Connect with us

Policial

Número de homicídios em São Paulo cresceu em 2020

Publicado

em

sirene

Em 2020, o estado de São Paulo viu crescer o número de casos e de vítimas de homicídios dolosos (com intenção de matar). Segundo balanço divulgado na tarde de hoje (25) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), o estado registrou, em todo o ano passado, 2.893 homicídios, com 3.038 vítimas (o número de vítimas pode ser maior porque um único caso de homicídio pode resultar em mais de uma vítima). Em 2019, o estado computou 2.778 homicídios, com 2.906 vítimas.

Do total de homicídios dolosos ocorridos no ano passado, quase metade ocorreu na capital e na Grande São Paulo. Só na capital foram 659 homicídios, com 709 vítimas; enquanto na Grande São Paulo foram 642 ocorrências, com 674 mortes.

De janeiro a dezembro do ano passado, houve aumento também no crime de roubos a banco, com 29 ocorrências contra 21 em 2019.

Por outro lado, o estado teve queda no registro de estupros, que passaram de 12.374 ocorrências em 2019 para 11.023 em 2020.

Houve também queda de 6,8% no número de latrocínios (roubo seguido de morte), passando de 192 casos em 2019 para 179 casos no ano passado. O número de vítimas do latrocínio recuou mais, caindo 8%, de 199 para 183. Segundo a secretaria, em ambas as situações as quantidades foram as menores desde 2001, quando teve início a série histórica.

Na comparação anual, houve também queda em furtos em geral, com recuo de 24,9%, passando de 522.167 para 392.311, e de roubos em geral, que passou de 255.397 para 218.839, 14,3% a menos do que em 2019.

Dezembro

Considerando-se apenas o mês de dezembro, o estado registrou queda em homicídios dolosos, que passaram de 294 ocorrências em 2019 para 279 no ano passado. Os latrocínios tiveram uma queda ainda maior, passando de 26 ocorrências em dezembro de 2019 para 10 no ano passado.

Roubos em geral também tiveram queda, passando de 21.188 registros para 19.637 na mesma comparação. Os furtos em geral caíram de 38.904 em dezembro de 2019 para 34.948 no mês passado.

Já os estupros cresceram, com o registro de 994 ocorrências em dezembro do ano passado ante 916 em 2019.

fonte ebc

Policial

Baep fecha distribuidora de drogas em Piracicaba

Publicado

em

Por

Na noite dessa quinta-feira (25), durante patrulhamento de Ações Especiais de Polícia esta equipe recebeu uma denuncia anônima de que em uma empresa de moto-taxi, situado na comunidade Cantagalo em Piracicaba, funcionava como ponto de armazenamento e distribuição de drogas.

No local da denuncia foram abordados dois indivíduos, R.D.S de 32 anos de idade que trazia consigo 3 eppendorfs com substância branca aparentando ser cocaína, uma porção de maconha, um aparelho celular e R$ 90,00 em dinheiro, com W.S.S de 19 anos de idade foi encontrado um aparelho celular e R$ 50,00 em dinheiro. Questionados, R.D.S informou ser o dono do local e que no piso superior havia mais drogas e dinheiro, já W.S.S alegou ser funcionário e que apenas atendia o telefone e recebia os pedidos de drogas e que os mototaxistas faziam a entrega.

Em revista no local, no piso superior foi encontrado na cozinha duas garrafas de cola para acrílico, 137 pequenos frascos plásticos vazios e um balde contendo R$ 752,50 em moedas, no quarto em um rack foram localizados 241 eppendorfs com substância branca aparentando ser cocaína, 149 porções de maconha, R$ 380,00 em dinheiro e uma espingarda tipo caseira sem numeração aparente, com um cartucho calibre 36, e por fim, na parte inferior do imóvel foram localizados mais R$ 591,00 em dinheiro, 117 maços de cigarro Eight e um aparelho celular.

Diante dos fatos foi exarada voz de prisão a dupla pelos crimes de tráfico drogas e posse irregular de arma de fogo e conduzidos ao plantão policial de Piracicaba onde a autoridade de polícia judiciária foi cientificada do ocorrido e ratificou a prisão em flagrante delito, sendo os dois indiciados e drogas, dinheiro e demais objetos apreendidos.

