Connect with us

Geral

Primeiros vacinados contra Covid19 em Campinas

Publicado

em

Na tarde desta segunda-feira (18) foram vacinados os primeiros profissionais no HC da Unicamp. São profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à covid19.

A primeira pessoa imunizada (1ª foto) foi Liane Mascarenhas Tinoco, técnica de enfermagem, baiana de 48 anos e que trabalha há 14 anos no HC.

Neste primeiro momento, a vacinação será para os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à doença na unidade. Ao todo, 60 mil trabalhadores dos seis hospitais de referência serão imunizados.

Além do HC da Unicamp, as outras unidades são: HC de São Paulo; HC de Ribeirão Preto (USP), HC de Botucatu (Unesp), HC de Marília (Famema) e Hospital de Base de São José do Rio Preto (Funfarme).

A primeira de Campinas

A primeira vacinada contra a COVID-19 do interior de São Paulo é a técnica de Enfermagem do HC de Campinas (Unicamp). Liane Santana Mascarenhas Tinoco nasceu em 1971 em Itaberaba, Bahia. Moradora de Campinas há 16 anos, trabalha no HC desde 2010. Liane atua na enfermaria específica para casos de Coronavírus desde o início da pandemia, ajudando a salvar vidas.

Casada e sem filhos, se sente muito otimista e esperançosa com a vacina. “Desde o começo, o desconhecimento gerou medo e insegurança, mas busquei forças e fui em frente. Agora estou vacinada”, relata Liane, já com seu comprovante de vacinação.

O HC de Campinas é o primeiro hospital do interior a iniciar a vacinação de seus 4 mil profissionais. As doses da vacina do Instituto Butantan, que começaram a ser aplicadas nesta tarde (18), saíram da capital paulista às 8h. Por volta das 15h30 a equipe já estava preparada para vacinar os primeiros profissionais que atuam na unidade.

A distribuição das vacinas, seringas e agulhas para o interior também começou nesta segunda-feira (18) para cinco hospitais-escola do interior: os Hospitais das Clínicas de Campinas, Botucatu, Ribeirão Preto, Marília e o Hospital de Base de São José do Rio Preto. No total, cerca de 60 mil profissionais que atuam nesses hospitais serão imunizados contra a COVID-19.

Além disso, desde às 7h, já estão sendo aplicadas doses da vacina em trabalhadores do Complexo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, da capital.

A campanha começou ainda no domingo (17), minutos após aprovação do uso da vacina do Instituto Butantan pela Anvisa. Somente ontem foram vacinados 112 pessoas, incluindo a primeira brasileira a ser vacinada no país: a enfermeira Mônica Calazans, da UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas.

“As vacinas e insumos chegaram ao HC de Campinas no final desta manhã (18) e agora já temos os primeiros vacinados do interior. Isso é fruto do planejamento e compromisso com a missão de salvar vidas”, afirma a coordenadora de Controle de Doenças, Regiane de Paula.

A partir de amanhã (19), grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às Prefeituras, com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia. Os municípios também deverão imunizar a população indígena com apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local.

Cada hospital será responsável pelo preenchimento dos sistemas de informação oficiais definidos pela Secretaria da Saúde para monitoramento da campanha.

A divisão das grades considerou o quantitativo proporcional de vacinas esperado para São Paulo conforme o PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde, baseado na última campanha de vacinação contra a gripe.

A campanha de imunização contra a COVID-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a COVID-19 serão divulgados pelo Governo de São Paulo.

Geral

Prefeitura atualiza dados de Covid-19 nesta segunda-feira, dia 8 de março

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Campinas atualizou os dados de coronavírus na cidade nesta segunda-feira, dia 8 de março. São 17 mortes a mais, nove homens e oito mulheres, totalizando 1.944 pessoas que perderam a vida pela Covid-19. Das vítimas, 12 tinham mais de 60 anos de idade e cinco, menos.
Há mais 607 novos casos, totalizando 72.000 confirmados com coronavírus.
Do total de doses de vacinas aplicadas contra a Covid-19, 78.420 pessoas já receberam a primeira dose e 33.177, a segunda.
Sobre as vítimas
Das 17 mortes registradas, nove homens e oito mulheres, 16 pessoas tinham doenças preexistentes e apenas uma não tinha.
– Homem de 47 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 25 de fevereiro.
– Homem de 88 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 25 de fevereiro.
– Homem de 57 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 24 de fevereiro.
– Mulher de 97 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 22 de fevereiro.
– Homem de 67 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 1º de março.
– Mulher de 70 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 1º de março
– Homem de 71 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 1º de março.
– Homem de 74 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 2 de março.
– Mulher de 77 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 2 de março.
– Mulher de 89 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 2 de março.
– Mulher de 53 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 3 de março.
– Mulher de 70 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 3 de março.
– Mulher de 80 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 3 de março.
– Homem de 29 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 4 de março.
– Homem de 34 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 4 de março.
– Mulher de 69 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 4 de março.
– Homem de 61 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 5 de março.

