Connect with us

Geral

Outubro Rosa: Prevenção do câncer de mama terá campanha de conscientização com flores na Maternidade de Campinas

Publicado

em

Ação acontece na próxima segunda-feira, dia 2, para pacientes, funcionárias e colaboradoras do hospital. Médicos e enfermeiras darão orientações sobre o autoexame e a mamografia enquanto holandesinhas distribuirão 600 vasos de kalanchoes cor-de-rosa. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), no último ano foram detectados precocemente aproximadamente 58 mil novos casos de câncer de mama

Aproveitando a grande demanda de mulheres que usufruem de seus serviços, a Maternidade de Campinas engajou-se ao Outubro Rosa, campanha internacional direcionada à conscientização da importância do diagnóstico precoce do câncer de mama. Na próxima segunda-feira, 2 de outubro, além da intensificação das orientações oferecidas por médicos e enfermeiros, às mulheres ali internadas, visitantes e às funcionárias e colaboradoras, a Maternidade de Campinas distribuirá delicados vasos de kalanchoes cor-de-rosa com tags iguais aos cartazes que serão colocados em todos os andares do hospital. O objetivo é alertar sobre o diagnóstico precoce por meio do autoexame e da mamografia, dois dos exames que ajudam no controle e na cura da doença.

Durante todo o dia as orientações sobre o diagnóstico precoce serão fornecidas por médicos e pela equipe de enfermagem não apenas às mulheres ali internadas e para às visitantes, mas também às funcionárias e colaboradoras do hospital. Dos quase 1.500 funcionários da Maternidade de Campinas, cerca de 80% são mulheres, o que reforça a importância da campanha interna. O Hospital Maternidade de Campinas fica na Av. Orosimbo Maia, 165, na Vila Itapura.

A campanha contra o câncer de mama tem como parceiro o Grupo Swart, de Holambra, produtor de rosas e kalanchoes, que cedeu os cartazes e as flores e colocará duas holandesinhas para distribuir as flores às pacientes. “Para muitas mulheres o assunto é ainda delicado e, muitas vezes, por medo ou desconhecimento, elas deixam de realizar os exames tão importantes para a detecção precoce da doença, o que permitiria o rápido tratamento e a cura. Por isso decidimos usar a delicadeza de nossas flores para ajudar médicos e enfermeiros na conscientização das mulheres sobre a doença”, explica a produtora Patrícia Swart.

“O câncer de mama é curável, mas a cura depende, principalmente, do empenho das mulheres no controle de sua saúde com atitudes relativamente simples. O Outubro Rosa é fundamental para conscientizar toda a população sobre a importância dos exames de controle do câncer de mama, que vão desde a consulta médica de rotina e do autoexame até a realização da mamografia e da ecografia mamária. O engajamento da sociedade civil nessa campanha é muito importante para ampliarmos a divulgação, atingindo públicos cada vez maiores”, diz o presidente do Hospital Maternidade de Campinas, Dr. Carlos Ferraz. De acordo com o Inca, somente no último ano, foram detectados precocemente aproximadamente 58 mil novos casos de câncer de mama.

Publicidade

Delicadeza com o tema
Os cartazes criados pelo Grupo Swart para a campanha são muito delicados e trazem um peito feminino nu, protegido por uma rosa, à frente de uma parede de pequeninos kalanchoes. Tudo em vários tons de rosa. Eles serão colocados nas recepções e nos cinco andares da Maternidade de Campinas.

Tags com a mesma arte dos cartazes foram fixadas nos 600 vasinhos de kalanchoes, também na cor rosa, que serão distribuídos às pacientes, funcionárias e colaboradoras do hospital durante todo o dia. “Partimos do princípio de que a campanha deve atingir a todos indistintamente, pois cada pessoa conscientizada transforma-se em um agente multiplicador das informações referentes à prevenção do câncer e da necessidade dos exames”, complementa o Dr. Ferraz.

Sobre o Outubro Rosa
O movimento Outubro Rosa, que objetiva a conscientização da prevenção do câncer de mama pelo diagnóstico precoce, é realizado em todo o mundo. Começou nos Estados Unidos com ações isoladas, como a da Fundação Susan G. Komen for the Cure, que distribuiu laços cor-de-rosa – posteriormente adotados como símbolo da campanha.

