Connect with us

Geral

Emdec leva ações educativas a escolas no Campo Grande e Ouro Verde

Publicado

em

 

Dezenove escolas públicas e particulares das regiões do Campo Grande e Ouro Verde estão recebendo ações de educação de trânsito comandadas por educadores e Agentes da Mobilidade Urbana da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). As ações começaram no início do mês, no período de volta às aulas, e prosseguem até o dia 15 de março.

 

 

 

No total, serão impactados mais de 11 mil alunos dos ensinos Fundamental e Médio, moradores dos eixos Amoreiras e John Boyd Dunlop. A escolha das unidades educacionais está relacionada com os impactos viários decorrentes das obras de implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido), nas regiões do Campo Grande e Ouro Verde. São 15 escolas públicas impactadas, além de quatro instituições particulares. Durante as abordagens, a comunidade escolar recebe informações sobre as mudanças na circulação e interferências no trânsito decorrentes das obras.

 

 

 

“É por meio das ações educativas, associadas aos trabalhos de engenharia de trânsito e fiscalização, que temos conseguido reduzir as mortes no trânsito e preservar vidas”, destaca o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro. “Na idade escolar, a conscientização sobre as regras de trânsito ganha ainda mais relevância, pois os alunos se tornam multiplicadores junto aos familiares e ajudamos a formar futuros condutores mais prudentes e responsáveis”, completa.

 

 

 

Nesta segunda-feira, 18 de fevereiro, foi a vez de 500 alunos da Escola Estadual “Prof. Wilson Brandão Tóffano”, no Jardim Campos Elíseos, receberem as orientações, que têm como pano de fundo a Campanha VIVA. Ela conscientiza sobre as regras de circulação para pedestres, passageiros, ciclistas, motociclistas e motoristas, destacando especialmente as travessias seguras.

 

 

 

Os educadores orientam os alunos sobre um dos símbolos da campanha, o gesto do braço estendido. A ideia é estimular os pedestres a utilizarem o novo hábito durante a travessia nas faixas sem semáforos. A pessoa deve se posicionar com segurança na calçada, virada para os veículos, e estender o braço em direção à rua, com a mão aberta, sinalizando sua intenção de atravessar. É fundamental fazer contato visual com os motoristas e aguardar a parada dos veículos, antes de realizar a travessia.

 

 

 

Educadores e agentes também fornecem materiais da VIVA e orientam pais/responsáveis, alunos, transportadores, pedestres e motoristas em geral sobre os seguintes tópicos:

 

 

 

– Sempre atravessar na faixa de pedestres, olhando para os dois lados antes de realizar a travessia;

 

– Não parar em fila dupla e embarcar e desembarcar pelo lado da calçada;

 

– Respeitar a sinalização e reduzir a velocidade do veículo ao se aproximar das escolas;

 

– Transportar as crianças obrigatoriamente no banco de trás, usando bebê conforto, cadeirinha, assento elevatório ou cinto, dependendo da idade;

 

– Contratar apenas transporte escolar devidamente regularizado, com selo da Emdec;

 

– Usar o cinto de segurança, inclusive nas vans escolares;

 

– Transportar a criança em motocicleta apenas se tiver a partir de sete anos, puder alcançar o pedal e abraçar o motociclista, além de usar capacete apropriado para a idade.

 

 

 

Cerca de 4,2 mil alunos foram impactados pelas ações educativas, que já passou pelos colégios Inovar, Raphael Di Santo e Anglo; pelas escolas estaduais “Prof. Alberto Martins”, “Profª. Consuelo Freire Brandão”, “Washington José de Lacerda Ortiz”, “Vitor Meirelles”, e pela escola municipal “Profª. Geny Rodriguez”.

 

 

 

Nos próximos dias, recebem o projeto da Emdec as instituições de ensino EMEF “Prof. Vicente Ráo” (20/02), E.E. “Profª. Conceição Ribeiro” (21 e 22/02), E.E. “Prof. Benevenuto Torres” (25 e 26/02) e Colégio Renovatus (27/02). Entre os dias 11 e 20 de março, será a vez das unidades educacionais CEI Nave-Mãe “Dom Edward Robinson de Barros Cavalcanti”, CEI Nave-Mãe “Mayara Masson Christofoletti”, CEI “Gasparzinho”, E.E. “Prof. Carlos Lencastre”, E.E. “Profª. Glória Aparecida Rosa Viana” e E.E. “Elvira de Pardo Meo Muraro”.

 

 

 

As dicas de segurança no trânsito podem ser conferidas em vídeo que mostra a campanha realizada nas escolas, disponível na página da Emdec no Facebook.

 

 

 

Operação Volta às Aulas

 

 

Além das abordagens educativas, a Emdec realizou, entre 21 de janeiro e 18 de fevereiro, a Operação Volta às Aulas 2019, no entorno de 14 escolas e universidades com grande circulação de pedestres e veículos.

 

 

 

A operação consiste na orientação dos munícipes, organização e fiscalização do trânsito no entorno das unidades educacionais, para garantir a segurança e a fluidez viária. Cerca de 40 agentes da Mobilidade Urbana da Emdec atuaram na operação, por turno.

