Connect with us

Eventos

Festival de Férias terá espetáculos infantis diários, de 10 a 17 de janeiro

Publicado

em

O Teatro Oficina do Estudante, localizado no Shopping Iguatemi, em Campinas, incluiu uma semana de programação com peças para as crianças, sempre às 15h, e com preço único de R$ 40,00.

O Teatro Oficina do Estudante, localizado no Shopping Iguatemi, em Campinas, realiza o “Festival de Férias 2021”, à partir do próximo domingo, dia 10. Com programação diária até o dia 17 de janeiro, o Festival contará com espetáculos infantis todos os dias, às 15h, com ingressos por R$ 40,00, já à venda no site www.ingressorapido.com.br e na bilheteria do teatro. Informações pelo telefone (19) 3543-2450.

O Festival de férias terá os espetáculos O Menino Maluquinho – Oficial (dias 10 e 17), A Pequena Sereia (dia 11), Pinóquio (dia 12), O Sítio do PicaPau Amarelo em: o Circo de Cavalinhos (dia 13), O Mágico de Oz (dia 14), Chapeuzinho Vermelho em: Uma surpresa para o Lobo (dia 15) e Os Três Porquinhos (dia 16). Os espetáculos são assinados pela Cia Arte & Manhas.

Sobre os espetáculos

O Menino Maluquinho – Oficial

Nesta adaptação original da Cia Arte & Manhas da obra de Ziraldo, pode-se conhecer mais a fundo “o menino que tinha vento nos pés e o olho maior que a barriga”. Junto com seus amigos Julieta e Bocão, Maluquinho está passando por uma nova situação envolvendo seus pais. Com a ajuda da avó querida e dos amigos inseparáveis, Maluquinho mostra que a teoria dos lados, criada por ele, vai fazer toda a diferença.

“Procuramos, nesta montagem, mostrar as relações familiares do Menino Maluquinho e de como é possível lidar com estas questões, dentro do universo infantil. Criamos uma história original, tendo como base o primeiro livro de Ziraldo que deu vida ao Maluquinho. Pretendemos, com esta história, aproximar pais e filhos ainda mais”, explica o diretor do espetáculo, Leonardo Cassano.

O brincar e a inocência estão presentes no espetáculo. “Nesta história, fugimos do contemporâneo no que se refere a tecnologia. Queremos resgatar as brincadeiras com os amigos sem o uso de eletrônicos, valorizar o olho no olho e reforçar as relações”. A montagem tem a chancela da Ziraldo Produções. Conta com trilha sonora composta especialmente para a peça, figurinos produzidos de forma artesanal e um cenário que remete a década de 80, época de lançamento do livro. Apresentações nos dias 10 e 17 de janeiro (domingos), às 15h.

A Pequena Sereia

Inspirado no clássico conto de Hans Christian Andersen, o espetáculo, que encanta gerações, também é uma adaptação feita pela Cia Arte & Manhas. Trata-se da história da pequena sereia Ariel, que vive nos oceanos, e um dia, ao subir à superfície se apaixona por um humano. O encanto de Ariel por um príncipe humano representa uma grande afronta para o seu pai, que sempre a alertou sobre os perigos da vida fora das águas e sobre as destruições da natureza provocadas pelo homem.

A partir deste amor platônico, surge uma arriscada aventura e uma prova de fogo com a rainha do mar, Úrsula, uma bruxa que promete transformar Ariel em humana em troca de sua linda voz. As peripécias da pequena sereia são acompanhadas pelos animados e atrapalhados amigos que vivem no mar.

“Procuramos dar o fator de encantamento ao imaginário infantil, com elementos fiéis ao clássico e soluções cênicas que tornam a peça especial, como o trono móvel de Ariel, os tentáculos da Úrsula e um grande cenário que remete ao fundo do mar”, conta Leonardo Cassano, diretor do espetáculo. A peça conta com trilha sonora original, especialmente composta para a montagem, com assinatura de Rafael Pio, além de figurinos incríveis, produzidos de forma artesanal. Apresentação na segunda-feira, dia 11 de janeiro, às 15h.

