Connect with us

Geral

Operação no Ouro Verde fiscaliza e orienta população sobre a quarentena

Avatar

Publicado

em

Em operação de fiscalização e conscientização na manhã desta sexta-feira, dia 22 de maio, no Jardim Aeroporto, região do distrito do Ouro Verde, em Campinas, a Prefeitura notificou 12 estabelecimentos comerciais a fecharem as portas porque estavam descumprindo o decreto que estabeleceu a quarentena em Campinas. Visando a prevenção e educação da população para prevenir a circulação do novo coronavírus, também foram distribuídas 1.500 máscaras de tecido e mil frascos de álcool gel.

 

A ação envolveu a Guarda Municipal, Vigilância em Saúde, Defesa Civil, Emdec, Procon, Setec, Departamento de Urbanismo e Sanasa. A atividade começou às 10 da manhã e partiu da Praça Emil Rached. Segundo a Guarda, mais de duas mil pessoas foram abordadas na ação, que se prolongou até o começo da tarde.

 

As equipes se dividiram pelas ruas do bairro e saíram orientando população e comerciantes sobre a importância das medidas sanitárias recomendadas pelas autoridades de Saúde, como o uso de máscaras _ obrigatório dentro dos estabelecimentos de serviços essenciais, como farmácias e supermercados _ e de praticar o distanciamento social. As pessoas nas ruas receberam máscaras e álcool em gel. 

 

Balanço

 

Doze estabelecimentos de comércios e serviços que não se enquadram na categoria de serviços essenciais ou que estavam descumprindo os termos do decreto da quarentena foram fechados.

 

A Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde, realizou 75 fiscalizações e orientações e determinou o fechamento de três salões de cabeleiro e barbearia que se enquadram nas atividades que não estão autorizadas a atender ao público. Os outros comércios foram orientados sobre o cumprimento dos termos do decreto, como demarcações para distanciamento, entregas, uso de equipamentos de proteção individual, delimitação de pessoas a serem atendidas.

 

O setor de fiscalização do Departamento de Urbanismo da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb) lavrou 43 intimações para apresentação de alvará de funcionamento e cumprimento do decreto 20.782/2020. Do total, cinco estabelecimentos foram fechados por não serem permitidos funcionar e 16 foram orientados sobre o cumprimento das normas funcionamento durante a pandemia.

 

Os agentes da Setec também notificaram o fechamento de quatro estabelecimentos de permissionários por estarem vendendo produtos alimentícios para consumo no local, o que é proibido pelo decreto, que permite apenas retirada e entrega.

 

Os fiscais do Procon também orientaram 24 estabelecimentos sobre o cumprimento das medidas da quarentena e do Código de Defesa do Consumidor. A Guarda Municipal registrou 52 ocorrências de medidas sanitárias, ao acompanhar o trabalho dos servidores públicos envolvidos na operação.

 

Conscientização

 

Além da fiscalização, a ação teve objetivo de conscientizar a população e os comerciantes para que sigam a recomendação de isolamento social durante a epidemia de Covid-19. 

 

Funcionários da Sanasa distribuíram mil frascos de 60 ml de álcool em gel e orientaram a população sobre a importância dos cuidados pessoais. A ação integrada teve também a distribuição de 1.500 máscaras por equipes da Defesa Civil e da Guarda Municipal.

 

“É uma área de muitos comércios abertos que deveriam estar fechados neste período, as pessoas ainda não entenderam que precisam ficar em casa”, enfatizou o comandante da Guarda Municipal de Campinas, Márcio Frizarin. “Com esta operação centralizada por diversos órgãos, esperamos que a população entenda que estamos fazendo o que é necessário para que a gente possa diminuir ou até acabar com os casos de Covid-19 em nosso município”, complementou.

 

A orientação da Guarda Municipal, de acordo com o Comandante Frizarin, é que a população fique em casa e que os comerciantes observem e cumpram os decretos do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal. “A população, entendendo que deve ficar em casa cumprindo o isolamento social, ajudará o município a voltar à normalidade o mais rápido possível.”