A partir de 1997, as ações foram se intensificando e passaram a ser a realizadas na maior parte dos países, com a iluminação de monumentos públicos, turísticos e privados com luzes cor-de-rosa, a utilização de laços fixados nas roupas e acessórios e, principalmente, no engajamento da área da saúde na orientação sobre as formas de prevenção.

A cor rosa – usada nas campanhas de prevenção – tornou-se uma leitura visual compreendida em qualquer lugar no mundo, dando popularidade, de forma bonita, elegante e feminina ao Outubro Rosa e motivando e unindo diversos povos em torno dessa nobre causa.

Publicidade

Sobre a Maternidade de Campinas
A Maternidade de Campinas é uma Instituição filantrópica, reconhecida de utilidade pública Federal, Estadual e Municipal. Trata-se de uma instituição centenária, reconhecida nacionalmente pela excelência dos serviços prestados à saúde materna e neonatal.

Fundado em 1913, o hospital ocupa a atual sede, na Avenida Orosimbo Maia, desde 1965. A instituição possui 232 leitos e a maior UTI Neonatal da região, com capacidade para 40 bebês. Realiza, em média, mil partos por mês, além de 1.100 cirurgias de outras especialidades (pediátrica, ginecológica, plástica, oncológica, urológica, reconstrutiva entre outras) e 6.500 atendimentos no pronto socorro.

Sobre o Grupo Swart
O Grupo Swart é referência nacional no cultivo de rosas de corte e de kalanchoes, sendo considerado um dos principais produtores de flores de alta qualidade do Brasil. Em suas quatro unidades produtivas (duas de kalanchoes em Holambra, em São Paulo, uma de rosas em Andradas (MG) e outra, em Ubajara (CE), o Grupo produz cerca de 16,1 milhões de rosas, 5,8 milhões de vasos e 38.400 maços de kalanchoes por ano, comercializados para todo o Brasil por meio da Cooperativa Veiling de Holambra.

Todos os cultivos são feitos em estufas climatizadas, adequadas às necessidades de cada cultura. O sucesso da marca Swart deve-se a três importantes fatores: decisão de produzir somente flores de alta qualidade; escolha correta das áreas de produção; e a realização de parcerias com importantes breeders (melhoristas) europeus. Essas parcerias permitem a manutenção da qualidade das flores e o lançamento recorrente de novidades em variedades.

Publicidade

Geral

Secretaria de Finanças publica lançamento do ISSQN do exercício de 2022

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Finanças, por meio do Departamento de Receitas Mobiliárias – DRM/SMF, publicou, no Diário Oficial desta sexta-feira, 1º de julho, o lançamento de ofício do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN do exercício de 2022 para os Profissionais Autônomos e Sociedades de Profissionais enquadrados no regime fixo de recolhimento do imposto. O valor total lançado é cerca de R$ 32 milhões.
Cerca de 15 mil comunicados foram enviados, via Correios, para os contribuintes. Os documentos estão acompanhados da guia de pagamento da cota única com 3% de desconto.
Também foram encaminhados e-mails e SMS aos contribuintes que mantém endereço eletrônico e número do celular de atualizados. As informações também estão disponíveis no Portal da Nota Fiscal de Serviços eletrônica de Campinas para as Sociedades de Profissionais.
O vencimento da cota única ou da primeira parcela do ISSQN Ofício está programado para o dia 20 de julho. O pagamento do imposto pode ser parcelado em até 6 (seis) vezes.
Após o vencimento, não será mais possível efetuar o pagamento da cota única com desconto, restando somente a opção pelo pagamento das parcelas, que está sujeito à incidência de multa e juros, conforme previsão legal.
Nesse caso, as guias de pagamento com valores atualizados poderão ser geradas e impressas pela internet, em https://portal.campinas.sp.gov.br/servico/atualizar-boleto-de-cobranca-guia-de-pagamento.
Carnês
O carnê de pagamento está disponível para impressão na página do ISSQN na internet. Para imprimi-lo, o contribuinte deve acessar https://portal.campinas.sp.gov.br/servico/2-via-carne-de-pagamento-issqn-oficio. Alternativamente, os Profissionais Autônomos e as Sociedades de Profissionais também podem imprimir o carnê de pagamento, respectivamente, no Ambiente Exclusivo na internet, https://cidadao.campinas.sp.gov.br/, e no Sistema NFSe Campinas, nfse.campinas.sp.gov.br/NotaFiscal/.
Atualização cadastral
Para que a Prefeitura promova, de maneira cada vez mais eficiente, o lançamento de ofício do ISSQN, é importante que o contribuinte mantenha atualizadas suas informações junto ao Cadastro Municipal de Receitas Mobiliárias – CSCM/DRM/SMF.
A atualização cadastral, exigência prevista na legislação e obrigação do contribuinte sujeita a penalidades, deve ser efetuada junto ao Setor de Atendimento do DRM/SMF: Porta Aberta Empresarial – PAE. Para mais informações, o contribuinte deve acessar https://portal.campinas.sp.gov.br/secretaria/financas/pagina/porta-aberta-empresarial.
O contribuinte que optar pela impugnação do lançamento poderá apresentar requerimento, por meio do formulário próprio denominado Requerimento Único DRM/SMF, especificando os motivos de direito em que se fundamenta, no prazo de 30 dias, contados a partir do 3º (terceiro) dia após a publicação do edital de notificação de lançamento no Diário Oficial do Município, mediante requerimento protocolado no Porta Aberta Empresarial em atendimento previamente agendado (https://cidadao.campinas.sp.gov.br/), devendo acessar https://portal.campinas.sp.gov.br/secretaria/financas/pagina/porta-aberta-empresarial para mais informações sobre esse atendimento.
Dúvidas
Em caso de dúvidas, ou para obter informações sobre como gerar a segunda via do carnê, o contribuinte deve entrar em contato por um dos canais de atendimento da Secretaria Municipal de Finanças:
·Atendimento telefônico: (19) 3755-6000, de segunda a sexta, das 8h às 18h;
·Atendimento via e-mail: sac@campinas.sp.gov.br;
·Atendimento chat on-line: https://portal.campinas.sp.gov.br/secretaria/financas/pagina/canais-de-atendimento, de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Continue Lendo