Pinóquio

Inspirado na obra clássica italiana, a peça conta a trajetória de Gepeto e seu boneco, em diversas fases. A montagem mescla atores, bonecos e teatro de sombra, mostrando a história do boneco de madeira que se vê em um universo fantástico, com muitos desafios. Ele precisa se salvar da terrível baleia e se livrar de um maluco – e um tanto quanto malvado – dono de circo. As aventuras são embaladas por trilha sonora especialmente composta para a montagem e cenários que remetem ao interior da casa de Gepeto, passando pelo circo e pelo fundo do mar, que mescla o universo embaixo d´água com o teatro de sombras. Apresentação dia 12 de janeiro terça-feira, às 15h.

O Sítio do PicaPau Amarelo em: o Circo de Cavalinhos

Desta obra de Monteiro Lobato, a Cia Arte & Manhas buscou uma adaptação que trouxesse, para as novas gerações, um mundo fantástico de descobertas e sensações, com o resgate da cultura brasileira. ‘” Circo de Cavalinhos”, publicado originalmente em 1921, conta a história da boneca de pano Emília, que resolve ter, no sítio, um ‘Círculo de Escavalinhos”, conforme o vocabulário dela.

A ajuda dos amigos Pedrinho, Narizinho, Visconde, Nastácia e, claro, Dona Benta, é fundamental para que o sonho se torne realidade. Trata-se de um espetáculo para todas as idades e gerações. A trilha sonora foi composta especialmente para a montagem e os figurinos e os cenários são artesanais. Apresentação dia 13 de janeiro, quarta-feira, às 15h.

O Mágico de Oz

Baseado no clássico do norte-americano Frank Baum, o espetáculo conta a fantástica história de Dorothy, que tem sua casa levada por um furação até o incrível mundo de Oz. Junto com o inseparável cãozinho Totó, a garota segue pelo caminho dos tijolos amarelos na tentativa de voltar para casa.

Nesta trajetória, ela conhece novos e bons amigos, como o Espantalho, que deseja ter um cérebro, o Homem de Lata, que almeja um coração, e um Leão, que sonha em ser corajoso. A montagem é da Cia Arte & Manhas, com direção de Leonardo Cassano. Os figurinos são fiéis ao clássico. A trilha sonora é assinada por Rafael Pio e, a adaptação de texto, por Tamires Faustino. Apresentação no dia 14 de janeiro (quinta-feira), às 15h.

Chapeuzinho Vermelho em: Uma surpresa para o Lobo

Espetáculo inspirado na obra de Charles Perrault, conta a história de Chapéu, uma garota que usa um capuz vermelho para visitar a sua avó, que mora perto da floresta. Ela vive sendo perseguida por um lobo. Apostando na interatividade com a plateia, a montagem da Cia Arte & Manhas coloca as crianças no palco com voz ativa no andamento da peça. Mais de 50 mil pessoas já assistiram ao espetáculo desde a estreia, em 2012.

Para o produtor da companhia, Leonardo Cassano, com isso, as crianças conseguem estimular o senso crítico e opinativo: “Buscamos estimular as crianças a refletirem sobre a história, provocando-as com elementos diferentes do clássico para que, em seguida, entremos de fato na história. Com isso, a plateia, até então apenas passiva, se torna parte integrante do espetáculo”, diz. A Apresentação será no dia 15 de janeiro, sexta-feira, às 15h.

Os três porquinhos

Nesta adaptação da Cia Arte & Manhas, os três porquinhos recebem algumas valiosas moedas da mãe deles para comprar materiais e construir a própria casa. Foi uma alegria danada, pois, a partir de então, todos teriam um cantinho para chamar de seu. Mas eis que, na hora da construção, alguns materiais não chegaram e foi aí que começou a confusão.

