Connect with us

Passeios & Viagens

Roteiro Terra e Mar leva ao melhor de Paraty em um dia

Publicado

em

O passeio oferecido pela Néctar Experience, agência receptiva parceira da Pousada do Sandi, conduz às mais belas praias e cachoeiras da região

Paraty tem praias, ilhas, trilhas e cachoeiras belíssimas. São tantas atrações, que muitas vezes é difícil escolher um passeio que contemple todas as belezas naturais da região, ainda mais quando se dispõe de pouco tempo na cidade. 

A proposta do roteiro Terra e Mar, criado pela Néctar Experience, agência receptiva parceira da Pousada do Sandi, é justamente mostrar o melhor de Paraty em um dia. “Das praias às cachoeiras, o passeio leva ao que há de mais bonito na região”, diz Gabriel Toledo, consultor de experiências da Néctar. 

O passeio parte do cais de Paraty, na lancha Mamanguá (a lancha da Pousada), em direção ao Saco do Mamanguá, conhecido como o “fiorde brasileiro”.  “Ao longo da manhã, visitamos esse belíssimo fiorde tropical, parando em diversas praias para mergulho”, diz Gabriel. 

Por volta de 12h30, a parada para o almoço é em Paraty Mirim, antigo sítio arqueológico à beira-mar, onde fica também a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, a mais antiga de Paraty, de 1720.

Água doce e aguardente

“Após o almoço, deixamos a lancha e embarcamos em uma Land Rover para uma experiência em terra, que contempla o alambique da cachaça Coqueiro, o mais antigo em atividade, de 1803, seguindo depois para um banho de água doce na cachoeira do Tobogã”, conta Gabriel. 

O principal atrativo da cachoeira do Tobogã, na estrada Paraty-Cunha, é uma grande pedra lisa por onde corre a água, formando um tobogã, onde se pode escorregar até cair em uma piscina natural. Pouco acima da cachoeira fica o Poço do Tarzan, outra piscina natural. Perto dali, há ainda a possibilidade de conhecer um segundo alambique, o Engenho D’Ouro, para conhecer ainda mais a forte ligação de Paraty com produção de aguardente, com direito a degustação. 

O roteiro de 6 horas* de duração termina no final da tarde, com retorno à Pousada do Sandi, no Centro Histórico de Paraty. A parceria da Pousada com a Néctar Experience visa ampliar o conceito de hospitalidade e bem receber para além da hospedagem. “Queremos oferecer uma experiência completa em Paraty”, diz Sandi Adamiu, que administra a Pousada ao lado da mãe, Sandra Foz. 

Além do roteiro Terra e Mar, a Néctar oferece um amplo menu de experiências, que inclui Birdwatching (observação de aves), roteiros temáticos com foco em esporte, gastronomia, arte, crianças e TBC (Turismo de Base Comunitária). “Podemos personalizar os roteiros de acordo com o perfil e as preferências de cada hóspede, criando experiências exclusivas”, diz Gabriel Toledo. 

* O roteiro Terra e Mar tem duração de 6 horas e custa R$ 300 por pessoa

Para reservas, acesse www.pousadadosandi.com.br ou +55(11) 2503-0195.

+ 30 anos de História

O casarão do século XVIII que abriga a Pousada do Sandi já foi a Casa da Moeda, durante o ciclo do ouro, e a primeira escola de Paraty. A construção colonial estava abandonada, em meados dos anos 80, quando o empresário Alexandre Adamiu se apaixonou por sua esposa, Sandra Foz, e pela cidade que ela amava.

Grande empresário do cinema, presidente da Paris Filmes, Alexandre era também um visionário. Conta-se que foi em uma noite alegre, entre amigos, pelos bares da cidade, que ele decidiu arrematar o casarão, que reúne um conjunto de seis casarões, em uma esquina, no coração do Centro Histórico. Depois de uma longa reforma, ele presenteou Sandra com a Pousada do Sandi, perto de 1990. A pousada foi batizada em homenagem ao filho único do casal.

A Pousada do Sandi já nasceu como uma estrela. Alexandre teve ainda a ideia incluir um anúncio da pousada nas fitas VHS distribuídas pela Paris Filmes. Foi um sucesso. A Pousada do Sandi logo se tornou uma referência no imaginário dos brasileiros. Há dez anos, o próprio Sandi e sua mãe, Sandra, assumiram a administração da pousada, conservando a tradição do bem receber e a vontade de inovar e se renovar, sempre.

Passeios & Viagens

O que fazer em Ilhéus na Bahia?

Publicado

em

Por

Você sabe o que fazer em Ilhéus/BA quando for visitar esta cidade incrível? Assim como fizemos no texto sobre Itacaré, daremos dicas de praias, quiosques e locais interessantes para conhecer.

