue Lendo

Geral

Aberto agendamento para vacinação de pessoas a partir dos 60 anos

Publicado

em

Por

Continue Lendo

Geral

Campinas zera fila de espera por leitos de enfermaria e UTI-Covid

Publicado

em

Por

Continue Lendo







Populares