A tradicional história ainda guarda inovações, como um lobo que não é tão malvado e assustador, além de ter um ponto frágil e que é o fio condutor da história: o pânico que possui de porquinhos. Ele não pode ver nenhum que já sai em disparada e, desta forma, a confusão quase sempre já está armada. A interação com a plateia, marca da Cia de Campinas Arte & Manhas, também está presente, fazendo com que as crianças ajudem os porquinhos a construir as casinhas tão sonhadas. Os cenários são artesanais e a trilha sonora foi especialmente composta para a peça. Os figurinos caprichados são parte do encantamento que a peça promete ao público infantil. Apresentação no dia 16 de janeiro, sábado, às 15h.

Sobre a Cia Arte & Manhas

Com intensa programação teatral ao longo dos anos, a Arte & Manhas já produziu mais de 70 espetáculos, dos quais, atualmente, 40 estão em repertório ativo, um dos maiores do Brasil. Um dos diferenciais, é a técnica usada no desenvolvimento das peças: forte interação com a plateia, músicas envolventes e compostas especialmente para cada espetáculo, cenários elaborados para encantar o público, além de respeito irrestrito aos direitos autorais com trilha sonora.

Em paralelo aos espetáculos, criou o projeto Tá na hora do Teatro, em um formato inédito de histórias produzidas e filmadas especialmente para internet e que, em menos de  quatro meses, já alcançou 600 mil minutos assistidos. Também desenvolve storytelling de personagens artísticos e mascotes para empresas, além de gerenciar eventos corporativos, principalmente os que envolvem criatividade. Nestes anos, mais de 1 milhão de pessoas já assistiram aos seus espetáculos. Somadas as redes sociais Instagram, Facebook e Twitter, mais de 40 mil pessoas seguem a Cia Arte & Manhas.

SERVIÇO

Festival de Férias

Data: de 10 a 17 de janeiro de 2021

Horário: às 15 h

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: livre

Local: Teatro Oficina do Estudante Iguatemi

3º piso do Shopping Iguatemi Campinas

End: Av. Iguatemi, 777 – Vila Brandina

Serviço

Janeiro 2021 – programação

Teatro Oficina do Estudante – Shopping Iguatemi Campinas

08 de janeiro – sexta-feira

21h – Cleber Rosa – “Um pobre na quarentena”         

Ingressos: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)          

Classificação etária: Livre

09 de janeiro – sábado

21h – Guetto

Ingressos: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)

Classificação etária: 14 anos

10 de janeiro – domingo

15h -O menino maluquinho

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária – Livre

19h –   Fábio Vital “Ele Quer Casar Ela Só Quer Sexo”

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e INGRESSOS: R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: 16 anos

11 de janeiro – segunda-feira

15h – A pequena sereia

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária – Livre

21h – 4 amigos

Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50,00) meia

Classificação etária: 16

12 de janeiro – terça-feira

15h – Pinóquio

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: Livre

19h (sessão extra) – 4 amigos

Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50,00) meia

Classificação etária: 16

21h – 4 amigos

Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50,00) meia

Classificação etária: 16

13 de janeiro – quarta-feira

15h – O Sítio do PicaPau Amarelo em: o Circo de Cavalinhos

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: Livre

19h (sessão extra) – 4 amigos

Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50,00) meia

Classificação etária: 16

21h – 4 amigos

Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50,00) meia

Classificação etária: 16

14 de janeiro – quinta-feira

15h – Mágico de Oz

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: Livre

21h – Bee Gees Away

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: Livre

15 de janeiro – sexta-feira

15h – Chapeuzinho Vermelho em: uma Surpresa para o Lobo

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: Livre

21h – Cleber Rosa – “Um pobre na quarentena”

Ingressos: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)

Classificação etária: Livre

16 de janeiro – sábado

15h – Os Três Porquinhos

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: Livre

21h – Afonso Padilha “Fase de Teste”