São pouco mais de duas horas de voo caso saia do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. Importante se programar e comprar a passagem com, pelo menos, um mês de antecedência. Após isso, os valores vão aumentando gradativamente.

  • PRAIAS, QUIOSQUES E VENDEDORES AMBULANTES

A Praia dos Milionários é parada obrigatória para quem quer aproveitar o mar – que tem a temperatura ideal! É bem verdade que nos dias em que estive por lá, as ondas estavam agitadas e precisava de cuidado redobrado. Há uma grande quantidade de salva-vidas.

Quiosques como a Cabana Gabriela e a Narigas são mais conhecidas e, por consequência, mais movimentadas. Há uma grande variedade de porções, pratos para almoço, drinks e bebidas não alcoólicas.

Mas se sua ideia é menos agitação, a Cabana do Papai pode ser boa pedida, já que também conta com cardápio variado e menos aglomeração. Aliás, há certos pontos em que não há este tipo de comércio e diversos banhistas colocam seus guarda-sóis e passam o dia desta forma.

E quanto aos vendedores ambulantes, prepare-se para encontrar todo tipo de abordagem e produto. Mas até isso se transforma num charme da região e a maioria são educados e pouco evasivos.

  • OPÇÕES PARA ALIMENTAÇÃO

Fizemos um roteiro bem variado no que diz respeito ao cardápio fora dos quiosques.

  • Cabana da Empada: com opções de sucos, empadas, almoço e doces. O valor é justo e o ambiente agradável e super arejado.
  • Pizzaria Pinocchio: tem um dos melhores custos benefícios da região. O cliente pode escolher entre rodízio de massas (R$ 33,00 por pessoa) ou a la carte.
  • Kintal Pub Burger Artesanal: boa música ao vivo e um local menos badalado – para quem procura sossego. Ótimas opções de drinks e porções. Apenas o hambúrguer estava mais salgado do que deveria.
  • BurguerStock: este foi no Delivery e nos deliciamos! Com um combo que vale a pena, minha sugestão é que se deliciem com o Woodstock e o Yellow Submarine!

Se tiver tempo, passe pelo centro histórico e pela Casa de Cultura Jorge Amado e ponte Jorge Amado, só para citar alguns!

E agora, ficou mais fácil de saber o que fazer em Ilhéus? Comente com a gente!

Continue Lendo

Passeios & Viagens

O que fazer em Itacaré na Bahia?

Publicado

em

Por

Você conhece ou sabe o que fazer em Itacaré/BA? Se a resposta for não, fique tranquilo! Daremos algumas dicas a respeito desta cidade!

Desci no Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, alugamos um carro por lá e rumamos para nosso destino.

Saímos por volta das 8 da manhã e, logo no início, paramos na Fábrica Chocolate Caseiro Ilhéus e fizemos umas compras (R$ 23,00 cada 100g de chocolate). Em períodos fora da pandemia, pode-se visitar alguns pontos da fábrica e acompanhar o processo de feitura dos produtos.

A estrada é relativamente boa, com muitas paisagens e um mirante no meio do caminho.

No mirante, você estaciona o carro por R$ 10,00 e fica a vontade para tirar quantas fotos quiser – além de haver um estabelecimento onde paga-se R$ 20,00 e o valor se transforma em consumação.

Foram cerca de uma hora e meia até a Pousada Vira Canoa. Um espaço bem cuidado e cheio de vida, com valores acessíveis (pensando no grau de conforto e beleza). Além de um quarto ótimo, bar, piscina e hidromassagem, nosso pacote ainda incluía café da manhã.

O centro conta com uma infinidade de restaurantes e outros estabelecimentos – com uma vida noturna agitada, pelo menos ao que parece.

Dentre os restaurantes, conhecemos o Manga Rosa e o Núúh!! Bistrô. Dois estilos completamente diferentes de cardápio, mas que provam o cuidado e o carinho deles para com os clientes.

Mas você deve estar se perguntando… E as praias, hein?!

  • PRAIA DA CONCHA

Talvez a mais conhecida e centralizada, conta com algumas opções de Cabanas para se estabelecer enquanto curte um sol e, porque não, pede porções e faz refeições completas.

O visual tem um farol que deixa a experiência ainda mais incrível. Há quem se aventura para chegar até esta construção, mas prepare-se, pois precisará passar por diversas pedras e um caminho um tanto tortuoso.

  • PRAIA DO RESENDE

Do centro até este “Caminho das Praias” pode-se ir andando. A entrada da Praia do Resende te dá às boas vindas e prepara para toda a beleza da região. A faixa de areia não é muito grande e algumas piscinas naturais se formam, devido a grande quantidade de pedras que há no local e a força da maré.