APREENSÕES
Dinheiro: R$ 1863,50
Maconha: 0,305 kg
Cocaína: 0,032 kg
1 espingarda tipo caseira, sem numeração
1 cartucho calibre 36
2 garrafas com cola para acrílico
67 maços de cigarro Eight
3 aparelhos celulares
137 frascos plásticos

Continue Lendo

Policial

Águia da PM voa 200km para transportar coração para salvar menino de 6 anos

Publicado

em

Por

O pequeno Vitor Silva, de apenas 6 anos, ganhou um novo coração graças à bem-sucedida missão da Polícia Militar, que realizou um voo pela vida com o helicóptero Águia. A aeronave percorreu 200 km de distância para buscar o órgão em Ribeirão Preto e a história foi divulgada ontem (24) pela PM.

O trabalho coube aos policiais da Base de Aviação da Polícia Militar (BAV) de São José do Rio Preto, que tiveram que correr contra o tempo, domingo (21), após a identificação de um doador compatível com as necessidades do garoto, diagnosticado no fim do ano passado com miocardiopatia dilatada – doença do músculo do coração que impede o bombeamento adequado de sangue para o corpo.

O pequeno Vitor Silva, de apenas 6 anos, ganhou um novo coração graças à bem-sucedida missão da Polícia Militar, que realizou um voo pela vida com o helicóptero Águia. A aeronave percorreu 200 km de distância para buscar o órgão em Ribeirão Preto e a história foi divulgada ontem (24) pela PM.

O trabalho coube aos policiais da Base de Aviação da Polícia Militar (BAV) de São José do Rio Preto, que tiveram que correr contra o tempo, domingo (21), após a identificação de um doador compatível com as necessidades do garoto, diagnosticado no fim do ano passado com miocardiopatia dilatada – doença do músculo do coração que impede o bombeamento adequado de sangue para o corpo.

O piloto da aeronave, o PM Capitão Cortez, juntamente com o Cabo Henrique e Sargento Bianchinni, receberam da equipe médica de Ribeirão Preto o órgão devidamente armazenado para o transporte ao Hospital da Criança e Maternidade (HCM), em São José do Rio Preto.

Todo o processo de transplante, desde a remoção à implantação do coração, durou cerca de 161 minutos e foi acompanhado pela Soldado Kelly, responsável pela comunicação direta com a Secretaria da Saúde, na Base da PM. O coração tem um período de isquemia de 240 minutos (4 horas) e quanto menor o tempo que o órgão ficar fora do corpo, melhor.

Continue Lendo

Policial

Fiscalização autua 8 estabelecimentos por descumprimento da fase vermelha em Campinas

Publicado

em

Por

sirene

A fiscalização da Prefeitura, na noite de ontem, dia 23 de fevereiro, resultou em oito autuações e o fechamento de um estabelecimento, todos em descumprimento das determinações sanitárias no primeiro dia do decreto municipal que classifica o município na fase vermelha entre 21h e 5h e que também proíbe a venda de bebidas alcoólicas a partir das 20h.

Foram inspecionados 22 estabelecimentos, dentre eles bares, restaurantes e lanchonetes nos bairros Centro, Cambuí, Taquaral, Guanabara, Jardim Leonor e São Bernardo.

A maioria dos estabelecimentos vistoriados tinha denúncias recebidas pelo canal 156 e de Ouvidorias.

A ação de fiscalização foi coordenada pelo Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), com participação da Setec, Departamento de Urbanismo, Procon, Defesa Civil e Guarda Municipal.

É importante lembrar que as fiscalizações continuam ocorrendo de forma sistemática, já que a cidade vive um momento delicado que exige atenção por ser uma questão de proteção à saúde pública.

Os estabelecimentos que não seguirem as orientações de segurança contra o novo coronavírus recebem multa no valor de R$1.515,44 e, em caso de reincidência, a multa dobra.

A Prefeitura de Campinas possui um canal de comunicação, o 156, para denúncias.

Continue Lendo









<





Populares