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária:16

17 de janeiro – domingo

15h – O menino maluquinho

Ingressos: R$ 40,00

Classificação etária: Livre

19h –   Afonso Padilha “Fase de Teste”

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária:16 anos

21 de janeiro – quinta-feira

21h- Abba Majestat

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: Livre

22 de janeiro – sexta-feira

21h – Cleber Rosa – “Um pobre na quarentena”

Ingressos: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)

Classificação etária: Livre

23 de janeiro – sábado

15h – Joaninha Douradinha nos contos de Fadas

Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia)

Classificação etária: Livre

21h – Afonso Padilha – Fase de Teste

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: 16 anos

24 de janeiro – domingo

19h – Afonso Padilha – Fase de Teste

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: 16 anos

28 de janeiro – quinta-feira

21h – Beatles 4 Ever

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: Livre

29 de janeiro – sexta-feira

21h – Serginho Malandro – “Ninguém me leva a sério, pô!”

Ingressos: R$ 67,50 (inteira) e R$ 28,13 (meia)

Classificação etária: 14 anos

30 de janeiro – sábado

15h – Bita e os animais

Ingressos: R$ 90,00 e R$ 45,00  

Classificação etária: Livre

19h – Afonso Padilha – Fase de Teste

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Classificação etária: 16 anos

21h30 – Matheus Ceará – “Até Que Meu Show Te Separe”

Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia)

Classificação etária: 16 anos

31 de janeiro – domingo

15h – Bita e os animais

Ingressos: R$ 90,00 e R$ 45,00  

Classificação etária: Livre

19h – Emerson Ceará – “Sem Freio”

Inteira: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)

Classificação etária: 16 anos

Eventos

Murilo Couto apresenta “Gala Seca” no Teatro Paulo Autran, em Americana

Publicado

em

Por

Apresentação da comédia stand-up será na sexta-feira, 26 de fevereiro, às 20h. Os ingressos custam R$ 60,00 (inteira)e R$ 30,00 (meia-entrada). A classificação etária é de 14 anos. Vendas na bilheteria do Teatro das 8h às 12h e 13h às 17h e no site www.ingressodigital.com.

“Gala Seca” é uma gíria da região Norte do Brasil, usada para falar de pessoas com comportamento idiota e desatento. Não por acaso a expressão nomeia o novo e terceiro show de comédia stand-up do humorista Murilo Couto cujo texto é baseado em relatos de situações de toda sua vida. “As piadas de Gala Seca” são bem focadas em mim mesmo. Conto histórias desde a minha infância até os dias de hoje. Falo de como a feiura me ajudou profissionalmente, do meu primeiro beijo, das tentativas de ser estiloso na adolescência. Tudo bem vergonhoso”, admite o humorista

O espetáculo, com 80 minutos de duração e classificação etária de 14 anos terá apresentação única na sexta-feira, às 20h, no Teatro Paulo Autran, situado à Rua Belém, 233, Jardim Nossa Senhora de Fátima, em Americana. Os ingressos custam R$ 60,00 (inteira)e R$ 30,00 (meia-entrada) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro das 8h às 12h e 13h às 17h e no site www.ingressodigital.com .  “Todos vão rir da desgraça alheia”, garante Murilo, alertando que não aceitará chororô de quem perdeu “o maior show da história do planeta”.

Sobre Murilo Couto

O comediante paraense e repórter do late show “The Noite com Danilo Gentili” (SBT) também faz parte do elenco do “Em Pé na Rede”, primeiro grupo de stand-up comedy da região Norte do Brasil. Além disso, cria todo o conteúdo para seu canal do YouTube, que conta com mais de um milhão de inscritos. Nas horas vagas, se dedica à sonhada carreira como rapper.  Murilo começou sua carreira fazendo teatro em Belém (PA), em 2004, mas ficou conhecido apenas em 2009 quando fez parte do elenco de “Malhação” (TV Globo). Em 2016, ao lado de Tatá Werneck, Maurício Meirelles, Marco Gonçalves e Nil Agra, comandou o programa de humor e música “Estranho Show de Renatinho” (Multishow) e integrou a Banda Renatinho. No mesmo ano, disputou, na Finlândia, as etapas finais do prêmio “A Pessoa Mais Engraçada do Mundo”, promovido pelo clube de comédia americano Laugh Factory.

