Connect with us

Geral

Share RH lança programa gratuito que ensinará linguagem de programação para mulheres

Publicado

em

Denominada “Women Can Code”, iniciativa ajudará as interessadas em trabalhar na área de tecnologia

Para favorecer a presença das mulheres na área de tecnologia, a Share RH anunciou o “Women Can Code”, um programa gratuito e exclusivo para mulheres, que tem como objetivo inseri-las no universo das linguagens de programação. Lançada oficialmente no dia 15 de junho, em Campinas (SP), a iniciativa oferecerá às mulheres a oportunidade de aprender Java, Python e PHP, três das principais linguagens de programação exigidas pelas empresas de tecnologia da informação.

O evento de lançamento contou com a presença de mais de 200 mulheres, além de André von Zuben, Secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo da cidade. A programação trouxe, ainda, três painéis com os temas “Mulheres na Tecnologia”, “Gestoras na Tecnologia” e “Líderes na Tecnologia”, que foram conduzidos por Allyn Pierre, Gerente de Projetos do Venturus, Ana Beatriz Schilling, Analista de Marketing Digital da Wide Software, Tatiana Pezoa, Founder e CEO da TrustVox, entre outras empreendedoras que conversaram e trocaram experiências com as participantes.

A linguagem de programação é um padrão de comunicação para os computadores e também para celulares. Considerando a vocação tecnológica da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o “Women Can Code” vai atender a demanda das empresas por profissionais com conhecimentos destas linguagens e aumentar a presença das mulheres no mercado de tecnologia.

Tâmara Bittencourt, consultora da Share RH para gestão de pessoas e diversidade, detalha a metodologia que será adotada no programa. “Nós optamos por trabalhar com a Education Recruting, que combina formação prática em um curto período para resolver diferentes desafios na formação de profissionais e viabilizar contratações que não eram possíveis, por conta da falta de mão de obra qualificada. Nossa escolha leva em conta uma perspectiva de longo prazo para favorecer a igualdade entre homens e mulheres nas empresas”, explica a executiva. Ela acrescenta que a Share RH já tem planos para levar a iniciativa a outras cidades ainda esse ano e repeti-la em Campinas em 2020 com impacto ainda maior.

A primeira edição do “Women Can Code” disponibilizará 25 vagas. As inscritas passarão por um processo seletivo e as aprovadas participarão de um total de 84 horas/aula, que acontecerão até o mês de setembro de 2019. O início das aulas está previsto para o dia 1° de julho. As atividades serão gratuitas, incluindo materiais didáticos, atividades práticas e teóricas sem qualquer custo para as participantes.

Além de sanar uma “dor” dos clientes com a falta de profissionais com conhecimentos nas linguagens de programação, a Share RH tem o valor compartilhado em recursos humanos como uma premissa. “Gerar valor de forma equilibrada entre os homens e mulheres significa a materialização desse posicionamento da empresa. Nossa busca é por compartilhar nosso valor com todos os nossos públicos estratégicos”, analisa Luiz Eduardo Drouet, sócio-fundador da Share RH, empresa especializada em recrutamento e seleção de profissionais, além de idealizadora e realizadora do “Women Can Code”.

Lançamento do “Women Can Code”

O lançamento programa “Women Can Code” aconteceu no dia 15 de junho, sábado, no auditório da FACAMP, em Campinas. A programação contou com três painéis de palestras com mulheres que trabalham no mercado de tecnologia, como empreendedoras ou colaboradoras de grandes empresas.

No evento de lançamento, foram apresentados oito vídeos de sensibilização do programa e divulgados os posts sobre mulheres com a trajetória em tecnologia para inspirar outras mulheres. Também foram apresentadas as empresas patrocinadoras, Caiena, Dextra, Enforce, Padtec, PJ Bank, Superlógica, Venturus, Wavy Global Wide Software, que viabilizaram o programa.

As inscrições para o programa são gratuitas, e podem ser feitas até o dia 28 de junho pelo site:  www.womencancode.com.br.

Sobre a Share RH

Criada em 2015, a Share RH é um hub de soluções em Recursos Humanos, que atua diretamente na seleção, gestão e desenvolvimento do principal ativo das empresas: as pessoas. Dentre as premissas dela está o valor compartilhado, além de soluções de negócios criativas e a geração de eventos e conteúdos que façam a diferença no mercado.

Além de atuar na área de recrutamento e seleção para middle e top management, a Share RH oferece serviços de consultoria em gestão de pessoas, programas de estágio/trainee e formação para gaps de mão de obra qualificada (education recruiting) e programas corporativos de desenvolvimento para executivos.

Com escritórios em São Paulo, capital, e no interior, a Share RH está preparada para atender clientes nacionais e multinacionais para projetos em todo o território nacional.

