Connect with us

Indaiatuba

Projeto Comércio Seguro é implementado em Indaiatuba

Publicado

em

Foto: Eduardo Turati – GC

A Guarda Civil de Indaiatuba em conjunto com a Polícia Militar iniciou em novembro de 2019 o Projeto Comércio Seguro. O programa é realizado nos moldes do já conhecido Vizinhança Solidária, que conta com 66 células cadastradas no município, e reduziu os índices de criminalidade onde foi implementado.


O Projeto Comércio Seguro visa a aproximação das forças de segurança com os comerciantes, bem como formar uma união entre os proprietários para que conheçam as rotinas dos estabelecimentos vizinhos com o intuito de melhorar a prevenção primária do combate à criminalidade.

Os comerciantes do Boulevard da Cecap foram os primeiros participantes a integrar o projeto. Na terça-feira (7), a área comercial da rua Angelino Rossi, antiga rua 80, do Jardim Morada do Sol, foi a segunda célula implementada. A João Martini e Ário Barnabé serão as próximas regiões

“A iniciativa nasceu dos bons resultados que o Projeto Vizinhança Solidária vem apresentando. Ampliar para as regiões comerciais foi um desafio que começou no final do ano passado no Boulevard da Cecap. Com os resultados positivos resolvemos ampliar o Comércio Seguro na antiga rua 80. Reforçamos que a união das forças policiais com a comunidade é o melhor caminho para redução das taxas de criminalidade”, comenta o secretário de Segurança Pública, Sandro Bezerra Lima.


Como funciona?

Cada célula de área comercial conta com um grupo de WhatsApp para troca de informações sobre segurança e representantes da Guarda Civil de da Polícia Militar auxiliam os participantes no que for preciso.

Como participar?

Para implementar o Projeto Comércio Seguro os interessados devem entrar em contato com a Secretaria de Segurança, pelo telefone (19) 3834 9104, ou enviar mensagem para o whatsapp (19) 9 8382-1111.

Indaiatuba

Período de inscrições para o Catálogo das Indústrias segue até sexta-feira (31)

Publicado

em

Por

Foto:

Segue até sexta-feira (31) o período de inscrições para os empresários interessados em divulgar seu negócio no Catálogo das Indústrias 2020. O objetivo é facilitar a comunicação com as empresas locais e fornecer à população um material concreto sobre o parque industrial do município. O anuário, editado pela Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria de Governo, em parceria com o Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), tem inscrição gratuita. Os interessados devem efetuar o cadastro gratuitamente através do link https://www.indaiatuba.sp.gov.br/governo/assuntos-industriais/catalogo-das-industrias/.


Neste ano pela primeira vez o Catálogo das Indústrias ganhará também uma versão digital. As informações serão disponibilizadas em aplicativo próprio, previsto para ser lançado em abril, facilitando ainda mais o acesso às informações. A Secretaria Municipal de Governo lembra que o cadastro no catálogo é anual e por isso é importante que os empresários cadastrem-se para garantir a divulgação da sua empresa na próxima edição. Mais informações sobre o Catálogo das Indústrias com:

Kelly Pazini

(19) 3834 9377


kelly.pazini@indaiatuba.sp.gov.br

Janaina Faccioni

(19) 3834 9360

janaina.nogueira@indaiatuba.sp.gov.br

Continue Lendo

Indaiatuba

Ministério da Saúde emite alerta aos Estados sobre os procedimentos para suspeita de infecção pelo novo Coronavírus

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde enviou por meio do Estado de São Paulo orientações sobre possível infecção pelo novo Coronavírus. Até o momento não há caso suspeito ou confirmado em todo Estado de São Paulo. No entanto, de acordo com o documento, diante da emergência por doença respiratória, causada pelo Coronavírus (2019-nCoV), conforme casos detectados na cidade de Wuhan, na China e considerando-se as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), as equipes de vigilância dos estados e municípios, bem como quaisquer serviços de saúde, devem ficar alertas aos casos de pessoas com sintomatologia respiratória e que apresentam histórico de viagens para áreas de transmissão local nos últimos 14 dias. Os sinais e sintomas clínicos referidos são principalmente respiratórios. Por exemplo: febre, tosse e dificuldade para respirar.


De acordo com o Ministério da Saúde foi definido com transmissão local, a confirmação laboratorial de transmissão do 2019-nCoV entre pessoas com vínculo epidemiológico comprovado. Geralmente para os coronavirus (SARS e MERS) essa transmissão ocorre entre os contatos próximos e profissionais de saúde. Para afirmar a ocorrência de infecção é necessária à coleta de duas amostras na suspeita de 2019-nCoV. As duas amostras serão encaminhadas com urgência para o LACEN (Laboratórios Centrais de Saúde Pública). O LACEN deverá entrar em contato com a CGLAB (Comitê Gestor de Recursos Laboratoriais) para solicitação do transporte. Uma das amostras será enviada ao Centro Nacional de Influenza (NIC) e outra amostra será enviada para análise de metagenômica.

O Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Indaiatuba enfatiza que toda Rede de Saúde já está em alerta para os protocolos de casos suspeitos e irá seguir as orientações do Ministério da Saúde. “Entendemos a situação de risco e estamos alertas aos cuidados necessários, pedimos também que a população adote medidas de prevenção como lavar as mãos, usar álcool em gel, evitar lugares com aglomerados de gente, manter a casa arejada e cumprir a etiqueta respiratória em caso de tosse e espirro. Esses são cuidados básicos, mas que no ponto de vista epidemiológico podem evitar a contaminação por qualquer tipo de vírus e sempre manter hábitos saudáveis para manter a imunidade em dia”, comenta a secretária da Pasta, Graziela Garcia.

