Connect with us

Geral

O romantismo de Chopin nos concertos da Sinfônica deste fim de semana

Published

on

A Sinfônica de Campinas reserva dois finais de semana românticos. Após a bem-sucedida parceria artística entre a Sinfônica de Campinas e o Laboratório de Piano da Universidade de São Paulo, com o ciclo de integral da obra para piano e orquestra de Ludwig van Beethoven, realizado em 2017, a dobradinha retorna com a produção pianística de um dos compositores mais populares e inspiradores da cena erudita, Frédéric Chopin. As apresentações acontecem nos dias 11 e 12 e 18 e 19 de agosto, no Teatro Castro Mendes.

 

 

Neste fim de semana, sob a batuta do maestro Victor Hugo Toro, a Sinfônica recebe os solistas convidados Lucas Gonçalves, Richard Kogima e Leandro Motta. Nos dias 18 e 19, serão os pianistas Mateus Restani, Paulo Almeida e Lucas Tomazinho.

 

 

“Chopin é um dos maiores pianistas da história e um dos criadores mais sofisticados de toda a literatura pianística do século XIX. Sua escrita virtuosística está sempre atrelada a uma muito refinada musicalidade e uma intensa profundidade expressiva. Por duas semanas mergulharemos na sua linguagem artística, mistura de romanticismo musical e patriotismo épico, no que será um ciclo imperdível para os amantes do piano em particular e da música em geral”, destaca o regente Toro.

 

 

Segundo o pesquisador Leonardo Augusto Cardoso de Oliveira, “entre as obras apresentadas nesse ciclo de concertos, observamos um piano com função de solista e a orquestra com um papel de acompanhamento. Notamos, em todas elas, momentos de bravura com a orquestra contrastando com temas apresentados pelo piano”. 

 

 

Solistas

 

Lucas Gonçalves formou-se na Escola Técnica de Música de Cubatão (SP) com Josvâine Santos, foi bolsista na classe do professor Ciro Dias e bolsista da Fundação Magdalena Tagliaferro. Concluiu no ano passado o curso de bacharelado em piano nas classes de Eduardo Monteiro e Luciana Sayure. Vencedor dos concursos Souza Lima, ArtLivre, Lorenzo Fernândez, Arnaldo Estrella, Concurso Internacional Osvaldo Lacerda, Concurso Jovens Solistas Eleazar de Carvalho, Concurso Jovens Solistas CMU/OCAM e Piracicaba International Piano Competition. Como solista, tocou com a Banda Sinfônica de Cubatão, Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara da USP e Orquestra Experimental de Repertório. Atualmente, estuda com a professora Marisa Lacorte. É pianista da Orquestra Experimental de Repertório e professor de piano no Instituto Fukuda.

 

 

Richard Kogima é pianista, regente e compositor. Foi recentemente definido pela crítica como criador de performances “memoráveis e reveladoras” (Gregory Sullivan, Theater Jones). Apresentou-se em Tonhalle Zürich, Salle Cortot (Paris), University Aula (Oslo) e Troldsaal (Bergen). Recebeu recentemente o 1º Prêmio no Concours Internationale Flame Paris, o Prêmio da Crítica no Olga Kern International Piano Competition, e o Prêmio do Público no Concours Alain Marinaro. Atualmente é mestrando na Universidade das Artes de Zurique com Konstantin Scherbakov. Estudou na USP com Eduardo Monteiro, na École Normale de Musique de Paris com Guigla Katsarava, e com Maria José Carrasqueira em sua juventude.

 

 

 

Leandro Motta, natural de Guarulhos, iniciou seus estudos de piano erudito aos 10 anos. Participou de vários concursos de piano, dentre os quais obteve o primeiro lugar no concurso Souza Lima em 2014, premiado com uma viagem para participar do Festival de Verão na Escola Hotchkiss School nos Estados Unidos. Conquistou o primeiro lugar no concurso jovens solistas Eleazar de Carvalho de 2016 e primeiro lugar no I Piracicaba International Piano Concerto Competition. Participou de várias edições do Festival Música nas Montanhas e como bolsista no Festival de Inverno de Campos de Jordão em 2016 e 2017. Atualmente estuda sob orientação das professoras Luciana Sayure e Marisa Rosana Lacorte.

