Connect with us

Geral

Sinfônica recebe maestro e violinista convidados nos próximos concertos

Published

on

 

A Orquestra Sinfônica de Campinas apresenta mais dois concertos de peso neste fim de semana. No sábado, 16, às 20h, e domingo, 17, às 11h, no Teatro Castro Mendes, os músicos, sob a batuta do maestro convidado Marcelo de Jesus, interpretam a Fantasia Escocesa, op.46, de Max Bruch (1838-1920) e a Sinfonia nº 10, de Dmitri Shostakovich (1906-1975) – peças consideradas emblemáticas da literatura orquestral.

 

 

Convidados

 

 

O violinista brasileiro Cármelo de los Santos desfruta de uma movimentada carreira como solista, camerista e pedagogo. Desde sua extensa experiência como concertista às recentes apresentações das integrais dos Caprichos de Paganini e as Sonatas e Partitas de Bach, seu virtuosismo e compromisso musical tem cativado o público internacionalmente. Ganhou projeção nacional aos 16 anos quando foi o mais jovem vencedor do mais importante concurso musical brasileiro, o “VII Prêmio Eldorado de Música”, em São Paulo. Desde então vem se apresentando como solista convidado de mais de 40 orquestras pelo mundo. Obteve o diploma de Bacharelado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Mestrado na Manhattan School of Music, Nova York, e Doutorado na University of Georgia, Geórgia, EUA. Cármelo é professor titular na Universidade do Novo México, Albuquerque, EUA, onde vive. Toca em um violino J.B. Vuillaume de 1828.

 

 

O maestro Marcelo de Jesus é regente da Orquestra de Câmara do Amazonas (OCA), regente adjunto da Amazonas Filarmônica (AF), Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica e diretor adjunto do Festival Amazonas de Ópera. Eleito maestro-revelação pela Revista Bravo!, regeu Turandot, Otello, Zap (Marcelo Tas), Pedro Malazarte, “Maroquinhas Fru-Fru” (Ernst Mahle), O Barbeiro de Sevilha, A Noite Transfigurada, O Diálogo das Carmelitas, Otello (Rossini), Poranduba (Villani-Cortes) e “Yerma” (Villa-Lobos). Foi premiado pela APCA 2010 – Melhor Gravação de Música Brasileira com o CD Velhas e Novas Cirandas. Regeu a Sinfonia Toronto (Canadá), Teatro Colón de Bogotá, Sinfônica de Sergipe, Orquestra do Teatro Nacional Claudio Santoro, Filarmônica do Espírito Santo, entre outras.

 

 

Sobre as obras

 

Considerações do pesquisador Leonardo de Oliveira

 

 

Max Bruch

 

 

Fantasia Escocesa, op.46

Escrita a partir de melodias folclóricas, a Fantasia Escocesa é uma peça de quatro movimentos que foi composta entre os anos de 1879 e 1880 e dedicada a Pablo Martín Melitón de Sarasate y Navascués, grande violinista de seu tempo. Apesar de dedicada a Sarasate, Joseph Joachim foi o músico que a estreou na cidade de Liverpool com Sociedade Filarmônica da cidade em 1881. Jochim, infeliz de tocar uma obra que não era dedicada a ele, desagradou o compositor em sua apresentação, que a descreveu como insegura e descuidada.

 

As fontes folclóricas são claras em sua música: Adagio cantabile – “Auld Robin Morris”; Scherzo – “Hey, the Dusty Miller”; Andante sostenuto – “I’m a-Doun for Lack o’ Johnnie”; Finale – “Scots Wha Hae”. Cada um dos movimentos possui um caráter distinto. Inicia-se com austeramente para preparar um movimento lírico e triste. O movimento seguinte é contrastante, virtuoso para o solista. Antes da finalização do tema utilizado na Batalha de Bannockburn, variações sobre um tema lento é o mote do movimento anterior.

 

 

 

Dmitri Shostakovich

 

 

Sinfonia n.º 10 em mi menor, Op. 93

 

A influência de Serguei Prokofiev está presente na música de Shostakovich. A preocupação deste em renovar a música soviética e ampliar o sistema tonal é lugar comum também daquele. Mesmo com a presença de formas tradicionais em sua escrita, com fugas e trechos tonais clássicos, ouvimos surpresas criativas, dramáticas e expressivas que rompem com o lugar comum e surpreendem a escuta. Por isso, o compositor foi duas vezes penalizado pelo regime stalinista que baniu parte de suas obras e obrigou-o a retratar-se em público. Após a morte de Stalin e o envio de uma comitiva de personagens significativos do regime o músico pode continuar obras que estavam suspensas. É nesse contexto que sua Décima Sinfonia é divulgada.

Revela-se em sua escrita, algumas marcas que apenas analisando sua escrita podemos notar: um motivo recorrente em toda a música traz as notas que compõe parte do nome do compositor – DSCH; há o resgate de temas de suas músicas Quatro Monólogos de Pushkin, Concerto para Violino, Sinfonias VI e VIII. O primeiro movimento é sombrio, depressivo, mas que nos leva a um momento de clímax e finalização tranquila. Seguem, então, um movimento de ataque a Stalin, violento e feroz. O terceiro movimento apresenta-se em caráter mais diverso, com o uso das notas de seu nome. A obra finaliza-se com grandeza, muitas vezes nostálgico e triste, mas com um ar de esperança e triunfal.

