Connect with us

Indaiatuba

Museu da Água recebe mostra de arte ‘ArquiCultura – Arte & Arquitetura Brasil’

Publicado

em

Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI

A Secretaria Municipal de Cultura promove em parceria com o Museu da Água a mostra de arte “ArquiCultura – Arte & Arquitetura Brasil”, do artista plástico Bira Toledo. A exposição fica no saguão de entrada do Museu até o dia 15 de dezembro. São 11 dioramas de construções que retratam a influência dos diversos povos colonizadores na formação da cultura popular brasileira. O objetivo é expressar a diversidade arquitetônica e cultural do País. O evento é gratuito.

Os dioramas representam construções típicas de diferentes regiões do Brasil, que foram produzidas pelo artista dentro de uma mesma escala (1:35), para que haja a comparação visual entre elas. A maior parte dos materiais utilizados são reciclados. “Minha expressão artística está totalmente ligada à reciclagem de materiais, portanto, a mensagem que quero deixar para todo o público, em especial às crianças é ‘A Arte de Reciclar’, explicou o artista.

Bira Toledo diz que sua proposta com essa mostra é expor as gritantes diferenças arquitetônicas e folclóricas do nosso País, devido à influência deixada pelos povos africanos, alemães, italianos, portugueses, norte-americanos, poloneses, ingleses e, também, dos indígenas. “Para explicitar tudo isso eu usei o tripé ‘Arquitetura/Folclore/Ambiente, e a técnica escolhida foi o diorama, que tem se mostrado muito atraente para o público em geral. Cada construção retrata a influência dos diversos povos na formação da cultura popular brasileira”, completou.

Dioramas

– Casa do interior: casa feita de tijolos e coberta com telhas de barro, localizadas em pequenas cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais.

– Casa de Palafita: são construções rudimentares, de madeira, feitas sobre troncos de árvores com o intuito de mantê-las acima do nível histórico das enchentes anuais. Retrata região do Amazonas

– Casa de Pedra: influência italiana dos imigrantes vindos de “Veneto”, uma região montanhosa da Itália onde a pedra era o recurso em maior quantidade e a madeira de construção muito escassa. Com o domínio do uso das pedras utilizaram essa técnica no sul do Brasil.

– Oca: nome típico da cultura Tupi-Guarani para denominar uma habitação de diversas tribos indígenas. Construídas com materiais retirados das florestas podem ser desde gigantescas construções de até 30 metros de comprimento, sem divisões internas até pequena suficientes para abrigar de dois a quatro moradores. Retrata região do Acre.

– Casa Enxaimel: o enxaimel ou fachwerk é uma técnica que consiste em paredes montadas com hastes de madeira encaixadas entre si em posições horizontais, verticais ou inclinadas cujos espaços são preenchidos, geralmente, por tijolos. Mostra a influência Alemã em Santa Catarina.

– Colonial Português: em Paraty temos um exemplo marcante desse estilo arquitetônico no Brasil, desde as ruas com seu calçamento de pedras até os casarões e casas de um pavimento. As coloridas molduras das janelas abertas diretamente para a rua mostra o charme colonial da mais artística cidade do Rio de Janeiro. Influência Portuguesa.

– Casa de Veraneio: casa moderna, de madeira, com fortes influências norte americana, montada sobre uma pequena palafita a fim de deixa-la mais próxima do mar, a salvo da maré alta. Influência americana deixada no Ceará.

– Casa Quilombola: casa feita de “Pau a Pique” ou “Taipa de Mão”, é uma técnica que consiste no entrelaçamento de madeiras verticais fixadas no solo, com vigas horizontais, geralmente bambu, amarradas entre si com cipós, dando origem a painéis que são preenchidos com barro, podia ser alisado ou não ou ainda receber pintura de caiação. Construções típicas do Mato Grosso.

– Casa das Flores: casa no estilo polonês, construída de madeira e toda decorada com temas florais destacando-a com uma delicada e sutil beleza. Influência polonesa no Paraná.

