Connect with us

Indaiatuba

Secretaria de Saúde contabiliza as ações desenvolvidas ao longo de 2018

Publicado

em

Foto: Arquivo- Alex Jegorow RIC/PMI

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Indaiatuba contabiliza as ações desenvolvidas em 2018 e destaca as principais ações. Comandada pela secretária Graziela Drigo Bossolan Garcia a pasta visa planejar, desenvolver, orientar, coordenar e executar a política de saúde do município, compreendendo tanto o cuidado ambulatorial quanto o hospitalar. Também é de sua responsabilidade todas as ações de vigilâncias: sanitária, epidemiológica e ambiental. Atualmente a Secretaria da Saúde conta com 1.146 servidores públicos distribuídos em 38 unidades de atendimento mais a parte administrativa que fica no Paço Municipal.

Indaiatuba possui 291 médicos na Rede SUS e este ano foram contabilizados os seguintes atendimentos: 328.284 consultas médicas na Atenção Básica; 1.452.813 atendimentos especializados; 561.227 atendimentos no Pronto Atendimento; 1.042.031 consultas e procedimentos de enfermagem; 14.087 internações e 12.606 procedimentos cirúrgicos. Também foram contabilizados 2.250.025 procedimentos diagnósticos; 1.902.770 exames laboratoriais; 105.359 exames de raio X; 30.842.123 medicamentos dispensados e 838.553 ações de prevenção e promoção à Saúde. No setor odontológico foram 177.752 ações de prevenção em saúde bucal; 14.102 atendimentos na 1º consulta programática.

A Rede Municipal de Saúde é equipada com 16 Unidades Básicas de Saúde; sete Farmácias (Unidades Básicas); dois Centros de assistência farmacêutica; Ambulatório de Especialidades e Hospital Dia; UPA Tipo III 24 horas; Pronto Socorro Geral HAOC; CEO II; Ambulatório de Especialidades da Mulher e Criança; Ambulatório de Especialidades do JD Morada do Sol (Mini Hospital); SAAE e CTA (ambulatório de moléstias infecciosas); Derefim – Departamento de Reabilitação Física e Metal; Cerest – Saúde do Trabalhador; Caps II – Centro de Atenção Psicossocial; Caps III – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas 24 hs; Caps Infantil – Centro de Atenção Psicossocial Infantil; Laboratório Municipal de Análises Clínicas; Vigilância Sanitária; Vigilância Epidemiológica; Vigilância Ambiental; Central de Ambulância 24 horas; Almoxarifado; Serviço de Verificação de Óbitos; Centro de Operações contra a Dengue.

Os programas desenvolvidos pela Secretaria de Saúde são: Programa Municipal de Qualidade da Rede Pública de Saúde o PMAQ (pelo Governo Federal) e QUALIAB (pelo Governo Estadual); Projeto 100% Saúde; Programa Mais Médicos; Programa de Residência Médica; Programa Boquinha Encantada; Programa de Prevenção ao Câncer Bucal; Programa Viva leite; Programa Nascer Bem; Programa Nacional de Imunização; Programa Preventivo; Promoção de Saúde do Trabalhador; Hiperdin Hipertensos e Diabéticos; Programa de combate à dengue e arboviroses; Santa Casa Sustentável; Práticas Integrativas; Combate ao Tabagismo; IST/AIDS (Infecções Sexualmente Transmissível) e Programa de rastreio do DNA do HPV.

A Prefeitura intensificou esse ano a oferta de ultrassonografia e até o final de dezembro aumentou em cerca de 40% a quantidade de atendimento. A ação da Secretaria da Saúde teve o objetivo de diminuir o tempo de espera para melhorar o diagnóstico e a qualidade do atendimento. Geralmente eram feitos cerca de 3 mil exames de ultrassom por mês, e no último bimestre de 2018 foram ofertados 1.700 exames a mais de todos os tipos de ultrassonografias, custeados pelo próprio município com valor de R$ 150 mil.