 

 

Programa

 

 

Max Bruch (1838-1920)

Fantasia Escocesa, op.46

 

 

Dmitri Shostakovich (1906-1975)

Sinfonia n.º 10 em mi menor, Op. 93

 

 

Serviço

 

Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas

Regência: Marcelo de Jesus

Solista: Cármelo de los Santos, violino

Quando: sábado, 16, às 20h; domingo,17,às 11h.

 

 

Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos,s/n. Vila Industrial. Campinas). Telefone (19) 3272.9359.

 

 

Ingressos: sábado – R$30,00 (inteira), R$ 15,00 (estudantes, aposentados), R$ 10,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências), R$ 5,00 (estudantes das redes municipal e estadual).

 

 

Valor promocional aos domingos: R$ 6,00 (inteira), R$ 3,00 (meia entrada); R$ 2,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências); R$ 1,00 (estudantes das redes municipal e estadual).

 

 

​​​​​​

Geral

Lei amplia para 700 as vias que podem mesclar uso residencial e comercial

Published

on

By

 

 

A entrada em vigor da Lei Complementar 304/2021, em junho deste ano, ampliou a permissão para instalar novas atividades em vias coletoras de

Campinas. Como resultado, 2.375 comércios, serviços e entidades podem agora funcionar em ruas secundárias que levam o tráfego para as grandes avenidas de bairros.

 

 

Com a medida, mais de 700 vias passaram a ter potencial econômico reforçado em regiões como Campo Grande, Ouro Verde, Taquaral, Vila Brandina, entre outros, reforçando o acesso da população a núcleos locais comerciais. Consulta dos endereços pode ser feita pela internet no Portal do Zoneamento On-line da Prefeitura.

 

 

A permissão de usos antes possíveis apenas nas vias arteriais (as avenidas principais) também nas vias coletoras na Zona Mista 1 expandiu em cerca de cinco vezes a possibilidade de usos mais dinâmicos nessa nova área, segundo dados da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb). 

 

 

Antes da lei, essas atividades eram permitidas em cerca de 130 vias dos bairros beneficiados; agora, são mais de 700 ruas e avenidas secundárias com possibilidade de mesclas de usos – comercial e residencial – fator determinante para a dinamização dos bairros.

 

 

Novas possibilidades

 

 

A nova lei permite a instalação, em vias secundárias, atividades comerciais varejistas e atacadistas, serviços e entidades institucionais considerados de média incomodidade. Nessa condição incluem-se, entre outros, supermercados, padarias, clínicas e associações, que antes só eram permitidas em avenidas/vias arteriais. 

 

 

Para saber se em determinado endereço é possível abrir o negócio pretendido, qualquer pessoa pode consultar pela Internet o “Portal do Zoneamento On-line” da Prefeitura de Campinas. A ferramenta está acessível em https://zoneamento.campinas.sp.gov.br/.

 

 

A versão atual do Portal traz os decretos e leis complementares publicadas neste ano, relacionados ao uso do solo e à hierarquia viária, que permite analisar a classificação de vias arteriais e coletoras, referentes à Zona Mista 1 em Campinas. Assim, os empresários podem realizar, de forma rápida, consulta prévia de viabilidade para abertura de empresas nos endereços de interesse.

 

 

No Zoneamento On-line também é possível consultar a abertura de empresas diretamente no Via Rápida Empresarial, da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

 

 

O acesso ao portal é gratuito e funciona em celulares, computadores de mesa, laptops e tablets. Não é preciso cadastro, basta entrar na página e colocar os dados do endereço a ser pesquisado.

 

Lei amplia para 700 as vias que podem mesclar usos residenciais e comerciais

 

 

Permissão expande em cinco vezes dinamização das rua e contribui para desenvolvimento de redes de serviços nos bairros

 

 

 

A entrada em vigor da Lei Complementar 304/2021, em junho deste ano, ampliou a permissão para instalar novas atividades em vias coletoras de

Campinas. Como resultado, 2.375 comércios, serviços e entidades podem agora funcionar em ruas secundárias que levam o tráfego para as grandes avenidas de bairros.

 

 

Com a medida, mais de 700 vias passaram a ter potencial econômico reforçado em regiões como Campo Grande, Ouro Verde, Taquaral, Vila Brandina, entre outros, reforçando o acesso da população a núcleos locais comerciais. Consulta dos endereços pode ser feita pela internet no Portal do Zoneamento On-line da Prefeitura.

 

 

A permissão de usos antes possíveis apenas nas vias arteriais (as avenidas principais) também nas vias coletoras na Zona Mista 1 expandiu em cerca de cinco vezes a possibilidade de usos mais dinâmicos nessa nova área, segundo dados da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb). 

