Connect with us

Geral

Inscrições para concurso público da Prefeitura terminam nesta quarta-feira

Publicado

em

Termina nesta quarta-feira, 31 de julho, o prazo para inscrições no concurso público da Prefeitura de Campinas. Os interessados podem se inscrever acessando a página da Vunesp (www.vunesp.com.br). As relações de inscritos e candidatos x vaga serão divulgadas posteriormente, após os pagamentos das inscrições serem processados.

 


A taxa de inscrição, que deve ser paga até 1º de agosto, quinta-feira, é de R$ 38,50 para cargos que exigem ensino fundamental; R$ 52,50 para os de ensino médio e R$ 78,50 para os de nível superior.

 

O salário base também varia de R$ 2.156,00 a R$ 8.232,52, de acordo com o cargo. Além do salário, os que forem admitidos terão direito ao auxílio-alimentação no valor atual de R$ 1.041,51, que foi reajustado após a publicação dos editais, e vale-transporte, que é um benefício opcional, a ser utilizado dentro do município de Campinas, e concedido mediante desconto de 3% dos vencimentos. Para algumas categorias, também são pagos adicionais, o que está previsto em lei e também nos editais.


 

Para a coordenadora de Concursos, Recrutamento e Seleção, Juliana Miorin, é importante que os candidatos fiquem atentos aos prazos e às exigências previstas no edital. “Quem for se inscrever deve ler atentamente o edital, verificar todas as exigências previstas e também os prazos, além de tomar conhecimento das atribuições dos cargos, para ver se o seu perfil se encaixa com as atividades, e somente após isso preencher corretamente a ficha de inscrição, gerar o boleto e efetuar o pagamento do valor referente ao cargo selecionado. Importante ressaltar que se o pagamento não for efetivado até dia 1º de agosto, a inscrição não será efetivada”, explicou Juliana.

 

Os editais podem ser acessados no Suplemento do Diário Oficial do dia 1º de julho, no banner “Concursos 2019” e no link Concursos e Empregos, disponíveis no portal da Prefeitura (www.campinas.sp.gov.br), ou ainda no site da Vunesp, empresa responsável pelo concurso (www.vunesp.com.br).

 

Os concursos terão validade de dois anos após sua homologação, podendo ser prorrogados por igual período. Durante este período, podem ser autorizadas outras vagas de acordo com a necessidade do serviço público, além das que estão sendo ofertadas nos editais. Confira abaixo a relação completa de vagas.

 

Provas

 

As provas dos concursos públicos estão previstas para o mês de setembro de 2019.

 

“Os candidatos que tiverem interesse em mais de um cargo devem ficar atentos às datas e horários previstos, para não correrem o risco das provas serem no mesmo horário”, explicou Juliana.

 

Para alguns cargos, como Guarda Municipal, há mais de uma fase, o que também deve ser observado pelo candidato.

 

Cargos e vagas:

Para os concursos de 2019 estão sendo oferecidas 266 vagas:

– 20 para agente administrativo,

– 5 para agente de apoio à saúde (farmácia),

– 2 para agente de fiscalização,

– 2 para agente fiscal tributário,

– 1 para analista de gestão de pessoas,

– 2 para analista de tecnologia da informação,

– 2 para arquiteto,

– 1 para auditor de controle interno,

– 2 para auditor fiscal tributário municipal,

– 5 para auxiliar de saúde bucal,

– 2 para contador,

– 2 para coordenador pedagógico,

– 2 para dentista,

– 1 para desenhista,

– 1 para economista,

– 5 para enfermeiro,

– 1 para engenheiro ambiental,

– 5 para engenheiro civil,

– 2 para engenheiro elétrica,

– 1 para engenheiro de saúde e segurança do trabalho,

– 2 para especialista em informação – biblioteconomia;

– 2 para farmacêutico,

– 2 para fisioterapeuta,

– 60 para Guarda Municipal (10 para GM Feminina e 50 para GM Masculino),

– 2 para instrutor de surdos,

– 71 vagas para médicos (15 para médico da família e comunidade, 20 para clínico geral, 15 para ginecologia e obstetrícia, uma para medicina do trabalho, 15 para pediatra, cinco para psiquiatra)

– 1 para médico veterinário,

– 2 para nutricionista,

– 45 para professores (20 para educação infantil, 10 para anos iniciais, cinco para geografia, cinco para matemática e cinco para educação especial),

– 5 para psicólogo,

– 2 para supervisor educacional,

– 2 para técnico em agrimensura,

– 2 para técnico em edificações,

– 2 para técnico em análises clínicas

– 2 para técnico em segurança do trabalho.

 

Geral

Comédia romântica é atração na Campanha de Popularização nesta quarta

Publicado

em

Por

A comédia romântica “O homem que queria ser um Village People” é atração na Campanha de Popularização do Teatro nesta quarta, 29, às 20h, no Teatro Castro Mendes.

 


O espetáculo, protagonizado pelos atores Marcos de Vuono (que também assina a direção) e Lúcia Paloma do Vale, traz a saga da personagem Lúcia que, cansada das constantes viagens do marido e pensando que ele tem uma amante, decide dar o troco na mesma moeda. O problema é que a cada tentativa a situação fica mais absurda, pois além de não conseguir seu objetivo, os rapazes para quem liga aparecem vestidos com os figurinos da banda dos anos 1970, os Village People.

