Connect with us

Geral

São Paulo anuncia programa ‘Merenda em Casa’ para 700 mil alunos

Publicado

em

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (25) o lançamento do programa Merenda em Casa, que vai ofertar a alimentação para 700 mil estudantes matriculados na rede estadual de São Paulo. O valor do investimento é de R$ 40,5 milhões por mês e chegará a mais de 20% dos 3,5 milhões de alunos da rede

A iniciativa, de caráter emergencial, ocorre em virtude da suspensão das aulas em todas as 5,4 mil escolas da rede estadual de São Paulo desde segunda-feira (23), como forma de conter a propagação do novo coronavírus.


“A medida vai perdurar enquanto as aulas estiverem suspensas. É uma medida protetiva, de atenção às famílias e às crianças mais vulneráveis do nosso Estado. O valor é suficiente para comprar uma cesta básica”, afirmou Doria.

Serão beneficiados os estudantes cujas famílias recebem o Bolsa Família, bem como aqueles que vivem em condição de extrema pobreza, de acordo com o Cadastro Único do Governo Federal.

O valor de R$ 55 por estudante será disponibilizado às famílias para a compra de alimentos a partir de abril. Os repasses serão oferecidos enquanto as aulas seguirem suspensas nas escolas.


“Além de um direito, a merenda escolar é uma garantia de capacidade para o pleno desenvolvimento dos estudantes”, disse o Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares.

Repasse

Para identificar os alunos, haverá um cruzamento de dados entre as bases da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. Dessa forma, as duas pastas poderão identificar alunos em extrema pobreza inseridos no Cadastro Único, sejam eles beneficiários do Bolsa Família ou não.

O montante será repassado pela Secretaria da Educação para a Secretaria de Desenvolvimento Social, que, por sua vez, fará o repasse às famílias. “Essa ação vai evitar, por exemplo, que um aluno que ainda não tenha CPF e seu responsável indicado na matrícula na rede estadual não esteja inserido no Cadastro Único deixe de ser beneficiado”, explicou Rossieli Soares.

Com o pagamento do auxílio, o Governo de São Paulo quer garantir que os alunos mais vulneráveis, que se alimentam diariamente das refeições servidas nas escolas, não fiquem desassistidos.

A Secretaria de Estado da Educação, em parceria com a União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), estuda uma alternativa de aproveitar os alimentos perecíveis destinados para a merenda que estão estocados nas escolas.

Geral

Canal “Cultura Abraça Campinas” apresenta programação diversificada

Publicado

em

Por

Música, literatura, dança, artes visuais, cênicas, economia criativa e muito mais pode ser acompanhada pelo público no canal do youtube da Secretaria de Cultura de Campinas, Cultura Abraça Campinas. Neste espaço, os artistas continuam fazendo o que sabem com maestria: tocar as pessoas.

 


Por meio dele, os visitantes têm acesso a uma programação cultural virtual, de modo que as expressões culturais sejam ligadas pelo fio da solidariedade e prevaleçam nestes tempos de pandemia e isolamento social. 

 

Além de acompanhar o Canal, os artistas podem participar enviando seu conteúdo para culturaabraca@campinas.sp.gov.br


 

Programação da semana

08/04 (quarta), às 19h – “Esperteza do Armeida” (Caipira Januário), Sia Santa

09/04 (quinta), às 19h – “Um giro por Campinas – Parte II”, Museu da Cidade de Campinas

09/04 (quinta), às 19h – “Visitinha às Estrelas”, Instrumentália

10/04 (sexta), às 19h – “Allegro” (Beethoven), Gláucia Pinotti e Rogério Peruchi

11/04 (sábado), às 15h – “Não quero ficar feio”, Elaine Pompom e Xaropinho

11/04 (sábado), às 19h – Concerto “Diretas Já” (Parte 2)  – Temporada 2019 – Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas

12/04 (domingo), às 15h – “Vírus”, Jésus Sêda

12/04 (domingo), às 19h – “Comece a fazer em casa tudo o que faria fora”, Samuel de Monteiro (Cordel)

 

 

 

Cultura Abraça Campinas: https://www.youtube.com/channel/UCieYuKccyRR-GlMTCOjs-oQ/featured

Continue Lendo

Geral

Consumidores denunciam preços abusivos ao Procon.SP

Publicado

em

Por

O Procon.SP, vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, tem recebido por meio de suas redes sociais denúncias de consumidores que tiveram problemas relacionados ao avanço do coronavírus. Até o dia 6 de abril, foram registradas 2.831, sendo que a maior parte (1.706 ou 60% do total) refere-se a preços abusivos de álcool em gel e outros itens.

