Connect with us

Geral

Exposição fotográfica reflete sobre a área central da cidade

Publicado

em

A relação das pessoas com a pulsante região central da cidade, registrada pelo fotógrafo Oliveira França, pode ser conferida na mostra “Projeto Envelope Amarelo”, que será aberta na Casa de Vidro, localizada no Lago do Café, a partir de 7 de novembro, às 19h. A visitação, com entrada gratuita, ficará em cartaz até 2 de dezembro.
A exposição reúne 40 imagens e busca trazer as opiniões sobre os aspectos positivos e negativos do Centro de Campinas. “O objetivo é demonstrar que a convivência entre diferentes proporciona uma vida mais cidadã, com mais tolerância, respeito e senso de comunidade”, afirma o fotógrafo.
A exposição faz parte do “Projeto Envelope Amarelo”, contemplado pelo edital do FICC (Fundo de Investimentos Culturais de Campinas). Além da exposição, o projeto envolve uma oficina. 
O projeto 
Entre os meses de junho e setembro deste ano, alguns envelopes de cor amarela foram deixados sobre esculturas, muros e construções, bancos, praças e outros locais da região central de Campinas. Cada um dos envelopes, distribuídos aleatoriamente, continha instruções e meios de contato para agendar uma entrevista e sessão de fotos. 
Depois de 365 envelopes, o objetivo de conseguir 20 pessoas para o projeto foi finalmente alcançado. “As pessoas que aceitaram participar deram informações pessoais e apontaram os principais defeitos e qualidades da região central da cidade, em sua opinião, principalmente no que diz respeito às relações humanas”, destaca Oliveira França.
Os retratos de cada participante, assim como detalhes de suas vidas e parte de seus pensamentos integram a mostra. “Dessa forma, o visitante da exposição poderá visualizar e refletir sobre a dinâmica social do centro da cidade”, conclui.
Oficina de Fotografia
A Oficina de Fotografia do Projeto Envelope Amarelo, realizada na Estação Cultura nos dias 20 e 21 de outubro, permitiu aos inscritos uma rápida introdução sobre a história da fotografia e algumas técnicas fotográficas. Também proporcionou a oportunidade de envolvimento no projeto a partir da criação de fotografias, com o objetivo de divulgar a exposição, durante uma caminhada fotográfica promovida na região central da cidade. 
A oficina disponibilizou 20 vagas e contou com cerca de 40 inscritos. 
O fotógrafo 
Oliveira França é formado em Sociologia pela Unicamp e faz cobertura independente de manifestações e protestos de rua desde 2010. Também atua como fotógrafo de eventos culturais e como arte-educador em fotografia. 
Em sua carreira, destacam-se, entre outros, os trabalhos fotográficos “Manifestação Fotográfica”, com imagens sobre as manifestações de protesto de junho/julho de 2013 em Campinas – em parceria com o fotógrafo Rodrigo Marques;  o concurso “Fim do Mundo / Fim dos Clics”, em parceria com o Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campinas e os  concursos nacionais de fotografia da ONG SOS Ação Mulher e Família.
Serviço 
Exposição Projeto Envelope Amarelo 
Abertura: 7 de novembro de 2018, a partir das 19h
Período: 7 de novembro a 2 de dezembro. 
Horário de visitação: segunda a sexta das 9h às 17h 
Visitação para grupos e no período noturno devem ser agendadas pelo e-mail: museudacidade@campinas.sp.gov.br 
Local: Casa de Vidro (Lago do Café. Av. Dr. Heitor Penteado, 2145. Parque Taquaral. Campinas)
Entrada gratuita 

Geral

Campanha da Emdec de prevenção à Covid-19 é levada a agentes e escolas

Publicado

em

Por

A campanha “Em defesa da vida, faça a sua parte!” da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), voltada à prevenção da Covid-19 na mobilidade urbana, está na sua quarta semana de atividades. Neste início de maio, a campanha alcançou novos públicos estratégicos: a comunidade escolar e os agentes da mobilidade urbana da empresa.
 

 

Para as escolas, a Emdec elaborou dois materiais que abordam deslocamentos seguros na pandemia do coronavírus, disponibilizados no endereço eletrônico www.emdec.com.br/maioamarelo. O movimento Maio Amarelo visa a preservar a vida no trânsito, e, em Campinas, também estão sendo incorporados conteúdos de conscientização contra a doença.  

 
 

A Cartilha de Prevenção contra a Covid-19 na Mobilidade de Estudantes e Comunidade Escolar apresenta os cuidados necessários antes de sair de casa, o uso da máscara, a etiqueta respiratória, a higienização das mãos e orientações de prevenção para diferentes modos de deslocamento, seja a pé, de bicicleta, transporte escolar, transporte público, táxi ou viajando por aplicativos, por exemplo.  



Já a publicação Planos de Aula: Prevenção contra a Covid-19 na Mobilidade de Estudantes e Comunidade Escolar sugere, de forma detalhada, atividades a professores da Educação Infantil (para crianças de 4 a 5 anos), Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano), Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio, com ampla indicação de ferramentas e referências, tendo como tema a mobilidade urbana em tempos de coronavírus.  


 

Nas próximas semanas, ainda dentro do Maio Amarelo, as instituições de ensino também receberão materiais sobre circulação segura, cidadania, respeito e responsabilidade no trânsito.  



Agentes da mobilidade urbana  

 
A campanha “Em defesa da vida, faça a sua parte!” também está envolvendo os agentes da mobilidade urbana da Emdec. Na quarta, 5 de maio, agentes que exercem funções de liderança passaram por capacitação com pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, em dois períodos.  


