Connect with us

Geral

Lei complementar vai impulsionar economia em regiões da cidade

Published

on

O prefeito Dário Saadi sancionou lei complementar que permitirá a instalação de 2.375 atividades comerciais nas vias coletoras da Zona Mista 1 (ZM1), onde estão bairros como Campo Grande, Ouro Verde, Taquaral, Amarais, Vila Brandina, entre outros. 

 

 

 

A lei está publicada na edição desta terça-feira, 15 de junho, no Diário Oficial do Município. A nova legislação altera a lei de uso e ocupação do solo, de 2018, e impulsionará o desenvolvimento econômico de regiões da ZM1.

 

 

 

Atividades como supermercados, padarias, clínicas, que até agora só eram permitidas nas vias arteriais (avenidas), poderão ser instaladas também nas ruas que levam o tráfego para as avenidas. 

 

 

 

Com a sanção da lei, atividades de comércio varejista, serviços e institucionais de média incomodidade e de comércio atacadista de baixa incomodidade, que estavam instaladas irregularmente nas vias coletoras da ZM1, também poderão ser regularizadas. 

 

 

 

A mudança na lei de uso e ocupação do solo foi precedida de duas importantes alterações no regramento de classificação de atividades e de vias de Campinas.

 

 

 

Uma delas foi a atualização da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), utilizada para regrar quais atividades são exercidas por uma empresa e seu grau de incomodidade no território.  É com base nessa classificação que a Prefeitura define os locais em que as empresas podem ser instaladas na cidade, uma vez que os CNAEs estão atrelados ao zoneamento. A última atualização havia ocorrido em 2019. 

 

 

 

Outra alteração ocorreu em março, quando a Seplurb definiu a nova classificação para 1.651 vias na cidade, entre vias de trânsito rápido, arteriais e coletoras. Todas as demais permaneceram como vias de trânsito local. É também como base na hierarquização das vias que o zoneamento de Campinas estabelece onde os usos habitacionais, comerciais, industriais e de serviços podem ser instalados na cidade.

 

 

 

A lei publicada hoje no Diário Oficial estabelece que novos empreendimentos, parcelamento do solo e glebas em processo de cadastramento em toda a cidade deverão ter calçadas com cinco metros de largura nas vias arteriais, de quatro metros nas coletoras, e de três metros nas vias locais. A definição dessas metragens permite arborização e sinalização de paradas de ônibus, por exemplo, sem prejuízo da circulação de pedestre.

Geral

Em transmissão ao vivo, prefeito anuncia implantação do Mário Gattinho

Published

on

By

O prefeito Dário Saadi anunciou nesta segunda-feira, 26 de julho, a implantação do Hospital Mário Gattinho, na Avenida das Amoreiras, onde está instalado o Hospital Mário Gatti-Amoreiras (antigo Metropolitano). Na última sexta-feira, a Rede Mário Gatti assinou o contrato de locação do imóvel e o início do funcionamento do hospital pediátrico dependerá da evolução da pandemia.

 

 

 

“Instalar esse hospital foi compromisso que assumi com a cidade. A locação do imóvel é um passo importante para viabilizar esse compromisso. Vamos implantá-lo quando a pandemia permitir”, disse Dário em transmissão pelas redes sociais. O aluguel será de R$ 72,1 mil mensais – o valor foi definido por avaliação realizada pela Cohab.

 

 

 

Dário também assinou decreto, que será publicado nesta terça-feira, 27 de julho, no Diário Oficial, que revoga a requisição administrativa do imóvel ocorrida em março, quando o Hospital Metropolitano ocupava as instalações. A requisição foi necessária para ampliar, em caráter de urgência, o atendimento a pacientes com Covid-19 em Campinas.

 

 

 

O presidente da Rede Mário Gatti, Sérgio Bisogni, informou que o Mário Gattinho abrigará o pronto-socorro infantil, a UTI e a enfermaria pediátrica que hoje funcionam no Hospital Mário Gatti. Com a transferência, as áreas hoje ocupadas por esses atendimentos serão destinadas à ampliação pronto-socorro e da enfermaria para atendimento de adultos.

