Connect with us

Geral

Semana Municipal do Brincar vai reforçar o movimento Campinas pela Paz

Publicado

em

A primeira “Semana Municipal do Brincar – A paz em língua de brincar” foi aberta nesta quinta-feira, dia 17 de maio, no Salão Vermelho da Prefeitura Municipal de Campinas, com a presença do vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira. O evento dá continuidade às ações do movimento “Campinas pela Paz”.
A Semana será realizada entre 19 e 28 de maio e terá como objetivo refletir e debater as brincadeiras como ferramenta de educação para a paz e sua importância no desenvolvimento da primeira infância. A Semana campineira integra-se ao Movimento pelo Brincar, criado em 1996, na Suíça, e comemorado em 28 de maio, data reconhecida pela Unesco. O Movimento se espalhou pelo mundo e foi ampliado para a Semana Mundial do Brincar, desde 2009.
O vice-prefeito ressaltou que a brincadeira é uma forma de estreitar laços de amizade e precisa ser melhor explorada. “É realmente um prazer acompanhar a produção de políticas públicas como esta. A legislação é estratégica e vem para perpetuar a Semana do Brincar nas demais administrações”, avaliou. 
A secretária Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, ressaltou que a criança é uma grande promotora da paz, sendo o brincar a linguagem usada por ela. A secretária anunciou que “a partir do dia 19 teremos uma intensa programação, e estamos convidando a população de Campinas a resgatar brinquedos e brincadeiras antigas, criando novas relações em prol da paz. Teremos atividades em diversos locais da cidade, incluindo praças, para que as famílias se reúnam pacificamente e brinquem juntas. Realizaremos também uma atividade inédita, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação: idosos irão até escolas municipais para mostrar às crianças brincadeiras antigas”. 
As ações são gratuitas e abrangem jogos de tabuleiros e jogos ao ar livre; brincadeiras tradicionais; exposições; feira de troca de brinquedos; oficinas de construção de brinquedos. Um dos destaques é a ocupação de espaços públicos, instituições, ruas. Serão cerca de 70 atividades, realizadas pela secretaria e organizações que atuam na proteção à infância e construção da paz.
A programação inclui seminários, palestras e oficinas, em parceria com universidades. Os eventos serão realizados em espaços públicos como praças e largos, parques e bosques de toda a cidade.
Para o dia 23 de maio, está previsto o evento “pais e filhos no Paço”, que será realizado no prédio da Prefeitura Municipal. Além de conhecer o local onde os pais trabalham, os pequenos participarão de ciranda junto aos pais na biblioteca prof. Ernesto Manuel Zink, assistirão ao vídeo “Campinas Surpreendente” e farão cartazes com a temática “Prefeito por um dia: o que eu faria pela minha cidade”.
A abertura da Semana contou com a participação da escritora e antropóloga Regina Márcia Moura Tavares, que entregou o livro “Brinquedos e Brincadeiras” aos presentes. Regina ressaltou que a humanidade, ao longo de sua evolução, concebeu a brincadeira como uma preparação para o futuro. “Quando a criança pula amarelinha, por exemplo, ao contornar os obstáculos, está se preparando para os desafios da vida”. 
O evento contou com a presença da Secretária Municipal de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer; do coordenador de Políticas para Diversidade Sexual, Cássio Rodrigo de Oliveira Silva; da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e de autoridades legislativas. 
Oficializando a paz em língua de brincar 
Durante o evento, foi anunciada a sanção da lei nº 41/18 do vereador Jorge da Farmácia, assinada nesta quinta-feira, pela manhã, pelo prefeito Jonas Donizette. A lei converge com a proposta do executivo municipal, instituindo a Semana Municipal do Brincar no calendário oficial de eventos de Campinas. A programação será realizada anualmente na semana de 28 de maio, Dia Mundial do Brincar. 
O projeto de lei de autoria do executivo municipal que cria o Estatuto da Paz e institui o programa “A paz em língua de brincar” também foi encaminhado nesta quinta-feira pelo prefeito à Câmara Municipal. 
O Estatuto estabelece “ normas de ordem pública e interesse social, bem como princípios e diretrizes que regulam o planejamento e execução de ações integradas e transversais para promoção da cultura de paz”. Já o programa “A paz em língua de brincar” direciona-se à promoção da educação para a paz, o fortalecimento da convivência familiar e comunitária e o engajamento na proteção à primeira infância. 
Programação
Uma das primeiras atividades da Semana do Brincar, no sábado, dia 19, será uma oficina de construção de pipas entre pais e filhos, no Centro de Integração da Cidadania (CIC) Vida Nova, R. Odete Terezinha Santucci Otaviano s/nº, Conjunto Habitacional Vida Nova, das 9h às 14h. Simultaneamente, no local, haverá recreação, serviços de beleza e saúde, até às 17h. 
Já na Casa da Criança Maria Luisa Hartzer (Rua Antonio Vicente Levantezzi, 290 – Pq. Montreal), das 9h às 17h, acontecerão sessões de contação de histórias. Também no sábado, das 10h às 14h, será realizada uma feira solidária de brinquedos no CRAS Anhumas (Rua Emílio Lang Junior, 411 – Vl. Nogueira) e jogos cooperativos e hóquei adaptado, das 10h às 14h, na Lagoa do Taquaral. 
No período da tarde, das 14h às 17h, a Fundação Feac realiza na Praça do Senna – em frente ao CRAS Flamboyant, o UrbaniZarte, evento com construção de brinquedos recicláveis, contação de histórias, pintura de rosto, pintura de cabelo com spray, modelagem com bexiga, piaba, grafite, recreação. 
No domingo, dia 20, das 8h às 12h, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer organiza o Brincando na Praça, com pipa, bolinha de gude, bets, pega-pega, recreação na Praça Emil Rached (Rua Nelson Barbosa da Silva s/nº Dic VI). 
A programação segue em todos os dias da semana e pode ser consultada no link: http://campinas.sp.gov.br/pelapaz/semana-do-brincar.php.

