Connect with us

Geral

Natalia Souza é eleita a Rainha do Jaguariúna Rodeo Festival 2017

Publicado

em

As vencedoras do Concurso de Rainha do Jaguariúna Rodeo Festival 2017 já foram escolhidas. Em uma votação acirrada, a modelo Natalia Souza, de Artur Nogueira, foi a grande eleita após receber 25,48% dos votos durante enquete popular realizada pelo G1 Campinas. Com 25,45% e 17% da votação, Isabelle Silvestre, de Paulínia, e Bianca Andrade, também de Artur Nogueira, ficaram com os títulos de princesa e Miss, respectivamente.

As três colocadas conquistaram o gosto popular e garantiram o prêmio de R$3 mil, R$2 mil e R$1 mil reais. A coroação será realizada no JRF, que acontece nos dias 15, 16, 22 e 23 de setembro.

“Gratidão é a palavra que me define. Gratidão por tudo o que o pessoal fez por mim, por pessoas que viraram a madrugada votando. Estou muito ansiosa para o rodeio. Dia 16 de setembro é meu aniversário. Esse é o melhor presente que eu poderia ter recebido”, disse a Rainha Natalia.

Em 2017, o número de candidatas dobrou em relação a 2016. Foram mais de 150 inscritas. Na primeira fase, as 30 melhores foram selecionadas pelo júri técnico, composto pela organização do evento. Já a segunda e fase foram abertas para voto popular.

“A sensação é indescritível. Foram dias seguidos de muitos votos. Não caiu a minha ficha ainda. Esse foi meu primeiro concurso, não passei nada do tipo antes. Estou muito ansiosa e grata pela ajuda da minha família e amigos”, enfatiza a Princesa Isabelle.

Além dos prêmios em dinheiro, as ganhadoras também têm direito a um par de convites para as quatro noites de festa, no Camarote Brahma.

“Eu não estou acreditando ainda. É algo Inexplicável. Foi uma virada que não esperava. Agradeço a todos que votaram em mim. É a realização de um sonho representar uma festa tão grande. Não vejo a hora de começar. Vai ser maravilhoso”, projeta Bianca, eleita Miss.

Os ingressos para a 29ª edição do JRF estão disponíveis no site da Total Acesso (www.totalacesso.com). A festa acontece nos dias 15, 16, 22 e 23, no Red Park.

Expectativa da organização é de receber mais de 120 mil pessoas.

 

Confira a programação completa de shows:

15/9 – Henrique & Juliano, Zé Neto & Cristiano e DJ Samhara

16/9 – Jorge & Mateus, Guilherme & Santiago, Gustavo Mioto

22/9 – Marilia Mendonça, Maiara & Maraisa e Gusttavo Lima

23/9 – Matheus & Kauan, Simone e Simaria e Dennis

Geral

Idosos e profissionais do Lar dos Velhinhos recebem vacina contra Covid-19

Publicado

em

Por

Antonio Pontes, de 82 anos, foi o primeiro idoso vacinado hoje contra a Covid-19, na campanha que teve início em Instituições de Longa Permanência (ILPIs) em Campinas. A vacinação começou no Lar dos Velhinhos para imunizar idosos, cuidadores e profissionais que atuam na entidade. Antonio Pontes mora no Lar dos Velhinhos há 22 anos. No local, foram vacinados 246 pessoas, sendo 100 idosos e 146 profissionais.

A meta é aplicar a primeira dose em cerca de seis mil pessoas que vivem ou trabalham nas instituições nas próximas duas semanas. A segunda dose será aplicada após 12 semanas. 

A preocupação em imunizar esse grupo ocorre porque, entre todos os idosos, os de maior risco são os que vivem em instituições. A entrada de uma pessoa infectada pode transmitir o coronavírus com mais facilidade para todos os moradores.

“Estamos cuidando desses locais desde o início da pandemia. Quando soubemos que na Europa havia surto de Covid-19 nas instituições, levado por visitantes, fizemos um decreto e interrompemos as visitas em Campinas, para preservar a saúde dos idosos”, disse a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Von Zuben.

Ela estima a existência entre 130 e 150 Instituições de Longa Permanência de Idosos em Campinas. Por isso, agentes comunitários estão percorrendo a cidade para o levantamento dos locais que abrigam idosos e, assim, fazer a imunização.

No início da campanha, dois profissionais foram designados para o Lar dos Velhinhos, uma das maiores instituições da cidade para idosos. Os lares menores serão atendidos por equipe rotativa. Andrea informou que todos serão avisados com antecedência.