Os pacientes da Rede SUS de Indaiatuba que necessitam de exame de imagem Tomografia e Ressonância Magnética também estão sendo chamados para a realização do exame por meio do recurso de R$ 265 mil obtido através de uma emenda do deputado estadual Rogério Nogueira (DEM), após solicitação do prefeito Nilson Gaspar (MDB). A previsão é que até janeiro zere a fila de espera com a realização de 1.452 exames de diagnóstico por imagem. No total, serão realizadas 779 tomografias e 673 ressonâncias magnéticas, executando os exames que estão em espera na Rede de Saúde de Indaiatuba. Os exames estão sendo feitos no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) em um caminhão móvel preparado para a realização dos exames.

Pela primeira vez as cirurgias de mastectomia foram feitas na cidade graças ao projeto ‘Empresa Solidária’ firmado com a Associação das Empresas de Serviços Contábeis de Indaiatuba (Aesci), a SHDias Consultoria e Assessoria e o Instituto de Gestão de Cidades (Igecs). As cirurgias foram realizadas no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) pelo médico Dr. André Desuó Bueno, foram 28 mulheres atendidas em Indaiatuba e outras oito mulheres encaminhadas ao CAISM/Unicamp por ser alta complexidade. A fila de espera para essa cirurgia zerou em novembro. O projeto também viabilizou 171 cirurgias vasculares.

De acordo com a secretária da pasta este ano foi muito positivo e uma das ações de destaque foi esse trabalho para diminuir as filas de exames e cirurgias. “Conseguimos aumentar as ofertas de exames de imagem, também tivemos o projeto empresa solidária que viabilizou as cirurgias vasculares e mastectomias, zerando a fila de espera para esses procedimentos”, comenta Graziela.

As ações contabilizadas do Departamento de Vigilância Epidemiológica abrangem: cobertura vacinal; coordenação das campanhas nacionais de vacinação; realização de treinamentos e capacitações para empresas, serviços de saúde e profissionais de saúde; investigação de óbitos; agravos e doenças de notificação compulsória; entre outras ações administrativas. Até outubro desse ano o departamento contabilizou 113.957 vacinas aplicadas. “Mais uma proeminência foi para os nossos indicadores de saúde, Indaiatuba não registrou em 2018 nenhum caso de Febre Amarela, Febre Maculosa, Zika e Chikungunya. Nossa cobertura vacinal foi excelente e tivemos bons resultados com ações específicas em escolas, praças e feiras livres”, comenta.

A Vigilância Sanitária é responsável pelo controle de bens de consumo que, diretamente, se relacionem com saúde, compreendidas todas as etapas e processos da produção ao consumo. Em 2018 o setor executou 13.427 procedimentos. O curso básico de Manipulação de Alimentos foi ministrado para 1512 e o curso de Biossegurança para Salões de Beleza teve a participação de 367 pessoas.

Outro fato para ênfase foram os treinamentos proporcionados este ano, aos funcionários da Saúde que atendem o público, visando melhorar a recepção e encaminhamento dos pacientes. “Trabalhamos o tema ‘inteligência emocional’ que é a capacidade de uma pessoa administrar as próprias emoções e usá-las em seu favor, além de entender as emoções das pessoas ao redor e dessa forma o indivíduo consegue construir relações saudáveis e fazendo escolhas conscientes. Quando uma pessoa entende esse mecanismo e o utiliza, ela trabalha com mais entusiasmo e isso reflete na qualidade do atendimento”, explica Graziela. Este ano também foi formado o Núcleo de Educação Permanente com 10 colaboradores capacitados para trabalhar reflexões das práticas dentro das Unidades de Saúde com foco no cuidado a quem cuida, o grupo foi denominado de “Grupo Ascedente”.

Esse ano a Atenção Básica teve um olhar especial, foi ampliada a cobertura da Atenção Básica como porta de entrada para o SUS, uma segunda equipe do Nasf (Núcleo de Apoio a Saúde da Família) foi criada, assim como o retorno das reuniões de planejamento do Gasf (Grupo de Apoio a Saúde da Família). “Todo esse movimento foi pensado para fortalecer a Atenção Básica que é foco da Saúde em Indaiatuba. Nosso objetivo é proporcionar um atendimento para toda família e promover ações que dão acesso aos serviços da saúde de forma ágil e eficaz”, sublinha a secretária da pasta.