 

O curso virtual “Orientações para os agentes da mobilidade urbana sobre medidas de prevenção e controle da Covid-19” foi apresentado por Priscila de Paula Marques, enfermeira e técnica da Vigilância Sanitária de Serviços Relacionados à Saúde, e Alexandre Beltrami, engenheiro de segurança do trabalho, chefe de setor no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador. Funcionários de outros setores da Emdec e da Saúde também acompanharam as palestras.  


 

“As instruções promovem autoproteção, prevenção e orientação aos munícipes. Este conhecimento será multiplicado pelos líderes aos quase 400 agentes da mobilidade urbana da empresa, que, por sua vez, poderão orientar os cidadãos”, destaca o presidente da Emdec, Ayrton Camargo e Silva. “Também vamos entregar cartilhas impressas e disponibilizar o curso completo aos agentes em uma plataforma de Educação a Distância (EaD)”, explica Camargo.


 

“Estamos reforçando as orientações dos órgãos de saúde junto à população e aos nossos colaboradores, para pleno enfrentamento da Covid-19”, comenta o secretário municipal de Transportes, Vinícius Riverete. “Se as viagens são necessárias, devem ser realizadas com todos os cuidados pelos transportadores, operadores e passageiros”.  

 

Além de Camargo e Riverete, participam das palestras o diretor de Operações da Emdec, Wilson Folgozi de Brito; e a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea Paula Bruno von Zuben. Nas próximas quartas-feiras, dias 12 e 19 de maio, ainda estão previstas apresentações para transportadores escolares e os demais funcionários da Emdec.
 

 

Histórico da campanha

 

A campanha “Em defesa da vida, faça a sua parte!”, lançada em abril, desde o início foi direcionada aos usuários do transporte público coletivo. Este público recebeu mensagens nos letreiros de ônibus, na frota do transporte e também nos terminais urbanos, que foram demarcados com orientações de solo para o distanciamento social. As mensagens ainda foram veiculadas na Rádio Educativa.  

 
 

A Emdec também instalou faixas informativas nos terminais urbanos, com alertas sobre higienizar as mãos e objetos tocados; jamais espirrar, tossir ou falar sem máscara; não comer ou beber dentro dos ônibus; e respeitar o distanciamento social.  

 

 
Durante a semana passada, a campanha contou com ações virtuais nas redes sociais da Emdec (Facebook, Instagram e Twitter), além do compartilhamento de mensagens via WhatsApp, focando em públicos específicos.  




O endereço eletrônico www.emdec.com.br/covid-19 (Mobilidade em Campinas na pandemia da Covid-19) traz todas as notícias da empresa relacionadas ao coronavírus, bem como informações de atendimento ao público, links e telefones úteis.

Continue Lendo

Geral

Setransp arrecada mais de 25 toneladas para campanha Campinas Sem Fome

Publicado

em

Por

A Secretaria Municipal de Transportes (Setransp) enviou nesta quinta, dia 6 de abril, pela manhã, mais 578 cestas básicas para o Banco de Alimentos de Campinas. Foram mobilizados dois caminhões e uma equipe de 11 militares do 2º Batalhão Logístico Leve, que auxiliou no carregamento das cestas ao Banco de Alimentos de Campinas.

Esta é a segunda remessa que a Setransp encaminha para a campanha “Campinas Sem Fome”. Na primeira, em abril, foram entregues 905 cestas.  

Agora, as doações da Setransp somam 1683 cestas básicas, que totalizam cerca de 25,3 toneladas de alimentos e kits de higiene.

Segundo o secretário de Transportes, Vinícius Riverete, esse foi o resultado da mobilização que a Setransp fez com empresários da cidade, que responderam positivamente ao apelo do prefeito Dário Saadi e abraçaram a iniciativa.  

“Ficamos felizes com os esforços e gesto solidário do empresariado de Campinas, que devem servir de inspiração para que outras pessoas continuem as doações. Sabemos que a pandemia não passou e seu impacto na vida dos mais vulneráveis ainda persistirá.”

Outro fator destacado por Riverete é que as doações da Setransp, embora expressivas, não esgotam a mobilização. “Precisamos estar vigilantes permanentemente para reduzir a insegurança alimentar de toda a sociedade que sofre”, afirma o secretário.

Agradecemos, especialmente, ao apoio do empresariado; e, também, do tenente-coronel Vanderson Giacomini Savioli, que colocou a sua equipe à disposição para nos ajudar nesta logística de envio das doações ao Banco de Alimentos; e, ainda, ao próprio Banco, que realizou o transporte.

Continue Lendo

Geral

Campinas tem 81,87% dos leitos de UTI-Covid ocupados nesta sexta, 6

Publicado

em

Por

Campinas conta, nesta quinta-feira, 6 de abril, com 375 leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 nas redes pública municipal e particular de saúde. Deste total, 307 estão ocupados, o que corresponde a 81,87%. Há 68 leitos livres nas redes municipal e privada.

Não há espera por leitos Covid-19 de UTI e enfermaria.

Os leitos estão disponibilizados da seguinte maneira:

SUS Municipal: 163 leitos, dos quais 157 estão ocupados, o que equivale a 96,32%. Há 6 leitos livres.

Particular: 212 leitos, dos quais 150 estão ocupados, o que equivale a 70,75%. Há 62 leitos vagos.

SUS Estadual: As informações sobre os leitos do Estado (HC e AME) estão disponíveis no www.saopaulo.sp.gov.br/planosp/simi/leitos/

Continue Lendo







Populares