Connect with us

Geral

Evento na Ceasa Campinas certifica 72 doadores do Banco de Alimentos

Publicado

em

Com a participação do prefeito Jonas Donizette, o Banco de Alimentos de Campinas entregou na manhã desta quarta-feira, 31 de janeiro, o Certificado Doador Solidário a 72 empresas, instituições e pessoas físicas que doaram produtos para serem distribuídos às entidades cadastradas. O certificado – que foi criado pelo Banco, em parceria com a Ceasa Campinas e a Secretaria Municipal de Assistência Social e Segurança Alimentar – visa destacar e valorizar a ação dos parceiros. Cerca de 150 pessoas participaram do evento, realizado no auditório da Ceasa Campinas.

 

Em seu discurso, Jonas destacou a importância do trabalho do Banco e do reconhecimento aos doadores. “Esse certificado tem dois propósitos: primeiro, dizer ‘muito obrigado’ e, segundo, incentivar outras empresas e pessoas a fazerem mais. Campinas tem muito potencial (para a doação de alimentos)”, disse Jonas. “A gente pode fazer dessa cidade uma cidade cada vez melhor. Vamos continuar esse trabalho para que a gente possa ajudar cada vez mais o Banco de Alimentos”, concluiu. 

 

Os ex-atletas do vôlei Maurício Lima e André Heller – que representaram o Vôlei Renata, um dos parceiros do Banco de Alimentos – também marcaram presença no evento. Heller fez um discurso que chegou a emocionar a plateia. “Em tempos de radicalismo, de extremos, de crise, sobretudo crise de valores, e em tempos em que ser diferente, ou até mesmo pensar diferente, serve de gatilho para a intolerância, receber um certificado como doador solidário nos faz revisitar alguns temas importantes e essenciais da nossa vida. Solidariedade, generosidade, ajuda ao próximo são temas muito relevantes”, disse. E completou: “O ‘muito obrigado’ não serve mais para agradecer o Banco de Alimentos. Deveriam inventar uma palavra mais grandiosa. Vocês constroem as pontes que nos conectam com a nossa humanidade e nos possibilitam ajudar as pessoas que verdadeiramente necessitam”.

Publicidade

 

O diretor presidente da Ceasa Campinas, Wander Villalba, agradeceu a presença de todos e destacou a relevância do Banco de Alimentos de Campinas no Estado e no Brasil, servindo de modelo para a criação de outros bancos. Também lembrou a parceria da Ceasa com a IBM mundial, no ano passado, que resultou num plano estratégico de aperfeiçoamento do Banco de Alimentos com algumas propostas, entre elas a criação do certificado aos doadores. “Conseguimos aumentar a arrecadação do Banco em 30% num ano de crise (2017) e ajudar muito mais pessoas que precisaram do banco. O prefeito não mede esforços para que esses programas sociais tenham cada vez mais visibilidade dentro do município de Campinas”, disse Villalba.

 

 

 

Publicidade

Mesa e presença

 

Além de Jonas e Villalba, participaram da Mesa do evento a secretária municipal de Assistência Social e Segurança Alimentar, Eliane Jocelaine Pereira; o vereador Permínio Monteiro da Silva – que representou o presidente da Câmara Municipal, Rafa Zimbaldi -, e o empresário e presidente do Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação (ISA), João Benassi. 

 

O gerente do Banco de Alimentos, Osvaldo Vancini, e a nutricionista Bruna de Angelis fizeram a entrega dos certificados. O prefeito participou do início da cerimônia, entregando os três primeiros documentos. 

Publicidade

 

Também estiveram presentes os secretários municipais Dário Saadi (Esportes e Lazer) e André Von Zuben (Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo), além do superintendente regional da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Nestor Amâncio Alves Júnior; da procuradora do Ministério Público do Trabalho, Ana Lúcia Ribas Saccani Casarotto; do diretor da Emdec, Guilherme Damasceno, e do tenente-coronel José Ricardo Trevisan Arantes, do 8º Batalhão da Polícia Militar do Interior. Todos esses receberam os certificados de doadores solidários pela parceria das instituições na arrecadação de alimentos para o Banco. Outros vereadores também estiveram presentes.

 

 

 

Publicidade

Cartilha

 

O Banco e a Ceasa também lançaram, durante o evento, a cartilha “Como Doar Alimentos”, com informações objetivas sobre a forma correta de fazer doações, os procedimentos que devem ser seguidos e o que deve ser evitado na hora de dar a sua contribuição. A cartilha será distribuída gratuitamente a empresas, pessoas físicas e entidades de Campinas e região.

 

O Banco Municipal de Alimentos funciona numa área dentro da Ceasa Campinas e é resultado de convênio com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Segurança Alimentar. Fundado em 2003, o Banco arrecada produtos fora da Ceasa, em eventos esportivos e culturais, em supermercados, empresas e por meio de parcerias. O Banco atende hoje a 120 entidades cadastradas e cerca de 27 mil pessoas.

