Connect with us

Geral

Mata Santa Genebra abre agendamento para grupos escolares

Publicado

em

Uma aula sobre meio ambiente diferente, feita ao ar livre, em um pedaço de floresta. Esta é a proposta da Fundação José Pedro de Oliveira com as visitas monitoradas de grupos escolares à Mata Santa Genebra. As inscrições para os meses de fevereiro e março estão abertas e o agendamento pode ser feito pelo link https://cutt.ly/ErAR9zM .

 

A atividade, aberta para a rede pública e privada, é gratuita e acontece às terças e quintas-feiras, em dois horários: 9h às 11h e 13h30 às 15h30. Cada escola poderá inscrever até um grupo, de no máximo 40 alunos, por mês. 

 

Para as crianças aproveitem mais a atividade, os monitores da Fundação orientam que os participantes usem roupas adequadas para caminhadas, levem filtro solar, repelente contra insetos, boné e garrafa de água. O uso de calça comprida e calçado fechado é obrigatório, para a segurança do grupo. 

 

A programação foi pensada para que os estudantes aprendam um pouco mais sobre a Mata e a importância da conservação deste fragmento de floresta. A primeira atividade do grupo é uma palestra, planejada de acordo com a faixa etária do grupo. O grupo também fará uma visita ao Gigante Jatobá e conhecer o Borboletário. No local, as crianças vão aprender sobre o ciclo de vida das borboletas, a diversidade das espécies, a importância deste inseto na vida da floresta e os mitos e verdades sobre este pequeno animal. 

 

Um piquenique debaixo das copas das árvores também faz parte do programa. O lanche deve ser providenciado pela escola ou pelos próprios alunos, já que na Mata não há venda de produtos. 

 

O passeio tem algumas regras a serem seguidas. Os visitantes não podem retirar qualquer material da floresta – lembranças só na mente e nas fotos; não devem aproximar-se ou alimentar os animais; arrancar folhas ou danificar plantas; fazer barulho excessivo (lembrando que a floresta é a casa de vários animais); entrar na Mata sem autorização dos monitores; transportar ou consumir qualquer tipo de alimento durante o percurso; desrespeitar as orientações dos monitores. 

 

“Queremos que as crianças e adolescentes que participam da  atividade conheçam a Mata e a sua importância para a conservação da biodiversidade, e que se tornem protetores desse patrimônio.”, disse a diretora da Fundação, Sabrina Kelly Martins. 

 

Mais informações sobre as ações da Fundação José Pedro de Oliveira podem ser obtidas no site www.fjposantagenebra.sp.og.vo.br ou pelo e-mail contato.fundacao@fjposantagenebra.sp.gov.br . 

 

Sobre a Mata de Santa Genebra

 

A Mata de Santa Genebra é considerada a maior floresta urbana da Região Metropolitana de Campinas. A reserva ecológica possui 251,7 hectares de Mata Atlântica, totalizando um perímetro de 9 quilômetros. É uma Unidade de Conservação Federal com grande diversidade de fauna e flora nativa. Caracteriza-se como um importante remanescente preservado em meio urbano, utilizado para educação, pesquisa e conscientização ambiental.

Geral

Ação autua estabelecimentos por descumprirem medidas sanitárias

Publicado

em

Por

Dois estabelecimentos foram autuados pela Vigilância Sanitária na noite de ontem (sábado, 10 de abril) por descumprimento das medidas sanitárias, como falta de máscaras por funcionários e por não haver controle de fluxo de pessoas no interior.

A ação vistoriou 22 estabelecimentos comerciais nos bairros Vila Pompéia, Jardim Novo Campos Elíseos e Jardim Santa Lúcia, entre eles padarias, bares, restaurantes, lanchonetes, comércios de bebidas, lojas de variedades, lojas de conveniência, drogarias, lojas de departamento, supermercados, pizzarias e sorveterias.


A fiscalização é realizada com base em denúncias recebidas pela população por meio do 156 e baseada nas regiões da cidade com mais casos de Covid-19. Segundo mapeamento da Prefeitura, a região do Novo Campos Elíseos é a que apresenta maior taxa de letalidade por Covid-19 desde o início da pandemia. Em seguida, aparece a região do Jardim Eulina.
A multa prevista no decreto é de R$ 3.030,88 para o descumprimento dos protocolos sanitários.