 

 

Antes da lei, essas atividades eram permitidas em cerca de 130 vias dos bairros beneficiados; agora, são mais de 700 ruas e avenidas secundárias com possibilidade de mesclas de usos – comercial e residencial – fator determinante para a dinamização dos bairros.

 

 

Novas possibilidades

 

 

A nova lei permite a instalação, em vias secundárias, atividades comerciais varejistas e atacadistas, serviços e entidades institucionais considerados de média incomodidade. Nessa condição incluem-se, entre outros, supermercados, padarias, clínicas e associações, que antes só eram permitidas em avenidas/vias arteriais. 

 

 

Para saber se em determinado endereço é possível abrir o negócio pretendido, qualquer pessoa pode consultar pela Internet o “Portal do Zoneamento On-line” da Prefeitura de Campinas. A ferramenta está acessível em https://zoneamento.campinas.sp.gov.br/.

 

 

A versão atual do Portal traz os decretos e leis complementares publicadas neste ano, relacionados ao uso do solo e à hierarquia viária, que permite analisar a classificação de vias arteriais e coletoras, referentes à Zona Mista 1 em Campinas. Assim, os empresários podem realizar, de forma rápida, consulta prévia de viabilidade para abertura de empresas nos endereços de interesse.

 

 

No Zoneamento On-line também é possível consultar a abertura de empresas diretamente no Via Rápida Empresarial, da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

 

 

 

O acesso ao portal é gratuito e funciona em celulares, computadores de mesa, laptops e tablets. Não é preciso cadastro, basta entrar na página e colocar os dados do endereço a ser pesquisado.

Continue Reading

Geral

Programa GestAÇÃO é apresentado durante reunião no Salão Vermelho

Published

on

By

A secretária de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Eliane Jocelaine Pereira, apresentou, na tarde desta terça-feira, 3 de agosto, o Programa GestAÇÃO . A reunião, no Salão Vermelho, contou com a participação de diretores, coordenadores e chefes de setor da Pasta. 

 

“A partir do apoio da Comunitas e das reuniões que temos tido, em especial com as equipes da secretaria, surgiram ideias e propostas de caminhos que podemos trilhar para a concretização de políticas públicas voltadas para a qualificação do serviço público”, explicou a secretária. “É assim que nasce o GestAÇÃO, que tem seu princípio em gestar ideias que resultarão em uma maior qualificação dos servidores e dos serviços prestados ao cidadão”, completou.

 

O Programa se caracteriza pela composição e integração das metas que vão reger o trabalho da Pasta ao longo da gestão. 

 

O eixo central do programa vai ser a metodologia de linha de cuidados com o servidor, com políticas públicas materializadas em marcos regulatórios, programas, projetos, benefícios e pesquisas, interligados da entrada até a aposentadoria dos profissionais. 

 

O programa será desenvolvido em quatro eixos: melhoria dos processos de seleção; melhoria dos processos de desenvolvimento de carreira; melhoria dos processos de desenvolvimento humano; e melhoria do ambiente de trabalho. 

 

Ainda como parte do GestAÇÃO, a criação de um Laboratório de Inovação em Gestão e Desenvolvimento Humano também será uma ferramenta importante para o engajamento dos servidores na formulação e implementação de políticas públicas voltadas à qualificação, tanto do funcionalismo como dos serviços prestados à população. “Para que as ideias se concretizem e construamos uma cultura de inovação na Administração, queremos engajar o servidor neste processo. Queremos que eles tragam suas ideias e contribuições para o nosso Laboratório de Inovação, que será um ambiente orgânico vivo, dinâmico, permanente e aberto para propostas”, disse a secretária. 

 

Entre as ações para engajar o servidor estão a produção de manuais e pesquisas; de rádio e podcasts; revistas e boletins; e mídias sociais. Também será criado um acervo, com as memórias e experiências dos servidores, além da Labteca, uma plataforma interativa e concreta do laboratório de ideias.

 

Continue Reading

Geral

Setransp/Emdec ativam semáforos no cruzamento Bragança Paulista x Itatiba

Published

on

By

A Secretaria de Transportes (Setransp) e a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) ativam novos conjuntos semafóricos no cruzamento da Rua Bragança Paulista com a Rua Itatiba, na região do Jardim Novo Campos Elíseos. Os equipamentos entram em operação a partir das 10h de 10 de agosto, próxima terça-feira. 

 

 

Os novos conjuntos semafóricos também possuem foco para a travessia de pedestres. A região recebeu nova sinalização viária, tanto vertical (placas), como também horizontal (pintura de solo). 

 

 

A instalação dos equipamentos e a nova sinalização buscam aumentar a segurança durante a circulação. A região está inserida no entroncamento do Corredor BRT Perimetral com o Corredor BRT Ouro Verde, ao lado do Terminal BRT Campos Elíseos, que está em fase de finalização das obras. 

 

 

Agentes da Mobilidade Urbana da Emdec irão monitorar o trânsito na região. Técnicos semafóricos acompanharão a operação dos novos equipamentos e realizarão ajustes na programação, caso necessário. 

 

 

 

 

 

Continue Reading

Populares