Connect with us

Geral

Feira do CCC será ampliada e expositores terão registro profissional

Published

on

Novos artesãos serão testados para integrar a feira hippie do Centro de Convivência Cultural. Uma vez aprovados, passarão a fazer parte do conjunto dos expositores, renovando e ampliando o tradicional espaço de artesanato. Os artesãos da cidade também serão cadastrados, permitindo o ingresso no mercado de trabalho de forma oficial.
As novidades foram anunciadas pelo prefeito em exercício, Henrique Magalhães Teixeira, e pelo secretário de Cultura, Ney Carrasco, durante evento de renovação do convênio entre a Prefeitura de Campinas e a Sutaco – subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades, órgão da secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação.
O documento foi assinado pelo prefeito em exercício, que representou Campinas no evento realizado no Palácio dos Bandeirantes na tarde desta quinta-feira, 28 de junho. Na ocasião, o governador Márcio França firmou 502 convênios com 149 municípios de várias regiões do Estado. Os acordos envolvem diversos setores, abrangendo de incentivos ao artesanato a obras de infraestrutura.
Henrique Magalhães Teixeira destacou que o convênio permitirá cadastrar os artesãos campineiros na Sutaco, resultando em inclusão profissional, qualificação e formalização. O artesão passará a ter uma identidade profissional, como se fosse um registro profissional, dotada de QR Code – código de barras que possibilita a leitura eletrônica. A Sutaco também vai ajudar na seleção dos novos expositores para a feira do CCC.
A formalização do trabalho dos artesãos gera renda, inclusão social e melhor condição de vida, permitindo o acesso ao mercado de trabalho de forma reconhecida”, avaliou o prefeito em exercício. Ele também explicou que Campinas já atua em parceria com a Sutaco e que a renovação do convênio possibilitará incrementar o trabalho: “vamos agora agilizar a atualização do banco de dados de artesãos da cidade, oferecer treinamento e fomento do artesanato nas periferias, de forma a qualificar a produção em Campinas”.
Cadastramento e aplicativo
O cadastramento é importante porque permite ao artesão garantir a originalidade do seu produto e a classificação do resultado final como artesanato. A medida terá amparo em um aplicativo que será liberado em breve, e por meio do qual os fiscais poderão comprovar a idoneidade do artesão, evitando fraudes.
O cadastramento dos artesãos será feito a partir da avaliação de critérios, tais como as técnicas artesanais, a matéria-prima e a transformação do material, para comprovar se o produto final pode, realmente, ser classificado como artesanato. Atendendo a estes requisitos, o artesão recebe a carteirinha. Qualquer pessoa pode se cadastrar.
O registro do artesão também possibilita a geração de trabalho, contribuindo com a economia criativa, além de garantir acesso à legislação do artesanato paulista e brasileiro, promovendo suporte legal para a atividade. O artesão poderá, ainda, ter acesso a ferramentas de gestão de negócios, oficinas e cursos de técnicas artesanais, além de participar de eventos de exposição e venda de artesanato paulista.
Segundo o governador, 80 mil pessoas no Estado têm no artesanato sua fonte de renda, atualmente. Por isso, o convênio com a Sutaco visa o fomento do artesanato como atividade econômica estratégica para geração de renda e desenvolvimento municipal e como ferramenta de inclusão social.
Os municípios cadastrados terão acesso a treinamento para agentes de cooperação Sutaco, no caso os fiscais, que são servidores públicos.

Geral

Lei amplia para 700 as vias que podem mesclar uso residencial e comercial

Published

on

By

 

 

A entrada em vigor da Lei Complementar 304/2021, em junho deste ano, ampliou a permissão para instalar novas atividades em vias coletoras de

Campinas. Como resultado, 2.375 comércios, serviços e entidades podem agora funcionar em ruas secundárias que levam o tráfego para as grandes avenidas de bairros.

 

 

Com a medida, mais de 700 vias passaram a ter potencial econômico reforçado em regiões como Campo Grande, Ouro Verde, Taquaral, Vila Brandina, entre outros, reforçando o acesso da população a núcleos locais comerciais. Consulta dos endereços pode ser feita pela internet no Portal do Zoneamento On-line da Prefeitura.

