Connect with us

Geral

Filhos de servidores visitam Paço Municipal e conhecem o vice-prefeito

Publicado

em

Na Semana do Brincar – A paz em língua de brincar, a quarta-feira, dia 23 de maio, começou diferente para um grupo de filhos de servidores municipais. De manhã e à tarde, um total de 50 crianças, entre 4 a 13 anos, participaram das atividades que marcam a data.
O dia começou com uma brincadeira de roda entre pais e filhos, na frente da Biblioteca Municipal. Depois, grupos de 3 a 4 crianças elaboraram cartazes com desenhos expressando o que eles desejam para a cidade. Em seguida, a molecada subiu para o 4º andar, na sala Azul, onde apresentaram e entregaram os cartazes para o vice-prefeito, Henrique Magalhães Teixeira.
Por meio de desenhos, as crianças mostraram o que fariam pela cidade. As sugestões foram cheias de criatividade e tecnologia. Um dos desenhos sugeria que a Prefeitura usasse robôs para os serviços essenciais da cidade, como atendimento médico, plantio de árvores e operação tapa-buracos. Outro grupo pediu, por meio da sua arte, uma cidade cada vez melhor, com mais escolas, hospitais, muitas árvores, menos violência e casas para a população sem condições de adquirir uma moradia. E teve ainda aqueles que sugeriram uma Disneylândia em Campinas e um parque de diversões todo feito de chocolate.
“A criançada é muito criativa e tem uma imaginação que vai além da dos adultos, e nos faz quebrar a armadura que montamos quando adultos”, destacou Henrique. “Os sorrisos dessas crianças nos faz ter mais motivação para trabalhar cada vez mais e melhor”, acrescentou.
“As propostas tecnológicas têm a ver com o lema do nosso governo – A Força da Inovação”, completou Henrique. O vice-prefeito também destacou o trabalho em grupo feito pelas crianças, em que cada uma deu uma ideia, da mesma forma como são realizados os projetos da Prefeitura, a exemplo do encontro das crianças e seus pais no local de trabalho, organizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH) em conjunto com as outras secretarias.
Henrique também ressaltou que é muito importante que todos, desde crianças, tenham esse relacionamento com os assuntos do município. “Todos nós temos responsabilidade com a cidade e precisamos cuidar muito bem dela”.
Propostas
Um parque feito todinho de doces foi a sugestão do menino Guilherme Machado, de 10 anos, filho de Regina Machado, servidora da  Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH). O cartaz de Guilherme teve como co-autora Manuela Fernandes Barros, de 5 anos, filha de Fernanda Ribeiro, funcionária da mesma secretaria. “Só queremos doces de graça”, disse a dupla. As crianças estavam ansiosas para conhecer o vice-prefeito e se alegraram muito quando Henrique apareceu e começou a conversar com o grupo.
No período da tarde, as propostas das crianças também versaram sobre a área da saúde, a infraestrutura da cidade e a habitação. Giovana Foga, de 8 anos, filha de Camila Trajano, do Gabinete do Prefeito, falou que se fosse prefeita “faria com que todos pudessem ter uma casa mobiliada e muitos alimentos, porque é muito ruim ficar na rua com o frio”.
Já Diogo Damásio, filho de Jacqueline Damásio, da SMASDH, melhoraria as escolas para “tirar as crianças das ruas e afastá-las de problemas como o tráfico de drogas”. E para o grupo de Rafael Fernandes, filho de Kathia Fernandes, da Secretaria de Finanças, uma das prioridades seria a limpeza das ruas porque “lixo no lixo é sinal de capricho”. Já a filha da servidora Isabel Cristina da Silva, da SMASDH, Sarah, se preocupou com a área da saúde: “Construiria mais hospitais para que os doentes sejam curados mais rapidamente”.
Também partiparam do encontro as secretárias de Assistência Social, Pessoa com Deficiência E Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira; de Educação, Solange Pelicer, e de Recursos Humanos, Elizabeth Filipini. “As crianças puderam conhecer o local de trabalho dos pais e constatar o quão importante é a atuação de seus pais como servidores públicos em prol da cidade. Esse evento trouxe uma oportunidade para que as crianças se expressassem de forma lúdica. Elas percebem quais são os problemas da cidade e mostram caminhos para solucioná-los”, ressaltou Eliane Jocelaine.
Semana do Brincar
A atividade foi realizada dentro da “Semana Municipal do Brincar – A paz em língua de brincar”. A programação vai até o dia 28 de maio, tendo como objetivo refletir e debater as brincadeiras como ferramenta de educação para a paz e sua importância no desenvolvimento da primeira infância.
As ações são gratuitas e abrangem jogos de tabuleiros e jogos ao ar livre; brincadeiras tradicionais; exposições; feira de troca de brinquedos; oficinas de construção de brinquedos. As atividades são realizadas pela Prefeitura e organizações que atuam na proteção à infância e construção da paz.
A programação completa pode ser consultada no link: http://campinas.sp.gov.br/pelapaz/semana-do-brincar.php.