 

 

 

 

 

Geral

Ação autua estabelecimentos por descumprirem medidas sanitárias

Publicado

em

Por

Dois estabelecimentos foram autuados pela Vigilância Sanitária na noite de ontem (sábado, 10 de abril) por descumprimento das medidas sanitárias, como falta de máscaras por funcionários e por não haver controle de fluxo de pessoas no interior.

A ação vistoriou 22 estabelecimentos comerciais nos bairros Vila Pompéia, Jardim Novo Campos Elíseos e Jardim Santa Lúcia, entre eles padarias, bares, restaurantes, lanchonetes, comércios de bebidas, lojas de variedades, lojas de conveniência, drogarias, lojas de departamento, supermercados, pizzarias e sorveterias.


A fiscalização é realizada com base em denúncias recebidas pela população por meio do 156 e baseada nas regiões da cidade com mais casos de Covid-19. Segundo mapeamento da Prefeitura, a região do Novo Campos Elíseos é a que apresenta maior taxa de letalidade por Covid-19 desde o início da pandemia. Em seguida, aparece a região do Jardim Eulina.
A multa prevista no decreto é de R$ 3.030,88 para o descumprimento dos protocolos sanitários.


A Vigilância pede a colaboração da população para denunciar irregularidades pelo 156 (telefone ou Portal do Cidadão no endereço https://cidadao.campinas.sp.gov.br) e também pelo número 0800-771-3541, do sistema Estadual.

Continue Lendo

Geral

Campinas Sem Fome: 12,8 mil quilos de alimentos apenas no 1º dia

Publicado

em

Por

O primeiro dia de mobilização no “Dia D” da Campanha Campinas sem Fome, ontem, sábado, 10 de abril, arrecadou 12,8 mil quilos de alimentos não perecíveis, o que corresponde a 656 cestas básicas e quase 1,2 mil quilos de alimentos avulsos. Além disso, foram doados pela população 700 quilos de produtos de higiene e limpeza. A ação continua hoje (domingo, 11 de abril) até às 17h. Entre 8h e 14h30 deste domingo foram 4.051 quilos de alimentos e 109,5 quilos de produtos de higiene e limpeza entregues pela população.

O Banco de Alimentos estima que desde o começo da campanha, em 22 de março, até a manhã deste domingo, mais de 250 toneladas de alimentos perecíveis já foram doados pelos campineiros.

A doação é no sistema de drive-thru no Paço Municipal, com acesso pela Rua Barreto Leme. Para evitar aglomeração, não é necessário descer do veículo para entregar os produtos. Basta parar num dos pontos de coleta, sendo o primeiro próximo à entrada do arruamento do Paço Municipal e o outro na entrada do estacionamento externo. Os voluntários retiram os produtos e direcionam para serem transportados em vans até o Banco de Alimentos.


Os donativos vão para o Banco de Alimentos, que repassa para 145 entidades cadastradas na rede assistencial da Prefeitura. As instituições distribuem para as famílias em situação de vulnerabilidade social e nutricional e que estão cadastradas no aplicativo Viva Vida.

A ação tem apoio das secretarias e autarquias municipais, da Guarda Municipal, Ceasa, Sanasa, Emdec e da Transurc. O Exército também apoia com duas equipes, uma no Paço e a outra na sede do Banco de Alimentos, onde será feita a triagem, pesagem e armazenamento adequado.

Continue Lendo

Geral

Ação da Vigilância Sanitária interdita um estabelecimento e autua quatro

Publicado

em

Por

A Coordenadoria da Vigilância Sanitária autuou quatro estabelecimentos e interditou um em ações de fiscalização ontem, sexta-feira, dia 9 de abril. A interdição se deu em um estabelecimento não essencial que estava funcionando e as autuações por serviços essenciais, que descumpriam os protocolos sanitários.


Com o objetivo de atender denúncias recebidas via 156, as equipes da Vigilância vistoriaram academias, salões de beleza, clínicas médicas, consultórios, supermercados, hortifrutis, padarias, açougues, sorveterias, lojas de suplementos, drogarias, comércios de vestuário, lanchonetes, bares, restaurantes e adegas. Os proprietários e responsáveis pelos estabelecimentos foram orientados sobre as medidas sanitárias obrigatórias previstas nos decretos municipais vigentes.


Durante a operação, houve colaboração da população, que abordou os fiscais para tirar dúvidas e fazer denúncias de estabelecimentos funcionando irregularmente.
Uma equipe de técnicos inspecionou uma instituição de longa permanência para idosos (ILPI), na Vila Industrial, para avaliação das medidas adotadas para a prevenção da Covid-19. Os fiscais constataram irregularidades sanitárias e abriram processo administrativo para apurar os fatos.


A Coordenadoria da Vigilância Sanitária reforça que a população pode denunciar situações em desacordo com os decretos municipais e demais medidas de controle para prevenção da Covid-19 pelo Portal do Cidadão – 156 (por telefone ou site) ou pelo Canal de Denúncias Estadual, tel: 0800-771 3541. O órgão também pede a colaboração dos cidadãos, com relação ao uso de máscara em locais públicos, higienização das mãos e para evitar aglomerações, principalmente festas clandestinas.

Continue Lendo







Populares