Connect with us

Geral

Obras do BRT interditam trecho da Rua Marquês de Três Rios

Published

on

As obras de implantação do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Campo Grande, na região central, avançam da Rua Saldanha Marinho para a Marquês de Três Rios, a partir desta segunda-feira, 11 de novembro. São mais 200 metros de intervenções para execução do pavimento de concreto do Corredor BRT.

 

Para viabilizar os trabalhos, a Rua Marquês de Três Rios será interditada ao tráfego de veículos, desde a altura da Praça Dona Júlia Lopes e Edifício Marquês de Três Rios até o cruzamento com as vias Onze de Agosto e Saldanha Marinho. 

 

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) programou desvio pelas vias Barão de Parnaíba, Sebastião de Souza e Onze de Agosto. 

 

“Ao mesmo tempo em que liberamos novos trechos dos Corredores BRT para a circulação, as obras avançam em ritmo acelerado pela cidade. Já são cerca de 40% das obras concluídas e um terço do projeto liberado para a circulação de veículos”, enfatiza o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

 

O acesso local à Rua Marquês de Três Rios pela Avenida Andrade Neves está garantido. Também haverá pré-bloqueio, com permissão de acesso local, no cruzamento entre as vias Saldanha Marinho e Barão de Itapura. 

 

Para garantir acesso da população ao posto da Transurc, será implantado duplo sentido de circulação na Rua Onze de Agosto, no trecho entre a Marquês de Três Rios e a Dr. Mascarenhas. 

 

Transporte 

 

O desvio programado pela Emdec também será utilizado pelos ônibus do transporte público coletivo que circulam na região. Dezessete linhas de ônibus serão impactadas: 153, 230, 244, 244.1, 251, 253, 260, 264, 289, 299, 331, 341, 342, 383, 397, 397.1 e 403.

 

Cinco pontos de ônibus localizados nas vias Onze de Agosto, Saldanha Marinho, Marquês de Três Rios e Dr. Ricardo serão desativados. O atendimento aos usuários será remanejado para paradas próximas. 

 

Etapas

 

No início de outubro, um trecho da Rua Saldanha Marinho, entre as vias Dr. Mascarenhas e Marquês de Três Rios, foi interditado para a execução da mesma etapa de obras do Corredor BRT Campo Grande. As obras na Rua Marquês de Três Rios dão continuidade a esse trecho. 

 

Em agosto, houve a interdição de um trecho de cerca de 350 metros da Avenida João Penido Burnier, entre a Rua Saldanha Marinho e o acesso à Avenida Senador Saraiva. O local recebe a execução do pavimento de concreto do corredor e das estações do novo Terminal BRT Mercado.

 

BRT Campo Grande

 

As frentes de obras na região central integram o Lote 1 do BRT. O Lote 1 compreende o trecho 1 do Corredor BRT Campo Grande, que é a ligação entre a região central até a Vila Aurocan, com extensão de 4,3 km; além de todo Corredor Perimetral, com 4,1 km. O responsável pelo Lote 1 é o Consórcio Corredor BRT Campinas, formado pela Arvek, D. P. Barros, Trail, Enpavi e Pentágono. O valor total do lote é de R$ 88,9 milhões.

 

Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – têm custo total de R$ 451,5 milhões. São 36,6 km de corredores, com previsão de conclusão total em meados de 2020. A população pode esclarecer dúvidas sobre a implantação dos Corredores BRT pelo telefone 118, o “Fale Conosco Emdec”. 

Geral

Aberto cadastro para doses sobrantes de vacina a partir de 40 anos

Published

on

By

A Secretaria de Saúde de Campinas abriu cadastro nesta terça-feira, 15 de junho, para pessoas a partir de 40 anos receberem as doses que sobram da vacina contra a Covid-19. A medida pretende evitar a perda de doses e ocorre perto do horário do fim dos atendimentos apenas quando há frasco (multidoses) de imunizante já aberto com sobra de vacina. O cadastro pode ser feito pelo link https://vacina.campinas.sp.gov.br/gestao-doses-sobrantes. 

 

É necessário informar um telefone válido para a convocação.  

 

Ao ser chamada, a pessoa precisa chegar ao local escolhido no ato do cadastro em, no máximo, 20 minutos após o contato. Para ser vacinado, é preciso apresentar documento com foto e comprovante de endereço em Campinas em nome do interessado. Se convocado, terá que assinar o Termo de Ciência e Aceite de que está recebendo dose que sobrou. 