Seu primeiro show de stand-up comedy, “Eu, Eu Murilo”, estreou na Netflix em 2017 e, no ano seguinte, o comediante viajou pelo país quando gravou seu segundo DVD “Fazendo Suas Graça”. Ainda em 2018, lançou cinco singles de rap -um deles em parceria com o RapBox – em todas as plataformas digitais de música através da distribuidora internacional OneRPM e, ainda estreou no cinema, ao lado dos humoristas Danilo Gentili, Léo Lins, Dani Calabresa, como um dos protagonistas de “Exterminadores do Além”. Também participou de “O Amor Dá Trabalho”, de Leandro Hassum. O comediante pode ser visto nas séries “Drunk History” e “Entre Risos”, ambas no canal Comedy Central.

Serviço

Comédia stand-up “Gala Seca”

Data: 26 de fevereiro, 6ª feira.

Horário: às 20h    

Local: Teatro Paulo Autran – End: R. Belém, 233 – Jd. Nossa Senhora de Fátima

Classificação etária: 14 anos

Duração: 80 minutos

Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)

Vendas: Bilheteria do Teatro – das 8h às 12h e 13h às 17h e no site www.ingressodigital.com

Informações: (19) 3461-3045 – www.teatrogt.com.br

Continue Lendo

Eventos

Sarau Viva Nordeste – 2ª edição encerra fevereiro com cinema, música e literatura

Publicado

em

Por

Com um elenco que reúne mais de 50 artistas sediados principalmente em Campinas/SP, o Sarau Viva Nordeste – 2ª edição, que acontece até 27 de março, encerra sua programação de fevereiro de forma bem eclética, com apresentações voltadas a música, cinema e até literatura. Os eventos são gratuitos, com transmissões no canal do Youtube e no Facebook.

Na quinta-feira (25), às 19h30, o foco é o cinema, com uma roda de conversa sobre animação nordestina com a escritora e roteirista Alba Liberato, da Bahia, e a animadora Marila Cantuária, de Pernambuco. O evento terá mediação do co-diretor do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, o cineasta Maurício Squarisi, que há mais de 45 anos se dedica à produção cinematográfica de animação do Brasil.  Nascida em Salvador, Alba Liberato leva para suas obras o requinte do pensamento erudito com a beleza essencial da cultura popular. Entre seus trabalhos estão os roteiros para os longas de animação Boi Aruá e Ritos de Passagem, além do curta-metragem animado  Amarilis, dirigidos por Chico Liberato. Já Marila Cantuária  representa uma nova geração do mercado audiovisual. Desde 2010 trabalha como roteirista, diretora de animação, fotógrafa, ilustradora, editora e oficineira. É co-fundadora do selo de animação Produções Ordinária.

O Grupo Bolero Freak agita a noite de sexta-feira (26) com um show às 19h30.Na palestra espetáculo “Nordeste Cult”, o grupo explora a multiplicidade artística com música, teatro, circo e poesia pulsando em um ritmo alegre, ora debochado, ora provocativo, político e sempre visceral. A banda nasceu em 2017, em São Paulo, com o desejo de criar um espetáculo em homenagem aos 50 anos do disco antológico Tropicália ou Panis et Circenses. De lá para cá, a Bolero Freak já acumula importantes conquistas, como a premiação no “1° Concurso de Música de Rua do Pátio Metrô São Bento – Toca Aí”,  participação em festivais como Nômade, Festival Pinheiros, Festival Internacional de Circo e até experiência no teatro, como banda residente e parte do elenco na peça “O Rei da Vela”, remontagem histórica de 2018 dirigida por Hugo Possolo, da Cia dos Parlapatões.  