No dia 19 de março, quando os relatos começaram a ser recebidos, somavam 394 consumidores que tiveram problemas relativos ao coronavírus, o que aponta um crescimento de 618% nas denúncias. No tocante a preços abusivos, principalmente de álcool em gel, o aumento foi de 590% (de 247 denúncias em 19/3 para 1.706 em 6/4).


É inadmissível que empresas aumentem de forma abusiva os preços de itens necessários à população durante a pandemia. O Procon.SP está fiscalizando estabelecimentos no Estado de São Paulo a fim de averiguar a prática – de 16 de março a 6 de abril, equipes percorreram 1.004 farmácias, supermercados, hipermercados, etc de 83 cidades.

Desse total, 777, ou seja, 77%, foram notificados a apresentar notas fiscais de venda ao consumidor final e de compra junto aos seus fornecedores de álcool em gel e máscaras, no período de janeiro a março, para comparação e assim verificação de eventual aumento abusivo sem justa causa.

Além da capital já foram fiscalizadas as cidades de: Agudos, Álvares Machado, Areiópolis, Assis, Avaré, Barra Bonita, Barretos, Bauru, Bebedouro, Bertioga, Boituva, Botucatu, Cabreúva, Campinas, Cardoso, Cerqueira César, Cubatão, Diadema, Dracena, Duartina, Fernandópolis, Franca, Garça, Guaíra, Guapiaçu, Guararema, Guaratinguetá, Guarujá, Hortolândia, Ibitinga, Igarapava, Iperó, Itanhaém, Itapetininga, Itápolis, Itu, Itupeva, Jaboticabal, Jacareí, Jaú, Jundiaí, Lençóis Paulista, Lorena, Mauá, Mongaguá, Monte Azul Paulista, Olímpia, Ourinhos, Palestina, Paraguaçu Paulista, Pederneiras, Pilar do Sul, Pindamonhangaba, Porto Feliz, Potim, Pradópolis, Pratânia, Presidente Prudente, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Rio Grande da Serra, Riolândia, Rosana, Salto, Salto de Pirapora, Santa Albertina, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Fé do Sul, Santa Isabel, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, São Manuel, Serrama, Sumaré, Tatuí, Taubaté, Valinhos, Viradouro e Votuporanga.


O consumidor que se deparar com algum valor de produtos ou serviços relacionados ao coronavírus que considere abusivo, pode recorrer ao Procon.SP.

Considerando a orientação de manter o isolamento e evitar sair de casa, o Procon.SP disponibiliza canais de atendimentos à distância para receber denúncias, intermediar conflitos e orientar os consumidores: via internet (www.procon.sp.gov.br), aplicativo – disponível para Android e iOS – ou via redes sociais, marcando @proconsp, indicando o endereço ou site do estabelecimento.

Continue Lendo

Geral

Secretaria de Saúde divulga novos números do coronavírus

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde de Campinas atualizou, na manhã desta terça-feira, 7 de abril, os números de casos de coronavírus na cidade. São 70 confirmados (2 a mais que ontem, antes eram 68), 113 descartados (7 a mais, anteriormente eram 106) e 924 em investigação (42 a mais, anteriormente eram 882). A cidade registrou quatro mortes pela doença.

 


Informações

Todas as informações sobre o novo coronavírus ou Covid-19 podem ser acessadas no endereço covid-19.campinas.sp.gov.br/. Na ferramenta, as pessoas encontram todas as medidas do Comitê Municipal de Enfrentamento da Pandemia de Infecção Humana pelo Novo Coronavírus e também podem tirar dúvidas e ter acesso à atualização dos dados da doença em Campinas.

Continue Lendo

error: Content is protected !!