A Atenção Básica de Indaiatuba trabalha além do atendimento médico e desenvolve práticas integrativas; cerca de 430 pessoas participam do Lian Gong e Xian kung. As Unidades de Saúde promovem ação variadas como: grupos de gestante; grupo de artesanato; terapia comunitária; auriculoterapia; aroma terapia; grupo de meditação; grupos de caminhadas; grupo de criança com puericultura; grupo de trabalho contra o tabagismo e acupuntura. O maior grupo de trabalho da rede de saúde é o Hiperdin (Programa de Hipertensos e Diabéticos de Indaiatuba) em 2018 participaram das atividades 10.027 pessoas.

Na Odontologia são realizados tratamento com restaurações, tratamento periodontal (gengiva), urgências odontológicas e exodontias simples. As ações do setor também envolvem a prevenção com escovação supervisionada nas Escolas Municipais, em 2018 foram 190.408 atendimentos; além disso o setor realizou 225.400 procedimentos individuais. A Prefeitura também entregou este ano 960 próteses dentárias.

Ainda na Atenção Básica há o projeto Nascer Bem que conta com uma equipe formada por enfermeiros, assiste social e técnicos de enfermagem. São feitos atendimentos aos recém-nascidos e suas genitoras nos hospitais de Indaiatuba, sendo visitadas 100% das parturientes, em 2018 foram 2.857 visitas realizadas até novembro. Os atendimentos visam orientações sobre amamentação, higiene do bebê, exames como teste do pezinho e orelhinha, vacinação, agendamento de puericultura para crianças que serão atendidas na Rede de Saúde.

Mais uma novidade na área de saúde que ocorreu em 2018 foi o simulado de acidente com múltiplas vítimas organizado pela Central de Ambulâncias. O treinamento foi direcionado para as equipes públicas e do setor privado que realizam atendimento Pré-Hospitalar de Urgência e Emergência, e também para demais serviços que podem se envolver direta ou indiretamente nesse tipo de situação. A ação aconteceu no Campo Bonito e envolveu dezenas de pessoas.

O Programa de Combate à Dengue e Arboviroses este ano promoveu um grande avanço com a liberação de mosquitos geneticamente modificados da linhagem OX5034 em quatro áreas do município. A LPMA (Liberação Planejada no Meio Ambiente) da nova linhagem do Aedes do Bem™ foi aprovada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) e as liberações aconteceram nos bairros Cecap, Jardim Itamaracá, Jardim Moacyr Arruda e Morada do Sol. Outros dois bairros (Jardim Oliveira Camargo e Jardim São Conrado) foram monitorados, para efeitos de comparação.

Mais uma inovação do setor foi aquisição de aparelhos de inspeção visual remota para alturas. Também foram adquiridos 42 smartphones para a equipe de Agentes de Saúde; o aparelho é utilizado para acesso ao aplicativo Sisamob, que coleta todas as informações de vistoria no controle do Aedes, por onde se faz uma sincronização com o sistema online Sisaweb, gerando relatórios das áreas, indicadores rápidos e mapas de infestação; facilitando todas as atividades de controle, uma tecnologia que ajuda no planejamento oportuno das ações de combate às arboviroses. Até novembro foram contabilizadas 96 notificações, quatro multas e cinco altos de infração.

O Projeto 100% Saúde é vinculado à Secretaria de Saúde e incentiva a redução de peso por meio da mudança de hábitos alimentares e estilo de vida. Em 2018 foram feitas 1.542 novas inscrições, somando 5.108 participantes. O projeto é realizado em cinco polos: Câmara Municipal; UBS Campo Bonito; Emeb Prof. Maria Benedicta Guimarães; UBS Parque Indaiá e na UBS do Jardim Brasil. Somando a perda de peso de todos os participantes, foram eliminados 8.557,43 kgs até novembro.

