Connect with us

Geral

Projeto protocolado na Câmara garante alvará provisório para comerciantes de bairros não regularizados

Publicado

em

O vereador Filipe Marchesi (PR) protocolou na Câmara de Campinas um projeto de lei que deve garantir um alvará provisório para os comerciantes que estejam localizado em núcleos residenciais que ainda não foram oficialmente legalizados no município. 
O projeto autoriza que o comerciante possa pedir um alvará de funcionamento, em caráter provisório, com validade de um ano. “Atualmente, esses comerciantes em locais não regularizados nem sequer conseguem dar entrada no pedido, mas com a minha proposta, a secretária de Urbanismo vai ser obrigada a protocolar o pedido e deve enviar para a Companhia de Habitação de Campinas (COHAB) para saber se aquele local será contemplado com as regularizações previstas no Plano Diretor da cidade”, explica Marchesi. 
O parlamentar afirma ainda que mesmo estando em local não regularizado esses comércios devem seguir todas as regras impostas por outras leis que regem sobre alvarás.  “Estamos apenas facilitando esse primeiro passo, mas o comerciante que trata com alimentos também deve cumprir todas as exigências da vigilância sanitária, por exemplo”. 
Para o vereador a medida vai contribuir para o aquecimento da economia. “Quando o bairro ou o núcleo residencial ainda não tem a regularização escriturária, dificulta, por exemplo, a obtenção de financiamento pelas empresas para novos investimentos. Com isso, quem depende da atividade empresarial para sobreviver fica prejudicado”, argumenta Marchesi. 
O projeto está em análise pelas comissões permanentes da Câmara e se receber parecer favorável deve passar por dois turno de votação em Plenário para só depois ser encaminhado para a sanção do prefeito Jonas Donizete.
Texto e Foto: Central de Comunicação Institucional da CMC

Geral

Pedreira do Chapadão terá Feira de Orquídeas e Suculentas

Publicado

em

Por

A Feira de Orquídeas e Suculentas terá mais uma edição no sábado, dia 6 de novembro, e domingo, 7 de novembro, das 9h às 17h, na Pedreira do Chapadão. A entrada será gratuita, com uso obrigatório de máscara de proteção. Não será permitida a entrada de animais.
O evento é uma realização da Sumaré Festivais com apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Campinas. Os visitantes encontrarão espécies e mudas de orquídeas da época como cattleyas, oncidium, cymbidium, laelia purpurata, sapatinho e também poderão adquirir plantas raras muito apreciadas por colecionadores. Outro destaque serão as plantas suculentas em vasos e terrários, que valorizam qualquer ambiente.
Profissionais estarão de plantão para dar dicas e tirar dúvidas sobre cultivo dessas plantas. O local possui um amplo estacionamento gratuito, área de alimentação e ampla área verde e de lazer.
Doações
No local, também haverá um ponto de arrecadação de alimento não perecível para doações. Os mantimentos serão encaminhados ao Banco de Alimentos do Ceasa Campinas e distribuídos às entidades assistenciaise famílias carentes do município.
Serviço
Feira de Orquídeas e Suculentas em Campinas
Local: Pedreira do Chapadão.
Endereço: R. Dr. Alcides Carvalho, s/n – Jardim Chapadão, Campinas – SP
Datas e horários: sábado, 6/11 e domingo, 7/11, das 9h às 17h.
Entrada: gratuita
Mais informações: telefone / whatsapp : (19) 99822-1001
Facebook: @festivaldeorauideas Instagram: /festival de orquideas