Continue Lendo

Geral

Lula passa a ser elegível a presidência, confira porque

Publicado

em

Por

Lula

Edson Fachin, Ministro do STF, determinou a anulação dos processos de Lula, ex-presidente da República, o que o torna elegível para as próximas eleições. Eram, ao todo, quatro processos, sendo eles o do tríplex no Guarujá, os da sede e das doações ao Instituto Lula e, por fim, o do sítio em Atibaia.

Caso haja recurso do Ministério Público Federal, a decisão passará para o plenário do STF, que é responsável pela Lava-Jato no tribunal.

Tal anulação se deu, após a defesa de Luís Inácio Lula da Silva utilizar o argumento de que a 13ª Vara Federal de Curitiba, enquanto era comandada por Sérgio Moro, não estava competente para fazer o julgamento do acusado.

Segue abaixo um trecho do documento que contém a anulação dos processos de Lula:

“Trata-se de questão que agora vem de ser exposta no habeas corpus impetrado em 3.11.2020 em favor de Luiz Inácio Lula da Silva, no qual se aponta como ato coator o acórdão proferido pela Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça nos autos do Agravo Regimental no Recurso Especial n. 1.765.139, no ponto em que foram refutadas as alegações de incompetência do Juízo da 13ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Curitiba para o processo e julgamento da Ação Penal n. 5046512- 94.2016.4.04.7000, indeferindo-se, por conseguinte, a pretensão de declaração de nulidade dos atos decisórios nesta praticados”.

E você, o que acha da anulação dos processos de Lula? Comente com a gente!

Continue Lendo

Geral

Evento de ficção científica no YouTube debate o planeta Marte

Publicado

em

Por

A Base Estelar Campinas, grupo de fãs de ficção científica, realizará sua 29a. Convenção de Ficção Científica neste sábado, dia 13 de março, a partir das 14h. O evento será transmitido no canal do YouTube do Cultura Abraça Campinas (https://bit.ly/CulturaAbracaCampinas), da Secretaria Municipal de Cultura de Campinas.

O encontro é gratuito, aberto ao público em geral e tem como tema o planeta Marte. A coordenadora das bibliotecas de Campinas, Renata Alexsandra da Silva, vai mediar o encontro.

Em 2020, a Base Estelar Campinas disponibilizou materiais e atividades nos seus canais e páginas nas redes sociais em comemoração dos 25 anos de existência do grupo. A a comemoração continua este ano com novos conteúdos e mais eventos on-line ao longo do ano.

Programação
14h – Abertura do evento – com Renata Alexsandra da Silva, coordenadora das bibliotecas de Campinas, e Walmir Morales, coordenador da Base Estelar Campinas
14h10 – Clipe de abertura da programação
14h15 – Destino: Marte – com Valéria Forrer
14h40 – Astrofotografia do Planeta Vermelho – com Fábio Máximo
14h55 – Painel sobre astrofotografia de Marte – com Fábio Máximo e convidados
15h30 – Sorteio de brindes – com Walmir Morales e Cássio Siqueira
15h35 – Marte em Séries – com Walmir Morales
16h – As Crônicas Marcianas, de Ray Bradbury – com Delfin
16h25 – Eram os marcianos verdes? – com Adriana Ruiz
16h35 – Marte em Star Trek – com Leonardo Rossetti
17h – Sorteio de brindes – com Walmir Morales e Cássio Siqueira
17h10 – Encerramento – com Renata Alexsandra da Silva e Walmir Morales

A programação ficou a cargo de Adriana Ruiz, professora de inglês e membro da Base Estelar Campinas.
Base Estelar Campinas na Internet:
Facebook: www.facebook.com/BaseEstelarCampinas
Instagram: @base.estelarcampinas
Youtube: bit.ly/baseestelarcampinas
Blogspot:baseestelarcampinas.blogspot.com

Continue Lendo









<





Populares