 

Os interessados que já fizeram cadastro permanecem na lista de espera por ordem de inscrição, incluindo os interessados com 18 anos ou mais.

 

A Pasta esclarece que são poucos os dias em que há sobras. Quando isso ocorre, podem ser frascos com apenas uma dose ou um pouco mais.  

 

Vale ressaltar que o cadastro não é um agendamento com garantia de que será convocado. 

Continue Reading

Geral

Associações do Terceiro Setor de Campinas recebem R$ 1,450 milhão do Fiec

Published

on

By

Associações do Terceiro Setor do município foram contempladas nesta sexta feira, dia 11  de junho, pela Secretaria de Esportes e Lazer de Campinas,  com verba de aproximadamente R$ 1,450 milhão do Fundo de Investimentos Esportivo de Campinas (Fiec) .

 

 

 

O repasse do Fiec é destinado à todas as associações  que trabalham com  fomentos de projetos esportivos e paradesportivo. Esses recursos irão auxiliar o Terceiro Setor em várias ações destinadas a formação, massificação e alto rendimento nas mais variadas modalidades.

 

 

 

O Fundo Fiec é fruto da Lei Municipal 12.352/2005 criada para incrementar as agremiações e ao mesmo tempo aproximar a população de projetos esportivos que contribuem na formação e na qualidade de vida das pessoas. A cada ano amplia sua abrangência e proporciona um crescimento significativo no número de participantes.

 

 

 

Para o secretário de Esportes e Lazer, Fernando Vanin, o projeto ganha robustez a cada ano. “É motivo de enorme satisfação esta pareceria que temos com as associações esportivas. O  nosso grande objetivo é o trabalho sério realizado pelas partes, que beneficia a população”, afirmou o secretário.

 

 

 

A verba repassada é fundamental para a continuidade e criação de novos projetos. O presidente e professor da associação campineira de judô, Claúdio Tateama, ressalta o significativo apoio que recebe do Fiec: “É um recurso importante porque nos permite trabalhar com planejamento. A ideia é crescer, ter espaço e cuidar do desenvolvimento de todos. O esporte é um agente transformador”, concluiu Tateama.

Continue Reading

Geral

Prefeito doa sangue em hemocentro e incentiva população

Published

on

By

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, doou sangue na manhã desta segunda-feira, dia 14 de junho, no posto Mário Gatti do Hemocentro da Unicamp e incentivou a população a contribuir também. No “Junho Vermelho”, mês que marca a importância da doação de sangue para salvar vidas, o Hemocentro tem sofrido com estoques próximos de situação crítica. A quantidade atual é suficiente para dois ou três dias.

 

De acordo com o Hemocentro, por conta da pandemia e da vacinação, o mês de maio foi um dos piores dos últimos anos, levando à suspensão de procedimentos importantes como transplantes. As doações também são extremamente importantes para os procedimentos de urgência ou emergência, como por exemplo, para pessoas que sofreram acidentes.

 

 

O prefeito ressaltou o quanto a doação é fundamental para salvar vidas: “Precisamos sempre da conscientização de todos para colaborar com o Hemocentro e melhorar o estoque de sangue, principalmente nesse momento difícil que estamos atravessando”, disse.

 

 

No posto do Mário Gatti, o prefeito foi recebido pelo coordenador do Hemocentro Unicamp, Erich de Paula e também foi acompanhado pelo presidente da Rede Mário Gatti, Sérgio Bisogni, que também aproveitou para fazer sua doação de sangue.

 

 

O que é preciso para ser um doador de sangue?

 

– Ter entre 16 e 69 anos;

 

– Pesar no mínimo 50 quilos;

 

– Não estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos e, após o almoço, aguardar 3 horas;

 

– Estar descansado;

 

– Não fumar até 2 horas antes e 2 horas depois da doação.

 

Confira os locais de doação e mais informações no portal do Hemocentro da Unicamp.

 

 

Intervalo vacina contra Covid-19 e doação de sangue

 

 

Dependendo da vacina recebida, há necessidade de ficar sem doar sangue por períodos distintos – a CoronaVac impede a doação por 48 horas (após cada dose) e as vacinas AstraZeneca, Pfizer e Jannsen impedem por 7 dias (também após cada dose). Dessa forma, o Hemocentro da Unicamp solicita a apresentação do comprovante para os candidatos que forem vacinados a fim de garantir segurança aos pacientes que recebem o sangue.

Continue Reading

Populares