Geral

Novo alerta de dengue traz dez bairros com risco de transmissão

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde divulgou nesta terça-feira, 11 de maio, o Alerta 18 de Dengue na cidade. O documento traz novas áreas com risco de transmissão da doença. São dez bairros: Jardim Novo Campos Elíseos, Parque Vista Alegre, Jardim Telesp, Jardim San Diego, Jardim Proença, Jardim Itatiaia, Vila Padre Anchieta, Núcleo Residencial Boa Vista, Vila Régio e Cidade Universitária II (Barão Geraldo).

 

 

  

 

Conforme a coordenadora do Programa de Arboviroses de Campinas, Heloísa Malavasi, o objetivo dos boletins é alertar a população sobre novas áreas de transmissão da dengue e mobilizar as pessoas para que contribuam com o controle de criadouros do mosquito.

 

 

  

“É essencial que as pessoas verifiquem seus quintais, vasos de plantas e outros possíveis criadouros, e nos ajudem no controle da doença em nossa cidade. É muito importante que a população assuma sua responsabilidade no controle dos criadouros”, falou Heloísa.

 

  

 

O trabalho de controle da dengue continua sendo realizado pelas equipes da Secretaria de Saúde, mas os cidadãos precisam tomar os cuidados necessários para evitar o ciclo de vida e reprodução do mosquito Aedes aegypti. Isso porque 80% dos criadouros estão nos quintais e dentro de casa.

 

 

 

Entre os cuidados, os moradores devem manter caixa d’água fechada ou telada; limpar as calhas e, caso necessário, desentupi-las; trocar a água de vasos de plantas e lavar o recipiente com bucha e sabão para remover os ovos do mosquito.

 

 

 

As pessoas que têm bromélia devem regar a planta com mangueira de pressão uma vez por semana e limpar a face interna de todas as folhas (onde a água fica acumulada, o que favorece a proliferação de ovos e larvas do mosquito).

 

 

 

Outra recomendação é evitar o acúmulo de entulho e recicláveis. Quem precisa descartar este material, deve levar até um dos 16 ecopontos da cidade. Os endereços podem ser consultados na página http://www.campinas.sp.gov.br/governo/servicos-publicos/ecopontos/index.php.

Continue Lendo

Geral

Prefeitura homologa licitação para conclusão de obras do CS Santa Odila

Publicado

em

Por

As obras de ampliação do Centro de Saúde Santa Odila, paralisadas desde 2019, serão retomadas. O Diário Oficial do Município publicou nesta terça-feira, 11 de maio, a homologação da licitação para a conclusão das obras remanescentes, que terá custo de R$ 225,8 mil.
A previsão do secretário de Infraestrutura, Carlos José Barreiro, é de que as obras sejam concluídas em, no máximo, 120 dias. A retomada ocorre após a empresa que havia sido contratada para a realização da ampliação da unidade ter abandonado o serviço, deixando 15% das obras sem conclusão.
Outras duas empresas foram chamadas, mas tiveram limitações técnicas e jurídicas. Uma nova licitação precisou ser realizada e a vencedora foi a empresa a Spalla Engenharia Eirelli.
Os serviços remanescentes incluem colocação de esquadrias, instalação de peças sanitárias e acessórios, bancadas, implantação de itens relacionados à segurança e combate a incêndio, execução das instalações de gases medicinais, finalização de serviços nas instalações elétricas e hidráulicas e instalações de sistema de proteção contra descargas atmosféricas.

Continue Lendo

Geral

Lagoa do Taquaral: banheiro próximo ao Parcão ficará pronto no 2º semestre

Publicado

em

Por

A Secretaria de Serviços Públicos está construindo um sanitário na Lagoa do Taquaral, próximo ao Parcão, Parque dos Cães, área do antigo kartódromo, portão 6. O novo banheiro vai substituir o antigo, que estava desativado havia anos e foi demolido.

 

 

 

 

A obra começou em fevereiro e deve ser concluída no início do segundo semestre. A construção tem 38 metros quadrados, dividida em masculino e feminino. Cada um tem três vasos sanitários, sendo um deles com acessibilidade, e dois lavatórios. No masculino também terá dois mictórios. As paredes terão azulejo e o piso será de cerâmica. 

 

 

 

 

De acordo com a equipe da Secretaria de Serviços Públicos, o banheiro nesse local vem atender a uma demanda dos frequentadores, que já usavam o espaço do antigo kartódromo para andar de bicicleta e fazer caminhadas. Com a inauguração do Parcão, em 17 de outubro de 2020, o público aumentou naquele ponto do parque.

 

 

 

O Parcão é o primeiro parque para cachorros de Campinas, idealizado para lazer e atividades físicas dos cães. Tem uma área de 3 mil metros quadrados, cercada por alambrado, obstáculos para cães, iluminação e paisagismo. A capacidade é receber entre 30 e 50 cachorros.

 

 

 

 

A Lagoa do Taquaral fica na Avenida Heitor Penteado, s/nº, Taquaral.

Continue Lendo







Populares