Connect with us

Geral

Linhas de financiamento aproximam energia solar do campo

Publicado

em

A energia solar vem passando por uma rápida expansão no Brasil, com o número de sistemas fotovoltaicos no país tendo dobrado entre janeiro e setembro deste ano, alcançando a marca de 16 mil unidades. No campo, essa popularização poderia ser ainda mais acelerada se as opções de linhas de financiamento facilitado para produtores rurais fossem mais bem divulgadas.

Uma dessas opções, por exemplo, é o Programa Agro Energia, lançado em abril pelo Banco do Brasil, que disponibilizou R$ 2,5 bilhões para projetos de energia no campo com taxas anuais de até 2,5%.

Outra iniciativa é o Mais Alimentos Produção Primária, do Ministério de Desenvolvimento Agrário, que passou recentemente a permitir o financiamento de sistemas de energia solar pelo Pronaf em até 10 anos, com juros anuais de 2% e até três anos de carência.

Existem ainda outras linhas que podem ser utilizadas por produtores rurais, como as relacionadas ao BNDES: a FINEM Eficiência Energética, que promove investimentos focados na redução do consumo de energia ou no aumento da eficiência energética, e o FINAME, que financia a aquisição de máquinas e equipamentos de fabricação nacional.

Apesar dessas opções de financiamento, ainda não é comum ver projetos de energia solar no meio rural. “Os produtores tendem a optar por geradores a diesel em vez de instalar painéis fotovoltaicos, mesmo que estes sejam muito mais baratos ao longo prazo por não demandarem a compra de combustível” afirmou Rodolfo de Sousa Pinto, presidente da ENGIE Solar, uma das principais empresas do setor.

“Isso acontece em parte porque as linhas de crédito não são conhecidas e também porque há falta de informação sobre a tecnologia solar. Mas são questões que ao

Geral

Secretaria de Saúde atualiza dados da pandemia de Covid-19 em Campinas

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou os dados da pandemia de Covid-19 em Campinas nesta segunda-feira, dia 18 de janeiro. O município tem 55.995 casos confirmados da doença, 610 a mais que na sexta-feira, dia 15. Mais oito mortes foram registradas, totalizando 1.560 óbitos pela doença. Outras 10 mortes estão em investigação.

 

 

Há 609 casos sendo investigados (33 a mais) e 141.706 foram descartados (1.912 a mais). Dos casos confirmados, 53.758 pessoas já se recuperaram (985 a mais), 232 estão internadas com Covid-19 (seis a mais) e 118 estão em isolamento domiciliar (474 a menos).

 

 

Perfil das vítimas

 

Cinco das vítimas eram mulheres e três eram homens. Todas apresentavam comorbidades e tinham mais de 60 anos de idade, sendo que uma era maior de 90 anos, três tinham entre 80 e 89 anos e quatro entre 70 e 79 anos.

 

Sobre as vítimas

 

– Homem de 89 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 8 de janeiro em hospital privado. O exame foi em hospital privado.

 

– Homem de 79 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 4 de janeiro em hospital privado. O exame foi em hospital privado.

 

– Mulher de 78 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 13 de janeiro em hospital privado. O exame foi em hospital privado.

 

– Mulher de 71 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 7 de janeiro em hospital público. O exame foi no laboratório do instituto adolfo lutz.

 

– Mulher de 77 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 14 de janeiro em hospital público. O exame foi no laboratório do instituto adolfo lutz.

 

– Homem de 85 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 11 de janeiro em hospital privado. O exame foi no laboratório do instituto adolfo lutz.

 

– Mulher de 84 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 12 de janeiro em hospital privado. O exame foi em hospital privado.

 

– Mulher de 92 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 17 de janeiro em hospital privado. O exame foi clínico e por tomografia.

 

 

Informações

 

Todas as informações sobre o novo coronavírus ou a Covid-19 podem ser acessadas no endereço covid-19.campinas.sp.gov.br. Na ferramenta, as pessoas encontram todas as medidas do Comitê Municipal de Enfrentamento da Pandemia de Infecção Humana pelo Novo Coronavírus e também podem tirar dúvidas e ter acesso à atualização dos dados da doença em Campinas.

Continue Lendo

Geral

Governo lança site Vacina Já para pré-cadastro da imunização contra COVID-19

Publicado

em

Por

O Governo de São Paulo lançou neste domingo (17) o site www.vacinaja.sp.gov.br para agilizar a campanha de vacinação contra o COVID-19 no estado.

Nele, todas as pessoas aptas a receber a vacina do Butantan podem fazer um pré-cadastro. Nesta primeira etapa, o grupo prioritário é formado por profissionais de saúde e indígenas.

O pré-cadastro não é um agendamento, mas vai garantir um atendimento mais rápido nos locais de vacinação e evitar a formação de aglomerações. O fornecimento das informações é opcional, mas a participação de cada um vai ajudar toda a sociedade.

Quem não conseguir fazer o pré-cadastro não precisa se preocupar, pois a vacinação também será feita sem ele. Apenas será necessário fazer o cadastro completo na unidade de vacinação. A maior parte dos profissionais de saúde vai receber a vacina nos seus locais de trabalho.

Continue Lendo

Geral

Vereador cobra informações sobre trechos defeituosos nos corredores do BRT

Publicado

em

Por

O vereador Rodrigo da Farmadic (DEM) protocolou requerimento à prefeitura pedindo explicações em relação a trechos do BRT (Bus Rapid Transit) que considera defeituosos. “Diante dos relatos que tenho recebido sobre buracos e problemas na pavimentação de alguns pontos da obra do BRT, requeiro informações sobre as providências que devem ser tomadas pela empresa responsável pelas obras. Sabemos que o BRT é uma obra que vai trazer um benefício inestimável à mobilidade urbana, mas não podemos deixar que efeitos colaterais prejudiquem a população”, diz.

Para o parlamentar, o Executivo deve providenciar imediatamente os consertos e ajustes necessários, antes mesmo da inauguração da totalidade da obra.  “Entendemos que os reparos devem ser feitos imediatamente após a constatação dos danos, priorizando a utilização das melhores práticas construtivas e minimizando o impacto aos motoristas que já vêm sofrendo com estes buracos e falhas”, afirma.

No requerimento, Farmadic solicita informações sobre o procedimento adotado no canteiro de obras em relação a anomalias (buracos, fissuras, depressões, desmanche) aferidas na pavimentação em decorrência das obras do BRT. Ele também questiona em que prazo a manutenção deve ocorrer.

“Também queremos saber qual é a disposição contratual específica aplicável em face da empresa responsável, quanto à manutenção das anomalias aferidas nas vias liberadas para trânsito. E, considerando a recorrência dos problemas reportados, se há controle efetivo de fiscalização sobre as práticas de engenharia e materiais utilizados pela empresa responsável”, afirma.

Por fim, conclui o vereador, caso a resposta a este último questionamento seja afirmativo, a prefeitura deve informar se o controle e as práticas estão de acordo com os parâmetros estabelecidos pela Municipalidade.

Continue Lendo









<





Populares