 

Serviço


“O homem que queria ser um Village People”

Quando: quarta, 29 de janeiro, 20h

Classificação: 12 anos

Duração: 50 minutos

Onde: Teatro Castro Mendes (Praça Correa de Lemos, s/n, na Vila Industrial, Campinas), fone (19) 3272-9359.

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada), já disponíveis pelo site www.sympla.com.br. Ou na bilheteria informatizada do Teatro Castro Mendes, das 16h às 21h, que agora também aceita pagamento em cartões. Desconto de 50% para compra antecipada até um dia anterior à data do espetáculo, ou apresentação do flyer impresso ou digital no ato da compra, que está disponível no http://campinas.sp.gov.br/governo/cultura/ .

Continue Lendo

Geral

Carnaval: Urbanismo publica Ordem de Serviço sobre horário especial

Publicado

em

Por

A Ordem de Serviço 01/2020, publicada no Diário Oficial do Município, nesta terça-feira, dia 28 de janeiro, define a data limite para que estabelecimentos comerciais como salões de festa, bares, buffets, casas noturnas, entre outros, solicitem permissão de funcionamento em horário especial durante o período de Carnaval.

 


Os interessados têm até o dia 14 de fevereiro para protocolar o pedido na Secretaria de Planejamento e Urbanismo (Seplurb), que fica no 2º andar do Paço Municipal. Este documento é específico para ampliação de horário entre os dias 21 a 25 de fevereiro.

 

O requerimento da permissão de horário especial de funcionamento deverá conter os dias e horários pretendidos para funcionamento ampliado. O interessado deve anexar à solicitação uma cópia do alvará de uso e do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) ou Certificado de Licença do Corpo de Bombeiros (CLCB).


 

Caso o estabelecimento esteja com pedido de alvará anual em análise pela Seplurb, é preciso informar, no requerimento, o número do protocolado em trâmite. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 2116-0110 ou pelo e-mail atendimento.slu@campinas.sp.gov.br .

 

O diretor do Departamento de Controle Urbano, Moacir Martins, esclarece que os pedidos de solicitação de horário especial de funcionamento que forem protocolados após o dia 14 de fevereiro serão indeferidos. “A relação dos estabelecimentos autorizados a funcionar em horário especial será publicada no Diário Oficial do Município no dia 18 de fevereiro”, afirmou Martins.

 

Alvará de eventos

 

O alvará de eventos para os clubes e demais casas que forem realizar bailes de Carnaval é um documento à parte e deve ser providenciado pelos estabelecimentos comerciais. A relação completa e o formulário do pedido podem ser acessados por meio do link http://www.campinas.sp.gov.br/sa/impressos/adm/FO949E.pdf

 

Durante o período de Carnaval, os fiscais do Departamento de Controle Urbano da Seplurb vão percorrer os estabelecimentos para verificar a existência do alvará de eventos. Quem não tiver o documento ficará sujeito às sanções previstas em lei.

Continue Lendo

Geral

Ministro confirma primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil

Publicado

em

Por

O Ministério da Saúde confirmou hoje (28) o primeiro caso suspeito de coronavírus no país e elevou o nível de atenção para Alerta de Perigo Iminente para a presença do vírus no país. De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, uma estudante de 22 anos que esteve na China está internada, em Belo Horizonte, em observação. 

“O que muda é o grau de vigilância nessa fase. Aumenta a nossa vigilância de portos e aeroportos, triagem de pacientes, o uso de determinado equipamentos de proteção, mas o nosso foco principal nessa fase é a vigilância”, disse Mandetta, em entrevista coletiva para falar sobre as medidas tomadas pelo governo para evitar a entrada do vírus no país.


“Nessa fase a gente tem um olhar com muito mais atenção para dentro do país, para identificar se o vírus está circulando em território nacional, e outro [olhar] muito presente em informações técnicas e científicas a respeito do comportamento do vírus”, disse Mandetta..

Suspeita de coronavírus

A estudante brasileira viajou para a cidade de Wuhan no período de 29 de agosto de 2019 a 24 de janeiro deste ano. Ela está em observação e, de acordo com o ministro, o estado dela é estável. Caso a infecção por coronavírus seja confirmada, o nível de alerta no país sobe para de Emergência de Saúde Pública Nacional, quando há a possibilidade de o vírus já estar em circulação no país.

“Ela está em isolamento e os 14 contatos mais próximos estão sendo acompanhados. O nome, por motivos óbvios não deve ser divulgado, por respeito a pessoa, seus familiares e sua privacidade,” disse o ministro.

Investigação


De acordo com dados apresentados na coletiva do comitê de operações de emergência do Ministério da Saúde, no período de 3 a 27 de janeiro foram analisados 7.063 rumores de pessoas com coronavírus, dos quais 127 rumores exigiram a verificação mais detalhada. Dessa verificação, 10 casos se enquadraram inicialmente na definição de caso suspeito. Desses, nove foram descartados e o único caso tratado como suspeito é o da paciente internada em Belo Horizonte.

O ministro informou ainda que, após a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter aumentado o nível de alerta em relação ao cenário global do novo coronavírus para Alto, o governo vai passar a tratar como casos suspeitos os das pessoas que estiveram em toda a China, não apenas na província de Wuhan, nos últimos 14 dias e que apresentarem sintomas respiratórios suspeitos.

fonte ebc

Continue Lendo

error: Content is protected !!