Connect with us

Geral

Plano para Primeira Infância está disponível para consulta pública

Publicado

em

A Prefeitura de Campinas disponibilizou para consulta pública, em sua página na internet, o Plano pela Primeira Infância Campineira (PIC). Os interessados terão acesso, até o dia 11 de novembro, ao documento completo e poderão incluir propostas ou contribuir com sugestões no texto. O material, sistematizado e organizado pelo Comitê Municipal Intersetorial instituído para elaborar o PIC ficará disponível para que possa ser aperfeiçoado antes da aprovação final. Para isso, basta clicar no link http://www.campinas.sp.gov.br/primeirainfancia

 

De acordo com informações do Comitê, os debates relativos à primeira infância foram intensificados a partir de 2016 com a aprovação do Marco Legal da Primeira Infância. Além disso, os avanços nos estudos e pesquisas da neurociência e da psicologia comprovam que quando uma criança recebe atenção adequada na primeira infância tem condição muito maior para desenvolver suas potencialidades.

 

E, quanto mais se demora para oferecer ações direcionadas às crianças que se encontram em maior risco, mais difícil serão os resultados favoráveis. “Dados científicos comprovam que melhorias significativas na aprendizagem, comportamento e saúde ao longo da vida, além de plenamente alcançáveis, são absolutamente essenciais”, ressalta a coordenadora do Comitê Municipal Intersetorial, Jane Valente.

 

A participação da sociedade neste momento de finalização do Plano é de grande valia porque complementa o ciclo de trabalho ao agregar outras experiências.  Vale lembrar que a elaboração do Plano contou com a participação de representantes das políticas públicas da Assistência Social, da Educação e da Saúde. Além disso, em conjunto com os profissionais do Comitê, o Núcleo de Políticas Públicas (NEPP) da Unicamp, também integrou o trabalho e passou a representar uma rede de apoio no processo de elaboração do diagnóstico da primeira infância, assim, as discussões sobre os dados foram incorporadas às análises e textos de cada eixo do Plano.

 

Sob a responsabilidade da política da Educação, outro trabalho que ocorreu de forma concomitante, foi o processo de elaboração do PIC com as crianças e as famílias. “Essa participação teve um valor inestimável, porque a cidadania e os cidadãos se formam a partir de várias experiências de convívio”, reforçou a coordenadora. Sua elaboração contou com vários materiais registrados, dentro de um planejamento vivido com os educadores, crianças e famílias, no cotidiano da unidade educacional, que incluiu o território de moradia dos mesmos. Dessa forma, foi possível captar o olhar da criança sobre a cidade, com a possibilidade de sua apropriação, expressão de desejos e mudanças. 

 

Como participar

 

A sugestão do Comitê é que as pessoas leiam o Plano na íntegra para conhecer os 12 eixos temáticos. Em cada eixo há um espaço para que o cidadão inclua sua sugestão para as propostas que julgar pertinente, preenchendo o campo específico para as contribuições. 

 

Também poderão ser incluídas propostas adicionais que ainda não tenham sido contempladas no documento. Neste caso há um campo específico para as novas propostas. O cidadão pode ainda enviar sugestões, críticas ou elogios relativos ao plano como um todo.

Geral

Liberadas mais vagas para vacinar gestantes da área da saúde contra Covid

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde de Campinas vai reabrir, a partir das 19h desta quarta-feira, 5 de maio, o agendamento para a vacinação de trabalhadoras de saúde
No grupo de trabalhadoras de saúde estão incluídas as profissionais que têm graduação ou curso técnico na área e as mulheres que trabalham no setor, incluindo recepcionistas de serviços de saúde, trabalhadoras da limpeza e lavanderias de serviços de saúde, cozinheiras de serviços de saúde, balconistas de farmácias, drogarias, entre outras que trabalham em estabelecimentos como hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios, drogarias, farmácias entre outros, além de cuidadoras de idosas registradas por empresas da área.
Profissionais de saúde devem apresentar o registro no Conselho de Classe e/ou outro comprovante, além de comprovante de trabalho no setor, que pode ser contrato de trabalho, contrato de prestação de serviços, holerite, crachá (desde que contenha minimamente as informações: nome do estabelecimento, nome e sobrenome da pessoa, cargo ou função) ou declaração emitida pelo serviço de saúde que comprove o vínculo empregatício da pessoa.
Grávidas e puérperas terão que levar o cartão pré-natal (caderneta da gestante). As lactantes devem apresentar a certidão de nascimento do bebê.
Todas as agendadas terão que apresentar o comprovante de agendamento impresso ou salvo como imagem em seu celular, documento oficial com foto e comprovante de residência no município em seu nome.

Continue Lendo

Geral

Aberto agendamento para vacinação de pessoas a partir dos 60 anos

Publicado

em

Por

Continue Lendo

Geral

Campinas zera fila de espera por leitos de enfermaria e UTI-Covid

Publicado

em

Por

Continue Lendo







Populares