 

 

 

O projeto de adequação do imóvel para receber o hospital prevê inicialmente a mesma estrutura que estava disponibilizada para atendimento pediátrico no Mário Gatti antes da pandemia, com dez leitos de UTI, 18 de enfermaria e 11 de observação no PS Infantil. A demanda em junho de 2019 era de média de 181 atendimentos diários no PS infantil e taxas de ocupação de 81,2% na enfermaria e de 98,6% na UTI pediátricas.

 

 

 

A pandemia levou a uma redução na demanda, que passou em junho deste ano a média diária de 64 atendimentos no pronto-socorro e a taxas de ocupação de 67% na enfermaria e de 51,6% na UTI pediátricas.

Continue Reading

Geral

Avanço da vacinação contra Covid-19 já reflete nos números da pandemia

Published

on

By

A vacinação contra a Covid-19 em Campinas atingiu 871.770 doses aplicadas nesta segunda-feira, 26 de julho. Até agora, 70,2% das 922.781 pessoas a partir de 18 anos que moram em Campinas foram vacinadas com a primeira dose (638.126) ou com a vacina em dose única (22.318). Os dados foram divulgados durante transmissão ao vivo nas redes sociais do prefeito Dário Saadi, nesta tarde.
Além disso, 24,5% dos maiores de 18 anos estão com a imunização completa, seja com as duas doses (211.326) ou com a dose única (22.318).
O avanço da vacinação em Campinas já reflete nos números da pandemia, que continuam estáveis, com tendência de queda. A taxa de transmissão nesta segunda-feira está em 0,9, com intervalo de confiança entre 0,77 e 1,12.
Os casos novos de Covid-19 tiveram uma diminuição de 16,6%. Enquanto os óbitos diminuíram 17%.
Apesar de os números estarem mais baixos e a vacinação estar avançando, ainda temos que continuar tomando cuidado, evitando aglomerações e mantendo o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social”, afirmou a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Andrea von Zuben.

Continue Reading

Geral

Parceria para acelerar a vacinação contra Covid-19 já atraiu 22 empresas

Published

on

By

Vinte e duas empresas de Campinas se cadastraram para firmar parceria com a Prefeitura e acelerar a vacinação contra a Covid-19 em Campinas. Os dados são desta segunda-feira, 26 de julho, e foram divulgados durante transmissão ao vivo nas redes sociais do prefeito Dário Saadi.
Juntas, as organizações representam 69.093 trabalhadores, sendo que 21.512 têm a partir de 30 anos, faixa etária contemplada atualmente na vacinação; e 15.005 já estão imunizados. O cadastro das empresas foi aberto em 20 de julho.
A adesão foi maior do que imaginávamos. Isso mostra que tem um contingente grande de empresas que considera importante vacinar seus trabalhadores”, afirmou o prefeito. Ele ressaltou que só serão vacinados os funcionários que estiverem dentro dos grupos contemplados pela vacinação do município. “Esse grupo será ampliado de acordo com a abertura de novas faixas etárias e categorias contempladas na imunização da cidade”, disse.
As empresas que fazem adesão são avaliadas pelo Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa). Se aprovadas, recebem treinamento, vacinas e insumos para aplicação. Em contrapartida, se responsabilizam por vacinar os funcionários dos grupos que estão sendo imunizados pela Secretaria de Saúde.
Para serem aprovadas, as empresas precisam cumprir alguns requisitos. Entre eles, ter um profissional de enfermagem para aplicar as doses e duas pessoas para cuidar da digitação dos dados exigidos pelo sistema.
A administração continua aceitando os formulários. As empresas que tiverem interesse devem acessar o site https://vacina.campinas.sp.gov.br/vacinas/covid-19 e fazer a adesão.

Continue Reading

Populares