– Favela do Rio de Janeiro: também chamada de Comunidades, essa aglomeração populacional consiste em conglomerados de casas modestas e pequenos prédios que ocupam todos os espaços disponíveis nas encostas dos morros. São construídas com materiais básicos e sem muita preocupação estética. Retrata moradias do Rio de Janeiro.

– Casarão do Pau Preto: uma mistura de dois estilos de arquitetura, a parte mais antiga de colonial português e a parte da chamada “Tuia” construída em estilo inglês. Influência portuguesa e inglesa em São Paulo.

Bira Toledo

É um artista autodidata, que desde criança descobriu por meio da brincadeira a juntar vários objetos e transformá-los em maquetes, na maioria com a temática de guerra. O que era uma brincadeira na infância tornou-se um hobby na juventude e arte na maturidade.

Serviço

Mostra ArquiCultura – Arte & Arquitetura Brasil

Local: Museu da Água (rua do Museu, 205, Tombadouro, atrás da Concessionária Balilla.

Horário: espaço abre de terça a domingo, das 9h às 16h.

Indaiatuba

Secretaria da Fazenda lança formulário de sugestões para elaboração do planejamento orçamentário

Publicado

em

Por

Foto: Arquivo-Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria da Fazenda, lança na quarta-feira (10) o formulário de participação da população na elaboração do Plano Plurianual – PPA 2022-2025, e Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO 2022 e Lei Orçamentária Anual – LOA 2022. Para participar, basta acessar o link https://www.indaiatuba.sp.gov.br/fazenda/orcamento/, no período de 10 de março a 30 de junho.

Através do formulário eletrônico será solicitado o preenchimento de alguns dados pessoais e, logo em seguida, cada cidadão poderá selecionar dentre as opções disponíveis, 03 (três) áreas que em sua opinião necessitam de maior atenção da administração municipal, devendo ainda indicar 02 (duas) ações que considera prioritárias, nas áreas selecionadas.

Caso tenha sugestões adicionais, não contempladas nas opções disponíveis para seleção, o cidadão terá a oportunidade de registrá-las ao final do preenchimento do formulário.

Este canal de comunicação entre o poder público e a população visa tornar a administração pública municipal mais transparente, democrática e participativa. “Entendemos que este é o momento mais propício para a participação popular, pois é neste ano que a administração pública municipal tem a obrigação de elaborar todas as peças de planejamento, dentre elas o Plano Plurianual, que é a peça que norteará o planejamento orçamentário municipal para os próximos 4 anos, através da edição anual da LDO e da LOA”, explica o secretário da Fazenda, Orlando Schneider Vianna.

O objetivo desta ação, além de ampliar a participação de toda a população, é identificar as áreas prioritárias e aproveitar as sugestões para o aperfeiçoamento constante dos programas de governo possibilitando a construção de um orçamento voltado ao desenvolvimento social e econômico sustentável do município, proporcionando maior efetividade e dinamismo à gestão pública.

“Outro ponto positivo de realizar a audiência pública eletrônica nesta fase, é o tempo hábil para os órgãos técnicos e Administração avaliarem e decidirem quanto a viabilidade e possibilidade de inclusão das demandas no planejamento orçamentário”, conclui Vianna.

As demandas prioritárias identificadas nos canais disponíveis serão sempre submetidas primeiramente aos órgãos setoriais da administração municipal para análise técnica, o que envolve a verificação da pertinência, da validade/legalidade, da viabilidade e da oportunidade do seu acolhimento. Em seguida serão encaminhadas ao Chefe do Poder Executivo que poderá determinar a inclusão nas peças de planejamento, em função das diretrizes orçamentário-financeiras e de governo.

Importante frisar que as audiências públicas eletrônicas são instrumentos de consulta popular, sem caráter deliberativo, previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Lei de Diretrizes Orçamentárias, que permitem aos cidadãos manifestarem suas demandas e participar da elaboração das peças de planejamento (Plano Plurianual – PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO e Lei Orçamentária Anual – LOA).