Geral

Sanasa informa fornecimento de água no domingo (07)

Publicado

em

Por

A Sanasa informa que, em continuidade aos trabalhos de melhoria na oferta e distribuição de água da cidade, fará o serviço de capeamento de redes.

Para isso, será necessário interromper o fornecimento de água no domingo, dia 7 de março, das 8h às 17h, para os seguintes bairros: Parque Imperatriz Leopoldina, Vila Nova, Vila Del, Chácara João Hermann, Arruamento Rossi e Borghi, Jardim Dom Bosco e Jardim Brasil. Parte dos bairros Guanabara, Jardim Chapadão, Botafogo e Jardim Nossa Senhora Auxiliadora também será afetada.

A Sanasa recomenda aos moradores que façam a reserva antecipada ao período, para que não falte água.

Continue Lendo

Geral

Campinas recebe mais doses e reabre agendamento para idosos com mais de 77

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Campinas reabriu nesta quinta-feira, dia 4 de março, o agendamento para vacinação contra a Covid-19 para pessoas de 77 a 79 anos de idade que residem no município. O agendamento é obrigatório e deve ser feito prioritariamente pelo site www.vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160.

A reabertura do agendamento foi possível porque o município recebeu novas doses, que foram entregues pela Secretaria Estadual de Saúde. As doses são destinadas para aplicação nessa faixa etária.

Só receberá vacina quem tiver agendado previamente. Os idosos com boas condições de saúde devem optar, no momento do agendamento, pela vacinação nos centros de imunização. Há opção de receber a dose no carro, porém o Departamento de Vigilância em Saúde adverte que o número de vagas é controlado e é destinado exclusivamente para quem já fez o agendamento com essa opção.

No dia marcado, é obrigatório apresentar um documento de identidade com foto e um comprovante de endereço.

Esclarecimento

O pré-cadastro feito no Governo do Estado não garante um agendamento no Centro de Imunização de Campinas e não é uma reserva de doses. Mas é importante para adiantar o preenchimento de dados e tornar o atendimento mais rápido nos locais de vacinação. Para mais informações acesse: www.https://vacina.campinas.sp.gov.br/vacinas/covid-19/pre-cadastro.

Campinas tem cinco Centros de Imunização, sendo que quatro já estão funcionando e o último será aberto no sábado, dia 6 de março. O local já está liberado para receber agendamento.

Confira os endereços dos Centros de Imunização:

Centro de Vivência do Idoso

Endereço: Avenida Dr. Heitor Penteado, s/n – Portão 5 da Lagoa do Taquaral

Emef Caic Zeferino Vaz

Endereço: Rua José Augusto de Mattos, s/n – Parque Residencial Vila União

Casa da Criança Paralítica

Endereço: Rua Pedro Domingos Vitali, 160 – Parque Itália

Clube Círculo Militar

Endereço: Avenida Getúlio Vargas, 200 – Jardim Chapadão

Centro de Imunização Noroeste (antigo prédio da NAED Noroeste) – Rua Augusta Parreira Belintani, s/nº – Vila Castelo Branco (funcionará a partir do próximo sábado, dia 6).

Continue Lendo

Geral

GM e PM trabalharão juntas para evitar aglomerações em Campinas

Publicado

em

Por

A Guarda Municipal de Campinas e o 47º Batalhão da Polícia Militar vão somar esforços para realizar ações preventivas visando conter aglomerações em praças e vias públicas. O trabalho conjunto começa neste sábado. O esquema foi acertado em reunião na tarde de ontem, quarta-feira, dia 3, entre o comando das duas forças de segurança.

Os locais onde vão ocorrer as ações preventivas já foram mapeados pela Guarda Municipal em patrulhamentos anteriores, e identificados pelo Serviço de Inteligência da GM. São praças e ruas que costumam ter reunião de pessoas todo final de semana.

A ideia é intensificar o patrulhamento e colocar viaturas para monitorar as áreas e impedir a formação de fluxo de pessoas. “Vamos otimizar o efetivo e ampliar o patrulhamento, trabalhando juntos, para cobrir mais pontos da cidade. Nossa intenção é agir de forma preventiva, inibindo a formação das aglomerações nas praças”, informou o Secretário de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública de Campinas, Christiano Biggi.

Além da aglomeração, que pode causar propagação do coronavírus, os frequentadores destes locais fazem manobras perigosas com motocicletas. Os veículos são irregulares e de leilão. “Tanto a GM quanto a PM também vão agir para reprimir este tipo de atitude. As manobras dos motoqueiros podem causar acidentes e machucar as pessoas”, disse o secretário.

A GM e a PM vão, ainda, compartilhar informações dos serviços de inteligência. O Serviço de Inteligência da GM vem monitorando redes sociais para identificar possíveis festas clandestinas e essas informações também serão compartilhadas e embasarão as ações.

Continue Lendo









<





Populares