Connect with us

Geral

Guarani e Ponte Preta foram derrotados na última rodada

Publicado

em

Se na Rodada 31 os campineiros puderam comemorar, não podemos dizer o mesmo desta, pois Guarani e Ponte Preta foram derrotados.

            O Bugre, que não era derrotado no Brinco de Ouro faziam 12 jogos, tinha a chance de encostar ainda mais no G4. Com a derrota para o América-MG, atual líder do Campeonato Brasileiro da Série B, houve certa frustração. O time está a 4 pontos da zona de classificação para a elite do Futebol.

            Já a Macaca tomou a virada do Juventude num confronto direto pelo acesso. Barreto fez o gol aos 51’, mas um minuto depois o adversário empatou e aos 77’ fez 2 a 1.

            Confira a classificação da Série B:

1América-MG6332189536211565
2Chapecoense62311711336142266
3Juventude52321410845331254
4CSA51321561144311353
5Cuiabá513214993731653
6Guarani4732138113836248
7Ponte Preta4632137123942-347
8Sampaio Corrêa4532136134233946
9Avaí4432135143341-845
10Brasil de Pelotas4331101382826246
11Cruzeiro4132121193629742
12Operário PR41311011102828044
13CRB4032117143239-741
14Confiança3931109123338-541
15Vitória3631812113837138
16Figueirense3532811132733-636
17Náutico3531811122835-737
18Paraná323188152942-1334
19Botafogo-SP263168171831-1327
20Oeste233258192552-2723

Geral

Foram registrados mais 10 óbitos, Campinas soma 1.872 mortes por Covid-19

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Saúde atualizou nesta segunda-feira, 1º de março, os dados de coronavírus em Campinas. A cidade registrou 427 novos casos, totalizando 69.906 pessoas infectadas desde o início da pandemia.

Também foram registrados mais 10 óbitos e a cidade soma 1.872 mortes por Covid-19. Entre os óbitos estão cinco homens e cinco mulheres. Do total de novos registros, nove tinham doenças preexistentes, um não tinha comorbidades. Nove tinham mais de 60 anos. As mortes ocorreram entre 7 e 28 de fevereiro.

Sobre as vítimas

– Homem de 59 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 28 de fevereiro.

– Homem de 67 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 27 de fevereiro.

– Homem de 76 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 26 de fevereiro.

– Homem de 88 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 26 de fevereiro.

– Mulher de 67 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 25 de fevereiro.

– Mulher de 68 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 25 de fevereiro.

– Mulher de 74 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 25 de fevereiro.

– Mulher de 98 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 25 de fevereiro.

– Homem de 69 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 15 de fevereiro.

– Mulher de 74 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 7 de fevereiro.

Vacina

Até esta segunda-feira, 87.757 doses de vacinas foram aplicadas, sendo 61.204 em primeira dose e 26.553 em segunda dose

Continue Lendo

Geral

Assistência prepara programação especial em homenagem às mulheres

Publicado

em

Por

Continue Lendo

Geral

Secretaria de Saúde divulga números da dengue em Campinas

Publicado

em

Por

A Secretaria de Saúde de Campinas divulga nesta segunda-feira, 1º de março,  dados sobre os casos de dengue registrados no município em 2021. Segundo  boletim do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), por meio do Programa Municipal de Controle de Arboviroses, o município registrou, de 1º de janeiro até 25 de fevereiro, 85 casos confirmados da doença. 

 

Com o coeficiente de incidência de sete casos para cada 100 mil habitantes,  não há registro de óbitos por dengue entre os moradores do município.

 

De acordo com a Devisa, no período abrangido pela pesquisa, a região com maior número de casos é a Sudoeste (principalmente DICs e Jardim São Cristóvão),com 40; seguida pela Noroeste, com 14; e em terceiro, a região Norte, com 11 casos. As regiões Sul e Leste registraram 10 casos cada uma.  

 

Os dados mostram que em toda a cidade há áreas de transmissão, alertando para a necessidade de intensificar o combate à dengue com a participação de toda a sociedade. Cada cidadão pode fazer a sua parte, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros.

 

Segundo a coordenadora do Programa de Controle de Arboviroses, Heloiza Malavazzi, a Prefeitura desencadeia ações permanentes para controle de criadouros do mosquito transmissor da dengue mas, para atingir maior efetividade nas ações, precisa que a população contribua com a tarefa: “o controle de criadouros deve ocorrer, no máximo, no intervalo de uma semana, para interromper o ciclo de vida do mosquito”, orienta.

 

Para mais informações sobre o combate à dengue em Campinas, acesse o portal https://dengue.campinas.sp.gov.br/ , que também traz orientações para a população e os alertas com os bairros com mais risco de transmissão da doença.

 

Em 2020, Campinas teve 3.965 casos confirmados e um óbito decorrente da dengue.

Continue Lendo









<





Populares