O Derefim (Departamento de Reabilitação Física e Mental) realiza tratamento nas áreas de reabilitação física, auditiva e intelectual. No local há consultas nas especialidades: Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Psico-Pedagogia, Serviço Social e Visitas Domiciliares. Em 2018 foram entregues 24 órteses; 156 aparelhos auditivos; nove próteses; 27 cadeiras de rodas. Também foram contabilizados 6.257 pacientes de fisioterapia com 26.682 atendimentos; 2.387 pacientes de fonoaudiologia e 5.448 atendimentos; 550 pacientes de psicologia com 833 atendimentos; 1.768 pacientes de terapia ocupacional com 4.940 atendimentos.

AVANÇO CIENTIFICO

Indaiatuba foi selecionada para fazer parte do Programa de Rastreamento do Câncer de Colo de Útero com teste de HPV promovido em parceria com a Universidade de Campinas (Unicamp) e a Roche Diagnóstica. O exame permite que Indaiatuba seja pioneira no país na detecção do vírus HPV, causador desse tipo de câncer, antes mesmo que a mulher desenvolva a doença.

O estudo é coordenado pelos médicos ginecologistas e pesquisadores da Unicamp, Dr. Luiz Carlos Zeferino e Dr. Júlio César Teixeira. Eles elaboraram o projeto há alguns anos e encontraram na Roche Diagnóstica um apoiador que permitiu a implantação da ação. A empresa disponibilizou equipamentos automatizados, insumos e recursos para aprimorar o sistema de rastreamento e possibilitar a avaliação da viabilidade econômica da implementação deste tipo de rastreio no Sistema Único de Saúde.

Ao detectar o DNA do vírus HPV antes que ele comece a causar lesões no órgão, o exame possibilita uma importante redução nos casos de câncer de colo de útero e, desta forma, Indaiatuba se tornará uma referência para todo o Brasil, inclusive para o Ministério da Saúde, que futuramente pode adotar o procedimento na rede de atenção à Saúde da Mulher em todo o país.

Em um ano do projeto, que completou em setembro, foram feitos 7.341 exames, sendo que a meta foi estabelecida em 5 mil. Desse montante, 88% retornaram com resultado negativo; 2,5% afirmou positivo para HPV16+; 0,9% para HPV18+; 9,6% positivo para OT-12HPV; 3,3% positivo para HPV16/18 e 4,7% foram encaminhados para Colposcopia. A idade indicada para o procedimento é entre 25 e 64 anos, e a população alvo do rastreio de Indaiatuba é de 55.843 mulheres. Até dezembro foram contabilizados cerca de 9 mil exames realizados.

CURSO DE MEDICINA

O Centro Universitário Max Planck (UniMAX) confirmou em novembro o curso de Medicina Humana para Indaiatuba. O curso, que terá início em fevereiro de 2019 e oferecerá 80 vagas, foi avaliado com nota máxima pelo MEC em todos os requisitos (Projeto Pedagógico, coordenação, corpo docente e infraestrutura). A portaria que autoriza a abertura do curso é a 786 de 01/11/2018, que foi publicada na terça-feira no Diário Oficial da União. O prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (MDB) assumiu esse compromisso em campanha e acompanhou todo o processo para que o município tivesse mais esse avanço.

Com o curso em Indaiatuba o HAOC (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) se transformara em um Hospital Escola ampliando a oferta de residência médica e consequentemente ampliando futuramente a oferta de médicos no município. “Essa conquista foi possível pelo trabalho de muitas pessoas e é mais um avanço para a saúde de Indaiatuba. Agora o nosso Hospital será um Hospital Escola e poderá formar nossos alunos e dar um atendimento melhor para a população de Indaiatuba”, comenta Gaspar.

OBRAS PARA A SAÚDE

A Administração Municipal investe em novos equipamentos para a saúde e na manutenção dos existentes, atualmente há sete obras em andamento destinadas a Secretaria da Saúde, sendo elas:

– Ampliação do Haoc com a construção de 76 novos quartos e uma UTI. O anexo está em construção na área ao lado do Pronto Socorro, na avenida Nove de Dezembro. O projeto de expansão do Hospital conta com a parceria da Prefeitura de Indaiatuba e da Unimax. O novo prédio terá 7.500 m² de área total, divididos em cinco pavimentos de 1.500m² cada. Quando estiver com todos os andares prontos para receber pacientes internados, o prédio totalizará 210 novos leitos.