 “Ler é Uma Viagem” é o nome do próximo Grande Sarau, que acontece no sábado (27), a partir das 14h, celebrando a literatura. Dentre os convidados, estão Moreira de Acopiara, Katia Fonseca, Luciano Braga e Suzana Montauriol. A literatura de cordel, que desde 2018 é reconhecida como patrimônio cultural imaterial do Brasil, estará bem representada. Nascido no Ceará, Moreira de Acopiara é poeta e dramaturgo, autor de 26 livros e mais de 200 folhetos de cordel. Escritor de literatura de cordel, contos e poesia, Luciano Braga também é professor de arte, com especialização em Educação de Jovens e Adultos, Educação Especial, História e Cultura africana. Já a atriz, autora teatral, jornalista e ativista na área de Direitos Humanos Katia Fonseca traz para o Sarau “O Poder da Palavra”, uma apresentação sobre a vida e a obra de Torquato Neto, escritor, poeta, letrista e jornalista piauiense. Completando o elenco, Suzana Montauriol é psicopedagoga, escritora, poeta, cantora, atriz e contadora de histórias há 35 anos. Idealizadora do primeiro curso no Brasil de Educação com ênfase em contação de histórias, pela Univida/Facibra, ela se apresenta ao lado do músico Carlos Rezendes.

O Grande Sarau conta ainda com dois quadros fixos: “É mermo, Cabra?!”, com Miro Cena apresentando histórias e causos do Nordeste; e “Mão Molenga”, com narrativas animadas com os bonecos mamulengos de Denna Sossai.

Oficinas Culturais Gratuitas

Atração à parte no Sarau Viva Nordeste – 2ª edição, as oficinas culturais também são gratuitas, mas é preciso fazer uma inscrição antecipada pelo site www.sarauvivanordeste.com.br para garantir a participação.

Na oficina “Capas de Cordéis”, que começa no dia 08 de março, os participantes poderão conhecer técnicas da xilogravura, gravura com isopor, argila e colagem para o desenvolvimento de capas de cordéis com a utilização de materiais que normalmente seriam descartados. O encontro do cordel com a xilogravura pretende oferecer aos participantes um mergulho poético, artístico e literário pela cultura regional nordestina e suas manifestações artísticas populares, a partir da produção de cordéis, retratados em versos, rimas, métricas e xilogravuras. A oficina de “Música Popular Nordestina” propõe apresentar aos participantes os folguedos e suas estruturas melódicas, harmonias, características e instrumentação, com práticas voltadas à mistura do tradicional com o popular. As três oficinas têm acompanhamento de intérpretes de libras, e encerrando a programação, haverá ainda uma oficina de Construção de Bonecos com Sucata.

 Sobre o Sarau Viva Nordeste

Ao longo dos meses de fevereiro e março de 2021, o Sarau Viva Nordeste – 2ª edição, festival virtual de homenagem à cultura nordestina, abre espaço para diversas apresentações de artistas sediados no estado de São Paulo, especialmente em Campinas/SP. São vários formatos: os ‘saraus aperitivos’ são uma espécie de pocket show virtual, que acontecem à noite, durante a semana; as rodas de conversa trazem à tona diálogos com coletivos e movimentos que têm o Nordeste como referência em seus fazeres artísticos. Com edições semanais, as palestras espetáculos querem despertar no público a sensação de estar em uma grande plateia, como num teatro, casa de show ou centro cultural. Os sábados são reservados para os Grandes Saraus, com mais de três horas de duração, reunindo numa mesma tarde diferentes artistas e variadas performances. Todos os eventos são transmitidos ao vivo pelas redes sociais. 

