Connect with us

Geral

Orquestra Sinfônica de Campinas recebe Criolo e Nelson Sargento

Published

on

Em uma inusitada parceria entre o rapper Criolo e o lendário sambista Nelson Sargento, a Sinfônica de Campinas recebe os dois músicos para o concerto especial neste domingo, 3 de novembro, às 18h, na Concha Acústica do Taquaral. A apresentação, com entrada gratuita, é comemorativa ao Mês da Consciência Negra. 

 

Sob a batuta do maestro Eder Paolozzi, da Orquestra Sinfônica Cesgranrio, serão revisitados clássicos da música brasileira, “Folhas Secas” (Nelson Cavaquinho e G. Brito), “Falso amor sincero”, “Sinfonia imortal” e “Samba agoniza, mas não morre (Nelson Sargento), “Alvorada” (Cartola e Carlos Cachaca),  “Espiral de Ilusão”, “Nas Águas”  (Criolo), “Chão de Esmeraldas” (Chico Buarque), “Piano na Mangueira (Chico Buarque e Tom Jobim), “O Mundo é um moinho” (Cartola), “Exaltação à Mangueira” (Éneas Brittes da Silva e Aloísio Augusto da Costa), entre outros.

 

Nelson Sargento

Lenda viva do samba, Nelson Sargento, com 95 anos de idade, esbanja musicalidade. Carioca, compositor, cantor, escritor, pintor, músico, ator, artista plástico e pesquisador, conviveu com Cartola e aprendeu a tocar violão com Nelson Cavaquinho no Morro da Mangueira. Seu maior sucesso, “Agoniza Mas Não Morre”, foi lançado em 1978 por Beth Carvalho e tornou-se um hino de resistência da cultura do samba carioca. Outros sambas de sucesso são “Idioma Esquisito”, “Falso Amor Sincero”, “Vai Dizer a Ela” (com Carlos Marreta), “Nas Asas da Canção” (com Dona Ivone Lara) se tornaram clássicos da cultura brasileira.

 

Criolo

O MC, cantor e compositor Criolo iniciou sua carreira em 1989. Paulistano e criado no Grajaú, Kleber Gomes, o Criolo, escreveu seu primeiro Rap aos 11 anos e a primeira canção aos 25. Em 2011 despontou no cenário musical brasileiro com “Nó na Orelha”, um dos álbuns mais comentados da última década. Em 2014, após turnês internacionais, Criolo lança “Convoque seu Buda”, com produção musical de seus parceiros de longa data Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral. No ano passado, lançou seu 1° disco totalmente dedicado ao samba, “Espiral de Ilusão”.

 

Eder Paolozzi (regente)

Formou-se em regência em Milão, na Itália, no Conservatório Giuseppe Verdi, e anteriormente em violino, no Trinity Laban Conservatory of Music and Dance, em Londres, na Inglaterra. 

Desde 2015 está à frente da Orquestra Sinfônica Cesgranrio, como diretor artístico e regente titular do grupo de 53 jovens músicos, bolsistas da Fundação Cesgranrio, com sede no Rio de Janeiro.

No Brasil, estudou com o maestro Isaac Karabtchevsky e atuou como regente convidado em algumas das principais orquestras do país, como a Orquestra Petrobras Sinfônica, a Orquestra Sinfônica da Bahia, a Orquestra Sinfônica do Recife e a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Entre os solistas regidos por Eder Paolozzi destacam-se Anna Tifu, Kim Bak Dinitzen, Vadim Rudenko, André Mehmari, Camila Titinger, Cristina Braga, Yamandú Costa, Hamilton de Holanda, José Staneck, Rosana Lanzelote e o Quinteto Villa-Lobos. 

 

Serviço

Orquestra Sinfônica de Campinas recebe Criolo e Nelson Sargento.

Quando: 3 de outubro, domingo, às 18h

Onde: Concha Acústica, Parque Taquaral.

Entrada  gratuita

Doação não obrigatória de 1 Kg de alimento não perecível para o Banco de Alimentos de Campinas.

 

Geral

Campinas vacina 27.870 e alcança marca de 100 mil doses feitas em Dias D

Published

on

By

Campinas aplicou 27.870 doses de vacina contra a Covid-19 neste sábado, 19/06, no quarto Dia D contra a doença na cidade. Com o resultado de hoje, o município alcançou 100.104 doses aplicadas em quatro edições da estratégia. Também neste sábado foi a maior quantidade de doses aplicadas  em um único dia na cidade desde o início da campanha.

 

No primeiro Dia D, em 22 de maio, foram vacinadas 23.612 pessoas. Na segunda edição, 4 de junho, foram 23.104. Na terceira estratégia, em 12 de junho, foram aplicadas 25.518 doses de vacinas, até então o maior número de imunizados em um único dia.

