Connect with us

Geral

EGDS, Defesa Civil e Unicamp promovem curso para 27 agentes

Publicado

em

A Defesa Civil de Campinas, a Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor (EGDS) e o Instituto de Geociências (IG) da Unicamp concluíram na última sexta-feira, 26 de outubro, o 11º Curso de Formação de Agentes de Proteção e Defesa Civil. Essa é a primeira vez que o IG é parceiro da capacitação, que deve ocorrer novamente, em formato ainda mais ampliado, em 2019.

 

Esta edição do curso contou com a participação de 27 agentes de Campinas e cidades da região.

 

De acordo com os organizadores, a parceria surgiu a partir de um vínculo estabelecido entre a Defesa Civil com os docentes do IG e da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC) e com o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas em Agricultura (Cepagri) da Unicamp.

 

De acordo com a coordenadora da Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor de Campinas, Marisa Córdoba Amarantes, o curso é referência no Estado e atende a agentes de vários municípios, não apenas da região metropolitana de Campinas. “Tratar de proteção e Defesa Civil é algo complexo e merece preparo técnico, atenção a aspectos da legislação e muita estrutura comportamental. Daí nosso foco em tornar a grade do curso cada vez mais ampliada como forma de atender ao perfil demandado para a Defesa Civil com o foco em cidades resilientes, que é o projeto de nosso município e uma questão mundial”.

 

Além de capacitar servidores públicos municipais que atuam ou irão atuar como agentes em trabalhos internos ou de campo, o curso buscou assegurar a qualificação nas ações de proteção e defesa civil e na construção de cidades resilientes, Procurou consolidar os conceitos de cidade e comunidade resilientes, enfatizando a relação das pessoas com o território, sua percepção dos riscos locais e a preparação sobre seu enfrentamento. Vale lembrar que Campinas compõe o grupo de municípios cadastrados como cidades resilientes, na ONU, para o Projeto “Cidades Resilientes”.

 

Para o diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado, o curso tem uma grande procura não só por agentes da região de Campinas. Tivemos a adesão de 17 municípios, além de Campinas.”É um curso para a formação de gestores e esse treinamento já faz parte da história de Campinas, tanto que já estamos na 11º edição, em parceria estreita com a Escola de Governo e esse ano tivemos a ampliação com a parceria da Unicamp”, afirmou.

 

De acordo com Sueli Yoshinaga, as disciplinas são parte das atividades acadêmicas e de extensão do Grupo Estudos sobre o Ordenamento Territorial, Resiliência e Sustentabilidade (GEOTRES), que reúnem professores e pesquisadores da Unicamp e profissionais da Defesa Civil.

 

Para André Evangelista, de Indaiatuba, o curso foi uma forma de crescimento profissional. “O curso é uma possibilidade que a gente tem de levar a instituição até as pessoas que necessitam do órgão público na hora de um desastre, e também nas horas boas, do convívio com a cidade. Ajuda a promover um estreitamento entre as partes como cidadão e como o órgão público atuando junto com a sociedade”, afirmou.

 

Outro participante do curso, Giovanni Rossi, de Holambra, falou da importância do curso para quem está iniciando a carreira na Defesa Civil. “Nessa parte de transições de funções é de extrema importância para termos uma visão diferenciada da área de risco da nossa cidade, mapeamento, sabendo do risco de todos os moradores daquele local estão correndo. Então nós temos que trabalhar em cima disso, visando sempre a segurança dos moradores”, afirmou.

 

Os agentes tiveram aulas com profissionais da Unicamp e de órgãos públicos como a própria Defesa Civil, Emdec, Samu. EGDS e Corpo de Bombeiros.

Geral

Ação autua estabelecimentos por descumprirem medidas sanitárias

Publicado

em

Por

Dois estabelecimentos foram autuados pela Vigilância Sanitária na noite de ontem (sábado, 10 de abril) por descumprimento das medidas sanitárias, como falta de máscaras por funcionários e por não haver controle de fluxo de pessoas no interior.

A ação vistoriou 22 estabelecimentos comerciais nos bairros Vila Pompéia, Jardim Novo Campos Elíseos e Jardim Santa Lúcia, entre eles padarias, bares, restaurantes, lanchonetes, comércios de bebidas, lojas de variedades, lojas de conveniência, drogarias, lojas de departamento, supermercados, pizzarias e sorveterias.