Geral

Depois de 50 anos, moradores do J. Palmares são agora oficialmente donos

Publicado

em

Por

A primeira fase da regularização do Núcleo Residencial Jardim Palmares, localizado na região sudoeste do município, área do Jardim Campos Elíseos, foi encerrada na noite desta quinta-feira, dia 30 de junho, com a entrega de 200 títulos de propriedade aos moradores. O evento, realizado no Salão Paroquial da Comunidade Nossa Senhora de Fátima, na Vila Perseu Leite de Bairros, contou com a presença do prefeito Dário Saadi que, junto com autoridades e equipe da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), passou as escrituras dos imóveis às mãos dos agora oficialmente proprietários. 
A infraestrutura do núcleo já compreende rede de água e esgoto, energia elétrica domiciliar e iluminação pública, assim como entrega de correspondência, coleta de lixo e transporte coletivo. A próxima etapa é dotar o bairro de drenagem e asfalto, cujos projetos estão sendo encaminhados.
Os moradores agora possuem a matrícula do imóvel, que equivale ao título de propriedade, emitida pelo cartório de registro de imóveis. Com o documento, a família torna-se oficialmente proprietária, passa a ter segurança jurídica e a poder fazer melhorias, vender ou transferir o bem, agora legitimamente seu.
O prefeito de Campinas, Dário Saadi, afirmou que sua gestão tem buscado acelerar a regularização, proporcionando tranquilidade aos moradores. “Gostaria de parabenizá-los pela luta. Sem a escritura, há sempre uma preocupação, e hoje isso acaba”. Ele também salientou que a equipe da Cohab tem se empenhado muito e agradeceu o trabalho da Câmara Municipal e dos líderes comunitários.
Já o secretário de Habitação e presidente da Companhia de Habitação Popular (Cohab) de Campinas, Arly de Lara Rômeo, disse que é motivo de muita honra poder fazer essa entrega a moradores do núcleo que começou há 51 anos. Ele também falou do eseforço da Cohab: “Temos trabalhado muito para aumentar as entregas. Como dizia uma famoso cartorário, quem não registra, não é dono”.
Também presente no evento, o presidente da Câmara Municipal de Campinas, vereador Zé Carlos, disse saber do sofrimento dos moradores e de não terem perdido a esperança ao longo dos anos. “Hoje vemos a alegria estampada no rosto de cada um de vocês”, comemorou. Já o vereador Jorge Schneider fez questão de enfatizar a agilidade do governo Dário na entrega dos títulos, enquanto o também vereador Edison Ribeiro reforçou a importância de que as pessoas tenham garantido o seu imóvel para morar. 
O coordenador geral da Comunidade Nossa Senhora de Fátima, entidade que cedeu o espaço para o evento, também compôs a mesa.
Desde o início, a gestão Dário Saadi já entregou 4.540 escrituras de imóveis.
Sonho de uma vida
Moradoras do Jardim Palmares há quase 40 anos, as vizinhas Maria Regina Moreira da Silva e Maria Aparecida Zago viam a escritura como a concretização de um sonho. “Significa tudo pra mim. É uma vida de espera”, disse Maria Regina, mãe de duas filhas, uma das quais tinha apenas oito meses quando ela se mudou para o bairro. Já para Maria Aparecida, a noite desta quinta foi uma satisfação. “A gente estava esperando há tanto tempo para esse sonho ser realizado. É uma alegria.” Para ela, a casa é também uma conquista para toda a família: “deixarei de herança para os filhos”.
Outra moradora do bairro, Ana Toscano, ilustrou o que significa ter a tranquilidade e segurança de contar com a escritura da casa registrada em cartório. Ela relatou que esperava ter o documento com o seu nome para poder fazer melhorias no imóvel. “Agora vou poder arrumar a casa. Estou muito feliz”. 
Histórico
A ocupação Núcleo Residencial Jardim Palmares originou-se na década de 70, formada por famílias oriundas do Estado do Paraná, que migraram para Campinas em busca de melhores condições de vida. Os lotes foram instalados em uma área pública municipal, denominada Praça 1 do Jardim Campos Elíseos.
Em uma fala emocionada, a líder comunitária do núcleo, Vera Lucia Mariano da Conceição, relatou que “o primeiro barraquinho” feito na ocupação foi construído pelo seu pai, José Mariano. “Sou da época do querosene, da lamparina”, disse ela, que chegou ao núcleo com apenas um ano de vida. Vera lembrou que muitos dos que começaram a luta já faleceram, mas estavam representados por suas famílias. ” Não tenho palavras para agradecer a Deus por ter chamado a nossa ‘senha’. Nosso bairro é a nossa casa”.