– Construção da UBS do Jardim Camargo Andrade com verba da Agemcamp (intermediada pelo deputado Estadual, Rogério Nogueira). A Unidade faz parte do programa “Saúde em Ação”, do Governo do Estado. Localizada na Rua Henrique Mora o prédio da UBS terá 642,33m², com oito consultórios médicos, um consultório odontológico, salas de vacina e de coleta de sangue, entre outras dependências.

– Construção da UBS do Jardim das Maritacas. A Unidade faz parte do programa “Saúde em Ação”, do Governo do Estado. O terreno foi doado pela Prefeitura, localizado na rua Milton Marconi. O prédio terá 614,29m², com oito consultórios médicos e dois odontológicos, entre outras dependências como sala de vacina, salas para coleta de sangue, de procedimentos, banheiros, administração e recepção.

– Reforma e ampliação do Centro Odontológico que funciona no antigo Mini Hospital, no Jardim Morada do Sol, para instalação da segunda unidade do CEO (Centro de Especialidades Odontológicas). O serviço consiste na ampliação da recepção, troca de revestimentos, reforma da parte hidráulica e elétrica, melhorias nas salas de atendimento.

– Reforma do Hospital Dia. A Prefeitura trabalha na manutenção em geral, reparos hidráulicos e pintura interna e externa. Revisão de parte elétrica e reformulação da recepção.

– Construção do SVO (Serviço de Verificação de Óbito) no Cemitério Parque dos Indaiás. O prédio terá área total de 239m² e ficará ao lado do velório municipal. Além da sala de necropsia e câmeras frias, o novo SVO terá recepção, salas de médicos, de auxiliares, de descanso para plantonistas, copa, vestiários, banheiros e demais dependências.

– Reforma Derefim. Já foi iniciada as adequações internas; construção de muro na frente e mudança de fachada; troca de todos os pisos; instalação de forro de gesso e pintura geral.

Indaiatuba

Secretaria da Fazenda lança formulário de sugestões para elaboração do planejamento orçamentário

Publicado

em

Por

Foto: Arquivo-Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria da Fazenda, lança na quarta-feira (10) o formulário de participação da população na elaboração do Plano Plurianual – PPA 2022-2025, e Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO 2022 e Lei Orçamentária Anual – LOA 2022. Para participar, basta acessar o link https://www.indaiatuba.sp.gov.br/fazenda/orcamento/, no período de 10 de março a 30 de junho.

Através do formulário eletrônico será solicitado o preenchimento de alguns dados pessoais e, logo em seguida, cada cidadão poderá selecionar dentre as opções disponíveis, 03 (três) áreas que em sua opinião necessitam de maior atenção da administração municipal, devendo ainda indicar 02 (duas) ações que considera prioritárias, nas áreas selecionadas.

Caso tenha sugestões adicionais, não contempladas nas opções disponíveis para seleção, o cidadão terá a oportunidade de registrá-las ao final do preenchimento do formulário.

Este canal de comunicação entre o poder público e a população visa tornar a administração pública municipal mais transparente, democrática e participativa. “Entendemos que este é o momento mais propício para a participação popular, pois é neste ano que a administração pública municipal tem a obrigação de elaborar todas as peças de planejamento, dentre elas o Plano Plurianual, que é a peça que norteará o planejamento orçamentário municipal para os próximos 4 anos, através da edição anual da LDO e da LOA”, explica o secretário da Fazenda, Orlando Schneider Vianna.

O objetivo desta ação, além de ampliar a participação de toda a população, é identificar as áreas prioritárias e aproveitar as sugestões para o aperfeiçoamento constante dos programas de governo possibilitando a construção de um orçamento voltado ao desenvolvimento social e econômico sustentável do município, proporcionando maior efetividade e dinamismo à gestão pública.

“Outro ponto positivo de realizar a audiência pública eletrônica nesta fase, é o tempo hábil para os órgãos técnicos e Administração avaliarem e decidirem quanto a viabilidade e possibilidade de inclusão das demandas no planejamento orçamentário”, conclui Vianna.