Continue Lendo

Indaiatuba

NOTA 323 / COVID-19 / terça-feira, 09 de março de 2021

Publicado

em

Por

Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba informa hoje, 9 de março, o registro de mais uma morte com diagnóstico positivo para Covid-19. Além disso, foram contabilizadas 297 notificações suspeitas (entre hospitais, laboratórios particulares e unidades de saúde) e outros 11 casos positivos e 276 descartados.

O óbito aconteceu no Hospital Santa Ignês, sendo uma mulher de 69 anos, internada desde o dia 5 de fevereiro e faleceu hoje (9), tinha antecedentes de hipertensão. A administração municipal lamenta a morte e presta condolências aos familiares e amigos.

Desde o início da pandemia, 15.495 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 15.051 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar; 369 evoluíram a óbito e 1.669 casos suspeitos aguardam resultados.

Na data de hoje há 100 internados, dos quais 75 estão confirmados para Covid-19. Do total, 60 estão em leitos clínicos e 40 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos é a seguinte:

Leitos Clínicos

Haoc: 100%

Santa Ignês: 60%

UTI

Haoc: 96%

Santa Ignês: 100%

*Externa: 100%

MINHA SAÚDE

Ao apresentar sintomas, o cidadão pode realizar o seu atendimento online, pelo MINHA SAÚDE COVID-19. O paciente responde questionário prévio e com a suspeita, encaminhado para médico de plantão, que realiza o atendimento por vídeo, sem sair da plataforma digital e encaminha para exame em uma Unidade de Saúde.

O link do serviço está no site da Prefeitura www.indaiatuba.sp.gov.br. Para outras dúvidas basta chamar no WhatsApp da Saúde (19) 9 9779-3856.

CUIDADOS

A Secretaria Municipal de Saúde reforça a necessidade de se manter os cuidados diariamente. Ao sair de casa use máscara e álcool em gel. Mantenha distanciamento social e evite aglomerações.

*Leitos externos contratados pelo município para atendimento SUS.

Continue Lendo

Indaiatuba

Vacinação contra a Covid-19 amplia para idosos a partir de 77 anos

Publicado

em

Por

Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde amplia a vacinação contra a Covid-19 para idosos cadastrados no Minha Vacina a partir de 77 anos. A imunização será na quarta e quinta-feira (10 e 11) no CET (Centro Esportivo do Trabalhador) das 9h às 18h. Para os idosos com mais de 85 anos e profissionais de saúde que perderam a 2ª dose da vacina no dia de hoje (9), será feita também na quinta-feira (11) no mesmo local e horário. O município recebeu o 8º lote da Coronavac com mais 1.112 doses na tarde de hoje (9).

A vacinação será em sistema Drive-Thru com entrada pela Av. Tamandaré e também no formato tradicional (pedestre) com entrada pela Av. Conceição. A Secretaria de Saúde reforça que para ser imunizado a pessoa deve levar o QRcode do cadastro, um documento com foto e o comprovante de endereço (IPTU, conta de água ou luz) no nome da pessoa a ser vacinada ou se for parente levar um comprovante de parentesco. O idoso que ainda não possui o cadastro pode entrar no link https://vacinacao.indaiatuba.sp.gov.br/cadastro/ e efetuar o cadastro.

BALANÇO

Até sábado (6) Indaiatuba imunizou com a primeira dose: 5.918 trabalhadores de saúde; 4.994 idosos e 257 cuidadores e moradores de residência inclusiva. Com a segunda dose da Coronavac foram 4.075 trabalhadores de saúde; 676 idosos e 32 cuidadores e moradores de residência inclusiva. Na segunda-feira (8) foram imunizadas 1.356 pessoas com a 1ª dose.

SERVIÇO

Vacinação contra a Covid-19

1º dose

Idosos a partir de 77 anos

Dias 10 e 11 de março (4ª e 5ª-feira)

Local: CET (Centro Esportivo do Trabalhador)

Endereço: Av. Conceição, 1885 – Cidade Nova II,

Horário: 9h às 18h

2º dose

Idosos a partir de 85 anos e profissionais de saúde

Dia 11 de março

Local: CET (Centro Esportivo do Trabalhador)

Endereço: Av. Conceição, 1885 – Cidade Nova II,

Horário: 9h às 18h

Continue Lendo







Populares