Esta nova edição do Sarau Viva Nordeste foi selecionada pelo Edital ProAc Expresso Lei Aldir Blanc 40/2020, e tem produção da Diálogos Produções Culturais. O projeto nasceu do encontro da cordelista pernambucana, arte educadora e jornalista Dani Almeida com a produtora cultural campineira Janice Castro. Engajada em diversas atividades nos espaços culturais de Campinas, a dupla decidiu fortalecer o espaço para a cultura nordestina a partir da sua região. 

SERVIÇO

Sarau Viva Nordeste – 2ª Edição

Até 27 de março de 2021

Programação completa: www.sarauvivanordeste.com.br

Transmissão: Youtube e  Facebook 

Próximos eventos de fevereiro:

25/02 – (5ªf) – 19h30 – Roda deConversa: A mulher nordestina no cinema, com Mulheres nordestinas na 7ª arte.

26/02 – (6ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Nordeste Cult, com o Grupo Bolero Freak

27/02 – (sáb) – 14h – Grande Sarau: Ler é uma Viagem, com Moreira de Acopiara, Katia Fonseca, Luciano Braga e Suzana Montauriol.

Programação de março:

04/03 – (5ª) –  19h30 – Sarau Aperitivo: Canções poderosas para mulheres arretadas, com  Vanessa Oliveira.

05/03 – (6ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Mulheres em ação na arte do cordel, com o coletivo feminino Teodoras do Cordel.

06/03 – (sáb) – 14h – Grande Sarau: Força Feminina Nordestina, com Bill Dias (música e poesia), Maria Cândida (contação de histórias), Trio Maria Lua (forró pé-de serra), Tin Tin Alves e Luciano Braga (teatro e poesia).

08 a 11/03 –  das 14h às 15h – Oficina Capas de Cordéis, com Nireuda Longobardi (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br) Evento com tradução em Libras

11/03 (5ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Afronordestinas, com o Grupo La Cantante de La Trinidad e sus hijos.

12/03 (6ªf) – 19h30 – Roda de Conversa: Cordéis Femininos nas Bibliotecas, com o coletivo feminino Teodoras do Cordel.

15/03 a 18/03 – das 10h às 11h – Oficina: Encontro do cordel com a xilogravura, com Marco Haurélio e Lucélia Borges (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br) Evento com tradução em Libras

18/03 (5ªf) –  19h30 – Sarau Aperitivo: Fadices e Bruxarias nas Terras do Cangaço, com  Suzana Montauriol e Carlos Rezendes.

19/03 (6ªf)  – 19h30 – Palestra Espetáculo: No ritmo do Coco, com o Grupo Coco Yiawarete

20/03 (sáb) – 14h – Grande Sarau: Nordeste do faz e conta e encanta, com Cleusa Santo (contação de histórias), Samuel de Monteiro (cordel), Juliana Firmo (teatro) e Aldy Carvalho (música regional).

22 a 25/03 – das 14h às 15h – Oficina: Música Nordestina, com Gilber Souto Maior (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br) Evento com tradução em Libras

23 a 26/03 – das 10h às 11h – Oficina: Construção de Bonecos com Sucata, com Grumaluc – Teatro de Bonecos  (necessária inscrição prévia pelo site www.sarauvivanordeste.com.br)

25/03 (5ª ) – 19h30 – Sarau Aperitivo: Comidas nordestinas, comChef Marcelo Reis e a cantora Ilcéi Mirian.

26/03 (6ª) – 19h30 – Palestra Espetáculo: Encantos Circenses Nordestinos, com o Grupo Último Tipo.

27/03 (sáb) – 14h – Grande Sarau: Nordeste Circense, com Palhaço Custelinha (performance circense), Edimaria e Miro Cena (música e contação de histórias), Varneci Nascimento (cordéis divertidos)  e Ana Person (música).