 

 

 

 

Programa

Frédéric Chopin (1810-1849)

 

Fantasia Brilhante sobre Árias Polonesas Op.13 – 16’

 

Andante Spianato e Grande Polonaise Brilhante, Op.22 – 14’

 

Concerto para Piano N.º2, Op.21 em Fá menor – 32’

 

 

 

Serviço

Orquestra Sinfônica de Campinas

Victor Hugo Toro, regente

Lucas Gonçalves, piano

Richard Kogima, piano

Leandro Motta, piano

Quando: 11/8, sábado, às 20h; 12/8, domingo, às 11h.

 

 

Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos,s/n. Vila Industrial. Campinas). Telefone (19) 3272.9359.

 

 

Ingressos: sábado – R$30,00 (inteira), R$ 15,00 (estudantes, aposentados), R$ 10,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências), R$ 5,00 (estudantes das redes municipal e estadual). 

 

 

Valor promocional aos domingos: R$ 6,00 (inteira), R$ 3,00 (meia entrada); R$ 2,00 (professores das escolas públicas e privadas de Campinas e das cidades da Região Metropolitana, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiências); R$ 1,00 (estudantes das redes municipal e estadual).

Geral

Fiscalização coíbe aglomerações com 2.238 pessoas e fecha cinco comércios

Published

on

By

A Guarda Municipal de Campinas dispersou 2.238 pessoas entre o final da noite de sábado, dia 24/7, e a madrugada deste domingo, 25/7, durante a Operação Aglomeração Zero, coordenada pela Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública. 

 

A ação constatou que estas pessoas encontravam-se aglomeradas em grupos de mais dez em praças, vias públicas e nas proximidades de bares e restaurantes.

 

A Operação Aglomeração Zero visa coibir ou dispersar concentração de indivíduos nas ruas para conter a transmissão do coronavírus em Campinas. Viaturas e efetivo da GM são empregados durante a ação, realizada no período em que vigora o Toque de Recolher na cidade, entre 23h e 5h.

 

A corporação intensifica o patrulhamento em locais mapeados a partir de dados estatísticos de onde a Guarda Municipal registra maior número de denúncias recebidas pelo 156 e 153 e também nos bairros com mais casos de transmissão da Covid-19.

 

Fiscalizações

 

O balanço aponta também o resultado das fiscalizações. No sábado, as equipes de fiscalização da Prefeitura vistoriaram 134 estabelecimentos. Destes, 5 foram fechados.

 

As equipes de fiscalização contam com agentes municipais das secretarias de Saúde (por meio da Coordenadoria de Vigilância Sanitária) e Planejamento e Urbanismo, Setec e Procon.

 

A Prefeitura ressalta que a colaboração da população é muito importante no controle da pandemia em Campinas. Mesmo com o avanço da vacinação, os cidadãos precisam manter o uso correto da máscara, fazer higienização das mãos e manter o distanciamento social.

Continue Reading

Geral

GM dispersa 1.680 pessoas na Operação Aglomeração Zero desta madrugada

Published

on

By

A Guarda Municipal de Campinas dispersou 1.680 pessoas entre o final da noite de sexta-feira, 23 de julho, e a madrugada deste sábado, 24, durante as ações da Operação Aglomeração Zero, coordenada pela Secretaria de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública.

 

Com o objetivo de coibir ou dispersar grupos com mais de dez pessoas em vias públicas, viaturas e efetivo da GM realizam a ação no período em que vigora o Toque de Recolher na cidade, entre 23h e 5h.

 

A corporação intensifica o patrulhamento em locais mapeados a partir de dados estatísticos de onde a Guarda Municipal registra maior número de denúncias recebidas pelo 156 e 153 e também nos bairros com mais casos de transmissão de Covid-19.