Continue Lendo

Geral

Caravela Fitness Live movimenta o domingo com aula virtual de ritmos

Publicado

em

Por

Neste domingo, dia 31 de janeiro, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer retoma o “Caravela Fitness Live” com transmissão online de aulas de ginástica e dança ao ar livre. Embaladas em ritmos diversos, as aulas de zumba, strong e jump terão como palco a Caravela da Lagoa do Taquaral.

As lives serão transmitidas pelo Facebook da Secretaria de Esportes (https://www.facebook.com/smelcampinas), das 10h às 11h, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Neste domingo, a aula será com o professor Max Shetel. Caso haja tempo adverso, como chuva, as aulas serão transmitidas em outro local a ser definido.

O “Caravela Fitness Live” vem para substituir o “Domingo Fitness”, que era realizado todos os domingos no rinque de patinação da Lagoa do Taquaral. “Porém, diante da pandemia de Covid-19 e do isolamento social, agora estamos levando as aulas para dentro da casa da população por meio de videoconferência”, explica o Secretário Municipal de Esportes e Lazer, Fernando Vanin. “Aproveitamos a Caravela, uma atração turística famosa de Campinas como ponto diferencial nas aulas tradicionalmente realizadas no rinque de patinação”, destaca Vanin. 

“Neste momento de pandemia temos que nos reinventar”, diz o coordenador de Eventos Esportivos da Secretaria de Esportes, Osmar Alves. Segundo ele, a ação é uma alternativa para promover a prática esportiva de modo que todos participem sem sair de casa.

Como o “Domingo Fitness”, o “Caravela Fitness Live” é realizado em parceria com academias e grupos esportivos da cidade. É só acessar nosso Facebook e suar a camisa”, disse Deise Campos, coordenadora de Esporte de Participação.

Continue Lendo

Geral

Projeto com ações afirmativas de Campinas é finalista em concurso

Publicado

em

Por

A secretária municipal de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Eliane Jocelaine Pereira, está entre os cinco finalistas do projeto Desafio Lideranças Públicas Negras, promovido em parceria pelo Instituto Arapyaú, Humanize, Fundação Lemann e República.org e que visa evidenciar as iniciativas no País que estão gerando oportunidades em posições de lideranças para profissionais negros no setor público.
Ela concorre com o projeto “Ações Afirmativas no Serviço Público: Uma Urgência”, desenvolvido com a participação de várias secretarias e parcerias. O projeto engloba uma série de programas e políticas implementadas na Prefeitura de Campinas nos últimos anos.

A iniciativa vencedora será definida por voto popular – o processo termina em 31 de janeiro. No endereço https://www.catalise.social/desafio-liderancas-publicas-negras é possível conhecer as propostas concorrentes e votar.

Uma das iniciativas incluídas no projeto de Eliane Jocelaine é a implementação de políticas afirmativas, a chamada Lei de Cotas, que prevê a destinação de 20% das vagas em concurso público e processos seletivos para negros no setor público municipal. As cotas estavam previstas para serem aplicadas em 2020, mas isso não ocorreu por causa da pandemia que suspendeu os concursos. A Lei de Cotas será aplicada em 2021.

A lei é um marco importante porque quanto mais negros acessando vagas diversas, mais possibilidade de essas pessoas chegarem à posições de lideranças”, afirmou a secretária.

Outra ação desenvolvida em Campinas foi a criação do Centro de Referência em Direitos Humanos na Prevenção e Combate ao Racismo e Discriminação Religiosa, espaço em que profissionais de diversas áreas acolhem, acompanham e encaminham denúncias da prática de discriminação racial e religiosa. O Centro de Referência também realiza ações voltadas para a promoção da igualdade e combate ao preconceito racial e religioso, junto a escolas, universidades, empresas e demais órgãos.

A política antirracista ampliou, ainda, a participação social no Conselho Municipal de Desenvolvimento da Comunidade Negra, que teve papel importante na construção do Plano Municipal de Igualdade Racional. O plano traz estratégias e políticas públicas a serem desenvolvidas para ampliar a igualdade racial.

Além disso, foi criado o Museu da Paz, no Parque Ecológico Monsenhor Emílio José Salim, para produção de conhecimento, valorização da cultura afro-brasileira e também espaço para concretizar a lei que estabelece ensino da história afro-brasileira nas escolas. O museu, criado em parceria com a Unesco, está em fase de construção de seu acervo, e auxiliará no processo de avanço na política de educação.

Continue Lendo









<





Populares