 

Com os dados vacinais deste sábado, 457.778 pessoas já receberam a primeira dose contra a Covid em Campinas e 169.311 a segunda dose. No total, já foram aplicadas 627.089 doses desde o início da campanha, em janeiro, em residentes no município. Com isso, a cidade segue na liderança entre os municípios com mais de 500 mil habitantes que mais vacinaram no Estado de São Paulo.

 

A diretora da Secretaria de Saúde de Campinas, Deise Hadich, avaliou o Dia D como um sucesso. “Atingimos um recorde de vacinados, sem aglomeração, sem filas, sem espera, tudo com tranquilidade, as equipes de saúde com muita dedicação e excelente adesão da comunidade”, disse Deise.

 

A diretora de saúde alerta que cuidados básicos como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

 

O agendamento da vacina contra a Covid para pessoas com mais de 50 anos e para aquelas incluídas em outros grupos prioritários segue aberto para a próxima semana em Campinas no site vacina.campinas.sp.gov.br

 

O Dia D é organizado pela Secretaria de Saúde em conjunto pelo Departamento de Vigilância em Saúde e Departamento de Saúde.  A Guarda Municipal dá apoio no transporte seguro das doses.

Continue Reading

Geral

Operação Aglomeração Zero verifica 139 comércios, fecha 20 e lacra dois

Published

on

By

Na primeira noite da Operação Aglomeração Zero em Campinas, entre as 21 horas da sexta-feira e as 5 horas da madrugada do sábado, a Prefeitura fiscalizou 139 estabelecimentos comerciais na cidade, fechou vinte e lacrou dois por não estarem cumprindo as medidas sanitárias e de isolamento social.

 

Durante as ações, 1.268 pessoas foram dispersadas e orientadas sobre as medidas sanitárias para a prevenção da Covid-19, como evitar aglomerações, usar máscaras e fazer constante higienização das mãos.

 

A Operação é coordenada pela Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública e endurece ainda mais as medidas da Administração para dispersar agrupamentos de pessoas na cidade. O objetivo é conter a propagação do novo coronavírus.

 

Também durante a ação, as barreiras do Toque de Recolher abordaram 297 veículos e orientaram 403 pessoas a retornarem para suas casas. As equipes de fiscalização partiram de frente ao Estádio Moises Lucarelli, na Ponte Preta, e visaram prioritariamente os locais e estabelecimentos mapeados com histórico de desobediência às medidas prevenção e, como consequência, classificadas como atividades de maior contaminação pelo vírus.

 

A Operação Aglomeração Zero estenderá por todas as noites e madrugadas até pelo menos o final do mês de junho, como medida de combate a pandemia. A partir da próxima segunda feira (21/06) o Toque de Recolher passa a vigorar a partir das 19 horas, horário que os estabelecimentos comerciais não essenciais também devem encerrar as atividades. As denúncias pelo não cumprimento das medidas podem ser feitas pelo 156 e 153.

Continue Reading

Geral

Em 2 horas e meia, Campinas vacina 12.324 no quarto Dia D contra Covid

Published

on

By

Campinas vacinou 12.324 pessoas contra a Covid até as 11h30 deste sábado, 19 de junho, no quarto Dia D contra a doença no município. Esta é a maior quantidade aplicada no período de duas horas e meia nas estratégias de Dia D no município. A vacinação começou às 9h e ocorre até as 17h em 64 Centros de Saúde.

 

É um excelente resultado, na avaliação do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) e do Departamento de Saúde da Prefeitura. No total, 29.980 pessoas dos grupos prioritários fizeram agendamento para receber a dose hoje.

 

A megaoperação mobiliza 1,2 mil profissionais de saúde, que começaram seus trabalhos às 6h da manhã, com apoio da Guarda Municipal no transporte das doses para as unidades.

 

A diretora de Saúde de Campinas, Deise Hadich, ressalta a dedicação das equipes que estão empenhadas neste quarto Dia D e destaca a importância da colaboração da comunidade no enfrentamento da pandemia.

 

“É a quarta semana seguida em que realizamos esta estratégia e o envolvimento das equipes do nosso SUS é fundamental para alcançarmos o objetivo de vacinar o maior número possível. Na contrapartida, precisamos da colaboração da sociedade no sentido de que continue com as medidas de distanciamento, uso de máscaras e higiene das mãos. Festas e aglomerações estão proibidas”, disse Deise.

 

No primeiro Dia D, em 22 de maio, foram vacinadas 23.612 pessoas. Na segunda edição, 4 de junho, foram 23.104. Na terceira estratégia, em 12 de junho, foram aplicadas 25.518 doses de vacinas, o maior número de imunizados num único dia.

 

O agendamento da vacina contra a Covid para pessoas com mais de 50 anos e para aquelas incluídas em outros grupos prioritários segue aberto para a próxima semana em Campinas no site vacina.campinas.sp.gov.br

Continue Reading

Populares