A fiscalização é realizada com base em denúncias recebidas pela população por meio do 156 e baseada nas regiões da cidade com mais casos de Covid-19. Segundo mapeamento da Prefeitura, a região do Novo Campos Elíseos é a que apresenta maior taxa de letalidade por Covid-19 desde o início da pandemia. Em seguida, aparece a região do Jardim Eulina.
A multa prevista no decreto é de R$ 3.030,88 para o descumprimento dos protocolos sanitários.


A Vigilância pede a colaboração da população para denunciar irregularidades pelo 156 (telefone ou Portal do Cidadão no endereço https://cidadao.campinas.sp.gov.br) e também pelo número 0800-771-3541, do sistema Estadual.

Continue Lendo

Geral

Campinas Sem Fome: 12,8 mil quilos de alimentos apenas no 1º dia

Publicado

em

Por

O primeiro dia de mobilização no “Dia D” da Campanha Campinas sem Fome, ontem, sábado, 10 de abril, arrecadou 12,8 mil quilos de alimentos não perecíveis, o que corresponde a 656 cestas básicas e quase 1,2 mil quilos de alimentos avulsos. Além disso, foram doados pela população 700 quilos de produtos de higiene e limpeza. A ação continua hoje (domingo, 11 de abril) até às 17h. Entre 8h e 14h30 deste domingo foram 4.051 quilos de alimentos e 109,5 quilos de produtos de higiene e limpeza entregues pela população.

O Banco de Alimentos estima que desde o começo da campanha, em 22 de março, até a manhã deste domingo, mais de 250 toneladas de alimentos perecíveis já foram doados pelos campineiros.

A doação é no sistema de drive-thru no Paço Municipal, com acesso pela Rua Barreto Leme. Para evitar aglomeração, não é necessário descer do veículo para entregar os produtos. Basta parar num dos pontos de coleta, sendo o primeiro próximo à entrada do arruamento do Paço Municipal e o outro na entrada do estacionamento externo. Os voluntários retiram os produtos e direcionam para serem transportados em vans até o Banco de Alimentos.


Os donativos vão para o Banco de Alimentos, que repassa para 145 entidades cadastradas na rede assistencial da Prefeitura. As instituições distribuem para as famílias em situação de vulnerabilidade social e nutricional e que estão cadastradas no aplicativo Viva Vida.

A ação tem apoio das secretarias e autarquias municipais, da Guarda Municipal, Ceasa, Sanasa, Emdec e da Transurc. O Exército também apoia com duas equipes, uma no Paço e a outra na sede do Banco de Alimentos, onde será feita a triagem, pesagem e armazenamento adequado.

Continue Lendo

Geral

Ação da Vigilância Sanitária interdita um estabelecimento e autua quatro

Publicado

em

Por

A Coordenadoria da Vigilância Sanitária autuou quatro estabelecimentos e interditou um em ações de fiscalização ontem, sexta-feira, dia 9 de abril. A interdição se deu em um estabelecimento não essencial que estava funcionando e as autuações por serviços essenciais, que descumpriam os protocolos sanitários.


Com o objetivo de atender denúncias recebidas via 156, as equipes da Vigilância vistoriaram academias, salões de beleza, clínicas médicas, consultórios, supermercados, hortifrutis, padarias, açougues, sorveterias, lojas de suplementos, drogarias, comércios de vestuário, lanchonetes, bares, restaurantes e adegas. Os proprietários e responsáveis pelos estabelecimentos foram orientados sobre as medidas sanitárias obrigatórias previstas nos decretos municipais vigentes.


Durante a operação, houve colaboração da população, que abordou os fiscais para tirar dúvidas e fazer denúncias de estabelecimentos funcionando irregularmente.
Uma equipe de técnicos inspecionou uma instituição de longa permanência para idosos (ILPI), na Vila Industrial, para avaliação das medidas adotadas para a prevenção da Covid-19. Os fiscais constataram irregularidades sanitárias e abriram processo administrativo para apurar os fatos.


A Coordenadoria da Vigilância Sanitária reforça que a população pode denunciar situações em desacordo com os decretos municipais e demais medidas de controle para prevenção da Covid-19 pelo Portal do Cidadão – 156 (por telefone ou site) ou pelo Canal de Denúncias Estadual, tel: 0800-771 3541. O órgão também pede a colaboração dos cidadãos, com relação ao uso de máscara em locais públicos, higienização das mãos e para evitar aglomerações, principalmente festas clandestinas.

Continue Lendo







Populares