Geral

Campinas está preparada para campanha de imunização e aguarda vacinas

Publicado

em

Por

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, e a equipe da Secretaria de Saúde divulgaram nesta quinta-feira, 14 de janeiro, o esquema para a vacinação em Campinas. O anúncio foi feito durante transmissão ao vivo por meio digital.

É importante ressaltar que Campinas está preparada para a vacinação. A cidade vem se preparando há muito tempo e a equipe da Secretaria de Saúde tem feito um enorme esforço para que a vacinação possa ocorrer com tranquilidade. Não temos as datas exatas do início, pois estamos esperando a chegada das vacinas. No entanto, a parte que cabe ao município está sendo feita”, disse o prefeito.

Na primeira fase da campanha, a previsão é imunizar cerca de 210 mil pessoas. As vacinas serão aplicadas em pelo menos cinco centros de vacinação, um por região da cidade, havendo possibilidade de ampliação. Dos locais, quatro já foram definidos:

– Naed Noroeste – Avenida Ibirapuera, s/nº, Jardim Londres (região noroeste);
– Centro de Vivência do Idoso – Lagoa do Taquaral – portão 5 (região leste);
– Círculo Militar- Avenida Getúlio Vargas, 200. Jardim Chapadão (região norte);
– CAIC Sudoeste – Rua José Augusto de Mattos, s/nº, Vila União (região sudoeste).
O ponto de vacinação da região sul está sendo definido, mas a expectativa é que seja na região do Hospital Mário Gatti.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea von Zuben, explicou que “nós temos três objetivos com esses centros de imunização: a segurança da população, dos servidores e das vacinas. Lembrando que a gente está tirando as pessoas que serão vacinadas dos locais onde há atendimento, muitas vezes de sintomáticos respiratórios e suspeitos de Covid”.

De acordo com ela, a capacidade da estrutura é de aplicar cinco mil doses por dia. No entanto, a diretora ressaltou que ainda não há a informação de qual é o volume de vacinas que a Prefeitura de Campinas irá receber. “Nosso primeiro público-alvo será formado pelos profissionais dos hospitais que estão na linha de frente. Se chegar uma quantidade menor, eles serão contemplados, pois são os que estão mais expostos a riscos”, destacou.

Espaços
Para evitar aglomeração, todos os espaços serão amplos e arejados, além de contar com fácil acesso, estacionamento e segurança. Serão cerca de 300 funcionários trabalhando na imunização.
O horário de vacinação será de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Aos sábados, domingos e feriados, as vacinas serão aplicadas das 8h às 18h.

O público-alvo da primeira etapa inclui profissionais de saúde, pessoas a partir de 60 anos de idade, indígenas e quilombolas.
A equipe da Saúde prevê imunizar cerca de 210 mil pessoas na primeira etapa da campanha. Essa primeira fase será dividida da seguinte maneira:
1º – profissionais de saúde, indígenas e quilombolas – cerca de 63 mil pessoas em Campinas
2º – pessoas com 75 anos ou mais – 40.383 pessoas
3º – 70 a 74 anos – 26.309 pessoas
4º – 65 a 69 anos – 33.507 pessoas
5° – 60 a 64 anos – 46.169 pessoas

Das mortes por Covid em Campinas, 87% correspondem a esse público da primeira etapa.
Agendamento

Para evitar aglomeração, as pessoas que forem receber a vacina precisarão agendar o dia e o horário, e o agendamento será aberto depois que as doses chegarem. O número de horários que será aberto para a primeira fase estará de acordo com a quantidade de vacinas enviada à cidade.
O agendamento será feito por meio do portal da Prefeitura de Campinas, pelo telefone 160 ou pelo centro de saúde de referência.