Geral

Campinas pela Paz lança ação “Empatia por Telefone” para idosos

Avatar

Publicado

em

Por

A 3ª edição do “Fórum Campinas pela Paz – 2020”, que devido à necessidade de isolamento social este ano ocorre em formato virtual, terá uma programação estendida até o final do ano. A Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH)  organiza as atividades e, lançou, nesta quarta-feira, dia 3 de junho, a ação “Empatia por Telefone”.

 

A atividade é voltada para idosos em isolamento, com a participação voluntária de contadores de história (griots), que irão entrar em contato com os idosos pelo telefone. Além de contar histórias eles também estarão preparados para ouvir as histórias de vida dos idosos.

 

“A ação levará histórias e escutas para quem está sozinho, precisando de companhia. Empatia, solidariedade, preocupação com o outro são elementos fundamentais sempre, mas sobretudo em momentos tão difíceis como os que estamos vivendo”, argumentou a secretária Eliane Jocelaine Pereira.

 

De acordo com ela, uma história bem contada, uma escuta amiga, um momento de atenção qualificada ao outro, pode ter uma dimensão enorme na vida das pessoas que receberão os contatos da ação “Empatia pelo Telefone”, até mesmo em relação à doenças, como a depressão.

 

Como vai funcionar

Os contadores de história devem se inscrever como voluntários na plataforma do Transforma Campinas www.transformacampinas.com.br para que o Departamento de Direitos Humanos possa fazer a intermediação entre voluntários e idosos. 

 

As pessoas idosas, seus cuidadores ou responsáveis por Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), por sua vez, deverão se inscrever junto à Coordenadoria de Políticas Públicas para a Pessoa Idosa, pelo telefone (19) 3231-1867, Ramal 5, das 10h às 15h, ou pelo endereço eletrônico [email protected] 

 

Os interessados devem informar o nome da pessoa idosa, a idade, o número do telefone, a atividade preferida, por exemplo, se gosta de cozinhar, caminhar, conversar, tricotar entre outras e qual o melhor horário e o melhor dia da semana para receber a ligação.

 

Demais ações 

Outras ações do Fórum Virtual estão sendo programadas para o mês de junho. 

Entre elas está o “Campinas de Todos os Povos” que, em parceria com outras organizações, como o Ministério Público do Trabalho e a Unicamp, lançará o Projeto “Eu Abraço Esta Causa: Eu Uso Máscara” e o “Atlas Temático Migrações Internacionais para as Regiões Metropolitanas”. 

 

E também, “como junho é o Mês da Diversidade, teremos o lançamento de outras duas ações específicas relacionadas ao tema e à comunidade LGBT”, contou o diretor do Departamento de Direitos Humanos, Fábio Custódio. 

 

Estão previstos o lançamento da ação “Ensino de Inglês gratuito às mulheres e homens transexuais e pessoas em situação de vulnerabilidade social e preconceito de gênero” e a exposição virtual “Com Muito Orgulho”, que retratará um pouco das histórias de vida e do cotidiano dos servidores municipais LGBTs no enfrentamento ao novo coronavírus.

Continue Lendo

Geral

Biblioteca Zink cede livros para compor cestas básicas e incentiva doações

Avatar

Publicado

em

Por

A Biblioteca Pública “Professor Ernesto Manuel Zink”, que tem feito o livro e a leitura atingirem os vários territórios de Campinas e da Região Metropolitana com ações como a “Revoada de Quadrinhos” e o “Leia, Leve e Liberte”, não se intimida nestes tempos bicudos e aposta na nova iniciativa com a doação de livros nas cestas básicas. Quem quiser, pode ajudar doando livros e alimentos.

 

“Neste momento de isolamento em nossas casas, nos preocupamos em permanecer o contato com o público. Não houve interrupção no relacionamento por e-mail, telefone e rede sociais. Pelo facebook foram disponibilizados links para a leitura dos mais diversos tipos de textos, informações sobre a pandemia e ofertas de trabalho na região”, informa a bibliotecária da Zink, Suze Elias.

 

Ciente de que nem sempre os recursos online são viáveis à toda população, Suze tem recebido o apoio do coletivo “Perifa Campinas Contra a Fome” para a entrega dos livros às comunidades e facilitar, assim, o acesso à leitura. O grupo, segundo a bibliotecária, é formado por jovens lideranças de vários bairros, comprometido na arrecadação de alimentos e itens de necessidade básica às famílias em situação de vulnerabilidade, agravada em decorrência da pandemia.