 

 

A permissão de usos antes possíveis apenas nas vias arteriais (as avenidas principais) também nas vias coletoras na Zona Mista 1 expandiu em cerca de cinco vezes a possibilidade de usos mais dinâmicos nessa nova área, segundo dados da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb). 

 

 

Antes da lei, essas atividades eram permitidas em cerca de 130 vias dos bairros beneficiados; agora, são mais de 700 ruas e avenidas secundárias com possibilidade de mesclas de usos – comercial e residencial – fator determinante para a dinamização dos bairros.

 

 

Novas possibilidades

 

 

A nova lei permite a instalação, em vias secundárias, atividades comerciais varejistas e atacadistas, serviços e entidades institucionais considerados de média incomodidade. Nessa condição incluem-se, entre outros, supermercados, padarias, clínicas e associações, que antes só eram permitidas em avenidas/vias arteriais. 

 

 

Para saber se em determinado endereço é possível abrir o negócio pretendido, qualquer pessoa pode consultar pela Internet o “Portal do Zoneamento On-line” da Prefeitura de Campinas. A ferramenta está acessível em https://zoneamento.campinas.sp.gov.br/.

 

 

A versão atual do Portal traz os decretos e leis complementares publicadas neste ano, relacionados ao uso do solo e à hierarquia viária, que permite analisar a classificação de vias arteriais e coletoras, referentes à Zona Mista 1 em Campinas. Assim, os empresários podem realizar, de forma rápida, consulta prévia de viabilidade para abertura de empresas nos endereços de interesse.

 

 

No Zoneamento On-line também é possível consultar a abertura de empresas diretamente no Via Rápida Empresarial, da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

 

 

O acesso ao portal é gratuito e funciona em celulares, computadores de mesa, laptops e tablets. Não é preciso cadastro, basta entrar na página e colocar os dados do endereço a ser pesquisado.

 

Lei amplia para 700 as vias que podem mesclar usos residenciais e comerciais

 

 

Permissão expande em cinco vezes dinamização das rua e contribui para desenvolvimento de redes de serviços nos bairros

 

 

 

A entrada em vigor da Lei Complementar 304/2021, em junho deste ano, ampliou a permissão para instalar novas atividades em vias coletoras de

Campinas. Como resultado, 2.375 comércios, serviços e entidades podem agora funcionar em ruas secundárias que levam o tráfego para as grandes avenidas de bairros.

 

 

Com a medida, mais de 700 vias passaram a ter potencial econômico reforçado em regiões como Campo Grande, Ouro Verde, Taquaral, Vila Brandina, entre outros, reforçando o acesso da população a núcleos locais comerciais. Consulta dos endereços pode ser feita pela internet no Portal do Zoneamento On-line da Prefeitura.

 

 

A permissão de usos antes possíveis apenas nas vias arteriais (as avenidas principais) também nas vias coletoras na Zona Mista 1 expandiu em cerca de cinco vezes a possibilidade de usos mais dinâmicos nessa nova área, segundo dados da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb). 

 

 

Antes da lei, essas atividades eram permitidas em cerca de 130 vias dos bairros beneficiados; agora, são mais de 700 ruas e avenidas secundárias com possibilidade de mesclas de usos – comercial e residencial – fator determinante para a dinamização dos bairros.

 

 

Novas possibilidades

 

 

A nova lei permite a instalação, em vias secundárias, atividades comerciais varejistas e atacadistas, serviços e entidades institucionais considerados de média incomodidade. Nessa condição incluem-se, entre outros, supermercados, padarias, clínicas e associações, que antes só eram permitidas em avenidas/vias arteriais. 

 

 

Para saber se em determinado endereço é possível abrir o negócio pretendido, qualquer pessoa pode consultar pela Internet o “Portal do Zoneamento On-line” da Prefeitura de Campinas. A ferramenta está acessível em https://zoneamento.campinas.sp.gov.br/.