Alugue guarda sol e cadeiras para o dia todo por R$ 20,00. Preço muito interessante e justo.

  • PRAIA DA TIRIRICA

Praia com maior faixa de areia e, também, mais frequentada que a do Resende, a Tiririca, além de exuberante, te dá a opção de caminhar pelas pedras, passar por outra pequenina praia e para chegar a nossa última parada.

  • PRAIA DO RESENDE

Água deliciosa para banho e mar agitado (por isso, cuidado), boa estrutura do quiosque e visual de encher os olhos. Para os mais radicais, pode-se fazer tirolesa e passar por cima de toda extensão de areia.

Os valores de aperitivos, refrigerantes e outros produtos, variam pouco de um local para outro. Portanto, o ideal é encontrar a praia que mais te agrade e se fixar para passar um dia inesquecível.

E você, já foi para lá? Quais outras dicas você daria para: o que fazer em Itacaré/BA

Continue Lendo

Passeios & Viagens

Por que Curitiba está entre os destinos mais procurados para 2021?

Publicado

em

Por

Pesquisa do Ministério do Turismo aponta a capital paranaense como uma das tendências de destinos no pós-pandemia; curitibanos também tem aproveitado roteiros dentro da própria cidade

O Ministério do Turismo, em conjunto com os principais sites de viagens do país, realizou uma pesquisa sobre as tendências e comportamentos de viagem dos turistas para 2021. No levantamento, foram listados 21 destinos que estão como preferências dos turistas pós-pandemia da Covid-19.

Dentre as cidades, duas paranaenses estão na lista de destinos mais procurados: Foz do Iguaçu e a capital Curitiba, ambas reconhecidas pelos seus atrativos ambientais e variedades culturais. O site Booking ainda apurou que 73% dos entrevistados pretendem fazer viagens mais curtas em 2021, o que distingue as localidades como excelentes opções para viagens rápidas.

A capital do Paraná é conhecida por ser uma cidade inteligente, sustentável e responsável. Conta com mais de 30 parques e bosques que oferecem diferentes atividades, além de uma variedade de museus, teatros e locais históricos como Museu Oscar Niemeyer, Ópera de Arame, Teatro Guaíra e o Parque Jardim Botânico, lugar mais visitado da cidade. A variedade também encontra-se na gastronomia com opções que vão desde feiras de comidas típicas aos restaurantes italianos tradicionais.

Entretanto, um dos grandes motivos dos turistas escolherem Curitiba como destino para suas viagens em 2021 está na rigorosa segurança dos protocolos contra a Covid-19 e no cumprimento das normas sanitárias que os estabelecimentos, rede hoteleira e pontos turísticos vêm adotando na cidade para garantir a proteção dos turistas e incentivar a retomada do setor.

Protocolos na rede hoteleira

Os hotéis de Curitiba também passaram por rigorosos processos de sanitização para retomarem suas atividades em julho de 2020. O Lizon Curitiba Hotel, por exemplo, implementou um túnel de desinfecção para que todos os hóspedes passem por ele antes de entrarem nas dependências do hotel.

Segundo a gerente geral do Lizon Curitiba, Denise França, o índice de hóspedes da própria cidade tem aumentado, revelando que as redes hoteleiras entraram para as opções de entretenimento local. “As pessoas têm buscado alternativas para sair de casa e fazer uma programação diferente com segurança, principalmente casais, e confiam nos protocolos de desinfecção adotados”, conta.

Além dos protocolos de biossegurança, outros fatores também estão sendo levados em consideração pelos turistas na hora de reservarem o hotel em meio à pandemia, conta a gerente. “A localização próxima aos principais pontos turísticos, o estacionamento próprio do hotel e a segurança das refeições são os três pontos que os turistas do ‘novo normal’ têm avaliado na hora da reserva, além dos protocolos de higienização”.

De acordo com ela, a localização próxima aos pontos turísticos ou região central da cidade facilitam a mobilidade dos turistas, uma vez que não precisam depender tanto de táxi ou aplicativo para transporte, além de otimizarem tempo.

“O Lizon está próximo aos principais pontos turísticos da cidade como o Parque Jardim Botânico, o Mercado Municipal, o Passeio Público, o Teatro Guaíra. Os que estão mais longe, são de fácil acesso, justamente por estarmos localizados no centro da capital. Além disso, o Lizon oferece estacionamento aos hóspedes, facilitando a mobilidade daqueles que estão viajando com carro próprio ou alugado”, completa.

Continue Lendo









<





Populares