 

Os livros e HQs doados são novos e pertencem à Reserva Técnica da Biblioteca Zink. Cada caixa contém um conjunto de quatro a cinco volumes em sacolas individualizadas, que são colocadas nas cestas de alimentos. “Satisfação incrível em saber que uma galera jovem tem essa compreensão da importância da cultura impressa na vida das pessoas”, destaca Suze, que já disponibilizou cerca de 2 mil livros.

 

Para quem puder e quiser contribuir com a doação de livros e alimentos, a Biblioteca Zink divulga abaixo os pontos de arrecadação e seus representantes, lembrando que os contatos são feitos por agendamento para evitar aglomeração.

 

Pontos de arrecadação:

Região do Parque Oziel

Região do Campo Belo

Região do Parque Anhumas

Região do Bandeiras/São José

Região do Campo Grande

Região do Barão Geraldo

Continue Lendo

Geral

Campinas ganha dois novos equipamentos de saúde ainda em junho

Avatar

Publicado

em

Por

Campinas ganhará dois novos equipamentos de saúde ainda este mês: a entrega da construção do Centro de Saúde Bassoli e uma nova sede reformada para a atual Policlínica 2, na Avenida Francisco Glicério. O anúncio foi feito pelo prefeito Jonas Donizette, nesta quinta-feira, dia 4 de junho, durante live nas redes sociais.

 

 

 

Na região Noroeste, está em fase final a construção do Centro de Saúde Bassoli, que deve ser entregue para o município até o dia 12 de junho. A obra teve um investimento de R$ 3.869.362,86, fruto do programa Saúde em Ação, uma parceria entre o governo do Estado de São Paulo, a Prefeitura e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). “Vamos colocar para funcionar para que a população utilize. É uma questão importantíssima para aquela região que é muito populosa e agora poderá contar com esse equipamento de saúde”, explicou o prefeito.

 

 

 

O prefeito contou que o Jardim Bassoli foi construído sem estrutura por um programa federal sem ter os equipamentos necessários para a população. Ao longo de sua gestão, foram sendo criados novos equipamentos como creche e agora o novo Centro de Saúde, que fica na Rua Leonel Ferreira Gomes, 1061 – Jardim Bassoli.

 

 

 

O novo Centro de Saúde contará com 864 metros quadrados de área construída e terá dez consultórios, incluindo dois de odontologia. Além disso, haverá farmácia, recepção, salas de vacinas, de inalação, de curativos, de aplicação de medicamentos e observação, de espera, entre outras. O CS Bassoli também foi construído com acessibilidade para pessoas com deficiência. A obra beneficia 10 mil pessoas, que hoje são atendidas no CS Floresta.

 

O prédio que abrigará a nova sede da Policlínica 2 foi doado pela União e reformado por meio de investimentos de Termos de Acordo e Compromisso (TAC). As obras são frutos de dois termos de ajustamento de conduta com empresas que realizaram obras em Campinas.

 

A segunda parte das obras veio por meio de uma contrapartida da construção da unidade Campinas do Hospital São Luiz da Rede D’Or. Com investimento de R$ 2,65 milhões, as obras envolveram a construção de toda a parte de divisórias, revestimentos e a parte elétrica e hidráulica.

 

 

O secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza, contou que depois de anos de discussão, será feita no dia 15 de junho a primeira inspeção nas obras. “Provavelmente até o final do mês, poderemos fazer a mudança para o novo local”. A atual Policlínica 2, que passará a se chamar Policlínica Glicério, fica atualmente na Avenida Campos Salles, 737.

 

 

 

A Policlínica é a unidade de saúde de nível intermediário no SUS, entre a atenção básica e a atenção hospitalar, destinada a desenvolver o atendimento especializado ao cidadão. O novo prédio tem seis andares e conta com acessibilidade, dois elevadores e banheiros para pessoas com deficiência em todos os andares. O espaço mais adequado vai melhorar a qualidade no atendimento aos pacientes e também as condições de trabalho dos servidores que compõem a equipe.

Continue Lendo
error: Content is protected !!