 

 

A versão atual do Portal traz os decretos e leis complementares publicadas neste ano, relacionados ao uso do solo e à hierarquia viária, que permite analisar a classificação de vias arteriais e coletoras, referentes à Zona Mista 1 em Campinas. Assim, os empresários podem realizar, de forma rápida, consulta prévia de viabilidade para abertura de empresas nos endereços de interesse.

 

 

No Zoneamento On-line também é possível consultar a abertura de empresas diretamente no Via Rápida Empresarial, da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

 

 

 

O acesso ao portal é gratuito e funciona em celulares, computadores de mesa, laptops e tablets. Não é preciso cadastro, basta entrar na página e colocar os dados do endereço a ser pesquisado.

Continue Reading

Geral

Programa GestAÇÃO é apresentado durante reunião no Salão Vermelho

Published

on

By

A secretária de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Eliane Jocelaine Pereira, apresentou, na tarde desta terça-feira, 3 de agosto, o Programa GestAÇÃO . A reunião, no Salão Vermelho, contou com a participação de diretores, coordenadores e chefes de setor da Pasta. 

 

“A partir do apoio da Comunitas e das reuniões que temos tido, em especial com as equipes da secretaria, surgiram ideias e propostas de caminhos que podemos trilhar para a concretização de políticas públicas voltadas para a qualificação do serviço público”, explicou a secretária. “É assim que nasce o GestAÇÃO, que tem seu princípio em gestar ideias que resultarão em uma maior qualificação dos servidores e dos serviços prestados ao cidadão”, completou.

 

O Programa se caracteriza pela composição e integração das metas que vão reger o trabalho da Pasta ao longo da gestão. 

 

O eixo central do programa vai ser a metodologia de linha de cuidados com o servidor, com políticas públicas materializadas em marcos regulatórios, programas, projetos, benefícios e pesquisas, interligados da entrada até a aposentadoria dos profissionais. 

 

O programa será desenvolvido em quatro eixos: melhoria dos processos de seleção; melhoria dos processos de desenvolvimento de carreira; melhoria dos processos de desenvolvimento humano; e melhoria do ambiente de trabalho. 

 

Ainda como parte do GestAÇÃO, a criação de um Laboratório de Inovação em Gestão e Desenvolvimento Humano também será uma ferramenta importante para o engajamento dos servidores na formulação e implementação de políticas públicas voltadas à qualificação, tanto do funcionalismo como dos serviços prestados à população. “Para que as ideias se concretizem e construamos uma cultura de inovação na Administração, queremos engajar o servidor neste processo. Queremos que eles tragam suas ideias e contribuições para o nosso Laboratório de Inovação, que será um ambiente orgânico vivo, dinâmico, permanente e aberto para propostas”, disse a secretária. 

 

Entre as ações para engajar o servidor estão a produção de manuais e pesquisas; de rádio e podcasts; revistas e boletins; e mídias sociais. Também será criado um acervo, com as memórias e experiências dos servidores, além da Labteca, uma plataforma interativa e concreta do laboratório de ideias.

 

Continue Reading

Geral

Setransp/Emdec ativam semáforos no cruzamento Bragança Paulista x Itatiba

Published

on

By

A Secretaria de Transportes (Setransp) e a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) ativam novos conjuntos semafóricos no cruzamento da Rua Bragança Paulista com a Rua Itatiba, na região do Jardim Novo Campos Elíseos. Os equipamentos entram em operação a partir das 10h de 10 de agosto, próxima terça-feira. 

 

 

Os novos conjuntos semafóricos também possuem foco para a travessia de pedestres. A região recebeu nova sinalização viária, tanto vertical (placas), como também horizontal (pintura de solo). 

 

 

A instalação dos equipamentos e a nova sinalização buscam aumentar a segurança durante a circulação. A região está inserida no entroncamento do Corredor BRT Perimetral com o Corredor BRT Ouro Verde, ao lado do Terminal BRT Campos Elíseos, que está em fase de finalização das obras. 

 

 

Agentes da Mobilidade Urbana da Emdec irão monitorar o trânsito na região. Técnicos semafóricos acompanharão a operação dos novos equipamentos e realizarão ajustes na programação, caso necessário. 

 

 

 

 

 

Continue Reading

Populares