As demandas prioritárias identificadas nos canais disponíveis serão sempre submetidas primeiramente aos órgãos setoriais da administração municipal para análise técnica, o que envolve a verificação da pertinência, da validade/legalidade, da viabilidade e da oportunidade do seu acolhimento. Em seguida serão encaminhadas ao Chefe do Poder Executivo que poderá determinar a inclusão nas peças de planejamento, em função das diretrizes orçamentário-financeiras e de governo.

Importante frisar que as audiências públicas eletrônicas são instrumentos de consulta popular, sem caráter deliberativo, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que permitem aos cidadãos manifestarem suas demandas e participar da elaboração das peças de planejamento (Plano Plurianual – PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO e Lei Orçamentária Anual – LOA).

Continue Lendo

Indaiatuba

NOTA 323 / COVID-19 / terça-feira, 09 de março de 2021

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 9 de março, o registro de mais uma morte com diagnóstico positivo para Covid-19. Além disso, foram contabilizadas 297 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde) e outros 11 casos positivos e 276 descartados.

O óbito aconteceu no Hospital Santa Ignês, sendo uma mulher de 69 anos, internada desde o dia 5 de fevereiro e faleceu hoje (9), tinha antecedentes de hipertensão. A administração municipal lamenta a morte e presta condolências aos familiares e amigos.

Desde o início da pandemia, 15.495 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 15.051 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 369 evoluíram a óbito e 1.669 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 100 internados, dos quais 75 estão confirmados para Covid-19. Do total, 60 estão em leitos clínicos e 40 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte:

Leitos Clínicos

Haoc: 100%

Santa Ignês: 60%

UTI

Haoc: 96%

Santa Ignês: 100%

*Externa: 100%

MINHA SAÚDE

Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.

O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.

*Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS.

Continue Lendo

Indaiatuba

Vacinação contra a Covid-19 amplia para idosos a partir de 77 anos

Publicado

em

Por

Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde amplia a vacinação contra a Covid-19 para idosos cadastrados no Minha Vacina a partir de 77 anos. A imunização será na quarta e quinta-feira (10 e 11) no CET (Centro Esportivo do Trabalhador) das 9h às 18h. Para os idosos com mais de 85 anos e profissionais de saúde que perderam a 2ª dose da vacina no dia de hoje (9), será feita também na quinta-feira (11) no mesmo local e horário. O município recebeu o 8º lote da Coronavac com mais 1.112 doses na tarde de hoje (9).

A vacinação será em sistema Drive-Thru com entrada pela Av. Tamandaré e também no formato tradicional (pedestre) com entrada pela Av. Conceição. A Secretaria de Saúde reforça que para ser imunizado a pessoa deve levar o QRcode do cadastro, um documento com foto e o comprovante de endereço (IPTU, conta de água ou luz) no nome da pessoa a ser vacinada ou se for parente levar um comprovante de parentesco. O idoso que ainda não possui o cadastro pode entrar no link https://vacinacao.indaiatuba.sp.gov.br/cadastro/ e efetuar o cadastro.

BALANÇO

Até sábado (6) Indaiatuba imunizou com a primeira dose: 5.918 trabalhadores de saúde; 4.994 idosos e 257 cuidadores e moradores de residência inclusiva. Com a segunda dose da Coronavac foram 4.075 trabalhadores de saúde; 676 idosos e 32 cuidadores e moradores de residência inclusiva. Na segunda-feira (8) foram imunizadas 1.356 pessoas com a 1ª dose.

SERVIÇO

Vacinação contra a Covid-19

1º dose

Idosos a partir de 77 anos

Dias 10 e 11 de março (4ª e 5ª-feira)

Local: CET (Centro Esportivo do Trabalhador)

Endereço: Av. Conceição, 1885 – Cidade Nova II,

Horário: 9h às 18h

2º dose

Idosos a partir de 85 anos e profissionais de saúde

Dia 11 de março

Local: CET (Centro Esportivo do Trabalhador)

Endereço: Av. Conceição, 1885 – Cidade Nova II,

Horário: 9h às 18h

Continue Lendo







Populares