Connect with us

Indaiatuba

Prefeitura de Indaiatuba acumula prêmios importantes em balanço de 2017

Publicado

em

Foto: Giuliano Miranda RIC/PMI

Indaiatuba fechou mais um ano de muita produtividade e se mantém entre os melhores em rankings de gestão, de responsabilidade social, de negócios, de conectividade e meio ambiente. O terceiro lugar entre as cidades do país com os menores índices de Vulnerabilidade Juvenil à Violência foi o destaque desse ano, ao lado do terceiro lugar no ranking do Estado de São Paulo no Índice Firjan de Gestão Fiscal e único município da RMC (Região Metropolitana de Campinas) a ser classificado como “gestão de excelência”. No ranking nacional o município garantiu a oitava posição.

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) no Brasil divulgou em dezembro a relação dos municípios com os menores Índices de Vulnerabilidade Juvenil à Violência 2017. Indaiatuba ficou entre as três cidades brasileiras que apresentam os menores índices, com a nota 0,203. Além da terceira posição no ranking nacional, o município ficou com a segunda melhor posição da RMC (Região Metropolitana de Campinas).

O índice foi desenvolvido pela Secretaria Nacional da Juventude em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, utilizando como base dados do ano de 2015.

O estudo abrange a população de 15 a 29 anos e avaliou 304 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, em quatro dimensões: violência entre os jovens, frequência à escola e situação de emprego, pobreza no município e desigualdade de renda.

Gestão Fiscal

Já o Índice de Gestão Fiscal foi divulgado em agosto pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro), confirmando a eficiência na gestão de Indaiatuba, que ficou em terceiro no ranking do Estado e em oitavo no nacional. Este ano apenas 13 municípios alcançaram a classificação de “gestão de excelência”, que é a mais alta classificação no índice.

A análise dos dados disponibilizados pela Secretaria do Tesouro Nacional mostrou, ainda, que as prefeituras que conseguiram manter o alto padrão de administração das contas públicas em meio à crise têm boa capacidade de geração de receita própria, por isso dependem pouco do governo federal.

O Índice Firjan de Gestão Fiscal foi criado em 2006 e faz um diagnóstico de como os municípios administram os recursos públicos, estimulando uma cultura de responsabilidade fiscal. São analisadas cinco variáveis: receita própria, gastos com pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida.

Gestão Municipal

Este ano Indaiatuba também foi destaque no Estado de São Paulo e integrou um grupo seleto de cidades que alcançaram o maior IEG-M (Índice de Efetividade da Gestão Municipal). O indicador criado pelo TCESP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) mede a eficiência das prefeituras paulistas. O município foi classificado com IEG-M muito efetivo, com nota B+. No histórico do IEG-M, Indaiatuba se mantém com nota B+ desde o lançamento, em 2015.

O IEG-M avalia sete áreas públicas: Educação, Saúde, Planejamento, Gestão Fiscal, Meio Ambiente, Proteção aos Cidadãos (quesitos ligados à área da Defesa Civil) e Governança de Tecnologia da Informação. Das sete áreas de avaliação, Indaiatuba ficou com nota A “Altamente Efetiva” em cinco, sendo: Educação (i-educ), Saúde (i-saúde), Meio Ambiente (i-amb), Proteção aos Cidadãos (i-cidade) e Governança de Tecnologia da Informação (i-govTI).

Apenas 73 cidades do Estado de São Paulo e três da RMC foram avaliadas com nota B+ (muito efetiva).

Negócios

O Ranking das Melhores Cidades Brasileiras para se Investir em Negócios traz Indaiatuba na 29ª posição. O estudo foi elaborado pela Urban Systems a pedido da Revista Exame. No ranking estão os 100 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes que reúnem as condições mais favoráveis para a instalação de empresas.

No levantamento foram checados 28 indicadores de desenvolvimento social, capital humano, infraestrutura e desenvolvimento econômico.

Responsabilidade Social

Em 2017 Indaiatuba se manteve no Grupo 1 do Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS), entre os municípios com bons indicadores de riqueza, longevidade e escolaridade. Em todos os indicadores, a cidade acrescentou pontos e se manteve acima do nível médio estadual em 2014, ano de referência do estudo apresentado em 2017. Na avaliação anterior o município também se classificou no Grupo 1.

Os dados foram apresentados em outubro pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e por técnicos da Fundação Seade. O IPRS é um indicador reconhecido pela ONU, que aponta a qualidade de vida nos 645 municípios do Estado.

Inteligente e conectada

Este ano Indaiatuba também foi classificada como a 30ª cidade mais inteligente e conectada do Brasil, de acordo com o ranking Connected Smart Cities de 2017, elaborado pela Urban Systems e divulgado em junho deste ano pela Exame.com. Comparado ao ranking de 2016 a cidade subiu 25 posições. Entre os municípios da RMC (Região Metropolitana de Campinas), Indaiatuba ocupa o segundo lugar, atrás apenas de Campinas.

Para definir o ranking das cidades mais inteligentes do Brasil foi avaliada a integração entre mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança, usando 70 indicadores. O estudo está na terceira edição e envolveu mais de 500 cidades brasileiras.

