Connect with us

Geral

Prefeito anuncia plano de ações para os primeiros 100 dias de governo

Publicado

em

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, anunciou, nesta segunda-feira, 11 de janeiro, o plano de ações para os 100 primeiros dias de governo. O documento completo está disponível no portal da Prefeitura, no banner do Plano de Ação – 100 dias de Governo.

Serão cerca R$ 60 milhões em investimentos. Há iniciativas em todas as secretarias e autarquias, com destaque para a Saúde, Educação, Serviços Públicos, Transportes, Assistência Social, Infraestrutura e Saneamento.

Muitas dessas ações já vinham sendo preparadas e desenvolvidas pela administração passada e nós estamos dando continuidade para concluí-las. Outras iniciativas são novas e começam nesta gestão”, disse o prefeito. “Esse é um plano no qual nós tivemos bastante cuidado em colocar ações que podemos realizar dentro dos 100 dias”, explicou o prefeito.

Saadi salientou, ainda, que outras ações que não estão contempladas no Plano continuarão sendo desenvolvidas pela Administração. “Os Plano de 100 dias foi um levantamento que nós fizemos de entrega nesses primeiros três meses. Outros projetos fundamentais para o município também estão sendo tratados com todo empenho”, completou.

Na área da Saúde, Saadi falou sobre a importância da ampliação da rede de atendimento, citando a convocação de 200 médicos, a abertura da licitação do Hospital da Mulher, a entrega da ampliação da oncologia do Hospital Mário Gatti e os trâmites de locação de imóvel para a sede do Mário Gattinho.
A manutenção da cidade também está entre os destaques do Plano de 100 dias. Será aberta uma licitação para a contratação de 300 funcionários que vão atuar na capinação, limpeza de vias e sarjetas, calçadas, terrenos públicos, córregos, entre outros serviços.

Desde o início da pandemia, a Prefeitura teve suspenso o convênio com a Secretaria de Assuntos Penitenciários para o trabalho dos reeducandos. Campinas perdeu, há mais de 10 meses, cerca de mil homens que atuavam diretamente na manutenção da cidade”, explicou Saadi.

Além da mão-de-obra, a empresa contratada deverá fornecer material e equipamentos. O custo mensal será de cerca de R$ 2,3 milhões. “Esta é uma iniciativa muito importante, neste momento, para a manutenção da cidade”, completou.

O Plano de Ação contempla, ainda, entrega de creches; pavimentação; BRT; implantação de complexos esportivos; entrega de obras; ações de gestão pública e da área jurídica, como a nova lei de cargos em comissão da Prefeitura.

A relação com as 100 ações previstas pode ser consultada no endereço www.plano100dias.campinas.sp.gov.br ou acessando, no portal da Prefeitura, o banner do Plano.

Geral

Comando dos Bombeiros visita prefeito e pode integrar combate à pandemia

Publicado

em

Por

As chefias do Comando de Bombeiros do Interior 1 e do 7º Grupamento de Bombeiros de Campinas estiveram reunidas com o prefeito Dário Saadi no final da tarde desta quarta-feira, dia 3 de março. No encontro, foram apresentadas informações sobre a estrutura e o funcionamento do Corpo de Bombeiros na cidade e apresentadas sugestões de trabalho conjunto entre a corporação e a Prefeitura para os próximos quatro anos.
Um dos assuntos discutidos foi a participação dos Bombeiros na força-tarefa formada pela Prefeitura para fiscalizar e coibir festas clandestinas, realizadas irregularmente sem respeito às normas sanitárias de prevenção à Covid-19. O prefeito explicou que, com a participação da corporação, ficaria aberta a possibilidade de que os locais fossem vistoriados também em relação às normas de segurança exigidas pelos Bombeiros.
O Coronel Victor de Freitas Carvalho, responsável pelo Comando de Bombeiros do Interior 1, com sede em Campinas, e o Major Kleber Moura de Oliveira, comandante do 7º Grupamento de Bombeiros de Campinas, foram recebidos pelo prefeito e pelo secretário municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, Christiano Biggi. Também participaram do encontro o capitão Fábio Pedron, subcomandante do 7º Grupamento; capitão Samuel de Andrade, subcomandante do 1º Subgrupamento de Bombeiros de Campinas; e o capitão Luiz Baccin, chefe da seção técnica do 7º Grupamento.
O prefeito Dário Saadi destacou o trabalho “fundamental” do Corpo de Bombeiros. “Muitas vezes, as pessoas pensam que a atuação é apenas nas ocorrências de combate ao fogo. Mas a prevenção, os resgates, que já presenciei várias vezes, e o trabalho operacional também são fantásticos”, avaliou.
Além de estreitar as relações entre o Município e o comando dos Bombeiros, a reunião também foi uma oportunidade para a discussão de propostas visando aprimorar a atuação da corporação em Campinas. O prefeito informou que as propostas serão avaliadas e que o secretário Christiano Biggi fará a interlocução para o encaminhamento entre as Pastas envolvidas na área.
Fiscalização
As relações entre a Prefeitura e o Corpo de Bombeiros são intermediadas pela Secretaria de Segurança. A Administração Municipal responde por grande parte do custeio e da manutenção dos bombeiros na cidade.
Durante a reunião desta quarta, o secretário Christiano Biggi avaliou com os comandantes a possibilidade do setor técnico do Corpo de Bombeiros colaborar na fiscalização de locais onde são realizados festas clandestinas. “A ideia é compor uma força-tarefa para ajudar a fiscalizar e coibir esses eventos”, explicou Biggi.
As verificações, principalmente em chácaras e áreas usadas para festas clandestinas, seriam em conjunto com os fiscais da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb) e Guarda Municipal de Campinas. Dessa forma, seria possível não apenas multar por infração sanitária, por conta da pandemia de Covid-19, mas também realizar a interdição pela falta de alvará e, se for o caso, enquadrar legalmente os proprietários por condições das construções fora das normas de segurança dos Bombeiros.