Continue Lendo

Geral

Bosque dos Jequitibás recebe exposição de obra com 40 bichos metálicos

Publicado

em

Por

O Bosque dos Jequitibás recebe, a partir desta sexta-feira, 1º de julho, a exposição Vivarium, do artista visual Genivaldo Amorim, no Centro de Educação Ambiental “Professora Egle Carneiro de Oliveira Passadore”. A obra exposta é uma instalação composta por 40 peças que retratam bichos vermelhos, estranhos e indefinidos, repousando em ninhos metálicos flutuantes. A exposição ficará aberta até o dia 24 de julho, de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, com entrada gratuita.
Para o artista Genivaldo Amorim, a obra dialoga com o contexto onde está instalada. “Para mim é muito importante que a obra faça sentido em estar em um determinado lugar, que o espaço não seja apenas um receptáculo, um abrigo, mas que seja capaz de se fundirem, obra e espaço, de tal forma que nos dê a impressão de um não existir sem o outro, ou mesmo, por mais estranho que pareça, daquilo parecer sempre ter estado ali”, diz o artista.
Essa instalação é derivada de uma exposição realizada em 2017 em um museu de Santa Catarina. Depois da temporada no Bosque dos Jequitibás, as peças serão reutilizadas para outra instalação. Essa prática, de reaproveitar o material e transformar em outra obra, é recorrente na produção do artista.
Genivaldo Amorim nasceu em Umuarama (PR), em 1973, mas vive e trabalha em Valinhos desde 1991. Atua com instalações, pintura, desenho, objetos e outras mídias. Premiado em diversos salões, editais e programas de exposições, tendo exposto em museus como Macc (Campinas SP), Casa das Onze Janelas (Belém, PA), Marco (Campo Grande, MS), MuBE (São Paulo, SP), entre outros.
Suas obras também já estiveram em exposições individuais e coletivas em museus e galerias de países como Alemanha, Camboja, Namíbia, Uruguai e Moçambique.
Serviço
Exposição “Vivarium”
Data: de 1º a 24 de julho
Horário: das 9h às 17h
Endereço: Centro de Educação Ambiental do Bosque dos Jequitibás, Rua Coronel Quirino, 2, Bosque.
Entrada gratuita

Continue Lendo

Populares