VerdeAzul

Em dezembro, Indaiatuba conquistou a 26ª posição no Ranking Ambiental Paulista de 2017 do Programa Município VerdeAzul (PMVA) promovido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente. A cidade somou 84,53 pontos na etapa final da certificação e subiu 17 posições no ranking comparado a 2016, quando ficou em 43º lugar. Este ano apenas 48 municípios conseguiram o selo. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas) Indaiatuba ocupa a sexta colocação no ranking, atrás apenas de Campinas, Americana, Itatiba, Jaguariúna e Holambra.

Na diretiva Qualidade do Ar, o município ficou com a primeira colocação. A cidade também ficou entre as dez melhores do Estado em outras duas diretivas: 2ª em Resíduos Sólidos; 10ª em Educação Ambiental.

Projeto Inovador

Em setembro a Prefeitura recebeu o Título de Projeto Inovador 2017 da Rede Cidade Digital. A entrega do prêmio foi realizada durante o I Fórum de Cidades Digitais do Leste Paulista, realizado em Vinhedo. Dos 49 municípios da macrorregião, apenas 14 foram contemplados com o título, cujo objetivo é valorizar Prefeitos Inovadores, que apresentaram em seus planos de governo ferramentas de tecnologia que ainda não eram utilizadas e que gerem resultados positivos para a gestão pública e vida dos cidadãos.

Controle da Tuberculose

Pelo quarto ano consecutivo o município recebeu o Prêmio de Qualidade nas Ações do Controle da Tuberculose, concedido pelo Governo do Estado de São Paulo aos municípios que cumpriram as metas pactuadas pelo Ministério da Saúde e Governo Estadual, de atingir mais de 85% de cura para os casos da doença. A premiação foi realizada durante o Fórum Estadual de Tuberculose 2017, ocorrido no final de setembro, em São Paulo. O prêmio refere-se ao ano de 2016, quando o município registrou 34 casos da doença.

Campanha de Voz

A equipe de fonoaudiólogas escolares do Niape (Núcleo Integrado de Apoio Pedagógico Especializado) da Secretaria de Educação, conquistou a terceira colocação no Prêmio de Melhor Campanha de Voz 2017, promovido pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa). A premiação foi na categoria Serviços de Saúde, e Indaiatuba concorreu com o curso EaD sobre Saúde Vocal. O tema da campanha foi: “Seja amigo da Sua Voz”.

Indaiatuba

NOTA 277 / COVID-19 / sábado, 23 de janeiro de 2021

Publicado

em

Por

Foto:

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 23 de janeiro, que foram registradas 170 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde), mais 52 casos positivos foram detectados e 85 descartados.

Desde o início da pandemia, 13.020 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 12.663 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 316 evoluíram a óbito e 1.754 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 60 internados, dos quais 41 estão confirmados para Covid-19. Do total, 34 estão em leitos clínicos e 26 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte:

Leitos Clínicos

Haoc: 60%

Santa Ignês: 33%

UTI

Haoc: 67%

Santa Ignês: 86%

*Externa: 33%

MINHA SAÚDE

Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.

O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.

*Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS.

Continue Lendo

Indaiatuba

NOTA 278 / COVID-19 / domingo, 24 de janeiro de 2021

Publicado

em

Por

Foto:

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 24 de janeiro, que foram registradas 61 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde), mais 56 casos positivos foram detectados e 80 descartados.

Desde o início da pandemia, 13.076 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 12.719 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 316 evoluíram a óbito e 1.679 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 60 internados, dos quais 41 estão confirmados para Covid-19. Do total, 34 estão em leitos clínicos e 26 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte:

Leitos Clínicos

Haoc: 60%

Santa Ignês: 33%

UTI

Haoc: 67%

Santa Ignês: 86%

*Externa: 33%

MINHA SAÚDE

Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.

O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.

*Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS.

Continue Lendo

Indaiatuba

Funssol fecha parceria com empresa para receber mais de uma tonelada de tecido

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio do Fundo Social de Solidariedade, o Funssol, foi até a cidade de Americana na Região Metropolitana de Campinas (RMC) fechar uma parceria com uma empresa que se comprometeu em doar mais de uma tonelada de tecidos para os projetos sociais de Indaiatuba.

A Presidente do Funssol, Maria das Graças, acompanhada pela artista plástica, Juliana Kataguiri, foram recebidas pelo presidente da empresa Macias Têxtil, Roberto Macias. A parceria foi fechada para que a cidade receba 15 sacos de 80 quilos de tecido, destinados aos projetos de geração de renda do Fundo Social de Solidariedade.

A empresa, 100% brasileira, é uma das maiores e mais tradicionais empresas têxteis voltadas à produção de tecidos de nylon (poliamida), poliéster ou mistos destes fios. Fundada em 1945, como Tecelagem Jacyra, mudou a razão social para Tecelagem Macias, dando continuidade a uma história de sucesso em produzir tecidos, com o compromisso de manter a mesma excelência em atendimento, qualidade e produtos diferenciados, com os mesmos profissionais e com a mesma vontade de fazer sempre o melhor.

O material deve ser recebido pela Prefeitura em breve, armazenado, higienizado por segurança, e distribuído aos projetos sociais de geração de renda, como o curso de corte e costura, patchwork e os novos projetos que o Funssol receberá em 2021.

Continue Lendo









<





Populares