Publicidade

Geral

Taça das Favelas volta no fim de semana com mais 12 partidas de futebol

Publicado

em

Por

Fim de semana é dia de torcer para os times que estão disputando a Taça das Favelas. Serão seis partidas no sábado, 1º de julho, e outras seis no domingo, 2 de julho, a partir das 8h, na Praça de Esportes Argemiro Roque, no São Bernardo. O evento é uma realização da Cufa (Central Única das Favelas) em parceria com a Prefeitura de Campinas e apoio da EPTV.
Os jogos começam com as equipes masculinas. Às 8h, jogam São Pedro/Formigueiro e São José; às 9h30 é a vez do Carlos Lourenço enfrentar o Florence. Os dois últimos jogos masculinos serão às 11h e às 15h30, com Satélite Íris x Buraco do Sapo e São Bernardo contra Nilópolis.
Ainda no sábado, duas equipes femininas se enfrentam. Às 12h30, as meninas do Padre Anchieta jogam contra o Flamboyant; e às 14h é a vez do Santo Antônio e do Campo Belo entrarem em campo.
Domingo
A competição volta no domingo, às 8h, com o feminino do São Marcos enfrentando o Vida Nova. O outro jogo será às 9h30, entre Shangai e Paranapanema.
Na sequência, os meninos entram em campo. Às 11h, jogam Brandina contra Santa Barbara; Costa e Silva e Campo Belo se enfrentam às 12h30. Ainda na programação, Puccamp e Rosália às 14h e Paranapanema e Vila Boa Vista às 15h30.
Taça das Favelas 2022
A 2ª edição da Taça das Favelas de Campinas tem 3.012 inscritos. São 2.137 inscrições para os times masculinos e 875 para os femininos.
O torneio tem como objetivo promover a conscientização e a inclusão por meio do esporte; a integração das comunidades e a ressignificação do território e, ainda, o fortalecimento da autoestima da juventude das favelas e núcleos residenciais.
A Taça das Favelas faz parte do calendário oficial de eventos de Campinas desde 2021, por meio da Lei Municipal 16.100.
Na primeira edição do campeonato, em 2019, a Vila Brandina foi campeã no masculino, enquanto São José ficou com o título no feminino.

Continue Lendo

Geral

Mutirão do Planejamento agilizará análise de projetos que aguardam na fila

Publicado

em

Por

 

A Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo (Seplurb) realizará na próxima semana, entre os dias 4 e 8 de julho, um mutirão de análise dos protocolos de regularização para uso habitacional e comércio de pequeno porte. O objetivo é oferecer uma resposta rápida aos munícipes que possuem projetos de regularização imobiliária tramitando junto à Prefeitura. Por conta da concentração da equipe da Coordenadoria de Aprovação de Projetos nesta atividade, os demais atendimentos estarão suspensos no período.

 
Com entrada de 240 processos por mês durante este ano, a Secretaria está com uma alta demanda de pedidos protocolados. O mutirão vai acelerar a resolução das demandas em estoque referentes aos anos de 2019 a 2021. São mais de 1.800 processos cadastrados no período, que coincide com a sanção da Lei de Regularização de Construções Clandestinas e Irregulares, conhecida como Lei do Puxadinho, em 2019.
 
A lei foi criada para facilitar a regularização de construções clandestinas e irregulares na cidade, tanto residenciais quanto comerciais. A regularização é necessária para a obtenção do Certificado de Conclusão de Obra (CCO), conhecido como “Habite-se”, comprovante de que o imóvel está em condições de moradia ou uso comercial. Sem esse documento, não é possível registrar o imóvel e nem obter alvará para realização de atividades comerciais.
Segundo a secretária de Planejamento e Urbanismo, Carolina Baracat Lazinho, o intuito do mutirão “é dar celeridade na resolução dos protocolos de aprovação de projetos de imóveis já existentes e que precisam ser regularizados”. Os protocolos serão analisados por critério cronológico, com o auxílio de um check-list elaborado para nortear a análise por parte dos técnicos.
Responsáveis devem ficar atentos
A secretária alerta arquitetos e engenheiros que deram entrada em projetos entre 2019 e 2021 e que estejam tramitando, para que fiquem atentos ao Diário Oficial (https://portal.campinas.sp.gov.br/diario-oficial).
Os profissionais devem verificar se o D.O.M traz comunicados referentes a correções a serem feitas nos projetos. É possível se cadastrar para receber alertas.  Se isso acontecer, o responsável deve realizar as alterações o mais rapidamente possível e retornar o projeto para dar sequência ao processo de análise.
É importante ressaltar que os atendimentos agendados para esta semana estão mantidos. Apenas a procura em demanda espontânea, presencial e por telefone, será suspensa temporariamente. A continuidade do mutirão será reavaliada ao final da próxima semana.

Continue Lendo

Geral

Divulgada classificação prévia da seleção para agente de educação infantil

Publicado

em

Por

 

Os candidatos que estão participando do processo seletivo para contratação de agentes de educação infantil devem ficar atentos às publicações do Diário Oficial (www.campinas.sp.gov.br/diario-oficial), incluindo o Suplemento desta sexta-feira, 1º de julho. Além da classificação prévia, também estão disponíveis os resultados dos recursos sobre a inscrição e o resultado da prova de títulos.

 

Quem discordar pode recorrer dos resultados, nos dias 4 e 5 de julho, próximas segunda e terça-feiras, de acordo com o edital de inscrições.

 

Publicidade

O recurso deverá ser enviado para o e-mail contato.processoseletivosimplificadoaei@educa.campinas.sp.gov.br, devidamente fundamentado. A decisão será tomada de acordo com parecer da Comissão Organizadora ou Fiscalizadora do processo. As respostas serão enviadas para o e-mail registrado pelo candidato.

 

“Outro caminho para conferir as publicações sobre o processo seletivo é a página Concursos e Empregos, no Portal da Prefeitura. Todas as informações que o candidato precisa estão disponíveis”, explicou a coordenadora de Concursos, Recrutamento e Seleção, Juliana Miorin.

 

A homologação do processo seletivo emergencial está prevista para 3 de agosto, e a primeira reunião de preenchimento de vagas para 5 de agosto.

Publicidade

 

Seleção

 

Mais de 15,7 mil pessoas se inscreveram para este processo seletivo. A seleção dos candidatos, por ser simplificada e emergencial, contou somente com uma prova de títulos que comprovem experiência profissional relacionada com a função de agente de educação infantil, ou seja, experiência com crianças de 0 a 5 anos. 

 

Publicidade
Continue Lendo

Populares