Continue Lendo

Eventos

Programa que busca inserir profissionais pretos na área de tecnologia anuncia nova edição

Publicado

em

Por

Inscrições para o AfroDev, programa gratuito de diversidade e inclusão da Share RH, serão abertas no dia 20 de fevereiro

Vem aí mais uma edição do AfroDev, programa de inclusão social que visa desenvolver, capacitar e oferecer oportunidades reais de emprego para profissionais pretos da Região Metropolitana de Campinas (RMC) que queiram trabalhar na área de tecnologia.  Idealizada pela Share RH, empresa especializada em recrutamento e seleção e projetos com foco em gestão de pessoas, a iniciativa contará com o patrocínio de duas empresas que se destacam no setor, a 3778 e o Venturus.

 “A Share RH se orgulha muito do impacto que tem gerado a partir dos programas de formação com foco em diversidade. O AfroDev, por exemplo, ajuda a contornar dois problemas distintos em nossa sociedade: a escassez de mão de obra qualificada na área de tecnologia e a inclusão de pessoas pertencentes a diversos recortes sociais.”, diz Augusto Passarelli, Head Of Business da Share RH. 

Considerando um mercado super aquecido como é o de pessoas desenvolvedoras, o AfroDev chega para incentivar o investimento na formação de novos talentos a fim de aumentar a oferta de profissionais qualificados, ao mesmo tempo em que contribui para o aumento da diversidade neste ambiente.

Como participar

No dia 20 de fevereiro, às 9h, acontecerá a live de lançamento da 2° edição do AfroDev. Para participar do evento online, os interessados devem se inscrever no site https://conteudo.sharerh.com/share-rh-landing-page-afrodev. Além de ficarem por dentro de todos os detalhes do programa, os participantes poderão conferir painéis sobre tecnologia, diversidade e inclusão. As inscrições para as novas turmas, por sua vez, serão abertas ao final da live.

Neste ano, o AfroDev contará com trilhas de formação nas linguagens Python e Node, disponíveis para pessoas pretas que ainda não trabalharam como desenvolvedores no mercado, mas que já possuem uma base sólida em linguagem de programação. Além disso, haverá também uma trilha para iniciantes, que permitirá a participação de quem está começando sua jornada na área de tecnologia e possua conhecimento mínimo sobre o assunto. Em todos os casos, é necessário que cada participante tenha um computador e acesso à internet de banda larga para acompanhar as aulas.

Após o período de inscrições e testes, que se estenderá até o dia 21 de março, a Share RH fará a divulgação das pessoas selecionadas. A formação, por sua vez, acontecerá de 29 de março a 24 de abril, com a expectativa de que as contratações tenham início até a segunda quinzena de maio.

Balanço da 1º edição

Realizada em 2020, a edição de lançamento do AfroDev contou com diferentes trilhas de formação, incluindo quatro para linguagem Java, uma para iOS e uma para Android. Ao final do programa, 29 pessoas foram contratadas para atuarem em empresas renomadas como a ABI, CI&T, Oi, Raia Drogasil e Alelo.

Entre elas está Natália Ferreira Cezar, que atualmente ocupa o cargo de desenvolvedora Android na CI&T. Segundo a profissional, a experiência de participar do AfroDev foi bastante positiva, desde o processo de seleção humanizado conduzido pela Share RH até a contratação. “Além disso, sentimos muita confiança na pessoa que nos instruiu durante o curso, devido à ampla experiência que ela possui no mundo corporativo e, mais especificamente, em programação. Ao longo da formação, recebemos muitas dicas de como nos comportar e sobre o que deveríamos aprender para que fôssemos bem sucedidos em uma possível contratação”, conta.

A partir da experiência positiva, Natália dá algumas dicas aos futuros participantes do AfroDev. “Tirem dúvidas, aproveitem todas as aulas e mantenham um bom relacionamento com os colegas de turma e com o seu instrutor. Estudem muito, porque o conhecimento gera empoderamento e isso ninguém nunca vai tirar de vocês”, finaliza.

Para mais informações sobre a 2° edição do AfroDev, acesse: https://conteudo.sharerh.com/share-rh-landing-page-afrodev

Continue Lendo









<





Populares