Quem optar pela internet, deverá acessar o endereço www.campinas.sp.gov.br
e clicar no banner sobre a campanha de vacinação. O espaço está em destaque no alto da página.
Será necessário preencher um cadastro e as opções de horário serão disponibilizadas. A pessoa poderá escolher dia e horário. No fim do processo de agendamento, será emitido um comprovante com todos os dados, que pode ser impresso ou armazenado no celular.

A ida ao centro de saúde só é recomendada em último caso, pois há um grande volume de atendimentos médicos nas unidades.
No dia da vacinação, as pessoas devem levar documento com foto. Não é necessário possuir o Cartão SUS.

Continue Lendo

Geral

Escolas municipais retomam aulas presenciais no dia 8 de fevereiro

Publicado

em

Por

As 207 escolas municipais de Campinas estão preparadas para receber, a partir de 8 de fevereiro, os 47,6 mil alunos que retornam às aulas presenciais. São estudantes que estão matriculados na pré-escola, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Profissionalizante e de Qualificação Profissional.

As aulas presenciais estão suspensas desde março de 2020 por causa da pandemia de coronavírus e agora serão retomadas com regras de proteção contra a Covid-19. Haverá redução de horário e revezamento de turmas, para garantir o distanciamento social, e rigorosos protocolos sanitários, seguindo orientação das autoridades de saúde.

Todas as pesquisas apontam que as escolas são seguras, desde que todos os protocolos sanitários sejam obedecidos. Estamos fazendo a checagem de todas as nossas unidades para voltarmos com segurança”, afirmou o secretário de Educação, José Tadeu Jorge.

O cronograma prevê, neste primeiro momento, um retorno híbrido, com aulas presenciais e por meio da plataforma digital. O retorno presencial é facultativo ao aluno.

As turmas serão divididas: metade da sala vai para a escola uma vez por semana enquanto a outra metade fica em casa. Depois, os alunos se revezam, quem estava em casa, tendo aula on-line, vai para a escola.

Já os alunos da Educação Integral, do Ensino Fundamental, terão aulas presenciais todos os dias. No entanto, as turmas serão divididas em dois períodos: metade frequenta a escola no período da manhã e o restante à tarde.

Em virtude da constante necessidade de higienização de todos os espaços das escolas, o que inclui maçanetas das portas e carteiras, por exemplo, o período de aula será de três horas diárias. Antes da pandemia eram cinco horas.

Nos dois turnos serão oferecidas duas refeições: café da manhã e almoço ou almoço e café da tarde.
As primeiras semanas servirão para a conscientização da comunidade escolar. Estamos vivenciando uma situação inédita e a pandemia ainda está em curso. É uma oportunidade de as crianças também aprenderem conceitos. As primeiras semanas terão esse foco: o novo contexto”, explicou o secretário.
Cada aluno receberá um kit com quatro máscaras não descartáveis e um vidro individual de álcool em gel. Os professores, além das máscaras, também contarão com protetor facial (face shield). As carteiras serão disponibilizadas com um distanciamento de um metro e meio. Totens com álcool em gel serão distribuídos em pontos estratégicos das escolas.

As aulas de educação física serão mantidas, mas sem esportes de contato.
O retorno presencial é facultativo. Caso a família não queira levá-lo à escola, o estudante pode acompanhar as aulas pelo sistema remoto. O conteúdo será o mesmo.

Continue Lendo

Geral

Prefeito anuncia novo presidente da Setec nesta quinta-feira, 14

Publicado

em

Por

O prefeito de Campinas, Dário Saadi, anunciou hoje (quinta-feira, 14/01) o administrador de empresas Andre Assad Mello como novo presidente da Setec (Serviços Técnicos Gerais).

Além da formação em Administração, Mello também é graduado em Comunicação Social e pós-graduado em Gestão. Foi diretor-superintendente do Hospital Municipal de Paulínia e atuou em várias empresas privadas, como White Martins, Nova Química, Intermedic, Sanofi-Aventis e Biosigma Farmacêutica.

Continue Lendo









<





Populares