Continue Lendo

Geral

Prefeitura simula vacinação para orientar trabalho no novo centro

Publicado

em

Por

O Comitê Municipal de Enfrentamento à Pandemia do novo coronavírus, da Prefeitura de Campinas, promoveu nesta quarta-feira, dia 3 de março, a quinta simulação do esquema de vacinação contra a Covid-19. O treinamento ocorreu no Centro de Imunização Noroeste, na Vila Castelo Branco.
A simulação teve como objetivo orientar os profissionais que atuarão no novo centro de imunização, quando a unidade entrar em operação. Os profissionais vão atuar na triagem, cadastramento, organização e aplicação das doses.
Já estão funcionando quatro centros de imunização (Caic Sudoeste, Centro de Vivência do Idoso, Casa da Criança Paralítica e Círculo Militar). A expectativa é abrir o quinto no próximo sábado, dia 6 de março. Esses locais contam com sala de emergência e espaços demarcados para saída de ambulâncias.
Participaram da simulação profissionais da Secretaria de Saúde – Departamentos de Vigilância em Saúde, de Saúde e Samu; Defesa Civil; Guarda Municipal e Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec).
Fluxo
A simulação começou com a triagem dos idosos, que acontece na entrada dos centros de imunização. É feita medição de temperatura e preenchido questionário para verificar se a pessoa não tem sintomas de Covid.
As demais atividades que envolvem a vacinação também foram verificadas, incluindo coordenação, almoxarifado, sala de vacinas, informática, vigilância privada e transporte público. Foi definido, ainda, o fluxo de automóveis para atendimento ao idoso que não consegue sair do carro.
O treinamento também envolveu resolução de conflitos e orientações sobre quais situações levarão à negativa da vacina, casos como o de pessoas sem agendamento ou que não são o foco da atual etapa de vacinação.
Centros de Imunização em funcionamento
Os Centros de Imunização são espaços grandes, com fácil acesso por ônibus. Foram divididos por regiões da cidade:
Casa da Criança Paralítica – Rua Pedro Domingos Vitali, 160 – Parque Italia (região Sul);
Centro de Vivência do Idoso – Lagoa do Taquaral – portão 5 (região leste);
Círculo Militar – Avenida Getúlio Vargas, 200. Jardim Chapadão (região norte);
CAIC Sudoeste – Rua José Augusto de Mattos, s/nº, Vila União (região sudoeste).

Continue Lendo

Geral

Campinas tem 90,16% dos leitos de UTI-Covid ocupados nesta quarta-feira

Publicado

em

Por

Campinas conta nesta quarta-feira, dia 3 de março, com 315 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 284 estão ocupados, o que corresponde a 90,16%. Há 31 leitos livres somando as redes pública e particular.
Os leitos estão divididos da seguinte forma:
SUS Municipal: 118 leitos, dos quais 115 estão ocupados, o que equivale a 97,46%. Há 3 leitos livres.
SUS Estadual: 30 leitos, dos quais 22 estão ocupados, o que corresponde a 73,33%. Há 8 leitos livres.
Particular: 167 leitos, dos quais 147 estão ocupados, o que equivale a 88,02%. Há 20 leitos livres.

Continue Lendo









<





Populares