Continue Lendo

Geral

Servidores concluem curso sobre captação de recursos estaduais e federais

Publicado

em

Por

A Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor (EGDS) encerrou nesta quarta-feira, 27 de outubro, o curso Captação de Recursos e Planejamento Estratégico. Em sua 8ª edição, a capacitação, realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Gestão e Controle, foi voltada para servidores da administração direta e indireta que trabalham com a área de convênios e captação de recursos.
Foram três aulas on-line ministradas no mês de outubro pelo diretor de Convênios da Secretaria de Gestão e Controle, Flávio Emílio Rabetti. Na área de captação de recursos, a capacitação abordou temas importantes, como políticas públicas, elaboração de propostas e acompanhamento de resultados. Já na parte de planejamento estratégico, as aulas se aprofundaram em assuntos como mapeamento organizacional, diagnóstico estratégico, janelas de oportunidade, análise dos riscos, plano de ação e análise dos resultados.
Contando com a participação de 45 servidores nesta edição, o curso é considerado essencial para a obtenção de melhores resultados. “Mais uma vez os servidores se mostraram interessados e focados na capacitação, o que se reflete nos procedimentos necessários à execução de políticas efetivas”, avaliou Flávio Rabetti. O diretor de Convênios também destacou a importância da parceria, neste projeto, com a Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor, órgão ligado à Secretaria Municipal de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas.

Continue Lendo

Geral

Teletrabalho foi discutido em reunião do eixo temático nesta terça, 26/10

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas de Campinas realizou  nesta terça-feira, dia 26 de outubro, reunião para discutir o teletrabalho na Prefeitura. O debate reuniu os servidores que fazem parte do Eixo Temático “Melhoria e qualidade do ambiente de trabalho” e contou também com a presença de alguns integrantes do Grupo Intersetorial de Estudos de Teletrabalho.

 

“A reunião dos eixos internos da Secretaria, assim como a participação dos representantes do Grupo Intersetorial de Estudo, é um momento importante para os estudos e discussões sobre o teletrabalho, em especial no que diz respeito a sua aplicabilidade, sua efetividade, a economicidade e também a aferição da realização dessa modalidade de trabalho”, disse a secretária da Pasta, Eliane Jocelaine Pereira.

 

Os servidores que fazem parte deste grupo iniciaram os estudos e discussões sobre a possibilidade da implantação do teletrabalho na Administração Municipal, além de outros temas como sistema de transferência/permuta; horários de trabalho; comunicação integral; trabalho em equipe; e equidade nas relações de trabalho.

 

“Além do eixo discutido, temos outros três em andamento. Esses debates são muito importantes, porque vão subsidiar o planejamento estratégico da Prefeitura, a partir do qual serão definidas as ações voltadas para o funcionalismo nos próximos anos”, explicou Milena Ranzini, coordenadora de Apoio à Gestão e Projetos Integrados.

 

 

Os outros três eixos temáticos são: Eixo 2 – Melhoria dos processos de recrutamento e seleção; Eixo 3 – Melhoria dos processos de desenvolvimento humano; e Eixo 4 – Melhoria dos processos de desenvolvimento de carreira.

 

Com base em estudos técnico temáticos, os Grupos de Estudos Intersetoriais vão contribuir para a elaboração da Nova Política Municipal de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas; no debate sobre a implementação do regime de teletrabalho permanente; e implantação das Políticas Afirmativas, que visam a inclusão, proteção, reconhecimento e estímulo dos servidores negros, indígenas, mulheres e pessoas com deficiência e LGBTQI.

 

EIXO 01. MELHORIA DA QUALIDADE DO AMBIENTE DE TRABALHO

Debater experiências que melhorem o ambiente de trabalho dos servidores públicos, proporcionando satisfação com a atividade laboral e atendendo às necessidades individuais e organizacionais.

 

EIXO 02. MELHORIA DOS PROCESSOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

Neste eixo, o foco é identificar possibilidades de melhoria nos processos de ingresso no serviço público, de maneira geral, e para cargos de liderança.

 

EIXO 03. MELHORIA DOS PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO HUMANO

Debate focado no tema de formação, desenvolvimento e capacitação de servidores públicos.

 

EIXO 04. MELHORIA DOS PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO DE CARREIRA

Debater como melhorar os processos de desenvolvimento de carreira e evolução funcional dos servidores para aumentar o desempenho do setor público municipal e gerar eficácia na prestação de serviços, avaliando a possibilidade de adoção de processo de avaliação de competências que contribua para a formação do banco de talentos e formação de “banco de gestores”.

Continue Lendo

Populares