 

Fiscalizações

 

O balanço aponta também o resultado das fiscalizações. Ontem, as equipes de fiscalização da Prefeitura vistoriaram 92 estabelecimentos. Destes, 7 foram fechados.

 

A fiscalização envolve servidores das secretarias de Saúde (por meio da Coordenadoria de Vigilância Sanitária) e Planejamento e Urbanismo, Setec e Procon.

 

A Prefeitura ressalta que a colaboração da população é muito importante no controle da pandemia em Campinas. Mesmo com o avanço da vacinação, os cidadãos devem fazer o uso correto da máscara, a higienização das mãos e manter o distanciamento social.

Continue Reading

Geral

Prefeito recebe ministro em cerimônia na EPAR Boa Vista nesta sexta, 23

Published

on

By

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, e o presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães, participaram na manhã desta sexta-feira, 23 de julho, da cerimônia de apresentação da Estação Produtora de Água de Reúso – EPAR Boa Vista. O evento contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e do secretário nacional de Saneamento, Pedro Maranhão.

 

 

 

 

A obra beneficia uma população de aproximadamente 55 mil moradores de 30 bairros de Campinas. A EPAR tem capacidade para tratar 180 litros de efluentes por segundo. O esgoto, tratado por meio de membranas ultrafiltrantes, resulta em água de excelente qualidade, que pode ser aproveitada como água de reúso com 99% de grau de pureza. Com a operação dessa unidade, a Estação de Tratamento de Esgoto Vó Pureza será desativada.

 

 

 

 

A EPAR Boa Vista faz de Campinas o primeiro município com mais de 500 mil habitantes a atingir 100% da capacidade instalada para o tratamento de esgoto. “Esta estação é inovadora, um exemplo de ação que gostaríamos que fosse multiplicada em outras cidades brasileiras. Além de tratar o esgoto de forma adequada, está produzindo uma água de qualidade que poderá desde retornar aos rios até ser usada na agricultura ou em aplicações mais nobres. Estou bem impressionado”, elogiou o ministro.

 

 

 

De acordo com o prefeito Dário Saadi, a obra impacta, principalmente, no desenvolvimento sustentável. “Podemos tratar o esgoto, que é fundamental para o meio ambiente, e produzir água de reúso que, além de ser destinada ao Ribeirão Boa Vista mais limpa, pode ser usada na indústria e em outros lugares”, comemorou.

 

 

 

 

De acordo com o presidente da Sanasa, Manuelito Magalhães, a EPAR representa um avanço no tratamento terciário de esgoto. “Devolvemos aos rios água de muito melhor qualidade do que aquela que nós captamos para abastecer a nossa cidade. Recentemente, assinamos outro contrato de financiamento com a Caixa para a modernização da ETE Anhumas, que será transformada em estação produtora de água de reúso. Quando esse empreendimento estiver pronto, Campinas tratará, em caráter terciário, cerca de 70 por cento do esgoto produzido na cidade”, anunciou.

 

 

 

 

O investimento total da obra na Boa Vista foi de R$ 68.458.591,90, sendo R$ 45.998.479,18 financiados pelo PAC FIN/FGTS, e R$ 22.460.112,72 como contrapartida da Sanasa. O trabalho foi executado pelo consórcio formado pelas empresas Enfil e Augusto Velloso, escolhido por meio de licitação internacional. A obra teve início em 1º de março de 2016 em uma área de 90 mil metros quadrados. A EPAR Boa Vista leva o nome do córrego que margeia a estação.

 

 

 

Liberação de recursos

 

Durante o evento, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assinou a liberação de recursos nos valores de R$ 126 milhões para obra de melhorias e modernização da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Anhumas.

 

 

Também foram liberados R$ 129,5 milhões para a implantação do sistema de esgotamento sanitário que ligará a bacia do Samambaia, em Campinas, à Estação Produtora de Água de Reúso (EPAR) Capuava, em Valinhos.

Continue Reading

Populares