ATENDIMENTO DO CASO SUSPEITO


Para pessoas que preencham a definição de caso suspeito o caso será direcionado com:

Isolamento

1. Paciente deve utilizar máscara cirúrgica a partir do momento da suspeita e ser mantido preferencialmente em quarto privativo.

2. Profissionais devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Avaliação

1. Realizar coleta de amostras respiratórias.

2. Prestar primeiros cuidados de assistência.

Encaminhamento

1. Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para Isolamento e tratamento.

2. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar.

Isolamento avaliação encaminhamento

No atendimento deve-se levar em consideração os demais diagnósticos diferenciais pertinentes e o adequado manejo clínico. Em caso de suspeita para Influenza não retardar o início do tratamento com Fosfato de Oseltamivir, conforme protocolo de tratamento de Influenza.

CASO SUSPEITO

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (28) a investigação de um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais, a paciente que apresentou sintomas “compatíveis” com os da doença, trata-se de uma estudante de 22 anos que viajou para Wuhan, na China. Ela chegou em território brasileiro no dia 24 de janeiro e está num hospital de alta organização na área de infectologia. Todas as 14 pessoas que tiveram contato com a estudante também estão sendo monitoradas. Agora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está levantando os outros viajantes que estavam no voo que viajou da China até o Brasil – escalas foram feitas em Paris e Guarulhos.

FEBRES HEMORRÁGICAS VIRAIS

O Departamento de Vigilância Epidemiológica em parceria com a Assistência Médica de Urgência/Emergência do Município de Indaiatuba informa que em 17 de janeiro de 2020, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Central/CIEVS) da Secretária do Estado de São Paulo recebeu do Instituto Adolf Lutz a confirmação de um caso de Arenavirus – Vírus da Febre Hemorrágica Brasileira – arenavirus Sabiá, realizado através de amplificação de RNA viral por RT-PCR.

Diante disso, o Município de Indaiatuba, salienta que as equipes médicas das portas de Urgência e Emergência estão aptas para diante de um caso suspeito da doença, notificar aos órgãos competentes – Vigilância Municipal e Estadual, coletar material biológico para diagnóstico e tratar este paciente. Ressaltamos que estes profissionais de saúde devem sempre utilizar-se das medidas de prevenção.

Este evento é classificado como incomum ou inesperado, por se tratar de um caso que envolve um agente patológico que não é identificado no território brasileiro há mais de duas décadas. Até o momento, as investigações epidemiológicas apontam para um único caso restrito a uma região do país (interior de SP), sem histórico de viagem internacional.

Não há risco para trânsito de pessoas, bens ou mercadorias a nível nacional ou internacional. Este evento é isolado e sua transmissão é restrita. Este é o quarto caso identificado em décadas, desde a ocorrência do primeiro caso de vírus Sabiá no início de 1990.

Continue Lendo

Indaiatuba

Indaiatuba está acima da média da RMC em todos os serviços avaliados

Publicado

em

Por

Foto: Arquivo – Eliandro Figueira RIC/PMI

Nova pesquisa do Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos) divulgada neste mês revelou que Indaiatuba continua se destacando na RMC (Região Metropolitana de Campinas). A cidade possui pontuação acima da média da região em todos os 16 índices avaliados, 11 deles com alto grau de satisfação (quando os municípios registram entre 650 e 799 pontos) e dois com grau de excelência (igual ou maior que 800 pontos). A pesquisa, que avalia a satisfação da população com os serviços públicos nas 15 maiores cidades da RMC, divulgou os resultados obtidos no quarto trimestre de 2019.


“Para nós esses indicadores são importantes parâmetros para saber se os munícipes estão contentes com o nosso trabalho à frente da Prefeitura Municipal. Essa aprovação demonstra que estamos no caminho certo, pois nossa administração é pautada no planejamento e na gestão eficiente dos recursos, com propostas para melhorar cada vez mais nossa cidade, oferecendo serviços de qualidade para todos os indaiatubanos. Da nossa parte, eu como prefeito e nossa equipe continuaremos desempenhando o trabalho da melhor maneira possível pelo bem de Indaiatuba”, reforçou o prefeito Nilson Gaspar (MDB).

Em alguns aspectos Indaiatuba ultrapassa muito a média da região. Enquanto a média da RMC em saúde pública soma 471 pontos, Indaiatuba somou 652, ou seja, são 181 pontos a mais que a média dos 15 municípios avaliados. A administração pública municipal também apresenta grande disparidade no ranking, com 168 pontos de diferença. São 707 contra 539 na média da região. Outra área de destaque é a cultura, com uma diferença de 150 pontos. Enquanto a média da região é de 611, Indaiatuba alcança 761 pontos. A cultura é a primeira colocada da região e tem 77% de aprovação dos entrevistados.

Indaiatuba é a primeira colocada em qualidade de vida, somando 790 pontos. No total 79% dos entrevistados consideram a qualidade de vida na cidade ótima ou boa. Em administração pública o município foi o único da região a alcançar alto grau de satisfação entre os entrevistados, com total de 707 pontos.


Tanto a segurança pública quanto a guarda municipal de Indaiatuba mantiveram-se com alto grau de satisfação na pesquisa e são as mais bem avaliadas da RMC. No total 66% dos entrevistados consideram a guarda municipal de Indaiatuba ótima ou boa. Já a segurança pública recebe a mesma avaliação de 55% dos entrevistados.

Continue Lendo

error: Content is protected !!