A Vigilância pede a colaboração da população para denunciar irregularidades pelo 156 (telefone ou Portal do Cidadão no endereço https://cidadao.campinas.sp.gov.br) e também pelo número 0800-771-3541, do sistema Estadual.

Continue Lendo

Geral

Campinas Sem Fome: 12,8 mil quilos de alimentos apenas no 1º dia

Publicado

em

Por

O primeiro dia de mobilização no “Dia D” da Campanha Campinas sem Fome, ontem, sábado, 10 de abril, arrecadou 12,8 mil quilos de alimentos não perecíveis, o que corresponde a 656 cestas básicas e quase 1,2 mil quilos de alimentos avulsos. Além disso, foram doados pela população 700 quilos de produtos de higiene e limpeza. A ação continua hoje (domingo, 11 de abril) até às 17h. Entre 8h e 14h30 deste domingo foram 4.051 quilos de alimentos e 109,5 quilos de produtos de higiene e limpeza entregues pela população.

O Banco de Alimentos estima que desde o começo da campanha, em 22 de março, até a manhã deste domingo, mais de 250 toneladas de alimentos perecíveis já foram doados pelos campineiros.

A doação é no sistema de drive-thru no Paço Municipal, com acesso pela Rua Barreto Leme. Para evitar aglomeração, não é necessário descer do veículo para entregar os produtos. Basta parar num dos pontos de coleta, sendo o primeiro próximo à entrada do arruamento do Paço Municipal e o outro na entrada do estacionamento externo. Os voluntários retiram os produtos e direcionam para serem transportados em vans até o Banco de Alimentos.


Os donativos vão para o Banco de Alimentos, que repassa para 145 entidades cadastradas na rede assistencial da Prefeitura. As instituições distribuem para as famílias em situação de vulnerabilidade social e nutricional e que estão cadastradas no aplicativo Viva Vida.

A ação tem apoio das secretarias e autarquias municipais, da Guarda Municipal, Ceasa, Sanasa, Emdec e da Transurc. O Exército também apoia com duas equipes, uma no Paço e a outra na sede do Banco de Alimentos, onde será feita a triagem, pesagem e armazenamento adequado.

Continue Lendo

Geral

Ação da Vigilância Sanitária interdita um estabelecimento e autua quatro

Publicado

em

Por

A Coordenadoria da Vigilância Sanitária autuou quatro estabelecimentos e interditou um em ações de fiscalização ontem, sexta-feira, dia 9 de abril. A interdição se deu em um estabelecimento não essencial que estava funcionando e as autuações por serviços essenciais, que descumpriam os protocolos sanitários.


Com o objetivo de atender denúncias recebidas via 156, as equipes da Vigilância vistoriaram academias, salões de beleza, clínicas médicas, consultórios, supermercados, hortifrutis, padarias, açougues, sorveterias, lojas de suplementos, drogarias, comércios de vestuário, lanchonetes, bares, restaurantes e adegas. Os proprietários e responsáveis pelos estabelecimentos foram orientados sobre as medidas sanitárias obrigatórias previstas nos decretos municipais vigentes.


Durante a operação, houve colaboração da população, que abordou os fiscais para tirar dúvidas e fazer denúncias de estabelecimentos funcionando irregularmente.
Uma equipe de técnicos inspecionou uma instituição de longa permanência para idosos (ILPI), na Vila Industrial, para avaliação das medidas adotadas para a prevenção da Covid-19. Os fiscais constataram irregularidades sanitárias e abriram processo administrativo para apurar os fatos.


A Coordenadoria da Vigilância Sanitária reforça que a população pode denunciar situações em desacordo com os decretos municipais e demais medidas de controle para prevenção da Covid-19 pelo Portal do Cidadão – 156 (por telefone ou site) ou pelo Canal de Denúncias Estadual, tel: 0800-771 3541. O órgão também pede a colaboração dos cidadãos, com relação ao uso de máscara em locais públicos, higienização das mãos e para evitar aglomerações, principalmente festas clandestinas.

Continue Lendo







Populares